Duelos internos: as surpresas

Motor Racing - Formula One World Championship - Chinese Grand Prix - Race Day - Shanghai, China

Dia desses, ouvi de um engenheiro que trabalhou com Alonso e Raikkonen no passado que a lavada que o finlandês está levando não surpreende em nada. Não que o campeão de 2007 não seja um grande piloto – em talento puro, não deve aos grandes da história da categoria – mas esse atual conjunto de regras demanda algo mais. Algo que Alonso tem de sobra: inteligência.

A teoria faz todo sentido. Raikkonen andou bem na época da Lotus mesmo tendo de economizar pneu e fazer provas com a cabeça? Claro, mas o carro da Lotus talvez fosse melhor do que muita gente poderia imaginar.

Na Ferrari, Raikkonen (re)encontrou uma série de obstáculos. Os próprios engenheiros da Ferrari reconhecem que o carro é imprevisível, a entrega de potência da unidade de potência é irregular, e isso não parece se encaixar com o estilo instintivo do finlandês. Kimi é reconhecidamente um piloto muito rápido, mas precisa do carro a seu gosto para tanto. Trabalhar para chegar lá não é o seu forte, dizem os engenheiros.

É o contrário de Alonso. O espanhol talvez não seja tão nerd quanto Vettel, mas é sedento por informações e sempre parece ter o controle das situações, como podemos observar claramente nas corridas. Para se ter uma ideia, mantém uma espécie de diário com anotações sobre acerto e soluções que experimentou a cada final de semana. E lá se vão 13 temporadas de informações.

FERRARI

Kimi Raikkonen Fernando Alonso
Pontos

27

115

Placar em classificação

2

9

Diferença média em classificação

+0.695s

Placar em corrida

0

10

Voltas na frente

93

549

Outras duas equipes vêm tendo resultados difíceis de prever. Talvez por ter escolhido o número 13, vai saber, Maldonado tem tido muito azar em termos de confiabilidade em sua Lotus. Quando não é na classificação ou na corrida em si, é nos treinos livres e compromete sua preparação.

Mesmo tendo isso em vista, os 10 a 1 que está levando em classificação de Grosjean surpreendem, até porque os sábados sempre foram o ponto mais forte do venezuelano. Mas é uma daquelas situações em que seria injusto dizer que Maldonado é muito pior que Grosjean: o fato do placar de corridas terminadas parar no 4 (ou seja, apenas em quatro oportunidades os dois completaram um mesmo GP) dá a medida da dificuldade de uma temporada em que a Lotus luta contra o êxodo de profissionais devido à falta de pagamento e uma unidade de potência problemática.

LOTUS

Pastor Maldonado Romain Grosjean
Pontos

0

8

Placar em classificação

1

10

Diferença média em classificação

+1.251s

Placar em corrida

1

3

Voltas na frente

159

203

Quem também tem tido um ano para esquecer é a Sauber. As contas parecem mais equilibradas que há um ano, mas o aperto por que o time passou em 2013 ainda ecoa em termos de performance. O carro é uma “pequena Diva”, como definiu Adrian Sutil. E parece que o alemão não tem muito dom para lidar com “frescura”: está levando 6 a 5 em classificação de Gutierrez, um piloto cuja habilidade é questionável. A deficiência do mexicano, contudo, aparece nas corridas, nas quais a constância de Sutil se sobressai. No final das contas, tem sido um duelo mais equilibrado do que era de se esperar.

SAUBER

Adrian Sutil Esteban Gutierrez
Pontos

0

0

Placar em classificação

5

6

Diferença média em classificação

-0.176s

Placar em corrida

3

1

Voltas na frente

269

150

29 comentários sobre “Duelos internos: as surpresas

  1. Goste-se ou não de Alonso – e eu não sou torcedor dele – é imperioso reconhecer que ele tem uma extraordinária capacidade de adaptação a adversidades. Essa valiosa capacidade pode até ficar mascarada pelo exagerado marketing pessoal dele, mas ela existe, é real e acachapante. Admiro em Alonso sua tenacidade: quantos outros já não teriam se desmotivado diante de tantos anos de insucesso? O espanhol parece um João-Teimoso. Alonso e Hamilton têm tutano. A excelência de Alonso é demonstrada nas pistas, e não nas desnecessárias declarações do próprio. Kimi foi muito precoce em demonstrar todo o seu talento, mas parece que sua carreira também precocemente já se aproxima de seu nadir.

