Treinos livres prometem muito equilíbrio na Coréia

Boa parte da primeira 1h30 de treinos livres mais pareceu uma sessão de “dançando no gelo”, mas pelo menos a pista não deu sinais de se desfazer, ou seja, é só uma questão de tempo para emborrachar. E, como Kubica apontou o traçado “é 10 vezes melhor que Abu Dhabi”.

Numa dinâmica interessante, Massa foi para a pista primeiro, quando o asfalto estava mais desafiador, assim como Webber. Enquanto isso, Vettel e Alonso esperavam. Na McLaren, foram os dois.

 

Finalmente as atualizações na traseira da McLaren, que deveriam ter sido usadas ainda em Cingapura, funcionaram bem e o time voou nas retas

 

A Red Bull perdia 10km/h na reta na 1ª sessão, mas a expectativa é que, com a evolução da superfície, haja mais tempo a ser encontrado nas curvas que nas retas. Na 2ª, a distância caiu para 7-8km/h. Como esperado, a equipe fez a diferença nos setores 2 e, principalmente, no 3. O problema é que eles são bem mais curtos que o 1º.

Foi justamente este setor, recheado de retas, que as McLaren e as Renault comandaram. Ambos os times têm o novo duto aerodinâmico, trazido pela equipe francesa, que sopra o ar no elemento principal da asa traseira. Button liderava a 2ª sessão quando teve um princípio de fogo no difusor-escapamento, perdeu bastante tempo de pista e não fez o stint longo com pneus macios.

A Ferrari trabalhou com e sem o duto aerodinâmico e foi a equipe que mais se aproximou do ritmo das Red Bull nos setores 2 e 3. Alonso foi, inclusive, o melhor do dia no 2º. Já Massa ficou a 0.6s do companheiro com os pneus macios.

Bruno Senna virou passageiro após uma falha na suspensão traseira e evitou o muro, enquanto a Virgin culpou Di Grassi pelo acidente no Japão. Via twitter.

A entrada nos pits lembra muito a China e foi criticada duramente pelos pilotos. Outro ponto de discussão foi a alta degradação de pneus. Essa corrida promete.

Quem vai dominar?

Apesar da 1º colocação de Webber, é leviano apontá-lo como favorito. Isso, porque a pista evoluiu rapidamente e a saída que as equipes fazem com seu setup e combustível otimizados – a 1ª com pneu macio – aconteceu em momentos diferentes.

Primeiro, Hamilton fez 1’38.279. Seis minutos depois, foi Alonso que marcou 1’38.132, e, cinco minutos mais tarde, Webber conseguiu seu 1’37.942. O inglês foi o mais rápido dos 3 no 1º setor, Alonso dominou o 2º e Webber, o 3º. A diferença entre eles é de apenas 0.3s, portanto a ordem das equipes pode ser inclusive a inversa.

 

Foi Vettel quem comeu poeira hoje, mas ele deve vir forte amanhã

 

Vettel teve um furo no pneu duro e fez sua tentativa com os macios bem mais cedo que os rivais, o que explica por que foi apenas o 8º. E Button teve pouco tempo para andar após o princípio de incêndio em seu carro. Ambos estão na briga.

Volta combinada

Mostra o desempenho otimizado dos carros, unindo seus melhores setores

Pos. Piloto Volta combinada Dif. Diferença p/ sua melhor
1 Mark Webber 1’37.936 0.006
2 Fernando Alonso 1’38.132 0.196 0.000
3 Lewis Hamilton 1’38.279 0.343 0.000
4 Robert Kubica 1’38.338 0.402 0.380
5 Felipe Massa 1’38.614 0.678 0.206
6 Jenson Button 1’38.726 0.790 0.000
7 Vitaly Petrov 1’39.080 1.144 0.187
8 Sebastian Vettel 1’39.125 1.189 0.079
9 Nico Rosberg 1’39.233 1.297 0.035
10 Kamui Kobayashi 1’39.564 1.628 0.000
11 Nick Heidfeld 1’39.588 1.652 0.000
12 Michael Schumacher 1’39.598 1.662 0.000
13 Rubens Barrichello 1’39.812 1.876 0.000
14 Vitantonio Liuzzi 1’39.881 1.945 0.000
15 Adrian Sutil 1’39.887 1.951 0.084
16 Jaime Alguersuari 1’40.397 2.461 0.181
17 Nico Hülkenberg 1’40.426 2.490 0.052
18 Sebastien Buemi 1’40.815 2.879 0.081
19 Jarno Trulli 1’42.724 4.788 0.077
20 Heikki Kovalainen 1’42.773 4.837 0.000
21 Timo Glock 1’42.896 4.960 0.219
22 Lucas di Grassi 1’43.892 5.956 0.147
23 Sakon Yamamoto 1’44.904 6.968 0.262
24 Bruno Senna 1’46.226 8.290 0.423

