Paciência

Motor Racing - Formula One World Championship - Monaco Grand Prix - Wednesday - Monte Carlo, Monaco

A tabela do mundial aponta que Fernando Alonso foi responsável por mais de 78% dos pontos da Ferrari até aqui, número bem superior à média de 68% da época em que o espanhol dividia a equipe com Felipe Massa. Dentro dessa conta, há uma parcela de mérito do próprio bicampeão, cuja principal qualidade é maneira como identifica os momentos-chave do final de semana para maximizar seus resultados. E, do outro lado do box, uma dificuldade de adaptação de Kimi Raikkonen.

E alguns azares também. Das seis etapas disputadas até aqui, houve três finais de semana em que Raikkonen andou de igual para igual com Alonso. Na Malásia, enquanto a pista esteve seca, andou com ritmo até ligeiramente superior. Na Espanha, acabou ficando com a estratégia mais rápida no papel, porém mais lenta na prática, e foi ultrapassado com três voltas para o final. Em Mônaco, levou lavada na classificação, mas vinha fazendo uma corrida sólida, com grande chance de pódio, até encontrar Max Chilton pelo caminho.

Resultados

  AUS MAL CHI BAH ESP MON
Raikkonen 7 12 10 8 7 12
Alonso 4 4 9 3 6 4

 

  Raikkonen Alonso
Placar em classificação 2 4
Dif. Média em classificação +0s645  
Voltas à frente em corrida 87 278

Os números, portanto, não contam toda a história dessa disputa interna na Ferrari. Mas também é verdade que o rendimento de Kimi ainda está aquém do que ele pode, como reconheceu o próprio diretor técnico James Allison. Um exemplo recente, contudo, mostra que é prudente dar mais tempo ao finlandês.

Sua situação lembra a de Lewis Hamilton em 2013, seu primeiro ano de Mercedes. A exemplo de Raikkonen, muito se falava que o inglês tinha problemas de freios, que era de marca diferente ao que ele estava acostumado na McLaren. Mas perguntei a ele sobre isso e Lewis explicou que a questão era mais ampla:

“Fiquei muito tempo na McLaren, então todo ano o carro era feito para mim e era muito confortável para mim, podia colocá-lo onde quisesse. Neste ano, eu tive muita dificuldade e não consegui atingir meu potencial. Houve boas corridas, mas, mesmo nestas, eu poderia ter ido melhor. Se eu estivesse feliz no carro, seria muito diferente. Ano que vem, terei muito mais influência. Não vou pilotar o carro do Michael [Schumacher], mas sim o meu.”

Dito e feito. O carro atual da Ferrari começou a ser pensado ainda em 2012, quando a presença de Raikkonen sequer era cogitada. Na própria experiência inicial do finlandês no time italiano, demorou uns bons seis meses para os resultados se tornarem mais consistentes – tão consistentes que Kimi acabou campeão. Melhor, portanto, não duvidar que ele pode dar a volta por cima.

26 comentários sobre “Paciência

  1. Acompanhando as ultimas duas corridas ví claramente um Kimi Raikkonen bem mais agressivo em sua pilotagem.
    Bem diferente do inicio da temporada aonde havia uma tocada mais tranquila mas que não gerava resultados.
    Sinceramente estou esperando uma grande corrida do Kimi neste fim de semana.
    Acho que a vida tranquila de Alonso na Ferrari vai acabar a partir do GP do Canadá.

    Curtir

  2. Hmmmm, problemas por problemas Massa também sempre teve. A diferença é que o finlandes não anda com toda essa desculpadeira… O cara é um poeta.

    Curtir

  3. Na verdade, Ju, a paciência tem que ser com a carroça rampante, kkkk. O próprio Raikkonen disse que preferiria estar andando lá na frente, pelo estilo do finlandês, nesse posicionamento do campeonato em que está a Ferrari, rsrsrsrs, diria: ‘I don’t care about this…’

    Curtir

  4. A matéria converge com meu ponto de vista sobre essa disputa interna da Ferrari. Acho que é por aí mesmo. O carro foi concebido quando a Ferrari sequer cogitava (re)contratar Kimi. E mais, ainda que cogitasse, a prioridade continuaria sendo desenvolver o carro para o Alonso. Portanto, Kimi já iniciou o ano bem atrás na disputa interna. Creio que, como em 2007, quando Kimi também enfrentou algumas dificuldades na primeira metade do campeonato (bem menos que neste), a segunda metade refletirá com mais fidelidade a verdadeira diferença entre a dupla ferrarista. É esperar para ver.

