Luta entre companheiros na classificação

Button

1 x 3

Hamilton

Schumacher

0 x 4

Rosberg

Vettel

4 x 0

Webber

Massa

0 x 4

Alonso

Barrichello

3 x 1

Maldonado

Heidfeld

1 x 3

Petrov

Sutil

1 x 3

Di Resta

Buemi

3 x 1

Alguersuari

Kovalainen

4 x 0

Trulli

Liuzzi

4 x 0

Karthikeyan

Kobayashi

2 x 2

Perez

Glock

2 x 2

d’Ambrosio

Diferenças hoje

Hamilton x Button: 0s387
Rosberg x Schumacher: 1s072
Vettel x Webber: 0s405
Alonso x Massa*: –
Barrichello x Maldonado: 0s472
Petrov x Heidfeld: 0s363
Di Resta x Sutil: 0s118
Buemi x Alguersuari: 0s317
Kovalainen x Trulli: 0s893
Liuzzi x Karthikeyan: 0s872
Kobayashi x Perez: -*
d’Ambrosio x Glock: 0s386

*Kobayashi e Massa (no Q3) não marcaram tempo

Clique para ampliar

Com o problema de Kobayashi logo no início do treino, as equipes não precisaram usar o pneu macio, tendo em vista que só precisavam superar Hispania, Virgin e Lotus – que havia sido 1s mais lenta que os rivais mais próximos na terceira sessão de treinos livres.

Ainda assim, a Ferrari foi para a pista uma segunda vez. Massa teve que gastar os pneus macios, e Alonso saiu com os duros. Uma saída útil somente se melhoraram algo no carro: com o 1min28s4 da primeira tentativa, Massa entraria no Q2.

Mais uma vez, d’Ambrosio ficou à frente de Glock, com a Hispania de Liuzzi entre os dois, enquanto Kovalainen fez 4 a 0 em Trulli. Ainda que o italiano não estivesse com a asa traseira operando, foram 0s9.

Saindo com os mesmos pneus macios do Q1, Massa perdeu 1s1 em relação a Alonso e teve que voltar para a pista. Estranhamente, a Mercedes fez a primeira saída com pneu duro e também fez uma tentativa a mais.

Barrichello, por 24 milésimos, não superou uma Renault e entrou no Q3. Mas não houve surpresas nesta parte final: só Red Bull, McLaren, Mercedes, Ferrari e o time francês ficaram na briga.

Na última parte, as Mercedes, Massa e Heidfeld optaram por poupar um jogo de pneus – ou não tinham dois sets de macios – e fizeram apenas uma tentativa.

Como as equipes esperam que o pneu duro seja mais efetivo do que nas provas anteriores, mesmo tendo a possibilidade de poupar um jogo no Q3, as McLaren usaram os três sets de macios. Alonso chegou a sair para uma segunda tentativa, mas abortou. E as Red Bull nem se deram ao trabalho de voltar para a pista para conquistar a primeira dobradinha do ano.

19 comentários sobre “Luta entre companheiros na classificação

  1. A classificação parece ter perdido a importância para as equipes, estão preferindo economizar pneus para a corrida. Até mesmo no meio da volta, se percebem que a parcial não foi boa, já abortam a volta. Desse jeito, a FIA terá que criar uma tabela para apresentar quantos jogos de pneus cada piloto tem para o domingo.

    Massa mostrou novamente, sofrer mais com os pneus duros em comparação ao Alonso. Já teve que gastar um jogo de pneus macios logo no Q1, para não arriscar passar o vexame de ser eliminado no Q1.

    Julianne,

    O carro do Barrichelo parece estar um pouco mais competitivo. São os novos updates que deram certo ou foi o clima mais frio que ajudou? Pois ele tinha dito que o carro desandou após os pré-treinos de inverno, quando tiveram que mexer na aerodinâmica para melhorar a refrigeração.

