Três estreias

Untitled-3

Era 18 de março de 2007 e, se por um lado, muito se comentava do risco que a McLaren corria em colocar um novato de 22 anos no carro, por outro Lewis Hamilton convivia com uma (já familiar para ele) obrigação de dar conta do recado rapidamente. Afinal, havia tido cada passo da carreira meticulosamente forjado para chegar à Fórmula 1.

Mas ninguém poderia esperar aquela largada sensacional, pulando de quarto para segundo e passando o então companheiro já bicampeão do mundo, Fernando Alonso, por fora. O pódio logo de cara tirou parte do peso dos ombros do inglês e marcou o início de uma temporada de estreia irretocável – até o 16º GP. No ano seguinte, Hamilton se redimiu, conquistou o título e, nos anos seguintes, foi se firmando como um dos melhores de sua geração. Oito anos depois, caminha em busca do tri.

Era 27 de março de 2011 e, se por um lado, Sergio Perez viesse de um vice-campeonato na GP2, por outro muitos duvidavam de seu real talento, haja vista o grande aporte financeiro que ele trazia do México para sua primeira equipe na Fórmula 1, a Sauber.

Mas ninguém poderia esperar que um piloto tão inexperiente pudesse dominar os complicados pneus Pirelli e terminar a corrida na zona de pontuação com apenas uma parada em um GP no qual a maioria fez três. Apesar da desclassificação por uma tecnicalidade, Perez foi tratado como herói no paddock em Melbourne. Quatro anos depois e tendo tido uma passagem no pior momento possível pela McLaren, o mexicano vive de lampejos e convive com altos e baixos.

A estreia de Felipe Nasr tem um pouco dos dois. O brasileiro teve uma carreira meticulosamente calculada, preparou-se muito bem, e isso lhe dá ao mesmo tempo uma vantagem e uma responsabilidade. Mas o aporte financeiro – absolutamente necessário e que não lhe tira qualquer mérito, diga-se de passagem – ainda gera desconfiança.

Sim, o grid esteve esvaziado, mas, pelo que mostrou Ricciardo com a Red Bull, apenas Raikkonen e Bottas teriam condições de chegar à frente do brasileiro se tivessem visto a bandeirada. E o sétimo lugar com a Sauber seria, ainda assim, um feito digno de nota.

Mas a história, claro, não para por aqui. Melbourne por vezes tem resultados estranhos – ano passado, foi o palco do único pódio da McLaren das últimas duas temporadas e do solitário pódio de Petrov, para ficar em exemplos recentes – e não dá para cravar se a Sauber realmente pode ser considerada a quarta força, brigando com a Red Bull, ou se a performance de Nasr foi especialmente boa, lembrando que Marcus Ericsson não deve servir como parâmetro para quem sonha alto na F-1.

É claro que um primeiro final de semana sem erros e com uma performance tão convincente mesmo com a estreia no circuito da Austrália, toda a tensão extra-pista e a perda de 1h30 de treinos livres é uma excelente notícia. Mas é só o começo. O tempo vai mostrar se o brasileiro está mais para Hamilton ou mais para Perez.

103 comentários sobre “Três estreias

  1. Otima análise Julianne

    Mas temos de resalvar a grande diferença que o Hamilton NUNCA dirigiu um carro ruim. Talvez seu “pior” tenha sido a Mercedez de 2013.
    Não lhe tirando os Méritos , pra mim ele e Alonso sao os melhores do Grid á galopes a frente de Vettel.

    Como seria se o Hamilton dirigesse um carro mediano ? como fez Fernando com a renault em 2008 ate final de 2009 ?

    Acho que o Nasr tera um futuro proximo ao de Lewis , mas se nao tomar cuidado nas suas escolhas pode se tornar um Checo e ou ainda mesmo um Hulkenberg que hj ja deveria estar em uma equipe de ponta e ai da nao se firmou ..,

    Curtir

    1. Phillip, com todo o respeito, como você classifica a McLaren de 2009 com a qual Hamilton obteve duas vitórias, naquele ano em que a Brawn foi o bicho-papão? Um foguete, um grande carro?
      Abs.

      Curtir

      1. Não era tão ruim, Aucan. Me lembra muito a Ferrari de 2012, que começou mal o ano e rapidamente evolui.

        Aquela McLaren esteve mal até Silverstone. A partir daí, surgiu uma versão totalmente revisada do carro, um modelo B propriamente dito. Hamilton então fez 4 poles (Valencia, Monza, Cingapura e Abu Dhabi), e venceu 2 provas (Hungria e Cingapura). Além de ter estado no pódio em outras 3 (Valencia, Suzuka e Interlagos; em Monza, o perdeu na última volta perseguindo Button).

        O problema é que o carro era ruim demais no início da temporada. Depois melhorou demais.

        Curtir

      2. Bom, meu caro Billy, eu respeito sua opinião e seus argumentos, mas permita-me ponderar que – ainda que aquele McLaren tenha sido muito mal nascido, como você mesmo reconhece – Hamilton obteve com ele um 6º lugar na China e um 4º no Bahrein, em sua fase “mais braba” (no início do campeonato de 2009), nada diferente de muitos dos quintos lugares que Alonso obteve com várias Ferraris, e pelos quais o espanhol obteve muitos elogios em geral (e justos, digo eu). Portanto, já tivemos oportunidade de ver assim um Hamilton no mesmo nível de Alonso com um carro ruim (ou mediano). Acresça-se a isso a sua contribuição como piloto na evolução do carro, evolução essa que você realçou. Isso fica evidenciado inclusive na diferença de resultados que Hamilton obteve frente àqueles bem medíocres obtidos por Kovalaine na fase do projeto que você denomina de B (aí você pode objetar que Kovalainen não é um parâmetro para comparações, dado à sua fraqueza, mas veja como o MESMO PROJETO DE 2009 nas mãos de um genial piloto como Hamilton foi capaz de vencer duas vezes e obter outras boas colocações: dois 3ºs. lugares – Japão e Brasil, ao passo que Kovalainen nada de extraordinário conseguiu com ele). Portanto, a meu ver, pode-se inferir facilmente que se Alonso é capaz de extrair prestações excepcionais de um carro ruim ou mediano, Hamilton também é capaz do mesmo, sem qualquer dúvida. Hamilton – pelo estilo de sua tocada – tem a minha preferência como piloto, mas não deixo de reconhecer méritos em outros que os tem, como Alonso, por exemplo. Hamilton é ó único piloto do atual grid que desde a sua estréia nunca teve uma temporada “lisa”.

        Um abraço!

        Curtir

      3. Acho que tem que acabar esta história de que o cara tem que dirigir um carro ruim e conseguir algum feito para, aí sim, ser considerado um excelente piloto. Para mim, o grande piloto é o que aproveita as oportunidades. Que é campeão quando tem um carro para isso. O Hamilton ganhou com uma McLaren boa e agora a Mercedes. O Vettel nós bons tempos da RedBull. O Alonso quando a Benetton era a melhor. E assim vai.

        Curtir

      4. Alexandre, concordo INTEIRAMENTE com você. Um carro dominante não tira um NANOgrama do valor – do mérito – de um piloto. Os exemplos que você citou são muito eloquentes: Vettel/Red Bull, Alonso/Benetton/, Hamilton/McLaren/Mercedes. E permita-me acrescentar, como mais outro exemplo, uma das maiores referências que tenho na arte da mais pura pilotagem: Jim Clark/Lotus (e ainda vejo por aí, em outros blogs, alguns jovens desinformados, que não vivenciaram contemporaneamente a Era Clark, cometerem a heresia de duvidar se Clark seria capaz de ser campeão por outra equipe, rsrsrs, logo Clark, que além de barbarizar na F 1, ASSOMBROU os americanos em Indianápolis, vencendo espetacularmente com outro tipo de carro no altar oval daquele templo sagrado! E em fins de semana ele ganhava em várias categorias, de monopostos a turismo, onde deixou recordações indeléveis ao volante dos Ford Cortina em curvas, sempre em 3 rodas, e algumas vezes até em duas!