    Curtir

  5. Realmente o Kimi andou bem na Espanha e em Monaco. Em Mônaco foi um dos pilotos mais arrojados da corrida até cometer um erro, justificável, já que vinha arriscando demais e como se diz na gíria do futebol, “perdido por 1, perdido por 10”. Não luta por vitorias ou pelo campeonato, então para que ser burocrático?

    Em relação a Malásia eu já havia me esquecido que ele tinha tido um bom desempenho. Se o problema é readaptação, então temos que ter paciência para ver se o Alonso finalmente vai ter um adversário, já que o único que conseguiu encará-lo até hj foi o Hamilton, por isso que existe esse respeito mútuo entre eles.

    Uma coisa é certa, até agora a troca do Massa pelo Kimi, em relação a pontos nos construtores, piorou até. Se a Ferrari tem pretensões de brigar com a Red Bull pelos milhões do vice no WCC, é bom o homem de gelo transformar a fagulha de esperança que ele deu aos seus fãs nas duas últimas corridas, em resultado.

    Curtir

  6. Exatamente!

    Se o carro tivesse ao gosto de Kimi a história do campeonato seria inversa. Mesmo que também estivesse ao gosto de Alonso também.

    O GP da Espanha e de Mônaco mostram isso.

    2007 foi de fato um excelente parâmetro.

    Parabéns pelo texto e análise dos fatos!

    Curtir

  7. Este site é extremamente puxa saco do Alonso (El Mimadon)
    Até tu, Julianne, que normalmente é sensata vem com um post para se jogar fora.
    Faltou dizer que a Ferrari trabalha para Alonso nas estratégias de paradas e que o carro de Kimi vive na garagem nos treinos extraoficiais.
    Vc assistiu o GP de Mônaco?
    Em um desses treinos o finlandês ficou nos boxes. Deu uma volta e quebrou alguma coisa.
    Evidentemente, o carro de Mimadon não tem problema algum.
    Como esperar o mesmo desempenho?
    Para encerrar: vcs são patrocinados pelo Santander?????
    Só assim para explicar essa babação por Alonso.
    Luiz

    Curtir

  8. Lendo o post da Ju, e não querendo ser advogado de ninguem, eu já achei o contrário do comentarista Luiz acima. Achei que ela foi bem complacente com a falta de resultados do Kimi, elencando as razões, e o único fato em que ela destaca o Alonso, foi o que todo mundo já sabe e até a mulher do cafezinho aqui da empresa sabe, é que o Alonso sempre maximiza seus resultados.

    No mais foi citado os números frios apenas, e aí por enquanto, aproveitando o clima de copa do mundo: Espanha tá dando de goleada na Finlândia.

    Curtir

  9. caro luiz você ainda não percebeu o poder persuasivo e politico que alonso tem na ferrari ele so esta preocupado com a sua imagem mesmo que kime vier a superalo constantemente ele arruma um geito da equipe fazer uma sabotagem no carro de kimi o negocio dele é minar o compamheiro de equipe para elevar a sua imagem é bem melhor para ele que ele termine em terceiro e o finlandes em decimo e a equipe seja quarta nos construtores do que se ele terminar o campeonato em terceiro e kimi em quarto e a ferrari ser vice nos construtores poque se ele tiver bem a frente do companheiro todos vao dizer que a ferrari tinha um carro ruim e ele tirou leite de pedra para fazer a difernça é esse o jogo do espanhol que se dane os construtores o santander cobre a diferença .

    Curtir

  10. achei o post bem explicativo e no meu ponto de vista num achei nada de puxar saco de Alonso apenas realista com os fatos, a Alonso é um baita piloto mas sempre teve companheiros de equipe fraco, quando teve um a altura berrou berrou berrou e caiu fora #fato, o kimi é um a altura a assim que as coisas se equilibrarem kimi vai dar trabalho, ele deu azar em mônaco seria terceiro mas corrida é corrida e no Canadá acho q ele fica na frente do espanhol…e uma pergunta
    quanto o Santander paga ou investe nesse marketing com Alonso a Ferrari?

    Curtir

    1. Fala ai Christian, Pouco importa quanto investem, o importante para eles é a Taxa de Retorno, calculada por terceiros em sobervos 400%. ou seja meu irmão, 4 Europeio$ por cada um investido, mas…. Segundo os mesmos terceiros, a tendencia é para a baixa enquanto a Ferrari seguir “aparentemente” uma merd@. O Santander tira contas, sabe o poder no tempo da propaganda Marlboro no Mito. Eles sabem que Alonso com mais dois campeonatos no bolso o retorno pode chegar a 10 para 1, sem contar com o residual no tempo.

