Brigas Internas

Confira o placar entre companheiros e as diferenças na classificação do GP dos EUA

Vettel 16 a 2 Webber
Alonso 10 a 8 Massa
Button 9 a 9 Perez
Kovalainen 0 a 1 Grosjean
Hamilton 11 a 7 Rosberg
Hulkenberg 17 a 1 Gutierrez
Di Resta 11 a 7 Sutil
Maldonado 7 a 11 Bottas
Ricciardo 14 a 4 Vergne
Pic 10 a 8 Van der Garde
Bianchi 16 a 2 Chilton

Diferenças de hoje:

Vettel x Webber: 0s105

Alonso x Massa: 0s776

Perez x Button: 0s177

Grosjean x Kovalainen: 0s560

Hamilton x Rosberg: 0s510

Hulkenberg x Gutierrez: 0s738

Di Resta x Sutil: 0s356

Bottas x Maldonado: 1s530

Ricciardo x Vergne: 0s565

Van der Garde x Pic: 0s105

Bianchi x Chilton: 0s873

As diferenças são calculadas nas sessões em que o companheiro com classificação pior é eliminado e os placares contabilizam o resultado do treino, e não a posição de largada, que pode ser alterada devido a punições.

11 comentários em “Confira o placar entre companheiros e as diferenças na classificação do GP dos EUA”

  1. Hummm. . . Felipe, tem alguém mais rápido que você. De novo. Tudo indica. Sinto muito.

    As Mercedes em estado de calamidade pública.

    Nobel de resignação para o pobre Valsecchi, que pagou os ingressos mais caros da temporada para assistir as corridas, com direito a usar uma fantasia de piloto. Valsecchi pelo menos foi campeão na GP 2.

    Leimer deve botar as barbas de molho. A fila na F 1 não anda mesmo e, quando anda, anda pra trás. E ainda tem aqueles prontos para furar a fila ou que já a furaram (não é o caso de Kevin Magnussen, que chega lá por mérito).

    1. Calma Aucam, acho que não estaremos tão mal servidos de sangue nova em 2014. Acredito que esse Kavyat é bem melhor do que as últimas duas duplas da STR. E o Magnussen é como para apostar as poupanças.
      Por outro lado, muito extranho isso que aconteceu com os pupilos do Toddy filho, mas é verdade que a F1 tende a punir aos bocazas, e estes dois estão de saida de suas respectivas equipes falando troneiras e asneiras. Mas essa “ARRECHERA” do veneco não é nem um pouco conveniente na sua negociação. Já tinhamos falado que o Bottas era de respeito, mas muito dificilmente metería mais de um segundo em igualdade de condições no Maldoso. Que se cuide Felipe, esse conto de primeiro piloto pode ser de amargura, lembremos que o finlandes é filho putativo do ingerente Toto Wolf, que debe sonhar tudo dia em que vira no peludo que engole a chapuesinho filha do Williams.
      Parece que a Ferrari e a Mercedes já estão de ferias, o único que continua trabalhando é o Vettel… que menino danado esse heim. E a Lotus corre no desespero atras da grana, avisoro mais uns 40 pontos nas próximas duas corridas… vai depender do que arrumen as outras.
      Sim me estimado Aucam. Assim vejo as coisas.

      1. Meu caro Bruz, minha intuição preferia o Félix da Costa em vez do bebê russo. Achei que essa escolha da Red Bull foi mais mercadológica, embora Marko negue. Magnussen, concordo 100% com você, chegou lá por puro merecimento. Tão querendo “requentar” o Kovalento, como pode? Kovalainen teve uma oportunidade que muita gente boa não teve – pilotar pra McLaren – e não convenceu, apesar de ter ganho um GP. Acho-o fraco, perdeu o título da GP 2 pro Rosberg e hoje tem gente nos acessos que mereceria mais que o Kova uma oportunidade imediata na F 1, como Stoffel Vandoorne (muito bom), Fábio Leimer (muito rápido e combativo), Félix da Costa e o James Calado. Infelizmente, não sou dono de uma equipe, hahahahaha!!! Acho que a McLaren fez o certo, promovendo Magnussen (talvez estejam exagerando dizendo que é um novo Hamilton) e veja como me enganei com o Pérez: bem que você tinha razão quando expressava suas dúvidas quanto a ele.