        As emoções do automobilismo não se limitam apenas a ultrapassagens, largadas fulminantes ou superação de adversidades, mas também a ver um piloto extraindo tudo e mais alguma coisa de sua máquina, na perfeição com que o leva a velocidades extremas, muitas vezes acima do potencial do carro em curvas e das Leis da Física.

        Curtir

      5. Putz Aucam, meu velho amigo, e ante nada profundamente respeitado. Vai me desculpar que seja brochante neste caso.
        Na roda de prensa, o Nico diz que eles dois tem o mesmo equipamento e sua condução é similar. Numa parte da corrida perguntou pra equipe como esta o gas de Hamilton para o qual não receveu resposta pela proibição dos radios. “Cometi um erro ao perguntar”.
        “Na realidade eu estava poupando para ver se no final poderia atacar o LewIIs, mas ao que parece ele também estava na mesma, então não consegui fazer nada.”
        Aucam, entenda que coisa mais brochante. Eles estavam em velocidade de cruceiro, só levando um carro superior atá a linha de meta. Um absurdo. Isso é F1??

        Todos esses gloriosos exemplos de pilotos em maquinas diabolicamente superior que vc relata, dirigiam endemoniados. Para eles seria um irrespeto com eles mesmos, dirigir a uma velocidade de cruceiro só porque eram superior aos outros. Esses caras morriam tentando tirar mais. Não compare o Clark, o Peterson, O Giles, com essa Blackpop chamada Hamilton. Me sinto ofendido. Eram outra coisa. Esses caras violabam a fisica e arriscavam a pele. O Hamilton dirige alta tecnología em velocidade cruceiro, ao ponto de que o bom do Rosberg se iguala. E nem se despeinam. Cae na real.
        Alem do mais, a luta “tecnológica” era aberta, quem descubria um jeito novo passaria a dominar e ponto, e mmuitas vezes o piloto de carro mediano fazia a difereneça..

        Procure a Roda de Prensa. Significa a volta de Seb. Ele diz que há 12 meses a essa hora, ele já estava rumando pro aeroporto, que era uma merda o que tinha acontecido (quase disse que perdeu o tesão). Agora estava feliz de estar ai. E disse que ele vai trabalgar para lhe dar caça a esses dois.
        Até brincou com o fato de que o carro dele tem um cavalo, e o deles tem uma estrela e isso faz diferença (Galacticos?) hahahaha. Mas ele prometeu que vai plantar cara. Gostei. Isso é o que conta.

        Curtir

      6. Meu caro amigo Bruz, para ser sincero, NÃO entendi direito seus pontos de vista expressos aqui em relação ao meu comentário acima. Então, vou responder com base no que SUPOSTAMENTE entendi.

        Francamente, às vezes não entendo a TREMENDA BIRRA ou até mesmo má vontade que você tem com Hamilton. Isto porque ele é um piloto que REÚNE TUDO O QUE VOCÊ APRECIA (e eu também) em um “BOTA PESADA” DE VERDADE: arrojo (até demais); capacidade de atacar e de se defender (aspectos que você com MUITA razão vive enfatizando, e que definem a diferença entre um gênio e um bom piloto apenas); busca incessante pela vitória (ou por uma colocação melhor se a vitória não for possível); FOME mesmo por um mísero centímetro de pista (o que o leva a disputas extremas e a correr riscos para além dos limites); extrema velocidade (materializada em vitórias e poles obtidas na carreira, já 34 e 39 respectivamente, números bem superlativos, por sinal – por favor não vá atribuí-las injustamente apenas aos carros que ele dirige) e, como se não bastasse tudo isso, agora ele mostra uma NOTÁVEL capacidade de ADAPTAÇÃO e POUPANÇA aos novos carros e regulamentos, sem contudo prejudicar seu estilo vigoroso, intimorato e indomável.

        Hamilton tem seus pecados? Quem não os têm? Não existem santos na Fórmula 1 e – profundo conhecedor dela que você é – você sabe disso, amigo Bruz. Nem “sua santidade” Vettel é santo. Mesmo na década de 60 havia relatos de pecados mortais entre os “pecadores” que corriam na F 1, havia bochinchos. E olha que sem dúvida – comparada a tempos mais modernos ou mais antigos (com a década de 50) a década de 60 foi realmente uma “época de cavalheiros”, onde havia muita gentileza e respeito entre os pilotos, nas pistas ou fora delas. Aliás, bochinchos havia mesmo desde a Era Paleozóica da década de 30, dos monstros sagrados como Varzi, Nuvolari, Caracciola e Rosemeyer: pesquise e verá.

        Se Hamilton está no melhor carro – isso decorre de sua ousadia também fora das pistas: fez uma aposta e ganhou, simplesmente. Vettel não ganhou 4 campeonatos de enfiada? Nunca desmereci SebVet e as suas magnifícas vitórias, ao contrário, sempre as enalteci aqui no Blog Encantado da Julianne. Foram 4 anos que eu passei elogiando continuamente, ou melhor, RECONHECENDO e PROCLAMANDO a genialidade de Vettel. TAMBÉM FUI CONTRA a “puxada de tapete” ARTIFICIAL que deram na Red Bull e já expliquei isso exaustivamente aqui no Blog em outras ocasiões. A Mercedes, que – me desculpe a franqueza – você insiste em chamar injustamente de “Merdes” fez um bom trabalho? Então que ela aproveite! A Red Bull não aproveitou a sua fase de ouro? A F 1 é assim e você sabe disso: sempre foi feita de carros e pilotos dominantes, que se alternaram pelos tempos ao longo da História: Ferrari, McLaren, Tyrrel, Lotus, Williams, motores (fabuloso domínio) Ford-Cosworth e por aí vai.

        Hamilton não tem culpa se Rosberg não o atacou por este ou aquele motivo. Se Hamilton pode andar folgadamente na frente pelo carro que tem (e também por méritos próprios, não sejamos injustos) a culpa não é dele, é de quem fez esses regulamentos. A própria Mercedes não tem culpa de andar na frente. Já disse aqui que não acredito que os cavalheiros que fazem a F 1, todos COMPETENTÍSSIMOS e nada ingênuos, não soubessem dos riscos que correriam ao virar o regulamento de ponta-cabeça. O que parece é que TODOS ACHAVAM QUE IAM SE DAR MELHOR QUE OS OUTROS e, agora que viram que não foi bem o que aconteceu – que o tiro lhes saiu pela culatra – É ESSA CHORADEIRA GERAL! Duvido que os torcedores de Schumacher, de Senna ou de Vettel achassem a F 1 “CHATA” quando eles ganhavam sem parar! Eu assisto F 1 ( e automobilismo em geral) por paixão, independentemente de que quem esteja na frente seja um brasileiro ou não, de que seja A, B, C ou D o melhor e que eu não torça ou não admire o (s) vencedor (es). Sempre foi assim comigo e continuará sendo. Já era apaixonado por F 1 muito antes do surgimento de Emerson Fittipaldi e das transmissões televisivas. Então, fica melhor ainda se o piloto que está na frente – QUE LIDERA – se enquadra dentro das características que valorizo mais (e que constituem a essência do automobilismo, a meu ver). Não tenho nenhuma reclamação contra o fato de a Mercedes estar na frente e de Hamilton pilotar uma delas. Ao que eu saiba, ambos – Hamilton e Mercedes estão jogando o jogo combinado com TODAS as demais. Se outras fracassaram, o problema é de quem fracassou. Não foi isso que quiseram?

