Rubens Barrichello: tempo perdido em 2011

Posição média de largada 14,6
Posição média de chegada 12,6
Média de classificação em relação a companheiro +0.274
Voltas à frente do companheiro em corrida 331 (63,8%)
Porcentagem de pontos da equipe 100%

Quando se está na 19ª temporada na carreira, observar que 2011 é o segundo pior ano da história de Rubens Barrichello na F-1 não é um dado dos mais animadores. E só não é o pior por um mísero nono lugar, sendo que esta temporada não está zerada nos pontos, da mesma forma que aquele terrível 2007 na Honda, pela maior oferta – até o 10ª colocado.

É difícil falar de um piloto cujo carro apresenta tantas deficiências, que já foram destrinchadas neste post. Não é forte na classificação, consome muito pneu e quebra com uma frequência maior que a concorrência. Não é à toa que a Williams está em plena fase de mudanças internas: última colocada entre os times que pontuaram (tirando Lotus, Hispania e Virgin), a equipe precisa de uma virada à lá 2010 para chegar perto da rival mais próxima, a Toro Rosso, que tem 18 pontos a mais.

Mas o filme não é o mesmo do ano passado, quando Barrichello partiu de um oitavo lugar como melhor resultado para um quarto e quinto em sequência, e outras quatro provas seguidas entre os 10 primeiros: o carro de 2011 não evolui.

Alguns podem dizer que se há alguém que deveria resolver isso, seria Barrichello. Afinal, o brasileiro não é um grande acertador de carros, não tem experiência para dar e vender? A questão é que o piloto, os engenheiros, todos sabem quais são as deficiências, sabem o que tem de ser feito. Mas há algo no processo dentro da fábrica que faz com que as peças que são produzidas não funcionem na pista, a exemplo do que aconteceu com a Ferrari no começo do ano.

O que se pode cobrar de Barrichello são as classificações. Ninguém imaginaria que Maldonado ficaria tão constantemente à frente do brasileiro. Ainda que o venezuelano caia de rendimento aos domingos e sequer tenha completado uma corrida inteira – sempre que cruzou a linha de chegada levou ao menos uma volta do líder – ninguém duvida que largar mais à frente ajude e as três vezes em que o novato chegou ao Q3 mostraram que há potencial para isso.

A idade é que não parece prejudicá-lo. Comparando com os colegas que estão de meados a fins dos 30 anos – e o quarentão Schumacher, Barrichello é o que tem melhor desempenho em relação ao companheiro na turma que ainda conta com Trulli, Webber e Heidfeld. Mas, como a maioria deles – Michael, sob contrato, e Mark, sem que a Red Bull encontre um substituto confiável em sua lista de jovens pilotos, parecem a salvo – enfrenta um período de incerteza a respeito de seu futuro.

3 comentários Adicione o seu

  1. Luiz Carlos(BLC) disse:

    Olá,
    Não há dúvida quanto à capacidade de Rubens Barrichelo mas a Williams não tem equipamento para fazer mais do que está fazendo.
    Não sei se Barrichelo continua na categoria no próximo ano, a equipe o quer, mas a falta de dinheiro pode fazer com que a Williams escolha um piloto pagante que traga dinheiro e se possível resultados. Se isso acontecer e ele deixar a categoria acho sinceramente que não é o que ele merece, terminar a carreira de forma tão melancólica, lamentável.
    Abs

    Curtir

  2. Carlos Eduardo disse:

    Segundo li por aí (imprensa estrangeira, embora tenha visto por aqui também), Sam Michael falou o óbvio: pela experiência, a Williams testa bem mais no carro do Rubens do que com o Maldonado (isso ocorre às sextas-ferias). Ainda segundo o britânico, isso dificulta um bom acerto para o treino de sábado.
    A par disso, o próprio Barrichello já disse ter em mira a configuração de corrida, o que também explica, de certo modo, a discrepância de desempenho dos dois pilotos da Williams no domingo.
    Maldonado é rápico, competente, mas não é espetacular.

    Curtir

  3. RealBr disse:

    Ano perdido pra Willians e PDVESA – O Bolso do Rubens continuou entrando uma boa de uma grana

    Curtir

Deixe uma resposta para Luiz Carlos(BLC) Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.