Vettel tem início melhor – e novo rival – após 4 provas em 2013

Inspirada por minha coluna no jornal Correio Popular deste sábado, resolvi comparar os pontos ganhos por equipes e pilotos nas quatro primeiras provas de 2012 e 2013. Além do melhor início de Vettel destacado no texto em si, fica muito claro o salto de Raikkonen e da Lotus, assim como as primeiras provas mais “normais” de Felipe Massa.

Os pilotos da McLaren, mesmo que Perez tenha disputado 2012 com a Sauber, têm grande prejuízo, ao passo que Lewis Hamilton marcou um ponto a mais em 2013 com a Mercedes do que nas quatro primeiras provas, pelo time de Woking, em 2012. E olha que a McLaren começou o ano arrasando em classificações, assim como as Flechas de Prata agora.

Entre as equipes, a Force India vem conquistando os pontos que, ano passado, ficaram com Sauber e Williams, enquanto Mercedes, Ferrari e, especialmente, Lotus, ‘herdam’ postos que seriam da McLaren.

Colocados os números na mesa, eis a coluna sobre a matemática particular de Fernando Alonso:

À primeira vista, o raciocínio é lógico: se fiquei a quatro pontos de ser campeão ano passado, minha meta agora é pontuar mais a cada etapa. Esse é o pensamento de Fernando Alonso para conquistar seu primeiro campeonato pela Ferrari depois de passar raspando em 2010 e 2012.

Até agora, apesar dos percalços, vem dando certo. Os oito pontos a mais conquistados com o salto do quinto para o segundo lugar entre os GPs da Austrália de 2012 e 2013 serviram para compensar uma série de decisões desastradas: o erro na largada da Malásia – combinado com a arriscada decisão da equipe de não trocar a asa danificada – e a falha do DRS no Bahrein – que poderia não ter tido um efeito tão drástico para o resultado caso time e piloto tivessem desistido de ativar a asa rapidamente e evitado a segunda parada, que provavelmente lhe custou um pódio. No final das contas, Alonso soma 47 pontos na tabela, contra 43 após as primeiras quatro etapas da campanha do ano passado.

Mais do que isso, o espanhol pode se animar com a melhora real do desempenho: enquanto a Ferrari começou a última temporada sofrendo para classificar-se entre os 10 primeiros no grid, colocou pelo menos um carro na segunda fila em todas as etapas até aqui. Ainda não briga pela pole em condições normais, mas estar nas primeiras posições na classificação, sendo que seu grande trunfo é o ritmo de corrida, dá confiança a Alonso.

Mas a lógica alonsista esbarra em Sebastian Vettel. É bom lembrar que não foi só a Ferrari que começou o ano passado mal das pernas. Apesar do “buraco” não ter sido tão profundo quanto o da equipe italiana, que levou de 1s a 1s5 do pole nas quatro etapas iniciais, a Red Bull teve dificuldades em lidar com as restrições ao uso dos gases do escapamento para melhora aerodinâmica. Ainda que Vettel tenha dominado o GP do Bahrein de 2012, o time só se encontrou de fato lá pelo GP do Canadá, na sétima etapa.

Alonso não é o único que ficou no prejuízo no início de 2012. E, ao contrário do rival, Vettel fechou as quatro primeiras etapas com um lucro efetivo: o tricampeão soma 24 pontos a mais do que no começo do ano passado. E 50 dos 77 pontos conquistados pelo piloto da Red Bull foram justamente obtidos nos GPs em que o conjunto Alonso-Ferrari falhou.

Não é por acaso que o time de Maranello tem focado em classificação, já que ficou claro que o piloto que tem pista livre nas primeiras voltas vira instantaneamente favorito à vitória. E está claro também que apenas melhorar em relação a 2012 não será suficiente.

12 comentários sobre “Vettel tem início melhor – e novo rival – após 4 provas em 2013

  1. SINCERAMENTE, QUERER COMPARAR HAMILTON 2013 COM 2012 COMO VC CITOU ACIMA, ME PARECE UM TANTO PROVOCATIVO – VALE LEMBRAR QUE QUEM PERDEU OS DOIS TÍTULOS MUNDIAIS(PILOTOS E CONSTRUTORES) FOI A CÚPULA MCLAREN(A MCLAREN DEU ESSES DOIS TITULOS DE PRESENTE PRA RBR). SE A MCLAREN TIVESSE PELO MENOS TRABALHADO ATÉ O FIM DE 2012 COMO A MERCEDES VEM SE ESFORÇANDO DESDE A PRE-TEMPORADA PRA ENTREGAR ESSE CARRO QUE AINDA ESTÁ MUITO LONGE DO CARRÃO QUE A MCLAREN COMEÇOU EM 2012, SEM SOMBRA DE DÚVIDAS, LEWIS TERIA DEIXADO VETTEL COMENDO POEIRA – EU SOU CAPAZ ATÉ DE DIZER QUE A ATÉ O BUTTON TERIA ENGOLIDO VETTEL EM 2012 SE A MCLAREN TIVESSE TRABALHADO A ALTURA. POR FAVOR, NÃO TENTE DESDE JÁ FAZER ESTATISTICAS LEWIS HAMILTON MERCEDES 2013 X MCLAREN 2012, PORQ A MERCEDES AINDA ESTÁ MUITO LONGE DE TER TODO O KNOW HOW QUE A BIG MCLAREN TEM NESSES LONGOS ANOS DE F1.