        Então, meu caro amigo Bruz, respeito muito você como pessoa educada e que sabe debater, e os seus conhecimentos como “expert” em F 1 (assim o considero), mas me permito discordar de sua visão, se é que entendi bem as suas colocações feitas lá em cima.

        Depois de 4 anos MAGNÍFICOS de SebVet, agora é a vez de Hamilton ser pelo menos TRI, aceite isso, caro amigo. Desista de me tentar me convencer do contrário.

        PS: Não vejo em que Hamilton não possa ser mencionado e considerado entre os grandes da História da F 1, inclusive Peterson, Gilles Villeneuve, Jim Clark, Jochen Rindt, Jakie Stewart e outros. Sua história – que ainda está sendo escrita por ele – ainda está longe de terminar e já o credencia desde já a isso, estão aí seus feitos e seus números para confirmar.

        Um forte abraço.

        Curtir

      7. Caro Aucam, entendo o ponto de vista do Bruz, o fato é simples, nada pessoal: A Mercedes fez um bom serviço, ótimo, mas o regulamento esdrúxulo, idiota, não permite que os outros tirem a diferença com mudanças quaisquer que sejam em seus projetos, seja motor ou aerodinâmica, ficam todos de mãos atadas batendo palmas para a Mercedes, e isso, legalizado ou não pelo regulamento não é competição, e sim sacanagem institucionalizada!!! Hamilton é grande piloto, sim, mas o carro é tão superior que tenho minhas dúvidas se ele e Rosberg estão verdadeiramente “forçando” o equipamento!!! Nessa toada, sabemos o fim da história já na primeira corrida!!! A f 0,5 não pode se tornar um Feudo Mercedico por incompetência desse regulamento de WEC embutido na f 0,5, esse é o ponto, não se engane, por mais que Hamilton tenha dado o pulo do gato, seja bom, rápido e inteligente, ele “não” tem resistência de ninguém no grid, e isso não é bom para o esporte e seus espectadores. Sendo realista, se Massa que já perdeu um campeonato para Hamilton estivesse no lugar do bom, apenas isso, e apático Rosberg, Hamilton teria mais trabalho, afinal o brasileiro tem algo que o alemão nunca teve, que é a gana para defender posição, a velocidade. Mesmo não sendo constante, Massa brigaria com Hamilton em condições iguais, se ganharia seria outra história…mas seria possível.

        Curtir

      8. Um adendo: reitero que com esse carro Massa seria páreo para Hamilton porque a história confirma, pois se bem lembrarmos, em 2008, Ferrari e Mclaren se equivaliam, e ambos erraram mt, e tiveram uma disputa apertada a favor do inglês, e mesmo assim, basta lembrarmos que em muitas corridas tiveram disputas acirradas e mts toques, brigas duras, disputadas, algo que raramente acontece com Rosberg por exemplo. Bahrein ano passado foi a excessão na carreira apática do alemão! Mesmo sendo superior a Massa, com um carro perfeito, neutro como essa Mercedes, Massa estaria mais próximo de Hamilton,e como tem mais competitividade que o alemão, fatalmente forçaria mais a pilotagem do inglês, afirmo sem medo de errar.

        Curtir

      9. Meu muito apreciado Aucan.

        Não tenho que responder. Apenas assino o que escreveu Wagner. Ele só não interpretou direitinho a minha ideia, que é a mesma sensação que tem muita gente. Ele fez mais, foi frio e claro na explicação.
        Ontem eu não tive um bom dia e andava procurando briga (hahahaha). Me desculpa o entrompe e quero aclarar que diga o que vc diga, jamais vc me ofendera, porque vc é mestre e gentil até na disputa. Obrigado por compartir.

        Por outro lado, ainda estou por me convencer de que não há acordo na Merdes. Eu ainda acredito nele e a vitoria de Hamilton estaria selada de prima. Já veremos o que acontece na Malasia e na China.

        A categoria vai pegar fogo. Ontem o Marko e Horner ameaçaram com deixar “sua frota” no box se não há cambios urgentes no congelamento. Eles dizem que assim colmo eles eram capados cada vez que eles tinham formulas vencedoras e trocavam o regulamento para voltar a competição, o mesmo tem que acontecer agora. Não é possivel que a Red Bull investa mulhões num circo que promove a Mercedes e arranha a imagem dos energéticos enlatados. Eles estão certissimos, ao dizer que eles nunca tiveram um carro tão dominante com um regulamento que capava os outros. Mais bem capavam eles. Lembra do que aconteceu com o difusor duplo, com os escapamentos soprados, com o bico flexivel, com o fundo deslizante, com os mapeamentos do motor?? Tudo isso foi abortado pela chiadeira dos outros. Eles estão certos ao reclamar agora. Ou a competição volta, ou caput. não da para assistir o Ricciardo chegar e não conseguir pasar o singelo Nasr. Essa não é a realidade. Isso não é o que queremos ver.
        Pela reação do Arribamelhore e do entrompe do Vettel encima “desses caras” na roda de prensa, podemos presumir que a Ferrari tem mais munição do que apresentou na Australia (o De La Rosa já falou isso em Barcelona), mas a Merdes também tem.

        E esclarecendo, falo assim da estrela de trêis pontas não por ela mesma, porque na realidade fez grande trabalho, mas sim pelo resultado no campeonato e o aproveitamento que ela faz, com um “provavel” acordo para que seus pilotos não briguem na pista.
        Também aclaro que sim considero tudo isso que vc falou do Hamilton. Não duvide que acredito ele um grande piloto, mas que de ganhar estes dois campeonatos com tudo mundo de mãos atadas é um escandalo. Ele mesmo já tinha declarado em 2013 que não gostaria fazer que nem Vettel, e com a Merdes a situação é em extremo pior. Eu já disse que com essa Merdes até o Ericsson sería campeão. Muita gente chiou, mas pelo visto ontem, da para ver que com carro bom qualquer um da um ballet num campeão que nem o Button.

        Obrigado pela ajuda amigo Wagner. Eu só trocaria no seu texto o Massa por outro. não pela falta de fome de ganhar, mas sim pela facilidade que tem o brazuca em… “ter falta de sorte”.

        Curtir

      10. Meu querido amigo Bruz, JAMAIS terei o propósito de ofendê-lo ou a quem quer que seja aqui no Blog Encantado da Julianne, esteja certo disso. Logo você, com quem tenho tantos pontos de vista coincidentes! Mas às vezes divergimos e, então, vamos concordar em discordar sobre essa questão que esteve em discussão entre nós, hahaha!!! Mantenho assim, todos os meus pontos de vista, porém respeitando profundamente sua opinião contrária. Leia a minha resposta ao nosso amigo Wagner, lá embaixo, se tiver paciência para tanto.

        Grande abraço.