    Curtir

    1. Caro Aucam eu sei que o Alonso esta entre os melhores da atualidade que são na minha humilde opinião, eu acho que muito do destaque do Alonso se da ao fato de não existir igualdade entre ele e seus companheiros de equipe, eu sei que ele é bom mas fica realmente difícil provar se ele realmente é o melhor como muitos dizem, a equipe Ferrari trabalha em prol dele e a impressão que fica que enquanto não existir igualdade na equipe Ferrari só vai ter um piloto competitivo na equipe, eu não sei se o espanhol teria tanto destaque se estivesse na Mercedes em condições iguais com Hamilton ou Rosberg ele estaria com essa bola toda que a mídia da para ele, também acho se ele e Kimi estivessem em outra equipe em condições iguais talvez a história seria outra, não estou afirmando nada só estou supondo porque não da para ter certeza, só uma coisa eu posso afirmar com certeza o Alonso não funciona com igualdade, se ele tivesse a cabeça no lugar e tivesse conseguido controlar a situação em 2007 ao invés de se preocupar tanto com o Hamilton ele poderia ter conquistado o tri naquele ano e teria emplacado o tetra no ano seguinte, mas sinceramente eu gostaria de ver um dia ele e o Rosberg juntos em condições iguais numa mesma equipe, ou até mesmo uma revanche com o Hamilton.

      Curtir

      1. Taí uma coisa impossível que eu também queria ver, Marcelo. Um tira-teima entre Hamilton e Alonso em uma mesma equipe. Não perdoo Alonso por ter saído da McLaren, sempre disse em meus pitacos que o bom cabrito não berra. Saindo da McLaren, Alonso deixou frustrados todos aqueles que amam de verdade o bom automobilismo, aquele feito por pilotos que doam suas próprias almas na disputa de cada centímetro de pista. Hamilton tem a impetuosidade e Alonso a tenacidade como características mais marcantes, além de compartilharem uma série de outras grandes qualidades. Como aficionado por automobilismo e por F 1 há quase 60 anos, considero-me um privilegiado por Hamilton e Alonso em ação. Digo isso, Marcelo, porque muitos fãs do automobilismo vivenciam momentos e períodos históricos excepcionais e não conseguem percebê-los, não conseguem situar sob uma perspectiva histórica o que testemunham.
        Abraços.

        Curtir

    2. Por estas e outras que aquele título de 2006 deve ser reconhecido mais do que nunca. Tiraram o amortecedor de massa no meio da temporada porque a Ferrari não soube como acertar.

      Fizeram de tudo para que o Schumacher fosse campeão no ano de despedida e o Alonso foi garimpando resultados como dava, depois que boicotaram seu carro ele levou no braço.

      Hoje eu reconheço que o trabalho naquele ano foi maior do que imaginávamos.

      Curtir

      1. Pois é, Elizandro. Minha torcida vai para o Hamilton, mas é preciso se reconhecer o valor de Alonso. Concordo com você, eu também não me alinho entre aqueles que desmerecem os títulos de Alonso por causa do amortecedor de massa, uma vez que Fisichella tinha um carro igual ao de Alonso – com amortecedor de massa – e não conseguiu se impor a Schumacher. E Fisichella não era um braço-duro, era um piloto muito rápido e vencedor, inclusive por várias vezes chegou à frente de Alonso. Alonso derrotou um heptacampeão mundial em plena forma, que corria com uma Ferrari competitiva, e ainda por cima quebrando um recorde de precocidade de Emerson Fittipaldi que perdurou por 34 anos. É preciso ter percepção e ver as coisas colocando-as em perspectiva histórica. Não foi pouca coisa o que Alonso fez. Parabéns pela lucidez.