    Curtir

    1. Acho que você não entendeu a coluna. Pela lógica do Alonso se este for melhor que o começo do ano anterior ele tem condições de ganhar o campeonato, e Vettel esta melhor neste quesito, ja que começou melhor 2013. Já Hamilton está aproveitando melhor o começo que proporcinalmente o de 2012, independente do carro. Lewis apesar de ser, provavelmente, o mais rápido dos pilotos atuais, ainda não é o mais completo. Há no minimo dois melhores, Alonso e Vettel.

      Curtir

      1. Não sei se são melhores. Acho que os três estão no mesmo nível, com detalhes fazendo a diferença entre eles. Claro que a estabilidade e experiência do espanhol ajudam-no, mas isso por si só não vai ganhar o campeonato pra ele.

        Curtir

      2. Sim Américo, concordo mas o próprio Hamilton na última corrida disse que não conseguiu saber em que posição estava. É exatamente este o detalhe, visão da corrida como um todo, o resto as diferenças são mínimas. Além de que a Mercedes tem como base uma equipe (Brawn) que já campeã, e fez parceria durante anos com a McLaren, complementado o raciocínio.

        Curtir

      3. Eu concordo com o Americo, os 3 estao no mesmo nível…com uma pequena vantagem pro Alonso por ter mais experiencia e ser um pouco mais completo. Mas sao os 3 melhores com o Kimi chegando junto.

        Curtir

      4. Aproveita também e aprende uma coisa sobre bons modos na internet.

        Escrever em caixa baixa, eu nem li o seu primeiro texto por achar falta de educação e se um texto assim chegasse até mim em forma de currículo ou trabalho, seria descartado sem saber o conteúdo.

        Curtir

      5. APROVEITA TMBÉM VC E APRENDE QUE NEM TODOS NA FACE DA TERRA TEM A VISÃO EM PERFEITAS CONDIÇÕES E ALGUNS COMO EU ATÉ DEFICIÊNCIA; POR ISSO TENTA ENTENDER QUE NÃO É POR FALTA DE EDUCAÇÃO DA MINHA PARTE.

        Curtir

    2. A questão não é comparar o desempenho do piloto Hamilton, a meu ver. E sim do que aconteceu em 2012X2013. Até a Ju diz no post que a Mercedez herdou os pontos que a Mclaren está deixando de ganhar (pois tendo um carro melhor estaria mais a frente). Ninguém está desmerecendo o Hamilton. Apenas atestando um fato. Se o AlonsoXFerrari não correr pra melhorar durante o final de semana, VettelXRBR irão ganhar novamente. Porque onde Alonso melhorou 4 pontos, o Vettel melhorou 24.

      Curtir

  2. Sem esquecer do Raikkonen que cresceu muito do ano passado para cá. E que tem uma constância invejável de corridas seguidas nos pontos. Bem no seu estilo de poucas palavras e às vezes parecendo apagado no meio da corrida, mas sempre ali rodeando o pódium.

    O único problema é, até quando a Lotus vai ter dinheiro para desenvolver o carro deste ano?

    Curtir

    1. Ou até quando as outras poderão sustentar o desenvolvimento fazendo a Lotus ter que competir. Quando as equipes decidirem se dedicar totalmente ao projeto 2014, até por ser todo inovador, a Lotus terá a chance de se sobressair. A primeira a fazer isso acho que será a McLaren…

      Curtir

      1. Eu concordo com você. Não é que a McLaren não tenha competência nem dinheiro para reverter a sua atual fase. Por diversas vezes a McLaren começou o campeonato com uma carroça e acabou com um foguete. O problema é 2014. E a principal pergunta desta temporada é: “Até que ponto as equipes irão se dedicar no desenvolvimento dos seus carros da temporada de 2013?”.
        Não seria melhor transferir partes dos recursos dos projetos de 2013 para investi-los nos projetos de 2014? Pessoalmente eu acredito que sim.

        Na minha opinião a única grande diferença entre 2012 e 2013 e fator Raikkonen/Lotus mesmo. Na temporada passada eles começaram de forma mediana, mas demostrou uma evolução consistente ao logo da temporada. Nesse ano eles começaram vencendo e estão sempre conseguindo pontos importantes. Se a Lotus conseguir evoluir o seu carro de forma consistente, como fizeram no ano passado, eu acredito que o maior rival que Vettel será o Raikkonen mesmo. Eu fico imaginando esses dois na RedBull, ai sim poderíamos ver o potencial máximo de Vettel, Raikkonen endiabrado como em 2004, 2005, 2006… A equipe ganharia o Mundial de Construtores, formaria o Campeão e o Vice no Mundial de Pilotos.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s