Alonso x Massa: nem com os pneus preferidos

Felipe Massa Fernando Alonso
Posição na classificação
Tempo da Classificação (Q3) 1′15.688 (+0.253) 1′15.435
Posição na corrida 15º
Volta média na corrida 1′22.550 (+1.941) 1′20.610
Voltas 69/70 70/70
Pit stops 4 2

Confira a corrida de Massa e Alonso volta a volta

Finalmente vimos Alonso e Hamilton roda a roda novamente, justamente na pista em que, em 2007, os problemas internos da McLaren se tornaram impossíveis de ignorar. O espanhol andou no ritmo do inglês a corrida toda, mas três momentos com retardatários arruinaram suas chances de vitória– e de tomar a liderança do campeonato.

Primeiro, na tentativa de passar Buemi pela liderança, perdeu tração na saída da L’Epingle e facilitou para Hamilton. Depois, quando voava para retomar a liderança nos boxes, encontrou uma Lotus e perdeu tempo. E, nas últimas voltas, pegou Chandhok numa saída de curva e, novamente, perdeu tração e permitiu a ultrapassagem de Button. Aliás, ninguém passa mais facilmente que esses 2 prateados!

Massa e Liuzzi pareciam ligados por algum ímã

Interessante é que o mesmo carro que chegou 1min atrás na Turquia andou de igual para igual no Canadá – com os pneus com que se dá melhor e mais curvas de baixa. Pelo ritmo, Massa andaria na toada das Red Bull, mas o acidente na largada o fez ter um trabalho de recuperação, no qual não é particularmente especialista.

Dá para notar nos gráficos que o ritmo de Felipe caiu mais drasticamente que o de Alonso nas voltas de antecedem as paradas, o que sugere problemas em cuidar da durabilidade dos pneus. Das 69 voltas que completou (chegou 1 atrás), foi melhor em 22, mas a diferença chegou a 1s em três fases da prova, o que pode ser atenuado pelo tráfego e pelas estratégias diferentes. Mas é impossível negar que Massa foi dominado pelo companheiro mesmo usando seus compostos “favoritos”: médio e super macio.

2 comentários sobre “Alonso x Massa: nem com os pneus preferidos

  1. nada é definitivo, mas o espanhol fez a diferença. não é papo de torcedor, mas pela corrida que fez, sendo atrapalhado pelos retardatários, alonso merecia ter ganho a corrida. foi o diferencial da prova. a dupla da mclaren, foi beneficiada por momentos de sorte, além da técnica., mas como a sorte entra na conta, prejuízo para o espanhol.

    Curtir

    1. O grande problema foi o tempo perdido com Trulli antes da parada, e isso é algo que vai pra conta da equipe. Eles não podem esperar que um piloto faça voltas rápidas para voltar da parada da frente se há tráfego, ainda mais numa pista como Montreal.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s