        Curtir

      2. Caro Elizandro se Schumy não tivesse estourado o motor em Suzuca em 2006 Alonso nunca teria sido bicampeão, e para refrescar sua memória em 2004 Trulli detonou Alonso na primeira metade do campeonato e inclusive venceu uma corrida, mas surpreendentemente na segunda metade de 2004 Trulli nem se: quer pontuou e foi demitido da Reneaut antes de terminar a temporada, Trulli acusou a Reneaut de sabotagem, eu fico pensando se existe algum piloto mais sujo do que Dom Fernando.

        Curtir

  2. Julianne, considerando que em 2015 as regras do jogo serão as mesma que nesta temporada, e com as intermináveis dificuldades de adaptação do Kimi, a próxima temporada pode ter uma nova surra do Alonso?

    Curtir

    1. A tendência é que as coisas melhorem relativamente para Kimi porque ele terá mais influência no novo projeto, mas em linhas gerais seria uma surpresa se ele conseguisse bater Alonso ao longo de uma temporada com o atual conjunto de regras.

      Curtir

  3. Mais que ser um fa de Alonso, como diz Aucam, se trata de dar valor ao trabalho de Massa. O mesmo Alonso em alguma entrevista, perguntado se temia a chegada de Kimi, respondeu: “preocuparme com o que? Quando corriam juntos Massa era mais rápido!” Kimi teve como você diz Juliana, uma época dourada na Lotus, onde tudo dava certo para ele. Isso de chamá-lo “um dos grandes da história”… tenho minhas dúvidas. Talvez mais mediático que proveedor de espetáculos em pista, como muitos outros. Posso até entender a frustaçao de muitos brasileiros de nao ver Massa campeao e muitas vezes submetido ao primeiro piloto, só que isso nao desabona seu trabalho. Já li muita bobagem, em jornais e foros do mundo sobre que empresa pagou o lugar para Massa, só que creio que a grande verdade é que seu próprio talento o manteve onde esteve.
    Eu nao tinha dúvidas que Alonso bateria Kimi, de longe, como extamente faria talvéz com o mesmo Massa.
    Qualquer um que já sentou num carro de corrida, de qualquer tamanho, sabe que existem varios tipos de pilotos. Alguns se adaptam a qualquer coisa e sao rápidos, outros só rapidissimos quando tem a maquina adecuada e ainda há os genios, que podem valerse dos defeitos do carro como virtude, valerse das debilidades dos oponentes para derrotá-los e ajustar um carro de maneira a aproveitar defeitos e virtudes, em um conjunto ilógico e ser o que se chama “mais rápido que o carro” (ainda que isso seja impossível). Sao capazes de ter uma capacidade de estratégia de corrida que vai mais além do seu carro. E, com tudo isso, ainda ser velocistas.

    Curtir

  4. Eh engracado como alguns tem memoria curta, o Raikkonen foi muito bem sempre na Mclaren, na Ferrari foi muito bem , mesmo no ano que foi batido pelo Massa , o Alonso que eh um pilotaco, mas eu acho que deveriamos sempre analisar ha alguns pilotos mais em perspectiva jah que ha muitos fatores que influenciam o desempenho e fazer uma comparacao direta nos pode algumas vezes levar a conclusoes precipitadas, mas mesmo assim esta valendo,

    Curtir

  5. É impressionante a diferença média de quase sete décimos que o Kimi toma em classificação, além de não saber, como companheiro de equipe, o que é chegar na frente do Alonso.

    Quem diria ao final da temporada ano passado, que o Massa na Williams faria mais pontos do que o Kimi que viria para ocupar seu lugar na Ferrari. Vai ser muito bom o desenrolar dessa briga entre Ferrari e Williams nos construtores, com a Ferrari nesse momento , sete pontos acima. Eita mundão que dá voltas…

    Acho que o Kimi de 2003/2005 poderia dar trabalho para o Alonso. Esse Kimi de hoje sem chance. Poderia ter havido uma briga boa em 2005 se a Mclaren não fosse tão frágil. Em 2007 foi legal a disputa, mas por tudo o que aconteceu nos bastidores, a briga na pista foi prejudicada e não tenho dúvida que Alonso levaria o título se não houvesse a guerra interna na Mclaren.

