Webber sabe que terá que ser egoísta

O piloto só pensa no campeonato de construtores quando o seu está garantido. A equipe só pensa no mundial de pilotos quando o seu está garantido ou perdido. Na F1, ser egoísta é muitas vezes uma virtude, principalmente quando a equipe tem muitos objetivos a alcançar. Todos acima do seu. Que o diga Webber.

A Red Bull tem um domínio técnico que há tempos não se via. Está a 2 poles de igualar feitos que McLaren – em 88 e 89 – e Williams – em 92 e 93 – conseguiram no passado, em anos de verdadeiros passeios. Contudo, em 2010 não foi assim. Absolutos no sábado, várias vezes, seja por problemas técnicos ou falhas dos pilotos, não repetiram o rendimento no domingo. Pode-se dizer que, se a Red Bull estivesse nas mãos de um Hamilton ou um Alonso, esse campeonato teria metade da emoção.

Mas são Vettel e Webber que têm a obrigação de ser campeões. E isso parece que pesou para o jovem alemão, que está a 14 pontos do líder, mas deveria estar 59 na frente, com a possibilidade de levar o 1º título mundial nesse final de semana. Explicando: no campeonato dos “se”, se os pilotos não batessem e os carros não quebrassem, ele venceria as 3 primeiras corridas, seria 3º na Espanha – nessas provas, teve problemas mecânicos – venceria na Turquia e na Hungria e seria 3º na Inglaterra e na Bélgica – mas não o fez por erros seus.

Foi justamente destes momentos que Webber se aproveitou. Foi ao pódio em todas as provas nas quais o companheiro errou, e construiu uma liderança que colocou uma pulga atrás da orelha da equipe. Mas ele, do alto da larga experiência em perder tempo em carros pouco competitivos, sabe o que tem que fazer.

Jake Humphey: O maior arrependimento para você seria se, ao não fazer lobby no time para que eles o apoiem, perdesse o campeonato pela menor das diferenças e você passaria o resto da sua vida arrependido…

Mark Webber: Sem dúvida. Internamente você sabe que deu tudo de si, que guiou tudo o que podia o ano todo… há uma enorme diferença entre ser campeão do mundo e vice.

JH: E com um prêmio tão grande, você estaria feliz em ser talvez um pouco egoísta para ter certeza de que as coisas serão do jeito que quer?

MW: (pausa) Diria que sim.

Um comentário sobre “Webber sabe que terá que ser egoísta

  1. PAra ser campeão do mundo, o egoismo faz parte. Na F1, campeões do mundo tem como forte um pouco de malicia mesmo, pois quase não se conhece campeões que tenham sido tão bonzinhos na pista com outros. O Webber ta merecendo o titulo, espero que ele ganhe, pois passou por cima da desconfiança de muitos, além da preferencia da equipe pelo Vettel.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s