Schumacher x Rosberg: saudades de Fiorano

O ano de estreia com apenas 0.08s de desvantagem na média em classificação para o já experiente e – hoje desmascarado por Vettel – leão de treino Webber e o domínio absoluto sobre Wurz e o pobre Nakajima não serviram para que Rosberg e seu currículo, apenas comparável ao de Hamilton e Hulkenberg nas categorias de base, fosse considerado páreo para um Schumacher voltando aos 41 anos após 3 de aposentadoria, sob um regulamento completamente diferente e sem os testes dos quais tanto gostava nos tempos de Ferrari.

A exemplo do ex-companheiro Massa, Schumi não gostou nada dos pneus dianteiros mais estreitos usados neste ano

Logo ficou claro que o ano seria dele, um piloto muito constante, rápido em classificação, mas que ainda não mostrou a agressividade dos grandes campeões. Porém, como demonstrou nesse ano, com um grande carro nas mãos, dará trabalho. As 5 vezes em que foi 5º colocado e os 3 pódios mostram sua capacidade de sobreviver em provas em que os adversários desperdiçam oportunidades, enquanto Schumacher passou a melhorar nas últimas 4 etapas, quando a Mercedes parou o desenvolvimento e começou apenas a trabalhar com diferentes setups. Ou seja, quando Michael pode brincar como nos tempos de intermináveis voltas em Fiorano.

Rosberg Schumacher
Voltas na liderança 16 0
Diferença média na classificação -0.28 0.28
Média de posição no grid 7.4 9.9
Pódios 3 0
Média de posição de chegada 6.53 8.65
Voltas completadas em corrida 1029 1023
Abandonos por falhas mecânicas 1 1
Abandonos por acidentes 3 1

5 comentários sobre “Schumacher x Rosberg: saudades de Fiorano

  1. Ju, apesar da idade, shumacher ainda consegue manter um certo nível! o futuro ainda está para ser escrito mas, é uma incógnita seu rendimento em 2011. o lado físico e de reflexos, pode fazer diferença! rosberg ainda depende de um bom carro para mostrar serviço! veremos em 2011! o engraçado é que nico não consegue demonstrar com frequência, os lampejos dos fora de série, apesar da experiência! se nascer um gande carro, tendo em vista, o capital e a genialidade de ross brawn, a forte dupla da mercedes, dará muito trabalho para as 3 grandes! como você bem frisou no post anterior, tanto para os novatos, quanto para os estreantes mais rodados, os testes fazem muita falta!

    Curtir

    1. Ross Brawn está tentando repetir a história de 2009: parou de desenvolver o carro faz tempo e se debruçou no projeto de 2011. E está fazendo sob medida para o Schumacher. Seria injusto com o Rosberg, que foi muito bem em 2010. De qualquer maneira, a Mercedes deve ser a maior incógnita de 2011

      Curtir

  2. Em Itália e Espanha consta que o novo carro da Mercedes vai ser um Míssil..

    Vamo* ver

    A Temporada não devia parar tanto, aí o Grande Ayrton não ia concordar comigo ele gostava de passar pelo menos três meses em Angra..mas quem não gostaria? Nesse Paraíso qualquer Cristão são..Ressuscita.

    Bacci

    P.S.Quem der o furo do novo MGP..vai ser lembrado por muito tempo…

    Curtir

    1. Aqui de Campinas eu não me importaria se tivéssemos corrida semana que vem…

      A diferença em relação à Brawn é que, entre 2008 e 2009, tinha havido uma grande mudança de regras. Agora, não. Então a tendência é que o handicap de quem já tem um bom projeto faça diferença e as forças se mantenham menos alteradas.

      Curtir

  3. Sem um bom carro não há milagres, mesmo que a Mercedes tivesse 2 Rosbergs na equipe ela não passaria a Ferrari no mundial dos construtores, Nico fez 142 pontos, “dobrando” iria para 284, a Ferrari fez 396, lembrando que Massa teve um ano muito ruim! O problema maior na Mercedes sempre foi o carro, nem mesmo Rosberg conseguiu evoluir o equipamento, já com Schumacher todos sabiam do risco de ele não ir bem depois de 3 anos parado, hoje sabem que tem que ter paciência! Em todo caso com Schumacher a equipe ganha em confiança, já vimos do que ele é capaz, ele sabe organizar e dar estabilidade a equipe, pode não voltar a velha forma na pista, mas com ele a equipe vai melhorar muito, quem ganha é justamente Rosberg. Schumacher não esta preocupado com Rosberg, se Nico é alemão então esta tudo em “casa”, e Nico é piloto de ponta, só não tem um carro a altura, não é piloto show, mas é muuuuito eficiente, não é piloto de jogar resultado fora! Na RBR Schumacher e Nico levariam fácil os dois títulos, juntos erraram muito menos que Vettel e e Webber. Nico seria o campeão, mas Schumacher não faria feito, depois de 3 anos parado seria um bom resultado chegar em 4º ou 5º no mundial. Pelo desafio, para Schumacher é mais interessante começar por baixo e depois evoluir, se corresse de RBR e vencesse corridas o mundo ia dizer que ele pegou um carro “pronto” para vencer, e disso Schumacher nunca dependeu, sempre começou por baixo na Benetton e Ferrari, para depois chegar ao domínio! Acredito que o pior desafio de Schumacher é justamente a idade, o problema não é entender essa “nova F1”, isso ele pega com o tempo, mas daqui a dois anos com 44 anos fica muito mais complicado competir com os mais jovens. Sua volta já vale pelo desafio, outros grandes campeões não tiveram coragem de continuar depois dos 40 anos. E com relação a equipe “fazer” um carro para determinado piloto isso não é o príncipal, Alonso em 2009 tinha um carro feito sob medida para ele, mesmo assim foi um fiasco chegando em nono no mundial de pilotos, mesma posição de Schumacher em 2010. O mais importante é o carro nascer veloz, cada piloto acerta o carro de forma diferente, pensa diferente durante a corrida, são muitos detalhes, Massa mesmo não se adaptou aos pneus, mas o carro era bom, evoluiu com Alonso. Não vejo Nico choramingando como Rubinho, Nico até defendeu Schumacher na forma de trabalhar na equipe. A tendência é melhorar para os dois, mas Schumacher já avisou: “Não devemos esperar nenhum milagre em 2010. Não podemos dar dois passos de uma vez”. Tem muito trabalho a fazer na Mercedes, brigar por títulos talves em 2012, ruim para Nico que ainda não conseguiu uma vitória na carreira, para Schumacher uma vitória a mais não faz diferença, seu desafio é outro, igual nos tempos de Benetton e Ferrari, formar uma grande equipe e ser competitivo, se conseguir vai conquistar admiração de todos no circo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s