A estreia de Bruno Senna

Depois de meses de novela, Bruno Senna finalmente estreará na F1. O piloto, praticamente certo na Brawn ano passado, foi preterido por Barrichello e perdeu a chance de começar a carreira num carro vencedor. O cenário, agora, não poderia ser mais diferente.

Não tem como Hispania não ser carroça

Correndo pela recém-formada HRT, de capital espanhol, a tarefa de Bruno será tão difícil quanto a do público brasileiro, que terá que se acostumar a ver o sobrenome Senna lá atrás. Seu primeiro objetivo é levar o carro até o final das corridas, sem quebras ou acidentes. Depois, tentar acompanhar as outras duas equipes estreantes neste ano, Virgin e Lotus, que, nos testes de pré-temporada, ficaram mais de 3 segundos atrás das rivais.

Já a HRT vai para o Bahrein sem ter testado o carro, construído pela Dallara, empresa italiana conhecida no automobilismo, mas sem experiência da F1 atual, com dois pilotos inexperientes – o companheiro de Senna é o indiano Karun Chandhok, também novato e sem títulos importantes -, e um orçamento baixo. Minardi? É bem por aí. Um ano para aprender muito e errar pouco. Julgar seu talento, talvez só em 2011.

Publicado em 08.03

Um comentário sobre “A estreia de Bruno Senna

  1. começar pelo começo! fanático por f1, até em véspera de natal! prever depois de acontecido é fácil, mas bruno, infelizmente, não tem o dom, e nem a sorte do tio, pois poderia ter estreado em um foguete. a sorte acompanha os fora de série.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s