Faltaram as ultrapassagens

A mais marcante das respostas que o GP do Bahrain deu sobre como será a F1 de 2010 foi a falta de brigas na ponta. Havia dúvidas sobre o impacto da falta de reabastecimento, mas a diferença de rendimento entre os compostos de pneus fez com que as quatro grandes equipes seguissem o mesmo caminho. O resultado foi uma procissão, com ultrapassagens no pelotão dos líderes apenas na largada, nos boxes (quando Hamilton passou Rosberg) – e pelo problema no carro de Vettel, que lhe tirou uma vitória quase certa.

Brigas, mesmo, só na largada

Quase, pois o ritmo da Ferrari se mostrou melhor com pneus duros e a dupla de Maranello vinha encostando. Mas Alonso e Massa passariam? Pelo visto nas lutas de Hamilton x Rosberg, Button x Schumacher, Webber x Button, os carros perdem estabilidade quando próximos e a ultrapassagem depende de erros. Culpa da turbulência no ar causada pelos difusores duplos e triplos. Eles serão banidos, mas só em 2011. Os pneus devem ter níveis de performance mais próximos para encorajar as equipes a arriscarem na estratégia e impedir que os treinos de classificação continuem melhores que as corridas.

Publicado em 15.03

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s