A Mercedes tirou a vitória de Hamilton?

Motor Racing - Formula One World Championship - Brazilian Grand Prix - Race Day - Sao Paulo, Brazil

O GP do Brasil foi movimentada do começo ao fim e estrategicamente mais parecida com provas que tivemos nos anos anteriores da era Pirelli – devido à mudança dos compostos capitaneada por Felipe Massa, o que fez com que a fornecedora fosse menos conservadora do que em outras etapas. Mas a prova foi ao mesmo tempo, decidida em grande medida pela classificação. Ainda assim, o resultado levantou uma questão tática importante: a Mercedes tirou a vitória de Hamilton ao deixá-lo tempo demais na pista antes da segunda parada?

Se compararmos o top 10 da classificação com o da corrida, vemos que as grandes discrepâncias (fora o problema do cinto de segurança de Bottas e a quebra de Ricciardo) são o rendimento ruim de Magnussen (mais uma vez perdido com os pneus) e a evolução de Hulkenberg, único que conseguiu fazer a tática de deixar o pneu macio para o final funcionar.

O lance taticamente mais polêmico da prova ocorreu na volta 28, quando Lewis Hamilton rodou na tentativa de acelerar, com pneus gastos, e se aproveitar da parada do líder Nico Rosberg. O inglês se queixou da decisão da equipe deixá-lo tempo demais na pista. “Pensei que teria só uma volta rápida e tirei tudo do meu pneu”, justificou.

Sem a possibilidade de executar um undercut (parar primeiro para usar a aderência do pneu novo para andar rápido e superar Rosberg, como Vettel fez com Alonso na metade da prova) contra o companheiro, Hamilton só conseguiria passar o alemão de duas formas: na pista ou andando mais forte quando o rival parasse. E a Mercedes deu a ele essas duas oportunidades.

Quando Rosberg fez sua segunda parada, na volta 26, a diferença entre os dois era de 0s7. A margem que Hamilton precisava para voltar na frente quando parasse, levando em conta a média da Mercedes na corrida, era de 22s7 de perda total no pit.

Na primeira volta sem Rosberg à frente, Hamilton fez a melhor volta da prova e estava 22s4 à frente de Nico no segundo setor, quando a decisão de lhe dar mais uma volta na pista foi tomada. A equipe fez isso porque julgava que não seria suficiente Lewis retornar à frente, mas o inglês não acreditava que poderia manter o ritmo por mais tempo, pois já fizera 19 voltas naquele jogo (assim como Rosberg fez). Porém, no primeiro setor da volta da rodada, tirou mais 0s2 em relação a Nico e, só então, perdeu o carro na freada da curva 4.

A Mercedes acabou assumindo o erro, até para tirar pressão de seu piloto, mas foi uma aposta milimétrica e válida. E uma oportunidade que muitas equipes não dariam caso estivessem na mesma posição. No stint final, Hamilton ganhava com DRS nos setores 1 e 3 e perdia no segundo, mais sinuoso, por perda de pressão aerodinâmica. Assim, a briga direta pela liderança ficou no quase. Por duas vezes.

No mais, Raikkonen merece uma menção honrosa. Mesmo sendo o único a adotar uma estratégia de 2 paradas, não quis se privar de lutar pelas posições, segurando Button, mais rápido e com pneus novos, por 10 voltas, e Alonso, também com borracha 17 giros menos gasta, por 5. Kimi, contudo, poderia ter terminado brigando com Vettel pelo quinto lugar se não tivesse perdido 4s5 por um problema no pit stop e se a Ferrari tivesse se comprometido mais cedo a fazer duas paradas, estendendo seu segundo stint, que foi de 27 voltas. A própria equipe reconheceu ter mudado de ideia durante a prova, o que explica terem deixado 36 voltas para o stint final da corrida.

26 comentários sobre “A Mercedes tirou a vitória de Hamilton?

  1. Acho exagerado o termo tirar, afinal foi dado a Hamilton duas escolhas(a mais conservadora, uma volta e o pulo do gato, mais arriscado, que poderia lhe dar a vitória sem o roda à roda), e o inglês errou tentando! Poderia ter dado certo…Ju, uma pergunta: após o erro de Hamilton, a diferença na casa de 7 segundos despencou, você sabe se Rosberg teve algum problema mecânico? Me lembro que a equipe após a corrida o felicitou “apesar dos pesares”…

    Curtir

    1. Ao que parece, Rosberg adotava um ritmo mais lento no início de cada um dos stints para evitar superaquecimento dos pneus. Isso pode explicar. Não o ouvi falar sobre algum problema.

