Ultrapassagens por primeiras posições já superam 2010

Que o trio pneus Pirelli, asa traseira móvel e Kers vem dando altas doses de imprevisibilidade às corridas de 2011, ninguém duvida. Mas qual é o impacto real das novidades em sua função, o número de ultrapassagens? Enorme. Tanto, que os recordes históricos de número de ultrapassagens foram quebrados em duas das três etapas até aqui. E isso sem nenhum Safety Car ou interferência da chuva.

A temporada de 2011 começou com 29 ultrapassagens em Melbourne, onde a média em corridas no seco é de 16,3. Na Malásia, foram 56 manobras, o recorde do circuito, que estreou em 1999 – a maior quantidade até então havia acontecido no GP de 2001, com 44 trocas de posição na pista, debaixo de chuva. E, na China, novamente a categoria superou suas marcas anteriores: 85 ultrapassagens, contra 83 contabilizadas ano passado, numa prova que contou com condições climáticas variadas e a intervenção do carro de segurança.

Clique na imagem para ampliar

Em relação ao ano passado, quando já tivemos um aumento significativo do número de manobras, 547 contra 244 de 2009 – excluindo as sofridas pelos pilotos das equipes novas, o número cai para 267, mas ainda é o maior desde 2007 – a média das primeiras provas já subiu em 33,4. Foram 170 manobras até agora, ou seja, 31% do total de 2010 após pouco mais de 15% do campeonato disputado. Os dados são do ótimo Clip the Apex.

O melhor dos números é o aumento da disputa nas primeiras posições. As médias dos últimos anos, especialmente de 2006 para cá, não são particularmente ruins. O problema é que as trocas de lugares ficavam restritas ao meio do pelotão.

GP da China teve até ultrapassagem pela ponta, fato raro nos últimos anos

Em 2011, apenas nestas três primeiras corridas, tivemos mais ultrapassagens pelo segundo e terceiro lugares que por toda a temporada de 2010.

Ultrapassagens por posição ganha

1º     3
2º     5
3º     7
4º     5
5º     10
6º     15
7º     7
8º      8
9º      15
10º    10
11º     12
12º     6
13º     10
14º     9
15º     10
16º     6
17º     4
18º      9
19º      7
20º     5
21º     4
22º     3
23º     0

Ultrapassagens por posição ganha em 2010

1º       5
2º       3
3º       6
4º       9
5º       20

As 15 manobras de Webber ajudaram bastante as marcas da Red Bull, que conta com o maior saldo entre as equipes, enquanto a Renault, muito em função da péssima corrida na China (Nick Heidfeld levou 10 e Vitaly Petrov, 6), foi mais ultrapassada até que a Virgin.

Ultrapassagens por carro

Clique na imagem para ampliar

2 comentários sobre “Ultrapassagens por primeiras posições já superam 2010

  1. Briga pela ponta sempre foi agradável. Seria muita leviandade estipular números para o “mais” importante entre os três fatores (Pirelli,/KERS/ATM), mas tudo leva a crer que os pneus sejam o ator principal, afinal seu desgaste variado e abrupto, tende a aproximar os carros, facilitando o trabalho do KERS e da ATM. Fica a dúvida cruel: será que as procissões a la Bridgestone, permaneceriam com KERS e ATM? Imaginemos esse foguete da RBR com os pneus super duráveis, tendo a possibilidade de fazer as famosas voltas voadoras! Acredito que seria ainda mais cruel com a concorrência!

    Curtir

  2. A quantidade maior de ultrapassagens torna a F1 divertida para quem assiste e para quem pilota.

    Pode até ser um pouco artificial, mas é muito melhor do que procissão de carro. E pelo menos até agora, tem dado chance para um carro inferior se sobrepor a um carro superior devido à sua melhor estratégia.

    Pelo menos não falta assunto para a gente discutir e se divertir durante a semana.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s