Invertendo os papéis

GP do Brasil de 2012: McLaren faz pole e vence, enquanto a Mercedes luta para entrar no top 10.

GP da Austrália de 2013: McLaren sofre para ficar entre os 10 e Mercedes está entre os melhores.

Os mais apressados podem associar a inversão de papéis das equipes à ida de Lewis Hamilton do time inglês ao alemão, mas a aritmética da Fórmula 1 não costuma ser tão simples.

Que Hamilton tem mais velocidade que a atual dupla da McLaren, Jenson Button e Sergio Perez, e que a antiga da Mercedes, Nico Rosberg e Michael Schumacher em final de carreira, não há dúvidas. Mas as razões para o que temos visto deste a pré-temporada passam pelas filosofias dos times.

A Mercedes vem em uma luta de três anos para se equiparar tecnicamente aos times de ponta, após comprar a estrutura deficiente da Brawn. O progresso tem sido lento e contínuo e, ainda que a meta seja lutar pelo título em 2014, ao menos de início a decisão da equipe de abandonar cedo o desenvolvimento do carro do ano passado para arrumar a casa parece ter dado resultado.

Há quem possa lembrar que a Mercedes começou bem a temporada passada, inclusive com uma vitória incontestável na China, mas logo perdeu terreno. Contudo, pelas contratações de grandes engenheiros e a melhoria do túnel de vento – além, é claro, da chegada de Hamilton – seria uma surpresa se essa queda voltasse a acontecer.

Na McLaren, a opção foi por iniciar um projeto cheio de inovações mesmo em um ano no qual, pela continuidade do regulamento, a grande maioria preferiu desenvolver modelos semelhantes aos do ano passado. A equipe inglesa apostou em uma suspensão nos moldes da Ferrari, por exemplo, com um tipo de geometria que não é simples de trabalhar. Por isso, é esperado que tenha certa dificuldade no início.

Porém, essa é uma faca de dois gumes, pois existe a possibilidade real da McLaren, por começar um projeto com mais inovações, ganhar muito mais que os concorrentes ao longo do ano. Essa é a estratégia da equipe, que já mostrou em diversas oportunidades seu poder de reação. Por outro lado, se esse ganho demorar muito a ficar claro, o time logo será obrigado a jogar o projeto fora e focar apenas em 2014, quando haverá uma grande mudança de regulamento.

A primeira impressão é de que Lewis Hamilton pulou do barco na hora certa – e foi para o lugar certo – algo que parecia impossível há seis meses, quando o piloto anunciou que bateria em retirada da McLaren depois de seis temporadas e um título mundial. Mas será que o toque de Midas tem prazo de validade?

Coluna publicada no jornal Correio Popular

7 comentários sobre “Invertendo os papéis

  1. Pois é, achei muito estranho o Mclaren ter ido na contramão da tendência, onde a maioria das equipes apenas refinou o projeto do ano passado.

    Mas também não dá pra apostar na decadência irremediável do time de Woking, eles são um grande força na F1, com grande poder de recuperação.

    Espero que a Mercedes se estabeleça como uma equipe forte na F1. Quanto mais gente brigando pelo título melhor.

    Curtir

  2. caramba Julianne…”matou a pau”…eheeh. Agora as coisas estao mais claras…quero ver HamiltonXAlonsoXVettelXKimi….q. tenhamos disputas pelas primeiras posiçoes até interlagos…ai fecharia com chave de ouro a geraçao V8 🙂
    Abrçs

    Curtir

  3. A situação da McLaren não é fácil Juliane, ela acaba de perder três dos seus principais pilares: Lowe, Hamilton e a Vodafone. Sem dinheiro, sem um piloto fora de serie – situação que ela não experimenta desde a saída de Emerson e a chegada de Lauda no time – sem o seu melhor engenheiro e sem um patrocinador master forte, vai ficar difícil para desenvolver o seu carro este ano.

    Curtir

  4. Com carros competitivos como parecem ter em mãos, quero ver duelos épicos entre Hamilton, Vettel e Alonso, com Raikkonen se intrometendo entre os três. Estarei torcendo por Hamilton, mas desde já e sempre reconhecendo que a diferença que separa os três primeiros é infima, cada um deles é ligeiramente superior aos outros dois em determinados aspectos. Apontar qual o melhor deles fica na dependência de quais características cada aficionado valorizar mais. Hamilton é de uma ousadia ímpar, até seu jatinho recém comprado ele mandou pintar de vermelho, rsrsrs. . . Essa ousadia começa a se mostrar recompensadora na extraordinária melhora da Mercedes. Button é um grande piloto, mas realmente sua velocidade é menor que a de Hamilton. No entanto, a McLaren nunca deve ser subestimada. Embora tenha sido um fato isolado naquele ano em que não esteve bem, no GP Oeste dos Estados Unidos em 1983 a McLaren fez uma dobradinha com John Watson vencendo e Lauda chegando em segundo, depois de terem largado em 22 o. e 23o. lugares, respectivamente, em uma corrida espetacular. O próprio Button teve uma performance épica no Canadá, em 2011, vencendo mesmo depois de fazer 6 pit stops. Apesar de todas as melhoras havidas nas cinco principais equipes, ainda creio no TETRA do conjunto Vettel/Red Bull, apesar de incríveis performances com que Alonso e Lewis com certeza nos brindarão. E, definitivamente, esse F 138 está bem ao gosto de Massa.

    Por último, está combinado que a Fórmula 1, cada vez mais sofisticada, agora só vai treinar e correr com céu azul de brigadeiro. As chances de vermos performances épicas como as de Beltoise, Gilles Villeneuve, Stefan Belof, Ayrton Senna e Jacky Ickx (O Rei da Chuva em sua época) serão quase zero. Antigamente, quando ameaçava chuva, tínhamos certeza de grandes emoções, agora, obviamente, a certeza é de adiamentos, encurtamentos de corrida e paralisações por qualquer chuvisco. Algo desandou em meio a tanta sofisticação. Você poderia dar umas pinceladas sobre esse assunto, Julianne?

    Curtir

      1. Caro BOB,
        Obrigado pela sua explicação. Imagino que a essa altura você já deva ter lido o magistral post da nossa competente blogueira Julianne, confirmando o que você aponta, ao lado de outros fatores.
        Abs.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s