Inglaterra – Classificação: Eles continuam voando

O chefe da Red Bull, Christian Horner, já havia avisado: colocar os escapes soprando dentro do difusor não é o segredo da Red Bull. Se alguém duvidava, Vettel colocou 8 décimos no concorrente mais próximo, Alonso. O espanhol se sentiu atrapalhado por Barrichello em sua última tentativa – e, de fato, não melhorou no final – mas, mesmo assim, a diferença é grande e é difícil imaginar se alguém conseguirá chegar pelo menos próximo em circuitos de alta até o final do ano. Ainda mais com Massa, que gastou um jogo de pneus moles no Q2, indicando que ainda tem problemas nessa área.

Ferrari e Mercedes, que estão na 2ª corrida depois de remodelar seus escapes, mostraram evolução, assim como a Williams – cm Rubinho, pelo menos. Quem decepcionou foi o Renault, que também tem a novidade. Kubica escapou de ficar no Q2 por pouco e terminou com um 6º no braço. Outro que andou muito na parte final foi Hamilton, que terminou 10 posições à frente do companheiro. Como as atualizações da McLaren não deram certo e ficaram na garagem, fez milagre com um carro bastante instável. Button, todo mundo sabe, não consegue andar a não ser que sua McLaren esteja perfeita.

De la Rosa também fez um bom treino. É impressionante como o Sauber que lutava para não ficar – sem sucesso – no Q1 em Valência gosta de curvas de alta.

Duelos de companheiros:

Rosberg x Schumacher: -0.805

Alonso x Massa: -0.746

Hamilton x Button: -0.581 no Q2

Barrichello x Hulkenberg: -0.509 no Q2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s