        Curtir

      11. Wagner, meu caro Wagner! Hahahaha, essa discussão ainda vai longe, hahaha (mas não, não vai porque vou encerrá-la por aqui, pelo menos da minha parte. É que sabemos todos que nenhum aficionado de automobilismo consegue mudar a opinião de outro, só os próprios atores – pilotos e equipes – APENAS NAS PISTAS – no caso, ambos, Hamilton e Mercedes nem isso, pois muitos não se conformam e têm ojeriza a eles, equipe e piloto). Veja, não coloquei em momento algum minha “ira” com o Bruz, hahaha, em termos pessoais. É que não entendo como Hamilton reúne todas as características que Bruz aprecia e aquele meu teimoso hahaha amigo insiste em dá-lo como não merecedor do título que ganhou e dos que vier eventualmente a ganhar com a Mercedes, tudo por essa superioridade da Mercedes. E ele ainda quer me convencer disso! Ah, esse Bruz, hahaha! Bem, deixei meus pontos de vista sobre o assunto bem claros lá em cima (pelo menos assim tentei fazer), não saberia aclará-los mais, me desculpe. Poderia dizer tudo de novo com outras palavras e ordenando-as de modo diverso, para no final concluir a mesma coisa: tenho PLENA CONVICÇÃO de que NÃO PARTIU da Mercedes a iniciativa de virar o regulamento de ponta-cabeça. Ao contrário, a Mercedes já estava até cogitando se retirar da F 1, a exemplo do que fez a BMW.

        Mas, o que aconteceu? Reuniram-se todos os cavalheiros que vinham levando uma surra da Red Bull por 4 anos (graças também ao TALENTO de Vettel, que fique bem claro isso) e resolveram puxar o tapete dela. 9 vitórias SEGUIDAS de Vettel em 2013, com um carro que muitos diziam ser 3 segundos mais rápido que os outros competidores mais próximos foi realmente demais! (Já pensou se Hamilton ganhar 9 em seguida este ano? Eu nem quero pensar! Hahaha). Nessa (s) reunião (ões) SEGURAMENTE não havia participantes com a ingenuidade de uma flor, de uma rosa! AO CONTRÁRIO, devem ter comparecido a ela (s) técnicos e dirigentes competentíssimos, da mais alta qualificação. Mas, vendo essa choradeira geral de hoje, sabe o que transparece? Parece que era (m)uma (s) reunião (ões) integrada (s) por participantes que tinham certeza absoluta que iam se dar bem cada um em cima dos demais! Por isso, TRATARAM DE ENGESSAR TUDO. Para que, (cada um pensando só em si) pudessem se assenhorear de glórias infinitas e sucesso garantido por vários anos. A glória, neste caso, não comporta “overbooking”, rsrsrs. . . Mas, porém, contudo, “o trato” foi feito (se não tivesse sido, não teria entrado em vigor esse absurdo engessamento). No entanto, é óbvio que só um (ou no máximo dois) poderia se dar bem (pelo menos de saída). Meu Deus, mas será que tantos cavalheiros COMPETENTÍSSIMOS (entre engenheiros e dirigentes da F 1) não previram que esse engessamento poderia sair pela culatra? Eu acredito que as pessoas têm que ser responsáveis pelo seus atos. Ninguém ali era uma rosa, uma flor. . . Então, se aprovaram, VALE O ESCRITO. Os vencedores – piloto e equipe (SOBRETUDO O PILOTO) – é que não podem ser inculpados ou desmerecidos. A tegra TEM que valer, sob pena de tudo virar esculhambação, ESCULACHO. É por essas e outras que a F 1 vem perdendo fãs e credibilidade, no final ficando só mesmo os viciados incondicionais para prestigiá-la. Por que se aprovam absurdos? E com que insondáveis, tenebrosos e recônditos motivos? Meu Deus!!! A verdade é que desde priscas eras sempre houve pilotos e engenheiros geniais que impuseram períodos dominantes, daí a necessidade de uma “derrubada” artificial por parte dos CHORÕES (em cada época) que não tiveram “mufunfa” para vencer os dominantes partindo APENAS DAS PRANCHETAS. Veja o caso Chapman/Lotus, lá atrás. Quanto mais Chapman criava, mais era “podado”. E a coisa continuou e continua até hoje, a F 1 sempre teve margem para grandes contradições, por envolver tecnologias de ponta. Já citei várias equipes lá em cima, não vou repetí-las aqui.

        Quanto ao Massa, meu caro Wagner, ele NUNCA poria mais pressão no Hamilton do que Rosberg põe, NEM MESMO aquele Massa de 2008, de antes da molada, que rodou SOZINHO 5 vezes na pista molhada de Silverstone (GP da Inglaterra) naquele ano em que ele perdeu o campeonato por “apenas um ponto” para Hamilton. Além daquelas 5 rodadas no molhado, Massa também rodou 2 vezes SOZINHO no SECO nas provas de Melbourne (abertura) e da Malásia (se não lembra mais, pesquise). À exceção daquela memorável prova do Japão em 2007, em que Massa protaganizou um dos mais eletrizantes duelos da História da F 1 com Kubica debaixo da chuva, com pista encharcada, o brasileiro NUNCA se notabilizou por correr bem em pistas molhadas, ao contrário, é um dos pontos fracos de Massa. Ao contrário, Hamilton e Vettel (quer queiram ou não os detratores do alemão) formam a hoje a MELHOR DUPLA de pilotos em pista molhada! Nem Alonso os supera, me desculpe por você ser torcedor do Alonso, que também anda bem na chuva, mas não como Hamilton e Vettel (Button que o diga!). Então, Massa não seria páreo para Hamilton Hamilton em pista molhada, nem sequer pra botar pressão!

        Veja bem, não estou desmerecendo Massa, a quem sempre reputei um grandíssimo e velocíssimo piloto, MAS NÃO GENIAL como o foram os três campeões brasileiros que o precederam na F 1. Infelizmente, Massa depois da terrível “molada” nunca mais foi o mesmo (assim como Piquet depois da forte batida na Tamburello em 87, mas mesmo assim logrou ser campeão). Hoje Massa alterna ótimos e maus momentos, numa trajetória errática e desconcertante, isso É UM FATO. Portanto, TENHO CONVICÇÃO (ao contrário de você), de que Massa JAMAIS conseguiria IMPOR a Hamilton a mesma pressão que Rosberg impôs no ano passado (e ainda poderá impor esse ano, não subestime o alemão, estamos apenas no comecinho do campeonato). Faça um paralelo: SEM PAIXÕES, pode-se dizer que HAMILTON e ALONSO tem o mesmo padrão de excelência e genialidade, mas, reflitamos: Massa SUCUMBIU de maneira DEVASTADORA AO ESPANHOL!!! Por que deveria ser diferente em relação a Hamilton? E MAIS: tenho CONVICÇÃO que Rosberg NÃO TERIA SUCUMBIDO A ALONSO DE MANEIRA TÃO DEVASTADORA como Massa sucumbiu, tivesse o alemão sido o companheiro do espanhol na Ferrari. Rosberg é MUITO SUBESTIMADO, mas EU APRENDI A RESPEITÁ-LO e VALORIZÁ-LO ao vê-lo se medir com Hamilton nesses últimos dois anos. Ele já havia dado provas de sua competência ao se impor a Schumacher, mas muitos objetaram que Schummy já estava desdentado em sua volta. . .

        Entendo sua revolta e decepção com muitas coisas da F 1 atual, que, de resto, são minhas também, em muitos aspectos, isto sem qualquer saudosismo, pois não sou saudosista, embora guarde o Passado com carinho. Sou, no entanto, pela manutenção da essência da F 1, do automobilismo. Minha visão de automobilismo, humildemente, coincide com a de um Walter Rohrl, de um Markku Alen: a máquina foi feita para ser domada até além das Leis da Física, com a maior velocidade possível, e as vitórias devem ser obtidas com a maior margem possível (o célebre Maximum Attack, de Markku Alen – dois pilotaços que tinham a autoridade de quem anda no gelo, na neve, no cascalho, no molhado, no asfalto, na lama, na areia e até no ar, com aqueles voos verdadeiramente”suborbitais”).