        Quanto à denúncia do Maldonado, tem que ver isso aí: a FIA deveria apurar e punir quem estiver faltando com a verdade, a equipe ou o piloto. A acusação é séria. Mas também, depois dos acontecimentos até então impensáveis de 2007 e 2008, eu não me surpreenderia nem com elefante voando na F 1, e perdi minha ingenuidade: HOJE EU JÁ NÃO ACREDITO MUITO na cegonha, na mula-sem-cabeça, no coelho da Páscoa, no Saci-Pererê e em Papai Noel, hahaha. . . O único em quem eu acredito piamente é no Alonso, hahahaha!!!! Ademais, a Williams tem histórias estranhas de favorecimentos, Nelson Piquet e Carlos Reutemann que o digam. E pensar que o grande Steve McQueen dizia que amava o automobilismo porque ainda era (no tempo dele) um dos últimos esportes onde havia dignidade. Diga-se tudo sobre Maldonado, menos que ele é um piloto lento, pois quem acompanha mesmo automobilismo sabe sobejamente que ele é muito rápido. Mas, independentemente de qualquer comparação entre Bottas e Maldonado, o fato é que esse finlandês vem provando indiscutivelmente ter muita velocidade, o mais essencial dos fatores necessários a um bom piloto. Concordo com você, Massa que trate de acelerar MUITO em 2014 (no entanto, acho que o Nelsão Piquet tem razão, depois de um grave traumatismo na cabeça nunca mais o piloto volta a ser o mesmo).

      2. Esse affaire que vc menciona Aucam, vale a pena alfinetalo para que se entere qualquer gente nova que nos leia, até porqué involucra a propria Williams.
        A equipe de Frank vinha de conquistar seu primeiro campeonato de construtores e pilotos em 1980 com o sudafricano Alan Jones, conducindo o lendario FW-07 com efeito solo disenhado por Patrick Head. O primeiro GP de 81 foi ganho por Jones em Long Beach. Já na segunda corrida, Reuteman – quem era o segundo piloto da Williams – tomou a ponta em Jacarepaguá e quando Jones se posicionou em segundo, foi dada a ordem desde os box de deixa-lo passar, sendo que o argentino pintou uma paloma e ganhou o GP Brasil de 81. Ai a coisa virou uma guerra interna na Williams dividindo os pontos entre os 2 pilotos, enquanto que Nelsão fazia extraordinaria campanha com a Brabham diseñada por Gordon Murray. Chegaram na última corrida en Las Vegas com Reuteman só tendo que ficar na frente de Piquet. Fez a pole position e foi então que aconteceu a maracutaia. A Caixa do Williams do argentino foi trocada sem consentimento de este, e na corrida ficou sem a 4° marcha. Jones ganhou Las Vegas, Piquet ficou em 4° e Reuteman em 5° perdendo o campeonato por um ponto. A Williams levou o construtores com 95 Pontos, e o Piquet obteve seu primeiro campeonato. Anos mais tarde un dos mecanicos da Williams declarou que tinha havido a ordem de fuder com a caixa de quem hoje é senador na argentina. Piquet foi mais duas vezes campeão e Reuteman se retirou no ano seguinte.
        Ordens de equipe sempre ouve, como também punições internas dentre as equipes, e não é só na F1. Quando uma equipe de futebol esta contra do treinador fazem corpo mole para dar no estrago.
        Não acho que deva passar disso “a brincadeira” que aprontaram com Maldonado. O que sim pode é ficar de lado na F1 por bocazas. Cala a boca meu filho, a F1 já esta de ferias.

      3. Eu estava esse dia em Jacarepagua Aucam. Vc estava perto?
        E sim, essa Williams que pilotava hoje o Bottas é muito diferente da do resto do ano. “Chúpate esa mandarina Pastor!!”

      4. Bravo Bruz, boa memória, garoto. Reutemann tinha muita personalidade, uma pilotagem agressiva (e meio “quadrada”, tosca no estilo, suas curvas pareciam esculpidas a golpes de terçado) mas era “bota” desde os seus tempos de F 2, não acatou o “faster than you” que quiseram lhe impor em favor de Alan Jones e abriu guerra na Williams, culminando com o episódio da caixa de mudanças, que você descreveu muito bem. Piquet (eu sou piquetista antes mesmo dele ter nascido, hahahaha) só foi campeão em 1987 porque era o Piquet, pois sobravam nele jogo de cintura e perspicácia (em bom português e no bom sentido, “malandragem”) para “sacar” as coisas e neutralizá-las. E, sem essa de “um brasileirinho contra o mundo” (Piquet nunca teve complexo de vira-lata), mas a verdade é que a Williams – uma equipe inglesa – desejava fazer de Mansell – um inglês – o campeão do mundo. Com o acidente de Sir Frank Williams, Piquet perdeu apoio dentro da equipe, Patrick Head jogava para Mansell.