Expectativa para a corrida

O cenário com os pneus lembrou bastante o Canadá, quando praticamente todo mundo fez dois pitstops devido à alta degradação dos pneus. No stint com pneus macios usados, uma ótima ferramenta de comparação, já que vão todos para a pista com basicamente o mesmo combustível e ao mesmo tempo, esse problema ficou evidente.

Stint longo com pneus macios usados

Hamilton Vettel Webber Alonso
1:43.261 1:45.342 1:43.796 1:44.204
1:43.393 1:44.438 1:42.967 1:44.190
1:44.005 1:46.492 1:49.368 1:44.600
1:47.001 1:45.128 1:42.452 1:44.475
1:46.083 1:44.874 1:49.831
1:45.299 1:44.032

O normal seria o tempo cair uniformemente, volta a volta, com a diminuição do peso compensando o gasto do pneu. No entanto, todos apresentam muita irregularidade, especialmente Hamilton, que viu o rendimento de seus pneus cair vertiginosamente. As voltas de Webber são mais rápidas, mas o fato de ter feito apenas 4 implica no uso de menos combustível. E, como sempre, a Ferrari é a que cuida melhor da borracha.

6 comentários sobre “Treinos livres prometem muito equilíbrio na Coréia

  1. Oi Julie

    muito jogo escondido..como é que se explica que o Alonso seja o mais rápido (2º sector) onde devia ser o mais lento, dos cinco pilotos que lutam pelo título, e o mais lento onde devia ser mais rápido que os Red Bull..tem alguma explicação sem ser esconder jogo ou treinar o difícil com especificações para o complicado para o F10?

    Bacci

    Curtir

    1. Acho que o acerto da Ferrari prioriza as curvas, até porque o duto deles não é muito bom. O motor de sexta-feira do Alonso também deve estar no “bico do corvo”. Aposto que ele estará melhor no 1º setor no sábado, quando eles já usam o mesmo motor da corrida (deve ser o 8º nesse final de semana).
      Aliás, o Webber vai estrear o 8º motor no sábado. Então também deve melhorar.

      Curtir

  2. Assisti os dois treinos livres, e posso afirmar que foi ridículo. Não deu pra ver quem foi mais rápido, e sim, quem foi menos medroso. A pista parecia que estava molhada, onde os pilotos tinham medo de arriscar.
    Vamos ver o treino oficial, acho que os tempos irão mudar bastante.

    Não deu pra sentir nada, mas aposto na pole da RBR. (É até complicado dar palpite)

    PS: Foi por isso que critiquei o GP da Coréia. Já estava imaginando a cena.
    Agora é torcer para que ocorra tudo bem.

    Curtir

    1. Confesso que achava que estaria pior. Achei que a pista evoluiu rápido, inclusive, o tempo de volta chegou nas previsões do simulador da Ferrari.
      Até agora, tudo bem, mas imagine se um dos candidatos ao título tem algum problema relacionado à pista na classificação ou na corrida? Aí vai ficar feio…

      Curtir

  3. É, quanto à evolução, ok, realmente foi rápida, só acho que as equipes perderam os 100% dos treinos livres. Mas nada que afete o GP.

    E não sei se você viu a curva 16, ela tem uma depressão na zebra. Isso pode dar trabalho.
    (O Yamamoto rodou nela, e aí o treino foi interrompido. Imagine isso na corrida… coitado do safety car)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s