Bi no bolso, agora é correr atrás dos recordes

Com o campeonato mais do que decidido, resta saber quantos recordes Sebastian Vettel conseguirá bater. O alemão está de olho nas marcas de maior número de poles, vitórias e voltas lideradas em uma temporada.

O curioso da temporada do piloto da Red Bull, no entanto, é que ele só tem uma volta mais rápida até agora. Uma vez que tem o carro indubitavelmente mais veloz, é um sinal de que não precisou tirar tudo do RB7 nas partes finais das corridas – a maioria de suas vitórias foi construída com uma competente largada e um ótimo ritmo no primeiro stint. Depois, controlou o ritmos rivais de longe.

Vantagem desde a largada

Com isso, mesmo com todo o domínio, Vettel ainda não conseguiu seu primeiro Grand Chelem da carreira. Por três vezes, o alemão fez a pole e liderou todas as voltas de uma corrida – Suzuka 2009, Valência 2010 e Cingapura 2011 –, mas não conseguiu a volta mais rápida.

Com isso, não se juntou ao seleto grupo de 16 pilotos que conseguiram a façanha. Para se ter uma ideia do quanto isso é raro, o último a obter o resultado perfeito foi Fernando Alonso, em Cingapura ano passado. Antes dele, temos de voltar a 2004, com Michael Schumacher no GP da Hungria.

De qualquer forma, Vettel somou a terceira vitória e a quarta pole position em sequência, acumulando marcas de um domínio só visto na época de Schumacher e da Williams de 92.

Maior número de vitórias em uma temporada*

Ano Piloto Vitórias Provas
2004 Michael Schumacher 13 18
2002 Michael Schumacher 11 17
1992 Nigel Mansell 9 16
1995 Michael Schumacher 9 17
2000 Michael Schumacher 9 17
2001 Michael Schumacher 9 17
2011 Sebastian Vettel 9 14/19

*para bater Schumacher, Vettel precisa vencer todas as provas daqui em diante, ainda que lembremos que a temporada 2011 tem uma corrida a mais que a de 2004.

Já o recorde de poles é mais realista para o alemão, que precisa fazer mais três para igualar Nigel Mansell. Com cinco provas para o final e apresentando-se imbatível aos sábados, não é de se estranhar que a marca esteja na mira do piloto.

Maior número de pole positions em uma temporada

Ano Piloto Poles Corridas
1992 Nigel Mansell 14 16
1988 Ayrton Senna 13 16
1989 Ayrton Senna 13 16
1993 Alain Prost 13 16
1999 Mika Hakkinen 11 16
2001 Michael Schumacher 11 17
2011 Sebastian Vettel 11 14/19

Outro recorde absoluto que está ao alcance o virtual bicampeão do mundo é o de número de voltas lideradas. Ele está a 112 de igualar Mansell, com um total de 294 para percorrer. Tendo em vista que isso significa menos de 40% e que sua média até agora beira os 70%, é possível mirar até mais longe, na estatística de porcentagem de voltas lideradas. Nesse caso, o líder é Jim Clark, com 71,47%, em 1963.

Maior número de voltas lideradas em uma temporada

Ano Piloto Voltas Total % na liderança
1992 Nigel Mansell 694 1036 66.99
2004 Michael Schumacher 683 1122 60.87
1994 Michael Schumacher 646 1046 61.76
2011 Sebastian Vettel 582 839/1133 69.37

Uma que ele já lidera, contudo, é de maior porcentagem de pontos em uma temporada, tendo conquistado 309 de um total de 350 possíveis até agora.

Porcentagem de pontos possíveis

  Piloto Ano % de pontos Total possível Total marcado
1 Sebastian Vettel 2011 88.29%* 350 309
2 Michael Schumacher 2002 84.71% 170 144
3 Michael Schumacher 2004 82.22% 180 148
4 Jim Clark 1963 81.11% 90 73
5 Fernando Alonso 2006 74.44% 180 134
6 Alberto Ascari 1952 74.31% 72 53.5
7 Alain Prost 1988 72.91% 144 105
8 Michael Schumacher 2001 72.35% 170 123
9 Juan Manoel Fangio 1954 70.54% 81 54.14
10 Fernando Alonso 2005 70.00% 190 133

Conquistando sua vitória de número 19, Vettel já é o 13º na história e, com mais quatro, entra no top 10. Seria o terceiro piloto em atividade a entrar na lista que tem Schumacher em primeiro e Alonso em quinto, empatado com Jackie Stewart.

As punições de Hamilton

Mas a corrida de Cingapura não foi apenas de Vettel. Button chegou à segunda colocação no mundial com seu oitavo pódio do ano, quarto consecutivo. É o dobro em relação a seu companheiro, que teve outra tarde tumultuada.

Hamilton preparando o "bote" para cima de Massa

Hamilton recebeu sua quinta penalização do ano – sem contar reprimendas. Elas não são novidades para o inglês, que havia levado cinco drive throughs no ano em que foi campeão, 2008. Sergio Perez teve quatro e Jenson Button, Pastor Maldonado, Kamui Kobayashi e Paul di Resta colecionam duas até agora.

Hamilton está atrás do companheiro Button na tabela desde o GP da Bélgica. Ainda há 125 pontos em jogo mas, mantendo este cenário, seria a primeira vez que termina o ano atrás de um parceiro de equipe em suas cinco temporadas de carreira.

Números de Cingapura

Após quatro anos, o GP de Cingapura rapidamente criou uma identidade. Tanto já é um dos queridinhos do calendário, quanto apresenta alguns padrões. Excluindo obviamente a corrida de 2008, o pole sempre venceu, nunca choveu – parece que Bernie Ecclestone acertou em cheio no horário da prova até nisso – e o Safety Car sempre apareceu.

Quem não deu o ar da graça pela primeira vez no pódio foi Fernando Alonso. No entanto, a tradição alemã se manteve. Nico Rosberg em 2008, Timo Glock em 2009 e Sebastian Vettel em 2010 e 2011 fizeram valer a supremacia numérica dos germânicos no grid.

Falando em pódio, nas últimas 12 corridas, só cinco pilotos estiveram entre as três melhores posições. São os suspeitos de sempre – Vettel, Button, Alonso, Webber e Hamilton. Com os dois pódios da Renault nas primeiras provas, o total de pilotos que levaram troféus para casa em 2011 é de apenas sete.

O GP de Cingapura manteve a tradição de coroar vencedores de equipes diferentes: Renault, McLaren, Ferrari e Red Bull, e marcou o melhor resultado da carreira de Di Resta – sexto.

3 comentários sobre “Bi no bolso, agora é correr atrás dos recordes

  1. E a Red Bull vai tentar um feito inédito em 2011: marcar TODAS as pole-positions em uma temporada. Vai conseguir?
    A ultima vez que uma escuderia chegou perto disso foi a Williams em 1993. tinha feito 15 poles consecutivas mas na derradeira prova a McLaren do tio do Lalli “estragou” a festa…

    Curtir

    1. Lembrando que aquela pole do Senna em 93 foi meio “sem querer”. Pois pela telemetria ele não teria combustível pra fazer mais uma volta, retornar para box e ainda deixar a quantidade regulamentar no tanque! Mas ele não deu ouvidos para Ron Dennis e prosseguiu!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s