    Curtir

    1. Não acho que seja uma questão de perder a importância, mas eles têm que avaliar até onde é real chegar e o quanto querem comprometer a corrida. Tenho achado até mais interessante porque, além das implicações estratégicas em si – não entendi, por exemplo, a Ferrari colocar pneus macios no Felipe no Q1 sendo que eles só precisavam superar a Lotus! – os pilotos estão ainda sob mais pressão para acertar logo de primeira em todas as partes do treino.

      Sobre a questão Massa x Alonso, temos que ver os dois lados da moeda: as classificações do espanhol têm sido irretocáveis, enquanto Massa cometeu erros, pelo que me lembro, ao menos em três oportunidades. Ficar à frente do Button era algo que eles certamente não esperavam.

      Não tenho os dados em mãos, mas creio que a temperatura estava semelhante à China, nos 25ºC de pista. Parece que as novidades ajudaram e o Maldonado – que, inclusive, treinou sem Kers, disse que o circuito ajuda o carro da Williams. Então acho que temos que esperar Barcelona.

      Curtir

  2. Julianne,

    A McLaren não trouxe novidades para o carro? Hamilton foi ultrapassado por Rosberg e Button foi ultrapassado pelas duas Mercedes. Ou será que economizaram pneus? Não parece, pois do Q1 ao Q3 os tempos sempre diminuíram.

    E as Renault, um tanto discretas, porém Petrov sempre foi mais rápido que o Heidfeld, teoricamente o piloto nº 1 da equipe.

    Kobayashi largando do fundão… Vai fazer a tática do Webber na China e ultrapassar muita gente.

    Trulli, até agora não entendi o que ele tanto reclama da dirigibilidade do carro. Só no carro dele? Tomou quase 1 seg do Kova.

    Curtir

    1. Exato. Eles desenvolveram o muito o carro nas primeiras etapas e só devem ter novidades na Espanha.

      Petrov tem um ótimo histórico na Turquia. Inclusive, ano passado, foi seu 1º Q3 e andou nos pontos até o finalzinho.

      Sim, certamente vale a pena prestar atenção no que ele vai fazer lá de trás.

      Trulli estava sem a asa traseira funcionando e, ao que parece, isso faz bastante diferença na Turquia. Agora, se são quase 9 décimos…

      Curtir

  3. Aproveitando o assunto sobre a velocidade da pole, muita coisa melhorou, se olharmos quando se treinava com o combustível da corrida. Uma das melhores invenções, penso ter sido a divisão em três partes. A disputa da pole é um momento psicológica mágico, onde os pilotos buscam insanamente o limite, é mt bonito a disputa pelos décimos. Chegar a aberração do passado, onde existia os pneus de uma volta apenas, acho forçação, mas se separassem compostos apenas para a pole, seria mt mais prazeroso, pois o limite seria buscado. Quem sabe! Tudo bem que cortar gastos é interessante, mas será que alguns jogos a mais onerariam tanto assim a categoria? Penso que KERS e ATM fogem do padrão econômico.

    Curtir

    1. Wagner,

      Parece que a pressão por não errar ficou maior ainda, pois ninguém mais faz uma segunda tentativa com o mesmo jogo de pneus. A tensão parece da época do Senna saindo para a pole, faltando poucos segundos para o fim da classificação. Errou, dançou…

      Curtir

    2. Entendo sua linha de pensamento, Wagner, mas acho fascinante as complicações que as regras atuais trazem para a classificação. Acho que o ponto negativo de toda essa luta com os pneus o fato de ser ainda mais difícil hoje tentar alguma coisa diferente se você não tem um carro bom – e é lógico que a obrigatoriedade de largar com o pneu com que se classifica pouco acrescentou e importa cada vez menos, uma vez que quase todos os sets são usados.
      Sobre os gastos, as equipes divulgaram ontem que estão gastando cerca de 50% menos em relação ao final de 2008, e que o momento econômico está melhorando. Em outras palavras: daqui a pouco vão liberar.

      Curtir

  4. Julianne,

    Previsão do tempo? Possibilidade de chuva?