      Curtir

      1. eu sei que quando uma propaganda passa muitos anos no mesmo lugar faz histórias, mas pra mim tem que ser campeão se não num fika tão marcado assim…mas a conta sendo vista desse ponto o Santander pode empurrar grana rsrrsss mas Alonso num foi tri por azar e burrice dele…teve change em 2007 e se num fosse burro em 2008…azar em 2010 naquele estragia burra de marca webber e passa 500 voltas atrás do petrov…e 2012 bastava button quebrar no finalzinho tinha dado ele em fim pra mim se ele continuar na Ferrari sei não ,mas se mudar de equipe talvez consiga.

        Curtir

  11. Acredito também que Alonso é um dos poucos campeões que luta por um quinto, sexto lugares, a maior parte dos campeões só dá tudo de si quando tem chance real de vitória, na corrida ou no campeonato.
    Penso que se continuarem como terceira equipe Alonso dará uma lavada em Kimi, mas que poderia ser bem diferente se tivessem o melhor carro.

    Curtir

  12. raikkonen teve o quarto melhor carro em 2012 e terminou em terceiro em 2013 a lotus era a quarta força e mesmo sem correr as dus ultimas corridas e ter se desentendido com a equipe que passou a privilegiar grojean terminou em quinto apenas 10 pontos atras e hamilton a uns puxa saco de plantao do alonso que dizem que a ferrari era inferior a mercedes e alonso terminou em segundo porque andou mais do que o carro um absurdo pois a mercedes penou no coneso do campeonato por causa do desgaste excessivo dos pneus a mercedes so levava vantagem em classificaçao mas a ferrari em ritumo de corrida era superior a mercedes so foi vice porque tinha dois excelente pilotos que pontuaram regularmente ao contrario da ferrari que girava toda em torno de alonso e era a segunda equipe com mais recursos financeiros do grid e tinha o capacho do massa que so porque era ruim demais levantava o estaus da espanhola.

    Curtir

  13. em 2007 alonso temtou chantagear ron dennis ameasando entregar o esquema de sabotagem ele exigia que ron dennis sabotasse o carro do hamilton ele tambem bloqueou hamilton nos boxes impedindo que fizese a pole sem contar que por culpa dele a mclaren foi desclassificada do mundial de construtores e teve que pagar uma multa de 100 milhoes no total foi uns 200 milhoes se prejuiso para a mclaren somando a multa aos construtores me corrijam se eu estiver errado, agora voces acham que depois dessa cagada a mclaren vai querer o alonso de volta para mim ron dennis ta blefando, agora voltaldo la em 2004 iarno trulli tava dando uma surra no espanhol na primeira metade do campeonato inclusive venceu uma corrida mais ai de forma surpreendete na segunda metade do campeonato trulli nao rendia nada e foi demitido mas o italiano acusou a reneaut de sabogem e favorecer alonso esse espanhol é o cara mais sujo que ja vi ate hoje na f1 não se esquesam que ele enterrou o nelsinho com aquela sujeira do safety car que deu aquela vitoria suja para ele em 2008.

    Curtir

    1. “…me corrijam se eu estiver errado…”

      É muita coisa para corrigir🙂

      Para que tanto ódio do Alonso nesse coração? isso não faz bem não…

      Abraço!

      Curtir

  14. Caso Trulli…A Renault era uma equipe estreante na F1 com o objetivo de brigar por um título. A equipe contou com uma GRANDE contribuição de Trulli na organização e desenvolvimento do carro. Ao lado de Jenson Button, o italiano teve resultados gratificantes para uma equipe estreante( 4º e 5º várias vezes), o problema foi que Button terminou a frente no mundial de pilotos. No ano seguinte, Alonso foi efetivado como titular, e não tem como questionar, o espanhol enfiou Trulli no bolso, vencendo até o GP da Hungria-03 de forma categórica. Em 2004 a Renault vinha mostrando evolução e Trulli uma excelente performance conseguindo sua 1ª vitória na F1 (GP de Mônaco). Alonso vinha passando por altos e baixos, e no GP dos EUA (9ª prova do ano) Trulli vinha dando um passeio em seu companheiro de equipe(41 x 25), mas aí vieram os problemas. Na época segundo a imprensa europeia, Trulli teria pedido um aumento significativo em seu salário para renovar seu contrato, mas Briatore não cedeu deixando o piloto italiano bem contrariado. Na corrida seguinte(GP da França), Trulli era 3º, mas foi ultrapassado na ultima volta por Barrichello, causando grande insatisfação em Briatore. Depois disso, só foram brigas! Briatore começou a dar atenção total ao piloto espanhol, logo os resultados de Alonso apareceram na pista. Jarno tomou postura em não aceitar ser 2º piloto, misteriosamente, daí pra frente seu carro sempre apresentou problemas, muitas vezes em corridas. Trulli disparou que estava sendo boicotado na equipe. Sem nenhum clima, o piloto rompeu com a Renault e foi para equipe Toyota substituindo o brasileiro Cristiano Da Matta. Bom lembrar, em seu retorno a F-1, o consagrado Niki Lauda tomou uma “sova” de John Watson em 82/83.