    2008 e 2009 Alonso não tinha carro.

    2012 e 2013 não lembro de grandes pegas entre os dois, mas como a Julianne disse, acho que subestimamos o carro da Lotus.

    Kimi é um excelente piloto, mas Alonso é melhor.

    Curtir

  6. 2007 foi um ano de respostas. O início de 2007 Kimi lutou contra o carro, mas no segundo semestre muito pressionado teve apoio da equipe em ajustar o carro e venceu 6 vezes contra 4 de Alonso e 4 de Hamilton com uma McLaren perfeita. Kimi precisa de apoio da equipe, o que só é dado a Alonso, seja por exigência contratual ou por pressão de seu milionário patrocinador que influencia a extremo no comando da ferrari. Massa disputou um título em 2008 quando a ferrari decidiu apoiá-lo por não gostar do modo frio e calado do campeão de 2007. Massa após ter o individualista e privilegiado Alonso como companheiro, saiu da ferrari e os resultados já começam a aparecer, mesmo em processo de adaptação na Williams. Kimi, mesmo parado, e tendo saído da ferrari voltou e deu show e disputou título com a pequena Lotus. Isso sem contar que o carro da ferrari é como um terno italiano para o Alonso feito, sob o seu gosto e pedido. O que tem em comum em tudo isso? Aldo Costa respondeu esta semana, e parece que nem todo mundo leu: “A ferrari trabalha para um só piloto”, e faz todo o sentido, basta ler e ver sobre os últimos resultados do time vermelho.

    Curtir

  7. Concordo com você tarcisío, em 2005 Alonso teve a equipe voltada so para ele enquanto Kimi teve o valente Montoya como companheiro de equipe e ao contrário de Alonso que teve o Fisichella com escudeiro, Montoya não ajudou Kimi naquele ano mesmo sem chances matemáticas de ganhar o campeonato, em 2006 Alonso só foi bicampeão porque schumacher estourou o motor no japão se não fosse isso ele só teria um titulo até hoje.

    Curtir

    1. O problema de Kimi em 2005 nao foi Montoya, foi a própria McLaren. O carro era o mais rápido, porém, tinha muitos problemas de fiabilidade. Ele perdeu algumas vezes 10 posiçoes no grid por causa de troca de motor e câmbio. Outras vezes teve quebra durante a corrida. Mas, aquele McLaren era espetacular, porque mesmo largando da sexta, sétima fila, ele conseguia chegar entre os primeiros, ou mesmo vencer a corrida.

      Curtir

    2. Não querendo defender ninguém. Mas eu sempre vejo as pessoas dizendo que o Alonso só foi campeão em 2006 por causa do estouro do motor do Schumacher no Japão.

      E não vejo ninguém lembrando que, em Monza, penalizaram o Alonso na qualificação com a perda de 10 posições por supostamente atrapalhar o Massa. Na época, muitos especialistas foram contra essa penalização. E, principalmente, não vejo ninguém lembrando que o Alonso teve o motor estourado na corrida em Monza!

      Se o Schumacher sofreu com o motor no Japão, o Alonso sofreu o mesmo em Monza.

      Curtir

  8. 2008 2009 não tinha carro mas num tira leite de pedra hummmmmmmmmmmmm se a mclarem apoiasse o kimi 2005 e schumi num estoura aquele motor talvez nem campeão seria em fim é um ótimo piloto e um dos mas experiente como a ju falou 13 anos anotando o q deu certo e isso vale muito EXPERIENCIA E UMA EQUIPE TRABALHANDO EXCLUSIVO PRA VC

    Curtir

  9. Fico aqui pensando se o Raikkonen tivesse aceito o contrato da Red Bull. Receberia menos mas teria um carro bem mais competitivo q o FIAT 147.
    Hoje ele provavelmente seria visto como o grande heroi da Red Bull haja visto a debilidade do Vettel com os carros com menos downforce.
    Certamente a situação dele perante a imprensa seria outra.
    Mas ele decidiu ficar com os euros da Ferrari e ai………

    Curtir

    1. Entendo seu ponto de vista, mas fico pensando se ele não teria os mesmos ou até mais problemas do que Vettel. É um jogo de adivinhação, é claro, mas poderia ser algo que “salvaria” a imagem de Vettel, não?

