F1 na TV inglesa: o cuidado com os detalhes

O alto padrão de produção da BBC é algo facilmente perceptível em qualquer programa da cadeia de emissoras. E, para os ingleses, uma edição caprichosa, como nesses 5 exemplos abaixo, é o mínimo que se espera deles.

Começando pelo início da transmissão da 1ª corrida da temporada. A analogia entre piloto e máquina e os gráficos dão uma ideia da forma e do conteúdo que vêm a seguir:

O apresentador Jake Humphrey passeia pelo passado e presente de Mônaco no clipe que introduz a cobertura do GP.

Humphrey e Martin Brundle decidem viajar de Londres a Spa de uma maneira um pouco mais lenta, porém muito mais charmosa. E, para quem não entendeu a piada, logo no início, quando Jake pede para dirigir o carro de Martin, que diz “eu vi você guiando aquele Lotus”, ele se referia a isso, outro momento impagável da transmissão.

Novamente Jake, agora junto de David Coulthard e Eddie Jordan, passeando no melhor estilo italiano pelas ruas de Milão antes de seguir para Monza.

Além do capricho na produção, edição e do conteúdo, uma marca forte da BBC é a ironia. Eles costumam navegar entre a análise e o não se levar muito a sério. E o fazem muitas vezes de maneira sutil.

Ao final de cada transmissão, é colocado no ar um clipe com imagens da corrida – editadas com muita rapidez – e uma música que geralmente tem a ver com a prova. Na Coréia, só poderia ter sido “Rain”, de Mika.

Por fim, o clipe de encerramento da temporada, ao som de Alistair Griffin, “Just Drive”.

Anúncios

13 comentários Adicione o seu

  1. Tomás Motta disse:

    A Globo teria que seguir o exemplo da BBC, apesar de eu saber que isso é impossível e será para sempre.

    No mais, só resta parabenizá-los pelo bom trabalho e coberturas de ótima qualidade.

    Curtir

    1. faster F1 disse:

      A Globo tem um excelente padrão de qualidade, porém mais na dramaturgia. Até entendo que eles não tenham condições técnicas de mobilizar uma equipe do tamanho da BBC pelo mundo todo. Hoje a ideia foi mais mostrar como eles fazem. Mas em todos os finais de semana de dezembro vou postar algo do tipo, e há coisas mais simples que dá para eles fazerem também.

      Curtir

      1. Tomás Motta disse:

        “A Globo tem um excelente padrão de qualidade, porém mais na dramaturgia.”

        Exatamente…

        Curtir

  2. Dé Palmeira disse:

    A cobertura da F1 na BBC é simplesmente incrível mas a da ITV também era excelente.

    A TV Globo poderia fazer uma cobertura de ótimo nível se a F1 fosse um produto que gerasse muita audiência e por consequência, muito lucro. No momento isso não acontece e a Globo se limita apenas a transmitir a prova.

    Não entro nem no mérito da qualidade do Galvão como narrador, meu ponto é: A F1 no Brasil é um produto que não tem uma audiência que justifique o gasto pra se fazer uma cobertura de alto nível.

    Curtir

    1. faster F1 disse:

      Eu achava a da ITV ótima também, mas estava revendo nesses dias e achei que a BBC levou (devolveu, na verdade) a um outro padrão. Aquele Steve Rider… Mas pelo menos tinha o James Allen.

      Curtir

      1. Dé Palmeira disse:

        Pois é, o Allen faz falta e o Mark Blundell também.

        Curtir

  3. wagner vieira alves disse:

    realmente, a diferença é gritante! tudo bem que a inglaterra seja um dos tops do automobilismo, mas convenhamos, o padrão globo f1, mais parece o padrão meia boca de qualidade! mesmo na época de senna e piquet, as chamadas eram muito superficiais! penso que a cultura e a postura de pontualidade façam as coisas funcionarem! não que seja um pensamento terceiro mundista, mas qualidade, sabemos bem que é um dos carros chefe da sociedade inglesa, no seu todo! nada que não possamos fazer, ou copiar com os devidos ajustes! demanda existe, pois, nem todos torcem apenas por nacionalidade, afinal existe a disputa em si! resta saber se a mentalidade das corporações brasileiras desejam sair do marasmo!

    Curtir

  4. A cobertura da BBC na Fórmula 1 serve para justificar porque o Jornalismo dela é considerado o melhor do mundo (não só na F1).

    Essas aberturas são clássicas, vem desde o tempo do Murray Walker, naquela época com limitações técnicas. hoje a capacidade de edição é fora de série.

    Sei que é difícil para a Globo fazer uma cobertura dessa, mas é possível que a Globo faça uma cobertura melhor do que a atual. Tem muita gente pior, que interrompe a transmissão no meio da prova para passar comerciais, pelo menos a Globo não faz isso, mas poderia entrar no ar 15 minutos antes, mostrando a equipe lá no circuito, sair do ar uns 15 minutos depois do pódio, fazendo uma análise final mais elaborada e mostrando algumas entrevistas, e até produzir um material para ficar no Globo Esporte.com

    Não precisa ser uma BBC, mas dá para fazer mais.

    Curtir

    1. faster F1 disse:

      É exatamente essa a minha intenção com os vídeos, Renan. Mostrar um produto legal para quem nunca viu e tentar imaginar o que seria possível a Globo absorver. A F1 passa bem fora do horário nobre por aqui, não é um produto tão lucrativo. Além disso, o deslocamento de uma equipe técnica do Brasil é muito mais caro.
      E também acredito que a BBC seja incomparável, porque, como TV pública, a relação deles com o produto é diferente. Quero mais que, com esses vídeos, vocês disfrutem!

      Curtir

  5. Dé Palmeira disse:

    Eu conheço e sou amigo de alguns diretores da TV Globo. Já discuti com eles esse tema por diversas vezes. Não seria difícil mobilizar uma equipe ao redor do mundo e realizar uma cobertura de bom nível, o problema é apenas a relação custo/audiência (ibope).

    Hoje na TV Globo (e em todas as empresas) quem manda é o dpto. financeiro e, no Brasil a F1 é vista por um pequeno grupo de apaixonados com eu e vocês.

    O público médio assiste apenas a largada e mesmo assim se houver algum piloto brasileiro com chances de vitória. Fora isso não há muito interesse em estratégias, equipamento, tipo de circuito etc… É extremamente difícil prender a atenção do espectador por duas horas enquanto carros dão voltas na pista e aparentemente nada acontece.

    Por isso a F1 no Brasil vai permanecer do jeito que está. Pra falar a verdade a Globo só não abandona o produto Formula 1 para não deixar a concorrência pegar.

    Ainda bem que existe internet, posso assistir a transmissão da BBC ao vivo ou baixá-la depois da prova.

    Curtir

    1. faster F1 disse:

      Não dá para investir tanto em algo que passa domingo de manhã, mas minha opinião é de que é possível fazer muito mais mantendo o investimento atual. Aproveitar melhor quem já está in loco só valorizaria o produto.
      Sempre lembrando: BBC é uma emissora pública, o “lucro” dela é a qualidade. Não dá para comparar.

      Curtir

  6. Rafael Vieira disse:

    Gente, parem de se iludir, nem os programas de automobilismo da TV paga aspira ser assim, quem diria a Globo, pois para ela fazer isso, tem que fritar aqueles programinhas chulos de domingo, no qual ela nao tira por nada. Meu conselho é descolar um jeito de assistir pela internet mesmo, pois os contratos de F1 proibem qualquer veiculo transmitir F1, seja pago ou não, dica fica é assistir no Speed Channel o programa semanal de F1 que é mto melhor que os nossos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.