        Wagner meu caro amigo, tenho muito apreço pelos seus comentários sóbrios e bem embasados, e já tive uma prova de sua solidariedade aqui no Blog. Por isso, creia-me, eu jamais teria o propósito de ofender ou ser grosseiro com qualquer comentarista aqui do Blog Encantado. TEMOS TODOS que manter o “padrão Julianne Cerasoli” mesmo que divirjamos: é o mínimo que podemos retribuir à blogueira competente, séria e imparcial que nos trata A TODOS com tanto carinho e atenção. Espero ter esclarecido meus pontos de vista, pois, como disse lá em cima, não poderia nem saberia fazê-lo melhor. E mantenho minha opinião expressa ao meu querido amigo Bruz (digamos assim que concordo em discordar dele, rsrsrs).

        Forte abraço.

        Curtir

      12. Hehe, vamos por parte nobre Aucam, kkkk. Quando falei de pessoal, vc entendeu errado, o pessoal que disse, foi o fato do Bruz fazer as críticas ao regulamento castrativo, e não críticas infundadas ao Hamiltom, sua habilidade natural e incontestável perante Rosberg! Tenho uma opinião formada caro Aucam, que quanto melhor e mas neutro o carro, a disputa fica nivelada por baixo, afinal o piloto mediano se “aproxima artificialmente” do melhor pelo simples fato do carro perfeito mascarar suas deficiências, esse é o ponto! Rosberg não é parãmetro para Hamilton, fato, e arrisco dizer que esse campeonato estará definido com 11, 12 corridas…sobre Massa, apesar dos erros citados por vc, o mesmo Hamilton errou mt tbm, e como ambos andavam mt forte, os erros se multiplicavam, coisa de quem erra tentando. Rosberg não me engana, e bom piloto, só isso, o carro faz o resto, ou vc imgina Rosberg sapecando 34 segundos sobre Vettel só no braço…reitero, Massa apesar dos erros do passado, tem uma característica louvável em um piloto de F-1, que é vender caro a posição, algo que o apático Rosberg não demonstrou no Japão, Estados unidos, Hungria 2014 e não esboçou em 2015 na Austrália nenhum apetite de vencedor, nessa Mercedes neutra e perfeita, por sua garra, Massa faria frente a Hamilton, ganhar seria a cereja do bolo. Não leio pensamentos, mas digo que Hamilton foi político ao afirmar que Rosberg em 2014 ofereceu mais perigo do que Massa em 2008, kkk, o motivo? Ora, uma batalha em feudo alemão, atual, e contra um piloto alemão tem que ser mais valorizada, simples assim. https://www.youtube.com/watch?v=7q0We8sHXHk https://www.youtube.com/watch?v=Iyb2zfbwEaA hehe, caro Aucam, em toda carreira, Rosberg nunca teve atitudes de um verdadeiro competidor como essas de Massa…

        Curtir

      13. Massa faria frente a Hamilton nessa Mercedes? Que é isso, meu caro Wagner! Nem nessa Mercedes nem em qualquer outro carro, seja realista. Ainda mais após aquele infeliz acidente que ele sofreu com a mola, na Hungria! Nem antes nem depois! Perdeu SOZINHO o campeonato de 2008 para Hamilton, apesar do estouro da Ferrari na Hungria, lembre-se que nas 3 provas em que rodou SOZINHO (no molhado e no seco) isso lhe custou muitíssimos e valiosíssimos pontos, além do que ainda recebeu uma vitória de mão beijada com a vergonhosa “tungada” que Hamilton levou no tapetão em 2008, quando retiraram do inglês uma vitória LEGÍTIMA, obtida na pista e de modo espetacular, debaixo de chuva contra Raikkonen (que está procurando por ele até hoje) em SPA em 2008! Nem assim Massa conseguiu se impor a Hamilton. Massa seria trucidado por Hamilton assim como o foi por Alonso. Massa foi um grandíssimo e velocíssimo piloto, mas nunca teve e não tem a chama da genialidade. Não reconhecer as deficiências de Massa é tapar o Sol com a peneira. Veja agora como lhe faltou ímpeto para atacar Ricciardo no GP passado, logo que voltou dos boxes. E da mesma maneira que você tem suas convicções, eu também tenho as minhas: Rosberg não teria sido esmagado por Alonso do jeito que Massa foi. Bem, não pretendia voltar com o assunto, até porque não vou mudar suas convicções (aliás nem pretendo e muito menos poderia), da mesma maneira que você não conseguirá mudar as minhas. O mesmo é válido para o nosso amigo Bruz, que não se conforma com a superioridade da Mercedes, num jogo que foi acordado por todos os participantes, onde não havia inocentes/ingênuos. Cada um de nós tem idéias e opiniões muito cristalizadas, eu quís apenas acrescentar alguns aspectos sobre aquele campeonato perdido por Massa por “apenas um ponto”.

        Curtir

      14. Haja teclado e disposição pro ‘aucam’ escrever uma bíblia em cada post pra falar a mesma coisa em 90% das vezes.

        Vou começar a bater panela na varanda, hehe…🙂

        Abraços, pessoal.

        Curtir

      15. O poder que você tem de expressar sua agressividade gratuita com concisão também me impressiona, redhorse, não apenas com relação aos meus posts, mas de um modo geral. Estou aqui para trocar opiniões e aprender – inclusive com você – dentro do clima de amizade entre os comentaristas que marca o Blog da Julianne.

        Curtir

      16. Na boa amigo Aucan… “Aguias não caçan moscas”

        Passei por aqui por este nosso Blog Encantado para deixar para os amigos invisiveis uma de bastidores. Parece que depois daquela entrevista surpresa o Arribamelhore deixou muita desconfiança de que seria mais um bocudo. Eu pensei para mim que queria um pouco de chamar para ele mesmo atenção.
        Mas tenho lido boas criticas do seu comportamento e parece que esta tomando a frigideira pelo lado certo.
        Se puder, veja esta passagem de gestão deste fim de semana após a corrida.
        http://www.laf1.es/noticias/arrivabene-si-celebras-con-uno-e-ignoras-al-otro-esto-no-funciona-99395

        Curtir

      17. Obrigado, Bruz.

        Já tinha lido essas declarações de Arrivabene em algum site. Na verdade, pode-se dizer que ele “chegou chegando”, injetando novo ânimo à Ferrari. E tem boa química com Vettel e Raikkonen, o que lhes passa confiança para se reencontrarem com o sucesso. Também torço por uma grande recuperação deles, pois aprecio o bom automobilismo.
        Grande abraço.

        Curtir

      18. aucam, pegando carona nessa discussão entre tu com Bruz e wagner, tem algo importante a ser dito.
        Quando tu diz que as Ferrari e Renault concordaram com o engessamento das regras pensando em dominar a F-1 por anos e se deram mal, merecendo andar atrás, pode ter certeza que aqui eu concordo 1000% contigo. As 2 merecem andar atras da Mercedes por anos.
        Só que o torcedor, o fã, eu, o Bruz, o wagner, o redhorse, o David Santos e tu, enfim, nós que amamos velocidade, não merecemos essa punição(ver uma equipe dominando sem nada que as outras possam fazer por anos).
        E eu pelo menos ainda não decidi se a aceito. Qualquer hora decido que domingo é dia pra se ocupar de outras coisas, e creio que é isso que os colegas querem dizer.
        Grande abraço!