        No entanto, não sou saudosista, daqueles que ficam achando que só os pilotos de Eras passadas é que eram “os bons”, mas – da mesma forma como Piquet, Ayrton, Peterson, Gilles Villeneuve, Rindt, Clark, Stewart, Lauda, Surtees, Brabham, Keke Rosberg, Bellof (nesse time aí não tem cozinheiro de galo em banho-maria) – devo dizer que também tenho Mansell em altíssimo conceito, fico pasmo quando vejo em comentários tantas besteiras que escrevem por aí contra ele, tentando diminuí-lo. Francamente, é gente que não entende de automobilismo ou que foi “educada” para ser apenas torcedor ufanista, ao invés de ser educada para entender de carros e corridas e para amar as competições automobilísticas. Mansell foi um piloto empolgante, eletrizante, e sempre praticou o automobilismo que eu aprecio, disputava cada centímetro de pista, era rapidíssimo, instintivo e tinha garra como poucos. Foi grandíssimo, não adianta tentarem diminuí-lo. E, pelo que leio dele, é um grande ser humano, de ótimo caráter, educado e altruísta.

        E sim Bruz, eu estava presente naquele GP que você citou, naquela época eu era mais jovem e me dividia entre Interlagos e Jacarepaguá, não apenas em F 1, mas também em outras categorias, inclusive nacionais. Frequentei ambos os circuitos em seus traçados primitivos e assisti – digamos assim – ao “parto automobilístico” em Fórmulas Vê, SuperVê 1.600 e outras categorias aqui no Brasil ainda – dos nossos 4 grandes da F 1 (Emerson, Pace, Nelson e Ayrton, este vi ainda no kart, em Interlagos). As corridas não tinham toda essa separação longínqua de hoje entre público e pilotos, interagia-se com eles, Emerson e Pace, por exemplo, eram muito afáveis, acessíveis e atenciosos com os aficionados, respondiam perguntas e dúvidas. Reminiscências. . . Hoje, já velho, não frequento mais autódromos, prefiro o conforto da TV, mas tenho experiência suficiente para afirmar que para fazer certas avaliações COM PRECISÃO – estilo, por exemplo – é preciso estar pertinho da pista, ao vivo.

        Grande abraço.

      5. En 81 começou meu namoro com a F1 nada menos que en Jacarepagua. En 82 foi especial, pq logo da corrida foi chegar a um Maraca com 200mil almas para ver Brasil 1×0 Alemanha com gol de Junior. Até 86 fui seguido, sempre con direito a passear pelos box e teve 83, onde o pessoal da Ligier me deixou “entrar” no carro de Laffite (3 caras tiveram que ajudar eu sair, hahahaha). Fiquei 20 anos fora e em 2005 fui ver Montoya ganhar em Interlagos…. Não gostei Aucam. Nesse caso eu sim sou saudocista. Para quem disfrutou de corrida no passado, estar nesse galinheiro só para ver carro passar não da.
        E o Mansell hein!! Uma das imagens mais importantes para mim da F1, é aquela do Mansell ficando sem gas perto da meta e descer do carro para empurrar enquanto era ultrapassado pelos outros. Grande León, grande piloto, grande pessoa.
        O Emerson ainda é um boa gente pacas, os outros dois vc não diz, mas eram uma merda mesmo. Agora esses caras ficam em bolhas intocaveis. Assim são as coisas.

  2. O que está acontecendo no carro da ferrari numero 2 Massa disse que é inexplicável, esse fim de semana na minha opinião foi muito atípico só não foi para as redbul essa independente das variáveis da formula que não são pucas está em outro mundo. eu queria só fazer um comentário sobre Felipe Massa ele ja comprou a ideia da globo que é o salvador da patria chamada willams ele ja vestiu a fantasia de um super heroi e piloto top, eu fico imaginando se acontecer da willams fazer um carro razoável e ao inves de Felipe ser o Bottas que vai andar na frente e devido os resultados ser o numero 1 como será as transmisssões da Globo depois de criar tanta expectativa da torcida???

  3. Lucio Dantas.

    Exatamente. Escrevi isso aqui na sensacional JuCera e uma pessoa de nome ou nick RICK falou um monte pra mim, que eu não sei nada de F-1, que era um absurdo, que era melhor eu ficar quieto em casa do que falar isso.

    Só porque escrevi que é perigoso SIM do massa tomar pau do Bottas. Mas acho que o Rick não assistiu nem o treino, nem a corrida. Ou então vai justificar dizendo que a Ferrari estava ruim e a Williams um avião…

  4. A torcida está tão encantada com essa ida de Massa para a willams que não estão aceitando a possibilidade dele ser um fiasco na willams, olha que a impreensa tambem está nessa idéia viu especialmente a venus platinada. para muitos inclusive jornalista Massa de uma pra outra tornou-se um piloto rápido e consistente inclusive teve comentarista que disse que a willams vai cirar uma equipe ao redor do massa como foi a ferrari para shummy quanta ilusão, eu fui brincar com isso soltaram os cachorros. kkkkkk

Deixe uma resposta