Turma de 2011: Sauber

Em 2010
Colocação/pontos: 8º, 44 pontos
Melhor resultado: 6º (1 vez, com Kobayashi)
O que levar para 2011: estratégias ousadas com Kobayashi
O que esquecer: falta de confiabilidade
Showman

Kamui Kobayashi
Amagazaki, Japão, 13.09.1986
22 GPs
Em 2010: 12º, 32 pontos
Por que Kobayashi: não existe ultrapassagem impossível para o japonês
O que levar para 2011: a “falta de respeito”, mesmo com os grandes nomes
O que esquecer: a tendência em se envolver em acidentes

 

Aposta

Sergio Perez
Guadalajara, México, 26.01.1990
Estreia em 2011
Por que Perez: na GP2, mostrou ano passado que evoluiu e sabe abrir caminho no meio do pelotão
Em 2010: vice-campeão da GP2

Peter Sauber teve que juntar os cacos às pressas depois da saída da BMW, que havia comprado sua equipe, ao final de 2009. Praticamente sem patrocinadores, ainda que não se saiba o tamanho da ajuda da montadora alemã para que a equipe sobrevivesse, sofreu com a falta de confiabilidade, especialmente do motor Ferrari na primeira metade da temporada.

Conseguiu superar as dificuldades principalmente quando colocou Kobayashi em estratégias ousadas. Como ultrapassar não é um problema para o japonês, a revelação de 2010 ia abrindo caminho e alçando a Sauber a posições que não merecia: com o 8º carro do grid, pontuou em 8 das 11 provas finais do campeonato.

Para 2011, o tradicional time suíço, que já deu a primeira oportunidade a pilotos como Kimi Raikkonen e Felipe Massa, promete dar um passo importante. Com a chegada do dinheiro trazido pelo mexicano Sergio Perez e o recente anúncio da parceria com a marca de tequila Jose Cuervo, terá mais recursos para desenvolver o carro e, quem sabe, lutar com Force India e Williams por um lugarzinho no Q3.


Usando motor, câmbio e KERS da Ferrari, a Sauber também optou pelo tipo de suspensão similar ao da Scuderia. “A geometria de suspensão é de certa forma ditada pelo câmbio, mas toda a solução para a suspensão foi criada aqui dentro”, salientou o diretor técnico James Key, que chegou na metade do ano passado, vindo da Force India, e foi o grande responsável pelo crescimento do time na segunda parte da temporada.

6 comentários sobre “Turma de 2011: Sauber

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s