Degradação promete decidir prova na Hungria

Ainda que a McLaren tenha dominado a tabela de tempos nas duas sessões de treinos, o ritmo de corrida mostrado pela Red Bull nesta sexta-feira esteve longe de ser desapontador. Enquanto isso, a Ferrari pareceu até mais rápida, mas pecou curiosamente no quesito que tem sido seu ponto forte: a durabilidade dos pneus.

Comparando os stints com o super macio de Hamilton, Alonso e Vettel, vemos que os tempos mais estáveis são do alemão, enquanto o inglês parece diminuir o ritmo para esfriar os pneus. Como as marcas de Alonso subiram rapidamente, o espanhol voltou aos boxes no final do treino para calçar os pneus macios, enquanto Massa optou por uma sequência mais curta.

É lógico que os dados serão estudados e mudanças no acerto serão feitas para corrigir estas tendências, mas o que parece claro é que a previsão inicial, de que os pneus durassem tanto quanto em Mônaco, não deve se confirmar.

O stint mais longo entre os ponteiros foi de Webber, com 17 voltas, sendo que, a partir da 15ª, houve uma queda de performance acentuada. Este cenário indica quatro paradas para cumprir as 70 voltas da corrida, mas temos de lembrar que a pista da Hungria tende a melhorar durante o final de semana, pois é pouco usada no restante do ano. Talvez 3 pit stops, ainda mais considerando que a posição de pista é mais importante que em outros lugares devido à dificuldade de se ultrapassar, seja a regra para os líderes.

Nas simulações de classificação, Massa errou em sua melhor volta e os oito décimos em relação a Alonso não devem ser reais. Prova disso é que sua melhor volta combinada (somando os três melhores setores) é dois décimos melhor que o sexto tempo registrado. As Ferrari, inclusive, foram as únicas entre os líderes a darem três voltas com os super macios com pouco combustível. Algo para se ter em conta em um circuito em que o peso faz bastante diferença (0s35 para cada 10kg). Button disse que o carro não estava muito bem acertado em sua volta rápida e acha que poderia ser mais veloz. Ao menos tudo indica que o baile da Red Bull em 2010 não se repetirá.

Piloto Carrro Tempo Dif. Dif. p/ melhor Volta/Stint
1 Lewis Hamilton McLaren-Mercedes 1’21.018 0.000 1/2
2 Fernando Alonso Ferrari 1’21.259 0.241 0.000 1/3
3 Jenson Button McLaren-Mercedes 1’21.322 0.304 0.000 1/1
4 Mark Webber Red Bull-Renault 1’21.508 0.490 0.000 1/2
5 Sebastian Vettel Red Bull-Renault 1’21.549 0.531 0.000 1/2
6 Felipe Massa Ferrari 1’21.889 0.871 0.210 2/3
7 Nico Rosberg Mercedes 1’22.121 1.103 0.000 1/1
8 Michael Schumacher Mercedes 1’22.440 1.422 0.000 1/1
9 Paul di Resta Force India-Mercedes 1’22.762 1.744 0.073 1/2
10 Adrian Sutil Force India-Mercedes 1’22.981 1.963 0.000 1/3
11 Kamui Kobayashi Sauber-Ferrari 1’23.030 2.012 0.000 1/2
12 Sergio Perez Sauber-Ferrari 1’23.186 2.168 0.213 1/4
13 Rubens Barrichello Williams-Cosworth 1’23.645 2.627 0.034 1/3
14 Nick Heidfeld Renault 1’23.772 2.754 0.089 1/3
15 Pastor Maldonado Williams-Cosworth 1’24.181 3.163 0.000 1/3
16 Jaime Alguersuari Toro Rosso-Ferrari 1’24.182 3.164 0.000 1/2
17 Vitaly Petrov Renault 1’24.516 3.498 0.030 1/5
18 Sebastien Buemi Toro Rosso-Ferrari 1’24.734 3.716 0.144 5/5
19 Jarno Trulli Lotus-Renault 1’24.944 3.926 0.050 3/3
20 Heikki Kovalainen Lotus-Renault 1’25.447 4.429 0.000 2/2
21 Timo Glock Virgin-Cosworth 1’26.823 5.805 0.000 1/3
22 Jerome d’Ambrosio Virgin-Cosworth 1’27.216 6.198 0.045 1/3
23 Daniel Ricciardo HRT-Cosworth 1’27.617 6.599 0.113 2/4
24 Vitantonio Liuzzi HRT-Cosworth 1’28.255 7.237 0.000 1/3

 

Um comentário sobre “Degradação promete decidir prova na Hungria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s