Saiba tudo sobre a pista de Valência

Ano passado, chegou-se a Valência com a expectativa de que as longas retas e a pouca dependência aerodinâmica deixassem a Red Bull vulnerável aos rivais. No entanto, com um carro equilibrado, especialmente nas curvas rápidas do último setor, Sebastian Vettel teve uma de suas vitórias mais dominantes do ano.

A prova acabou sendo marcada pelo Safety Car causado pelo espetacular acidente de Mark Webber, que decolou após tocar-se com Heikki Kovalainen. Hamilton ultrapassou o carro de segurança, demorou a ser punido e o resto é história.

O fato é que, se Valência não chega a prejudicar a Red Bull, a tendência é esconder um pouco as deficiências dos rivais. Com o bom rendimento do Canadá, a Ferrari pode confiar em sua estabilidade em freada e tração, algo fundamental no traçado espanhol, enquanto McLaren e Mercedes podem utilizar a força de seu motor nas retas do segundo setor.

Mas o que deve dar o que falar no final de semana é a proibição da mudança do mapeamento de motor entre a classificação e a corrida. Isso permitia uma configuração mais agressiva para o sábado, principalmente em relação ao uso dos gases do escapamento como “apêndice” aerodinâmico, o que será banido, por fim, em Silverstone. Acredita-se que todos os times grandes usem o artifício, mas é provável que grande parte da vantagem da Red Bull em classificações esteja relacionada a um uso mais inteligente do mecanismo.

Em Valência, os carros podem andar bem baixos, devido às poucas ondulações. O único problema em relação a isso são as zebras na última parte do circuito. Mas o maior desafio do acerto do carro é equilibrar a estabilidade nas freadas fortes com a carga aerodinâmica ideal para as retas.

Os freios e câmbio também são motivo de atenção. Valência é o segundo circuito em que mais se troca de marchas no ano – 64 vezes por volta, perdendo apenas para Cingapura (71). A questão dos freios é relacionada à temperatura: além do clima quente, os muros próximos dificultam o fluxo de ar.

Os pneus, junto das duas zonas de utilização da asa traseira móvel, prometem melhorar a péssima média de ultrapassagem do circuito: 6,3, sendo que, em 2009, não houve uma manobra sequer durante a prova. Ano passado, como o Safety Car embaralhou as posições e as estratégias, o número subiu para 15.

Vettel parece se dar bem com o circuito. Foi destaque com a Toro Rosso em 2008, quando chegou em 6º e venceu com sobras ano passado – em 2009, abandonou com uma quebra. Hamilton, por sua vez, foi segundo colocado por três vezes. Outro que tem bom retrospecto em Valência é Rubens Barrichello: dominante em 2009, o brasileiro teve seu melhor resultado do ano (4º) em 2010.

Nº de voltas 56
Ativação da DRS 285m após a curva 10 e 35m após a 14
Pé em baixo 59%
Consumo de câmbio Alto
Consumo de freios Alto
Consumo de motor Alto
Nível de downforce Médio/alto
Uso de combustível 2.34kg por volta
Tempo de perda no pit 12s7
2010
Pole position Sebastian Vettel, 1min37s587
Resultado da corrida 1º Sebastian Vettel
2º Lewis Hamilton
3º Jenson Button
Volta mais rápida Jenson Button, 1min38s766


Retrospecto em circuitos de rua em 2011

Piloto Mônaco Austrália Canadá
Sebastian Vettel 1 1 2
Mark Webber 4 5 3
Lewis Hamilton 6 2 DNF
Jenson Button 3 6 1
Fernando Alonso 2 4 DNF
Felipe Massa DNF 7 6
Michael Schumacher DNF DNF 4
Nico Rosberg 11 DNF 11
Nick Heidfeld 8 12 DNF
Vitaly Petrov DNF 3 5
Rubens Barrichello 9 DNF 9
Pastor Maldonado DNF DNF DNF
Adrian Sutil 7 9 DNF
Paul di Resta 12 10 18
Kamui Kobayashi 5 DNF 7
Sergio Perez DNS DNF DNS
Sebastien Buemi 10 8 10
Jamie Alguersuari DNF 11 8
Heikki Kovalainen 14 DNF DNF
Jarno Trulli 13 13 16
Narain Karthikeyan 17 DNF 17
Vitantonio Liuzzi 16 DNF 13
Timo Glock DNF DNF 15
Jerome D’Ambrosio 15 14 14

DNF: não completou
DNS: não largou

Retrospecto em Valência

Piloto 4º-6º 7º-10º 11º+ DNF
Sebastian Vettel 1 1 1
Mark Webber 1 1 1
Lewis Hamilton 3
Jenson Button 1 1 1
Fernando Alonso 1 1 1
Felipe Massa 1 1
Michael Schumacher 1
Nico Rosberg 1 2
Nick Heidfeld 1 1
Vitaly Petrov 1
Rubens Barrichello 1 1 1
Pastor Maldonado
Adrian Sutil 1 1 1
Paul di Resta
Kamui Kobayashi 1
Sergio Perez
Sebastien Buemi 1 1
Jaime Alguersuari 2
Heikki Kovalainen 2 1
Jarno Trulli 1 2
Narain Karthikeyan
Vitantonio Liuzzi 1
Timo Glock 1 2
Jerome D’Ambrosio

Um comentário sobre “Saiba tudo sobre a pista de Valência

  1. Será interessante ver qual será a estratégia das equipes: priorizar o posicionamento de largada ou economizar pneus macios para a corrida.

    E sobre o mapeamento do motor, qual será a escolha da RBR? Utilizar o mapeamento mais brando e perder o equilibrio e a vantagem do difusor soprado na classificação ou utilizar o mapeamento mais agressivo com o ônus de carregar mais combustível durante a corrida?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s