        Curtir

      19. aucam, pegando carona nessa discussão entre tu com Bruz e wagner, tem algo importante a ser dito.
        Quando tu diz que as Ferrari e Renault concordaram com o engessamento das regras pensando em dominar a F-1 por anos e se deram mal, merecendo andar atrás, pode ter certeza que aqui eu concordo 1000% contigo. As 2 merecem andar atras da Mercedes por anos.
        Só que o torcedor, o fã, eu, o Bruz, o wagner, o redhorse, o David Santos e tu, enfim, nós que amamos velocidade, não merecemos essa punição(ver uma equipe dominando sem nada que as outras possam fazer por anos).
        E eu pelo menos ainda não decidi se a aceito. Qualquer hora decido que domingo é dia pra se ocupar de outras coisas.
        Grande abraço!

        Curtir

      20. Poxa, caro redhorse, você ainda quer que eu seja mais repetitivo? Releia seus comentários. Eu me senti gratuita e desnecessariamente atingido pelo tom do seu comentário acima, por exemplo. Não precisa classificar meus comentários como bíblias nem bater panelas contra eles. Creio que a reclamação pode ser feita de outra maneira. E já houve outra vez lá atrás em que você manifestou injusta e explicitamente ASCO pelo meu ponto de vista (não tenho o link do post, mas está registrado no Blog), tudo por uma interpretação equivocada sua, a meu ver – eu não disse o que você deduziu. Tenha certeza que eu não faria comentários nesse tom em relação à sua pessoa ou a qualquer outra aqui do Blog (nem em outros). Na minha percepção, o clima que sempre marcou este espaço é o da cordialidade entre as pessoas, portanto devemos todos nos esforçar para que assim continue e procuremos manter o “padrão Julianne Cerasoli”.

        Mas você me fez ver uma coisa: estou mesmo muito repetitivo, o problema é que não sei construir argumentos sem prolixidade. Peço-lhe desculpas. Agora sou somente um leitor do Blog e dos ótimos comentários técnicos de todos os leitores. Aprendo muito. Digo-lhe de antemão que não vou levar esse assunto adiante, está superado, e mais uma vez desculpe-me pelas palavras excessivas que você vê e não gosta em meus comentários.

        Um abraço!

        Curtir

  2. Apesar do grid esvaziado e mesmo que Melbourne seja uma corrida sem parâmetros para a temporada, o que importa é que o Nasr esteve nos lugares certos, na hora certa. E isso ninguém tira. Vendo que todas as equipes tiveram o mesmo tempo para se preparar, é mérito da Sauber ter concebido ao menos um carro que termina corrida, ao contrario de Mclaren, Red Bull, Toro Rosso, Lotus e Manor.

    O Ericsson também merece destaque, pois mesmo tendo tomado tempo do Nasr, pensa na cara dele quando o Van de Garde pegou o macacão dele para desfilar pelo paddock. Deve ter ficado muito p***. Isso em particular deixaria qualquer um indignado.

    Curtir

  3. Julianne, concordo com você. Felipe Nasr fez uma excelente estréia, melhor do que eu esperava. Uma grata surpresa, principalmente pelo fato de não ter se intimidado com Ricciardo. A Sauber fez um bom carro, (resistente, sobretudo), mas Nasr também fez brilhantemente a parte dele, haja vista a diferença de desempenho entre ele e Ericsson, e isso foi muito marcante. Tomara que continue assim e o sucesso não lhe suba à boca e à cabeça. Que ele continue provando seu talento na pista, onde é o lugar adequado para forjar ou mudar opiniões em geral – de aficionados, jornalistas e chefes de equipe. Sempre digo que SÓ os próprios atores – pilotos e equipes – PODEM MUDAR opiniões, com seus desempenhos NAS PISTAS. Precisamos do sucesso de Nasr como sucessor do Massa, pois – apesar da tradição de nossos 8 títulos mundiais com Emerson, Piquet e Senna – não temos uma instituição como a Ferrari, que permite àquele país prescindir de talentos na F 1 (como ocorre já há algum tempo) e continuar como um dos principais palcos de acontecimentos da categoria máxima.

    Também gostei da dupla de estreantes da Toro Rosso. Ambos se mostraram velozes, consistentes e não bateram ou cometeram erros. Na verdade, mostraram-se melhores que seus carros. Mostraram maturidade.

    Gostei da atuação de Button, correndo com um carro com o motor “amordaçado” para poder ter durabilidade. Se sempre reconhecemos os esforços de Alonso, é justo reconhecermos agora Button, que fez um corridão para “o que” tinha em mãos (pode até parecer piada, mas não estou brincando, sua corrida pareceu uma verdadeira epopéia, inclusive esboçando pegas contra um motor Mercedes, do apimentado Perez). Infelizmente, a McLaren-Honda vai precisar melhorar muito ainda. Agora, Alonso deve estar chocado de verdade.

    No mais, a destacar a tranquilidade da performance de LewIIs frente ao seu companheiro de equipe Rosberg, e a volta do tetracampeão Vettel ao pódio, diretamente do ninho de uma verdadeira Fênix.

    Curtir

    1. Sim Aucam, CLAP, CLAP, CLAP, CLAP, CLAP… O cara fez melhor do que poderiamos ter esperado dele. Mas vejo a moçada e a midia exaltada em demasia com uma corrida de Nasr. Ai o Nasr não volta a ter outra dessas e então vc é obrigado a ver cada sarta de insultos.
      Acho que nos temos mais ou menos uma ideia das suas posibilidades. Sabemos que ele é combativo. Eu te dizia sempre que veia uma condução com propriedade na GP2, e sempre tive fe nele. Vc sabe. Mas também é um cara que de vez em quando falha feio. Mas com essa Tanqueda feita por Sauber vai se aguentar mais.
      O mais importane é que mostrou determinação. Esse motor Ferrari B respondeu e não deu chance de erro para que o Ricciardo (o assassino sorridente) palitase ele. Foi grande hoje. esperemos ver como evoluciona e se continuar essa determinação. (notou que escrevi o nome direitinho?)

      Grande Abraço.

      Curtir

    2. Ao que parece Aucam, o LewIIs é fan da MotoGP pela alussião que faz ao circo das motos.
      Quando consultado na Roda de Prensa sobre o que acha dos pilotos ausentes. Ele diz sem remilgos que “Duvida da Dureza de alguns pilotos da F1”, hahahahaha “Tudo o que sei é que na MotoGp esses caras são duros, corren de qualquer jeito, assim tenham tornoselo quebrado, clavicula, costela deslocada, Eles correm com dor. Pilotan inclusive se tiverem doentes.” hahahahaha Llamou o Bo77as de frouxo por não dizer pior, hahahahaha.
      O Vettel foi mais comedido dizendo que “Espera que se recupere logo”, hahahahaha. Nas fica o dito pelo mulato. Bo77as, eres um Frouxo, hahahaha

      Curtir

  4. Muito boa análise, Ju,

    A experiência mostra que é bom ir devagar com o andor, pois, foi só uma corrida em que o Nasr soube aproveitar a boa chance que teve de aparecer.

    Fez isso com a tranquilidade de um piloto experiente apesar de ser apenas um estreante.

    É preciso ter cuidado para não embarcar com o bum que sua atuação causou na mídia para que não façam com o rapaz o que fizeram com Barrichello e com Massa, para muitos vistos com certa desconfiança porque a imprensa criou neles uma expectativa a qual não tinham condições de cumprir na pista.

    Um abraço!