      Curtir

      1. Julianne, nos últimos tempos, com tanta sofisticação, com tanta influência em maior ou menor escala do fator aerodinâmico, e mais a eletrônica nos carros elevada ao paroxismo (basta ver os botões nos volantes permitindo “n” combinações de motor, muitas vezes com instruções a partir dos boxes), fica cada vez mais difícil – cada vez mais complexo – fazer análises sobre o desempenho de pilotos na Fórmula 1, hoje em dia. Isto porque, com tantas variáveis, começa a se notar que essas complexidades evidenciam idiossincrasias na pilotagem deles que às vezes se tornam difíceis de superar ou neutralizar, como é o caso surpreendente de Vettel e também de Kimi, diante desses carros sob o novo e atual regulamento. Partindo dessas premissas e aproveitando o gancho que você lançou para uma especulação, talvez realmente Kimi estivesse tendo AINDA MAIS dificuldades do que Vettel com o atual RB-10. Pelo que leio, Kimi não gosta de se aplicar e discutir exaustivamente com os engenheiros na mesma intensidade como Vettel faz, então estaria encontrando ainda mais dificuldades que o alemão. Acresça-se a isso o fato de que, ultimamente, com o avanço da idade, Kimi perdeu parte da excepcional velocidade inata que tinha e que era uma de suas características mais marcantes. E Vettel sempre foi velocíssimo também.

        Por outro lado, raciocinando numa direção oposta e considerando as frequentes queixas de Vettel sobre a FALTA de aderência que ele sente na traseira do RB-10 (decorrente da ausência do difusor soprado?) isso favoreceria Kimi – que gosta de uma dianteira mais presa que a traseira – num confronto com Vettel, fazendo-o impor-se ao alemão, hipoteticamente falando se o finlandês estivesse na Red Bull? Ou o RB-10 está “solto” na frente e na traseira, entornando o caldo, rsrsrs? O que você acha, hein? Olha, Julianne, problemas técnicos e quebras à parte, estou achando por demais surpreendente essa dificuldade de adaptação de Vettel e Kimi aos carros sob o novo e atual e regulamento, especialmente Vettel.

        Curtir

      2. O próprio Kimi afirmou: “Não perdi minha velocidade no inverno”. Memória curta de algumas pessoas. 2012 e 2013 mostraram do que Kimi é capaz, lembrando que Grosjean não é um piloto lento, muito pelo contrário, e franco-suiço foi superado por Kimi todo o ano e Grosjean tem no pai diretor de alta influência na petrolífera total, é francês como o motor Renault, além de ser empresariado pelo eficiente Boullier chefe da Lotus na época que tentou ajudar até além do que deveria o seu pupilo. Quem diz que Kimi perdeu sua velocidade, ou não sabe absolutamente nada de automobilismo e pilotagem, ou tem alguma mágoa de Kimi por ele ter sido campeão na ferrari e o Massa não. Não consigo ver outros motivos. Alonso saiu da McLaren pelo fato da mesma não lhe dar privilégios em relação ao outro piloto no caso o Hamilton. Alguém acha que depois de tudo isso que aconteceu com o Alonso, ele faria um contrato levando um patrocínio brutal como o do banco espanhol para a ferrari sem que estive estampado em letras garrafais no contrato que ele exige todas as atenções e vantagens para ele ? O lamentável é que Kimi não tinha outra equipe para ir em 2014 devido as outras equipes competitivas terem contratos vigentes com seus pilotos, e foi obrigado a retornar a Ferrari para não ter que sair novamente da F1, pois a Lotus além, de não ter pago um euro a Kimi, está esta negação que todos vemos em 2014, que até Grosjean não se cansa de ventilar que quer deixar a equipe.

