Levantando voo

A decolagem de Webber no GP da Europa semana passada é um alerta para a F-1. É sempre perigoso quando uma roda passa por cima da outra. E isso geralmente acontece quando há diferença de velocidades entre os carros.

É justamente isso que prevê o regulamento de 2011, recentemente divulgado. Os carros terão KERS, que dá velocidade extra por alguns segundos quando o piloto aciona um botão no volante, e asas traseiras móveis. Essas asas, também controladas pelo piloto, só poderão ser usadas em situações de ultrapassagem e apenas pelo piloto que vem atrás. Ou seja, é como se as regras provocassem cenas como a de Valência. Parece um disparate, mas é o quão longe a categoria está disposta a ir para tornar as corridas mais interessantes. Resta saber se as equipes desistirão da ideia a tempo ou esperarão por outro acidente.

O esquadrão brasileiro da F1 até que não achou o jogo contra a Holanda de todo mal

Voltando a 2010, para animar os que torcem por uma virada de Massa, nunca a nacionalidade do campeão de F-1 e a seleção campeã da Copa coincidiram. Pelo menos até semana que vem, além do brasileiro, o australiano Webber e os ingleses Hamilton e Button contam com essa escrita.

Publicado em 06.07.2010

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s