    Curtir

  5. Parabéns Felipe Nasr, gosto de piloto assim, abusado, que chega metendo o pé na porta.
    Agora é continuar trabalhando e mostrando serviço, se continuar assim, vai chegar em uma grande equipe.

    Curtir

  6. Já começou o puxa-saquismo em relação a Hamilton,é isto que me dá nojo,o inglês é fantástico,mas Rosberg pode reagir na temporada.
    E Jenson Button deveria receber um prêmio da McLaren por levar esta carroça medíocre ao 11o lugar,em um universo de 20 carros.

    Curtir

    1. Esse ano Rosberg nao pega o Hamilton tao facil. Pois a sacada do Lewis está no volante. Ele transfereiu algumas das regulagens finas para o volante. Entao nao tem como o Rosberg copiar ou saber pelos engenheiros do LH. Tá tudo na cachola do negao. E essa corrida ele só administrou, se ele apartesse iria mais longe.

      Curtir

  7. Minhas primeiras corridas de F-1 foram em 1985, de lá para cá, devo ter deixado de acompanhar no máximo 5, 6 corridas, dentre elas, a de ontem faltando 20 voltas, fui dormir tamanho o interesse que me despertou essa f 0,5 2015, ora, 34 segundos para o terceiro colocado não existe disputa pela vitória fora a Mercedes, fato! Podem entregar os canecos de construtores e pilotos, essa é a realidade! O fato da Mercedes fazer belo trabalho não pode ser decretado por regulamento, é absurdo não poder se reagir em uma competição! Diria que Hamilton tem 80% de chances de ser tricampeão mediante o mediano e apático Rosberg…corrida enfadonha, previsível e vazia em ambos sentidos!!! Fico imaginando como é manter a motivação sabendo que só as migalhas restam…não há disputa!!!

    Curtir

    1. hahahahaha, Putz Wagner, perdeu os primeiros planos de babão entrevistava uns dos caras que mais sabem de F1 no Brasil, hahahhaah. Um é actor, outro joga volei, hahahaha, esses foi que reconhecí.

      Fazia tempo que não veia a transmissão pela Globo, mas acordei encima da hora e sabía que iria demorar até ligar o PC e chegar no Streaming, assim que botei a Band News no cel e liguei a TV. Agora tiram o que está acontecendo na pista e os caras fican se dando selfies!!!! KiKi isso!!!!
      Dividen a tela, deixan dois cuadrinhos pequenos, um na corrida e outro num Bar, entrevistam gente, passan na casa do Nasr, e logo depois no estudio e a corrida pasando num quadrinho pequeno??? Gente!!! Que canalhas e safados. nunca mais.
      Prefiro pegar o Streaming da Russia, arabe ate do sobaco. Mas não caio nessa nunca mais. Não me extranha que vc foi dormir Wagner.

      Deixem essa tranqueira da Globo e partan para o Streaming. Agora com as Tvs inteligentes passa direto da internet para a TV, e o som peguem da Band. Pronto

      Curtir

  8. Não acredito que Rosberg terá forças para reagir,Hamilton está em um nível genial de pilotagem e se pilotar como pilotou na Austrália,o tri-campeonato será uma questão de tempo.

    Curtir

  9. É apenas uma questão de tempo até Hamilton detonar os números de Senna,mas não subestimem a Ferrari,sinto que muito em breve Vettel terá um reinado novamente longo na modalidade e vai detonar pelo menos 80% dos recordes de Michael Schumacher.

    Curtir

  10. Mesmo não simpatizando com Hamilton,vejo neste rapaz inglês um incrível potencial,uma genialidade pura,um talento extremamente poderoso,acredito que ele já esteja entre os super-gênios do automobilismo,junto com Michael Schumacher,Senna,Prost,Fangio,Vettel,Alonso e Jim Clark.

    Curtir

  11. Apesar de não simpatizar com Hamilton,devo admitir que o menino tem um potencial extraordinário,uma genialidade pura,um talento extremamente poderoso,um dos mais incríveis super-gênios do automobilismo mundial,junto com mitos como Michael Schumacher,Ayrton Senna,Fangio,Vettel,Prost,Alonso e Jim Clark.

    Curtir

    1. Só se for “o mais difícil” de ultrapassar! Como disseram alguns colegas em postagens anteriores: Rosberg vai ter de nascer de novo se quiser ganhar do Hamilton.

      Curtir

      1. Rosberg só ganhou as 2 em Monaco porque nao dava pra ultrapassar. Em 2013 segurando o Vettel e 2014 o Lewis. Sendo que a pole de 2014 foi aquela do “errinho” de calculo.

        Curtir

  12. Do jeito que Lewis largou, já deu pra perceber que não ia dar pro Rosberg.

    A JuCera se referiu a 3 estrelas e a prova foi de uma equipe com Uma estrela com Tres pontas…

    Curtir

    1. hahahaha, Bota os oculos Power. Ela escreveu Estreias ( de Estrear, Debutar).
      No caso de estrela só tem uma, os outros dois não chegam a asterisco, hahahaha

      Curtir

  13. Que corrida perfeita fez o Nasr! Já o acompanhava na GP2, ele sempre fez grandes corridas, apesar do carro. Recomendo assistirem a corrida 2 da GP2 na Rússia, ele largou em P17 para P3! O garoto tem talento, espero que tenha sucesso na F1.

    Curtir

    1. Outro que só viu uma corrida na GP2, hahahaha. O mané corria de Carlin, das melhores equipes do grid da GP2 e das outras categorias menores.
      Goi na Russia justamente que Vandoorme encostou, e logo depois Nasr não conseguiu segurar o segundo lugar por erros dele proprio e porque o Vandoorme é muito melhor, com Palmer sobrado numa DAMS.

      Calma gente. Podem torcer pelo garoto, mas se ficam esperando milagres depois vão estar falando merda como fassem com Massa e Barrichelo.
      O respeito pelo piloto, começa na observando verdadeira dimensão das suas possibilidades. Depois falam mal de Babão.

      Curtir

      1. Melhores da categoria? em termos de estrutura pode ser. Mas em quesito organização, estratégia não está entre as melhores nem aqui e nem na China! As tops nisso são a Dams, ART, e Racing E. Concordo com você sobre o Vandoorne, o cara é talentoso e se adaptou rápida à GP2.

        Como você pode falar que assisti apenas 1 corrida na GP2? Se liga. Eu acompanhei todas corridas desde 2012. Nasr fez várias corridas dignas. Austria foi outra, liderou de volta a volta.

        Se você não acredita no talento dele, problema é teu. Só não venha falar bobagens que só assisti uma corrida da GP2.

        Curtir

      2. HAHAHAHA!!. Não se pique amigo Felipe, quem se pica é porque Picante come.
        Celebro muito que acompanhe a GP2. Lá por baixo comento mais sobre o Nasr. Verá que não estamos tão longe da nossa apreciação, só que seu comentario inicial caiu no Oba Oba geral. E não pode dizer que ele em demasiadas ocasiões foi afoito demais, com uma bela dosis de otimismo, o que levou a ficar muitas vezes pelo caminho e acabar com a corridas de outros. Vide o Maldonado na Australia ontem.

        No demais. Vamos lá. Não só a GP2, veja também WS R-3.5, GP3 e F3 Europeia, que oferecem melhor espetaculo que essa F1, e é de onde sairão as ferinhas que aposentarão a moçada que esta hoje correndo com hibryds.
        Meus respeitos a vc.