    Vendo os comentários dos pilotos, um monte de gente reclamou que o carro estava diferente do período da manhã, só porque mudou a temperatura.

    Curtir

  5. Acho engraçado como as teorias conspiratórias da Ferrari vão e vêm. Fico imaginando se os problemas hidráulicos sofridos por Alonso, fossem no carro de Massa, o mundo acabaria. Assistindo o Sport TV, vieram com a conversa que Alonso estava estudando a telemetria de Massa; no site oficial, falaram que Smedley estaria acertando o carro de Massa separadamente! Ora, tudo isso para esconder os 4 a 0! Mais distorção impossível.

    Curtir

    1. O pessoal do SporTV ficou realmente vendendo essa idéia sobre o Massa, discurso patriotista.

      Não tem nada de errado, um piloto olhar a telemetria do outro e ver onde pode melhorar. Ter o recurso e não usar, não é sinal de superioridade… é de orgulho bobo.

      Curtir

      1. Durante aquele treino, comentei sobre essas “informações” com gente bem mais bem informada que o ilustre comentarista e ouvi risadas como resposta. Não tem nada daquilo. Sobre o acerto, Massa melhorou quando foi no caminho de Alonso, ao menos é isso que foi divulgado. Olhar a telemetria é normal. Concordo com o Ricardo, seria burrice não olhar.
        E, convenhamos, Massa andou na frente na China. E ponto. É ótimo para a confiança dele, ele precisava disso, mas não é nenhuma revolução. Ao menos por enquanto.

        Curtir

  6. Julianne,

    O chassis do Vettel é o mesmo da batida da 6ª Feira ou trocaram? A equipe fez um bom trabalho, pois a pole foi com folga.

    A Kinky Kyle se refere ao modelo do carro deste ano ou apenas ao chassis que ele está utilizando? Pois se ele bater com força e destruir o chassis, podemos dizer que ele brigou feio com ela? A equipe pode processá-lo com base na Lei Maria da Penha ( rsrsrsrs )?

    Curtir

    1. Eles divulgaram que não mudariam o chassi. No passado, quando ele trocou de carro, trocou de nome também.
      Estava discutindo com o Ico qual o problema da Kyle com a chuva. Eu acho que é chapinha. Mas também não precisava destroçar a coitada! Maria da Penha nele, claro…

      Curtir

      1. Então se olharmos a Williams do Maldonado, é “mulher de malandro”…

        O que ela já tem de cicatriz…

        Ele pega prisão perpétua, fácil fácil!

        Curtir

  7. O mais engraçado desse discurso nacionalista, é que sem perceber, os narradores/comentaristas oficiais, jogam contra o brasileiro, afinal, sabemos que Alonso está entre os melhores pilotos da atualidade, mas a F1 não se resume apenas ao espanhol. Nesse caso, a fixação do alvo no companheiro de equipe, dramatiza ainda mais a situação quando vemos um 4 x 0. O enfoque ficaria mais justo, se colocassem Massa disputando contra 23 pilotos, seria mais realista e menos pesado. Ora, deixar Vettel, Hamilton, Rosberg, Button e cia. de fora, não me parece racional. Além do que, essa historinha de coitado, não cola, pois sabemos que a categoria é uma briga de foice no escuro,e os fracos psicologicamente, não chegam na categoria. Resumindo, restringir o foco, torna Massa ainda menos heróico!

    Curtir

  8. Julianne,

    No blog do Flávio Gomes, saiu a informação que o Reginaldo Lemes teria dito que a Williams teria no ano que vem o motor Renault.

    Procede a novidade, ou boato?

    Curtir

      1. A informação parece um tanto sem sentido.

        Pois teriam que fazer uma grande mudança para adaptar o carro para o motor Renault e já em 2013 mudam de novo as regras para os motores turbo 4 cilindros.

        Pra quem tem pouco dinheiro… É melhor aprimorar esse carro mesmo e ver se o conceito da traseira miniaturizada funciona.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s