    http://www.statsf1.com/pt/1982.aspx
    http://www.statsf1.com/pt/1983.aspx

    Porém, em meio a temporada 83 as relações com R. Dennis tornaram-se tensas! Watson, já com 37 anos, queria 1,3 milhões de dólares para correr em 84. Um valor que Dennis não estaria disposto a pagar. Este desacordo de valores foi resolvido três dias após o GP da África do Sul, quando Alain Prost foi anunciado como piloto para a temporada 84. Sem vaga, Watson não correu na F-1 em 84, preferindo correr nos Sport-Protótipos. Como podem ver, mesmo mostrando talento a coisa não é fácil, Trulli e Watson no mínimo mereciam consideração de Briatore e R.Dennis, ambos acabaram ficando na mão. Observem os campeonatos de 82/83, Watson seria um rival duríssimo contra Lauda em 84, assim como Trulli poderia liderar a Renault em época de “ouro” entre 05/06. Por outro lado, ninguém pode satanizar Lauda e Alonso, com equipamento pra ser campeão, eles chegaram aos títulos em 84/05/06. O ego é muito forte na F-1, em 2007 Alonso sentiu o veneno, R.Dennis disparava no GP da China: “Nossa luta não é contra a Ferrari, e sim contra Alonso”. Ok, o espanhol ameaçou entregar o esquema de espionagem, mas R.Dennis nunca foi “santo”, ficou provado a Mclaren estava trapaceando! No momento da raiva, eles mandam o campeonato pelos ares! Vimos isso duas vezes na Williams em 81 e 86. Formula 1 é um esporte extremamente complexo, muitas vezes a “melhor parte” fica escondida do público. Melhor parte no caso são os “podres” dentro de uma equipe. E não adianta atirar pedras, na F-1 todo mundo tem telhado de vidro! Nelsinho Piquet já era um homem formado, se aceitou fazer jogo sujo, fez parte do jogo, Nelsinho pensou primeiro em sua carreira. E só abriu a boca depois que tomou um chute no traseiro, no final devia ficar calado, só ele saiu queimado na história…

    Curtir

  15. O problema do Kimi é que, mesmo nas boas corridas que fez, ficou atras do Alonso. E no final, o que importa é quem esta na frente do campeonato. Acho que ele levara uma surra histórica. Como ja disse Coulthard tempos atras “Alonso é demais para kimi”.

    Curtir

    1. como eu ja disse anteriormente na ferrari não existe igualdade ninguem pode levar vantagem sobre alonso la ele ja dominou tudo ele manda alonso eleva seu estatus minando o companheiro de equipe nem vettel nem hamilton ninguem pode batelo la a equipe so trabalha para ele, se fosse na mercedes ou mclaren a historia seria outra pois la existe igualdade o kimi sabia disso ele so deve ter assinado por dinheiro alonso so foi campeao quando teve o melhor carro em 2005 e 2006 em 2005 a mclaren de raikkonen era rapida mais nao era confiavel sem contar que que raikkonen tinha um companheiro de equipe muito forte que lhe tirou pontos sem contar que montoya mesmo sem chances de titulo nao ajudou raikkonen ao contrario do espanhol que nao tinha adiversario na equipe com o melhor carro e sem rival é molesa, em 2006 se nao fosse a quebra do motor de schumy em suzuca alonso jamais seria bicampeão e schumy seria octa quero ver essa nova geração de piloto alguem chegar aos 37 anos e estar num nivel tão alto quanto schumy esteve em 2006.

      Curtir

  16. Schumi não teve a sorte de voltar numa ferrari ou redbull seria
    outra historia é muito dificil alguem acostumado com um carro
    de ponta ficar tres anos fora e voltar num carro mediano sem contar
    que os novos regulamentos não eram do estilo de schumi mas se vc
    analizar bem em 2012 schumi superou rosberg na segunda metade do
    campeonato e ainda o batel na qualificação se levar em consideração a
    dificuldade que hamilton vem enfrentando com rosberg da para analizar que apezar
    de não ter voltado no alge schumi ainda estava em alto nivel.

    Curtir

  17. Que o carro foi pensado pro Alonso, concordo. Mas Kimi teve tempo de sobra pra se preparar, saiu antes da Lotus, operou a coluna, dava voltas e voltas em Fiorano, no simulador, etc., não por acaso, o Massa avisou, Kimi pra andar na frente do Alonso tem que ser perfeito.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s