      Curtir

    2. Meu caro amigo Wagner, nunca pensei que um dia eu tivesse que elogiar a culinária de galos em banho-maria, hahahahaha!!!! Até que o paladar não estava assim tão intragável, pois Lewis não usou fogo brando, rsrsrsrs,. . . chamuscou a traseira de Nico no final. Acho que é um grande prato para pedir em Abu Dhabi também: galo (velho) cozinhado em banho-maria, com molho ramerrame, à la RosbergER. . .
      Grande abraço.

      Curtir

  2. Não acho que o Hamilton ganharia essa posição nos boxes, Nico foi melhor todo final de semana e mereceu a vitória.
    Achei o inglês bem conservador, acho que fosse mais no começo do campeonato ele teria arriscado uma ultrapassagem, assim com fez em Austin. Mas depois daquela rodada arriscar uma ultrapassagem seria demais, a prudência acabou falando mais alto.
    No fim acho que o resultado ficou de bom tamanho, Nico mereceu a vitória, só acho uma pena o campeonato ser decidido em uma pista sem “sal” como Abu Dhabi, o circuito é lindo mais Interlagos é insuperável.

    Curtir

  3. não acho que tirou pq se ele voltasse ali ele voltaria atrás bem perto mas atrás, tentou o correto voltava na frente se tivesse executado ,mas errou o freada ou faltou pneu sei lá, só ele sabe o que se passou ali e teve sorte pq poderia ter perdido o carro de vez etc… voltou a atrás e teve uma 15 voltas pra passar e num passou pq num quis se arriscar e fez certo pensando no campeonato, mas deixou tudo aberto pra abu dabhi, será que vamos ter um petrov da vida? ou ser houver quebra vão falar de conspiração e outras coisitas mas rsrsss

    Curtir

  4. Não sou nada bom em avaliar estratégia mas não acho que a Mercedes tenha tirado a vitória de Hamilton.

    Rosberg assegurou a vitória com a pole no Sábado e no Domingo com uma adminsitração perfeita dos pneus. Ele pode não ser um ‘show man’ mas mostrou muita habilidade nesse fundamento em Interlagos.

    Lewis chegou muito perto em certas horas, poderia ter tentado uma ultrapassagem mas talvez não tenha querido arriscar demais da conta. Eu não teria.

    Talvez se os pneus não estivessem se desgastando demais da conta poderíamos ter visto uma briga mais intensa, com troca de posições.

    Mas no fim acho que Rosberg trabalhou melhor e mereceu.

    Curtir

  5. Dizer que a troca de compostos por parte da Pirelli foi capitaneada por Massa parece um sinsentido. Vejamos o que escreve Livio Oricchio (quem lamentavelmente não esta mais no UOL)

    “Por mais que Felipe Massa seja um piloto respeitado na Fórmula 1, diante de sua grande experiência, tão útil nessa reconstrução da Williams, não foi a sua crítica à escolha original da Pirelli para a prova de Interlagos que levou a fornecedora de pneus da Fórmula 1 a rever sua decisão inicial. Massa havia definido como “perigosa” a escolha dos duros e médios. E Fernando Alonso, da Ferrari, “estranha”.
    “Depois de analisar as características do novo piso e entender haver pouca possibilidade de superaquecimento dos pneus, em razão das esperadas temperaturas elevadas do asfalto, decidimos mudar os tipos dos pneus com a concordância das 11 equipes da competição”, explicou Paul Hembery, diretor da Pirelli.
    O novo asfalto utilizado em Interlagos apresenta pouca abrasividade. É um cenário distinto do gerado pelo piso anterior, bastante desgastado e mais abrasivo.”

    Depois de ter acontecido a corrida e ter visto como os pneus sofreram de superaquecimento e desgaste ecesivo, obrigando a todos a andar no “Ramerrame” poderiamos dizer que foi boa escolha. Sei não. Acho que com os medios e duros, tivesse habiado uma media de duas paradas com as carangas desenvolvendo o seu potencial, e quem tentasse só uma poderia ter levado ao final fazendo valer melhor a estrategia que com duas nessa condição.
    Como resultado, tivemos a corrida mais medorrenta que me lembre em Interlagos. Só o Vettel fez valer o domingo.
    Assim são as coisas.