        Curtir

  10. O carro da Ferrari não é e nem nunca foi ruim, o grande problema é que a ferrari só da privilégios a Alonso, ai da a impressão que o espanhol faz milagres com um carro ruim, o própio aldo costa admitiu isso numa entrevista, que a ferrari só trabalha para Alonso, Kimi deu no seu primeiro ano de ferrari o que Alonso não deu em quatro temporadas e nem vai dar este ano na sua quinta, um título à Ferrari, Alonso não foi campeão em 2010 por pura incopetência, ele tinha a equipe só para ele enquanto Vettel dividia pontos com webber e Hamilton com Button, e ainda não conseguil passar o Petrov, dinheiro a Ferrari tinha muito em 2010 era a mais rica.

    Curtir

  11. Caro Jspeed a Mclaren de 2005 era problemática, mas Alonso teve privilégio absoluto na Reneaut e aqui para nós, Fisichella era um piloto fraco que não fazia nem cócegas no Alonso, enquanto Kimi tinha Montoya que era um grande piloto osso duro de roer, e a Mclaren dava igualdades a seus pilotos queria ver se Alonso teria sido campeão com o Montoya na Reneaut em condições iguais e o Fisichella na Mclaren.
    Ah me desculpe ser indiscreto mas num post anterior você disse que mora em Montreal, eu moro aqui também, moro a 22 anos minha mulher e filhos do segundo casamento são daqui, sempre é bom conhecer novos brasileiros que moram aqui, me manda seu email ou telefone o meu email é: calbrisola1951@gmail.com valeu um abraço.

    Curtir

  12. Concordo com você roberto, Alonso eleva minando o companheiro de equipe, coisa que a Mclaren não permite e olhe o resultado de 2007, não estou dizendo que o espanhol não seja bom, isso ele ė, mas não estaria com essa bola toda se estivesse divido a Mercedes em igualdade com o rosberg ou a Mclarem com Button ou Hamilton,a midia o veria com outros olhos se estivesse enfrentado companheiros fortes sem privilégio absoluto dentro da equipe, como disse antes, dentro da Ferrari é impossivel derrotar Alonso .

    Curtir

  13. Marcelo Dutra, o que você escreveu são fatos reais. Lamento pelo Kimi que está sendo muito prejudicado e colocado em segundo plano dentro da equipe para satisfazer o ego de Alonso e o espanhol ficar na equipe e não ir para a McLaren levando com ele o tão cobiçado pela ferrari, dinheiro do patrocínio do banco espanhol.

    Curtir

  14. kd meus comementários que eu to postando se o Santander estiver patrocinando este site , talves seja por isso que meus comentáriis estão sendo bloqueados porque eu estou falando a verdade sobre Dom Fernando.

    Curtir

  15. Fico chocado quando as pessoas dizem que a Ferrari da privilégios para o Alonso, puxa a Ferrari tem um orçamento gigantesco e dão um carro um inferior ao Raikonen?, como as pessoas podem pensar assim. Não há dúvida que as ricas Ferrari, Red Bull, Mercedes e Mclaren dão carros quase iguais aos pilotos n°1 e n°2, o próprio Piquet disse que como a Ferrari como pode gastar 400 milhões de dólares e privilegiar um só carro…ABSURDO. Agora nas outras equipes de F1 aí sim eu acredito..a Williams, por exemplo, tem um bom carro mas o orçamento é menos da metade das ricas, assim como a Lotus que tem sérios problemas financeiros. Não adianta tudo aquilo que o Nelsinho Piquet disse em 2010-2013 está se confirmando ele sempre disse que Raikonen era um piloto fraco, o Nelsinho chegou a dizer que se o Alonso estive na Lotus em 2013 seria campeão com antecipação e que Alonso dominaria facilmente o Raikonen em 2014, o Nelsinho sempre colocou em dúvida a capacidade do Vettel, mesmo quando ele foi tetra campeão…segundo o Nelsinho a diferença de velocidade entre o Vettel e o Weber (segundo o Nelsinho um piloto fraco) não é grande, Nelsinho credita as vantagens de Vettel ao projetista…Tudo que o Nelsinho Nostradamus Piquet fala se concretiza ele é o oráculo da F1. Julliane entreviste o Nelsinho estou louco para saber quem vai ser campeão em 2015.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s