GP da Europa: voltas mais rápidas vs pneus

Piloto Tempo Diferença Volta Pneu
Vettel 1:41.852   53 Médio novo (6)
Alonso 1:42.308 0.456 49 Médio novo (4)
Button 1:42.340 0.488 57 Médio novo (9)
Webber 1:42.534 0.682 39 Macio usado (11)
Massa 1:42.705 0.853 53 Médio novo (9)
Hamilton 1:42.947 1.095 47 Médio novo (6)
Maldonado 1:43.134 1.282 47 Macio usado (13)
Petrov 1:43.151 1.299 41 Macio novo (2)
Kobayashi 1:43.517 1.665 42 Macio novo (9)
Sutil 1:43.526 1.674 53 Médio novo (10)
Alguersuari 1:43.579 1.727 53 Médio novo (9)
Rosberg 1:43.649 1.797 53 Médio novo (8)
Di Resta 1:43.851 1.999 54 Médio novo (10)
Heidfeld 1:43.901 2.049 51 Médio novo (11)
Perez 1:43.949 2.097 41 Macio novo (16)
Buemi 1:44.103 2.251 47 Médio novo (2)
Barrichello 1:44.131 2.279 55 Médio novo (15)
Schumacher 1:44.578 2.726 50 Médio novo (19)
Kovalainen 1:45.055 3.203 44 Médio novo (2)
Trulli 1:46.208 4.356 28 Macio usado (10)
Glock 1:46.628 4.776 49 Médio novo (7)
D’Ambrosio 1:47.164 5.312 51 Médio novo (14)
Liuzzi 1:47.418 5.566 37 Macio usado (9)
Karthikeyan 1:47.708 5.856 32 Macio usado (3)

*entre parênteses, quantas voltas o pneu tinha quando o piloto fez o melhor tempo

É interessante notar que Webber fez sua melhor volta com os pneus macios, e muitas voltas depois de trocá-los, mostrando a deficiência em colocá-los em temperatura otimizada – isso aparece claramente em classificação e quando calça compostos mais duros.

Enquanto isso, os pilotos da Ferrari mostraram uma tendência em fazer suas melhores voltas logo de cara com os médios, o que não foi a regra entre os concorrentes – a maioria conquistou seus tempos mais rápidos com 9 a 10 voltas completadas no composto médio.

Erros de estratégia podem ser percebidos também por esta estatística, pois, se um piloto consegue sua melhor volta com pneus muito rodados, especialmente os macios, isso quer dizer que teve de andar abaixo do ritmo ótimo para poupar o pneu e economizar no número de paradas – no caso das Williams, nem isso. Claramente um equívoco em um dia em que claramente parar três vezes e, portanto, andar no ritmo mais forte possível, foi a tática campeã.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s