    Curtir

    1. Desculpem, esqueci a data. o artigo foi publicado no dia 17/10/2014.
      E foi despois de conversa de Livio com o diretor da Pirelli.
      Noutra parte da nota destaca:

      “Outras razões para a escolha original dos pneus duros e médios foram as temperaturas elevadas, comuns nos dias do GP do Brasil, e a natureza do traçado, com longos trechos de aceleração plena partindo de velocidades baixas, como os que estendem da saída da Junção até o S do Senna e do S do Senna até a freada do fim da Reta Oposta.”

      Pois é né. Acho que a Pirelli estava certa.

      Curtir

  6. Bom Dia Jú, acredito que a culpa foi meio a meio, pois com 1 volta acredito que o Lewis faria o “undercut” mas ele tb foi culpado por forçar demais na segunda volta após o Nico parar, o que foi estranho mesmo foi ele tirar 7 segundos daquela maneira, até porque o Nico aparentemente não tinha nenhum problema, e risco por risco acredito que se com a ultrapassagem ele decidisse o campeonato ali acredito que ele arriscaria mais, mas como não valia e foi mais consevador.
    Como disseram acima o Nico fez a pole e dominou a corrida, então mereceu a vitória e agora ele precisa de um fim de semana perfeito e que o Lewis tenha problemas, pois outro segundo lugar sem quebra é mole…
    Perguntas Jú, como ficaram as instalações internas de interlagos com as mini reformas? A entrada do pessoal da arquibancada na pista no final da corrida foi invasão ou já era algo previsto, visto que em todas as pistas as pessoas tb entram, pois vi em alguns lugares que aquilo foi uma invasão?
    Um abraço

    Curtir

    1. Na área do paddock não vi nada diferente, acredito que eles só mudaram a pista mesmo – aliás, tudo o que foi feito funcionou muito bem.

      Foi uma invasão porque abriram o alambrado com um alicate. Nas outras pistas, como em Monza, abre-se o alambrado para as pessoas entrarem. Que fique a dica para os organizadores aqui, pois foi uma bela festa.

      Curtir

  7. Lewis incorpora com perfeição os estilos de Senna e Prost, o que o torna o piloto mais completo e admirado do grid. Não é à toa que já esbarra nos 6 milhões de fãs nas redes sociais e vê seu público aumentar a cada corrida.

    Em Interlagos pilotou como Prost, 100% como Prost.

    Curtir

    1. Um Prost com sal e pimenta, caro Djow, na proporção certa, no final da prova. Lewis preferiu não arriscar depois daquela volta alucinante, onde entortou a 90º. Detesto culinária de galos em banho-maria, mas prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém, assim ele tem que repetir a dose em Abu Dhabi. Mas Hamilton é indomável e, se tiver chance, vai correr pela vitória.
      Abraços.

      Curtir

  8. A rodada foi crucial, mas não dá para creditar a culpa em nenhum dos dois, se tivesse dado certo todos estariam corretos agora. Foi uma fatalidade, a culpa é do pneu rsrsrs Agora Hamilton vai ter que ser o que nunca foi, conservador.

    Curtir

  9. Ju, acho que o Hamilton perdeu essa disputa para o Roberg simplesmente porque o alemão foi mesmo mais consistente durante todo o final de semana. O erro do inglês só sacramentou a contenta entre a dupla da Mercedes. Resultado final justo.

    Gostaria de aproveitar o comentário e sugerir uma pauta para para você que gosta de trabalhar com os números do esporte.

    Massa está em 8° lugar no campeonato e, dada a diferença de 58 pontos, não alcança mais o companheiro Bottas. Porém, ainda têm boas chances de ultrapassar Button na classificação final do campeonato. Quais cenários em Abu Dabhi permitiriam esse consôlo ao brasileiro nesse final de ano?

