Red Bull volta ao hall das melhores paradas

 

Piloto Equipe Pits Perda total Média por parada
Vettel Red Bull 3 1:00.965 20s321
Rosberg Mercedes 4 1:24.513 20s378
Webber Red Bull 5 1:43.364 20s672
Button McLaren 3 1:02.897 20s965
Schumacher Mercedes 2 42.019 21s009
Hamilton McLaren 5 1:46.027 21s205
Glock Virgin 3 1:03.764 21s254
Perez Sauber 3 1:03.702 21s324
Di Resta Force India 3 1:03.998 21s332
Buemi Toro Rosso 3 1:04.169 21s389
Sutil Force India 4 1:25.790 21s447
Alonso Ferrari 4 1:26.156 21s539
Massa Ferrari 4 1:27.041 21s760
Kovalainen Lotus 5 1:49.988 21s999
Alguersuari Toro Rosso 3 1:07.631 22s543
Kobayashi Sauber 3 1:07.835 22s611
Maldonado Williams 4 1:30.668 22s667
Ricciardo Hispania 3 1:08.058 22s686
Trulli Lotus 1 23.118 23s118
Petrov Renault 4 1:32.688 23s172
Heidfeld Renault 2 46.805 23s402
Liuzzi Hispania 5 1:59.441 23s888
Barrichello Williams 5 2:02.572 24s314
D’Ambrosio Virgin 4 1:58.572 29s643

O GP da Hungria foi um duro teste não apenas para os estrategistas, mas também para os mecânicos. Todos os pilotos que completaram a prova fizeram de três a cinco paradas para trocas de pneus. Mais uma vez, Red Bull, McLaren – desta vez, em menor escala – e Mercedes foram as mais rápidas no trabalho nos boxes.

Depois de fazer mudanças para que falhas como do GP da Alemanha não voltassem a acontecer, a Ferrari voltou ao patamar inicial de perda de tempo nos boxes. Seus pilotos tiveram a 13ª e 14ª melhores médias, o que significa, no caso de Massa, por exemplo, que o brasileiro teve de tirar cerca de 3s na pista em relação a Rosberg, com quem esteve em luta direta por boa parte do GP, apenas para compensar a falha dos mecânicos. No caso de Alonso, os 2s a mais perdidos nos boxes em relação a Mark Webber na primeira parada foram fundamentais para que o espanhol perdesse tempo – e 25 voltas – atrás do australiano.

A Ferrari ficou atrás até da surpreendente Virgin, com Glock. Seu companheiro, D’Ambrosio, teve muitos problemas com uma de suas paradas e acabou na rabeira.

O destaque negativo vai para a Williams, que estava indo bem nesse quesito nas etapas anteriores. A Renault, cuja lentidão provavelmente provocou o incêndio no carro de Heidfeld, também teve um domingo para esquecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s