    Outra proposta é apresentar para nós, leitores e fãs do TotalRace, o que estará em jogo ($$$) no mundial de construtores nesse derradeiro GP de 2014.😉

    Abraços

    Curtir

  10. Sim, Rosberg fez uma corrida extremamente assertiva e brilhante desde os treinos, na minha opinião a melhor de sua carreira na Fórmula 1, até aqui. Foi velocíssimo e seguríssimo, sem erros. Mereceu a vitória de maneira incontestável. Torço por Hamilton, mas sei reconhecer o valor e os feitos de seus adversários.

    Curtir

  11. Hamiltom é muito pé frio o campeonato de 2007 tava mais facil de levar do que este e ele perdeu, sei la tomara que não mas acho que ele perde esse pro rosberg mesmo com a vantagem nos pontos.

    Curtir

    1. Caro Marcelo,

      Quem corre com a cabeça fica nos anuários, quem corre com o coração fica nos corações e mentes, vide Nuvolari, Gilles Villeneuve, Peterson, Mansell, Moss, Lauda (que saiu da extrema-unção para quase vencer o campeonato), Stefan Bellof, Alberto Ascari, Senna, Piquet e, aqui no Brasil, Bird Clemente e Camilo Cristófaro, apenas como alguns exemplos. No Motociclismo, um Jarno Saarinen. No Rally, um Marku Allen, um Henri Toivonen, um Colin McRae. Título (s) é (são) importante (s), mas não é (são) tudo. Importante para a posteridade, para a transformação em lenda, é a superação das Leis da Física com a máquina, a excepcionalidade do gênio expressa na extrema habilidade NATURAL, na superação dos próprios limites do competidor e do carro, na ânsia irrefreável pela vitória com a doação da própria alma – não importa qual seja o resultado final, em um esporte em que o competidor depende vitalmente do meio que tem em mãos. Até aqui, pelo que demonstra em seu estilo de pilotar, Rosberg precisa mais desse título do que Hamilton para ser lembrado no futuro, daqui a 40, 50 anos.

      Forte abraço.

      Curtir

  12. Caro aucam é uma pena que schumacher não pegou esta fase boa da mercedes, ele lutou três anos com um carro ruim, schumy com este carro seria campeão novamente, infelismente agora ele luta pela vida, quanto a Honnie Peterson apesar de não ter nascido na época que ele correu me tornei um grande admirador do seu estilo uma pena que tenha morrido tão jovem.

    Curtir

    1. como teria sido campeão se ele perdeu a disputa para o Rosberg, duvido que a Mercedes teria demitido o Schumy, caso ele tivesse ficado a frente de Rosberg quando estava na Mercedes.

      Curtir

  13. Gerônimo quanta burrice ignorar os sete títulos de Schumacher, ninguem ganha sete títulos sem ser fora de série.
    quanto ao rosberg schumacher o derrotou na segunda metade de 2011 e na segunda metade de 2012 com sobra, não esqueça que em 2012 schumy mesmo com 43 anos superou rosberg nos treinos quasificatórios coisa que hamilton ta perdendo para ele, o estilo de Schumy só funciona com um carro foda assim como Vettel Schumacher não sd adapta em pilotar carros ruins , por isso repito se Schumy estive com esse carro apistaria todas as minhas fichas nele.

    Curtir

    1. Marcelo, não ignorei os 7 títulos de Schumacher. apenas mencionei o momento dele na Mercedes, companheiro de Rosberg. falando em treino classificatório, primeiro Hamilton ficou sem participar de dois Q3 devido a problemas no seu carro. agora pense um pouco, você acha mesmo que Hamilton nessas últimos GP, esta arriscando tudo para largar em primeiro. penso que ele não está arriscando tudo, é só analisar o Q3 de interlagos. um piloto se torna calejado com que acontece de experiência passada, se não se sente bem com o que é fundamental os freios não vai arriscar muito. respeito sua opinião, mas não apostaria minhas fichas nele.

      Curtir

  14. Hamilton é um grande piloto acredito que ele esteja agora num nivel muito mais elevado do que quando disputou com Alonso em 2007, torço para que ele seja campeão, mas tenho um presentimento que ele vai acabar dançando por algum motivo, como disse acima o cara é bom mas é um tremendo pé frio.
    Quanto ao Schumy me da tristeza em saber que um homem que tinha uma longa vida pela frente esteje numa situação tão crítica, as veses me pergunto como a vida é ingrata.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s