        Curtir

      3. Desculpe o erro. Quiz dizer.
        E não pode dizer que ele em demasiadas ocasiões “não” foi afoito demais, c….

        Curtir

  14. Hamilton é fora de série tal qual Alonso, Vettel, Raikkonen e Button, Rosberg é um bom piloto, nada mais que isso, o alemão não serve de parâmetro para o inglês, fato! O concreto é que o carro da Mercedes é tão superior que possibilita Rosberg, um bom piloto, andar próximo de um fora de série, nesse momento o equipamento ajuda muito. Não nos enganemos, o equipamento superior da Mercedes faz Rosberg parecer melhor do que realmente é.

    Curtir

  15. Engraçado…

    Ao contrário de 2013, quando Vettel vencia tudo, não vi o senhor Lewis Hamilton reclamando que teve vitória fácil, sem brigas e que a F1 está chata por isso.

    (porém não sei se o inglês mereceu ser vaiado no pódio)

    Curtir

    1. Muito pelo contrario Red. Hamilton fez umas declarações dissendo que nunca gostaria de ganhar um campeonato com um carro dominante.
      A lingua pode ser castigo no teu futuro.

      O pior é que vamos a estar claron a respeito de 2013; Vc não lembra que esse ano teve 8 ganhadores diferentes nas 8 primeiras corridas??
      E Vettel trabalho junto com a equipe e Newey soltou aquela evolução. O resto do dominio foi porque os outos jogaram a toalha para se centrar no projeto de 2014. Mas o regulamento não impedia nenhuma equipe correr atras do prejuizo.
      Hamilton não só tem um carro dominante, mas também uma equipe galactica com a posibilidade de um companheiro babão e um regulamento que impede que outros evoluam. Castrante e ridiculo campeonato. Até tomate podre podem jogar que eu vou me sentir satisfeito.

      Assim são as coisas Red.

      Curtir

      1. Foi 2012, o ano em que 8 ganhadores diferentes nas 8 primeiras corridas. Foi o ano q. o Maldonado ganhou na espanha.

        Curtir

      2. É verdade JL. Isso me passa por argumentar de cabeça sem verificar os dados, mas não muda muito a ideia de que não foi culpa da RBR que os outros tenham ficado para atrás, e eles sempre evoluiram o carro após o verão europeio na força do trabalho, coisa que curiosamente prometeu Vettel na Roda de Prensa de Australia.

        Em 2013 a RBR sim iniciou o ano com um monoposto vencedor, mas não poderiamos dizer que absolutamente dominante. Até o recesso do verão (10 corridas), Vettel ganhou 4 e liderava com 172 pontos. Raikkonen ganhou 1 e tinha 134 pontos, Alonso tinha ganho 2 ao igual que Rosberg e estava terceiro com 133 pontos. Depois do parão veraniego foi aquela lavada da RBR, mas foi mais porque o resto jogou a toalha para se dedicar ao projeto de 2014.

        Em 2012, foi o ano como vc corrigiu, que ouve 8 vencedores diferentes com até o estabanado veneco ganhando uma.
        O primero em levar duas foi Alonso, que logo depois levou a terceira também, para chegar ao parão veraniego (11 Corridas) com 3 vitorias e 164 pontos. Webber que sumava 2 vitorias, tinha 124 pontos; e Vettel com uma vitoria tinha 122 pontos. Ai veio aquela cadeia de 5 maus resultados do Alonso, enquanto que Vettel fez uma seguidilha de 4 vitorias de Singapura até a India. O resto é o resto e lembram como foi a fantástico o GP Brasil de 2012.

        Obrigado por me corregir JL, embananei os anos (coisa feia pq já usei esse argumento antes). Na realidade Vettel teve carros dominantes em 2011 e 2013, mas nem perto comparado com o que fazem os de Brackey hoje.

        Curtir

  16. “Mas o aporte financeiro – ainda gera desconfiança”

    Só para a Ju, porque vendo as entrevistas, ninguém ficou espantado não, com o desempenho do Nasr, só ficou surpreso quem não o conhecia.

    Simples assim, entrevistado que vi, um engenheiro da Williams e outras pessoas da Sauber e um da Ferrari, perguntado se o Nasr não seria um bom substituto para o Julies Bianchi, o homem foi taxativo, “SIM, um ótimo piloto”.

    Nunca vi ninguém duvidar do Nasr pelo patrocínio, já mostrou que pode ser competitivo e não faz lambança.

    Muito melhor que Grojean e Maldonado, sem sombra de dúvida.

    Curtir

    1. Elizandro, vc chegou ontem o se faz de espertinho.

      “já mostrou que pode ser competitivo e não faz lambança.

      Me explica onde vc viu o Nasr mostrar que é competitivo e não faz lambança?? Só na Australia??

      “Muito melhor que Grojean e Maldonado, sem sombra de dúvida.”
      Vc assite a GP2??. Vc sabia que Maldonado já ganho um GP tendo o Alonso e Raikkonen colados atrás?? (ainda que segundo Petrov isso não é nada). Vc Sabia que o Maldonado e o “Grojean” foram campeões da GP2 com record de vitorias para Maldonado?? Vai ver o que fez o Nasr na GP2, quanta lambança feia que vi, e o amor eterno por se bicar com o Cecotto.

      Eeeeee, acho que vc só viu a corrida de Australia.
      Sácamelo.

      Curtir

  17. No meu povo quando alguiem ta sobrado, disse que a primeira é pros porcos. Muito bom. Na Australia coisas raras acontecem de quando em vez, e as equipes chegam sem saber como irão se comportar os pneus.;;

    Quando alguiem fala daquele “se”, eu pulo encima e falo que se Tiradentes não teria morrido estaria vivo. Nasr não só estava no lugar correto, fez uma corridaça, lanchou o Sainz e segurou O Ricciardo (uma pena ver essa RBR sem ritmo frente a Ferrari B). Além do mais a Sauber como já tinhamos notado desde Jerez, é um carro bem nascido. O que não sabiamos era que também era uma Tanqueta. Meu, deu um chega pra lá no Maldoso e nem uma lascadinha no bico. O Maldoso falou mais tarde: “Caracas, Valencia e Maracay!! Acho que fui embestido por um caminhão de serviço”. E o Groja hein?… Um dia para lotus esquecer nos mares do sul, mas isso não será sempre assim. Se nas próximas estarão Bottas e Raikkonem, a Juliana deveria ter contado também as Lotus, que são melhores em ritmo de corrida que a Sauber.
    Cabe a Nasr rezar para que sigan a contecendo extranhos, e pode que siga nos pontos enquanto não chega a Mc Laren.

    Vão falar o que da McLaren?? Esse pessoal esta de festa. Porra, terminaram a corrida. Button disse ainda que era só mais um ficar pelo caminho e eles pontuariam, e no inicio eles já consideravam vitoria chegar ao fim.
    O Button ainda salienta que eram mais rápidos que Force India nas curvas e sua tomada de curvas é similar a Red Bull e Sauber. E ele estava a con a carroza ajustada no minimo. No que soltarem a cavalaria vamos lá. Eu Acredito.

    Por outro lado, Seb.V fue enfático em dizer que esta claro que os prateados são os carros a vencer, E ele jurou trabalhar com tudo para lhe dar caça: “Cedo ou Tarde chegaremos neles, ainda em 2015, prometo trabalhar para isso”…. Ante tanta determinação quem sou eu para duvidar do tetra.

    Agora bem. Deu para falar um bocado, mas vamos a sincerar as coisas. A corrida foi medorrenta. Foi a pior coisa que tenho visto em muito tempo. Como é possivel que a emoção de disputa em pista foi dada por Checo e Button brigando…. para ver quem ficava ultimo!!!

    Seus textos são bons Juliana, porque vc faz com que eles tenham uma estrutura. Vc dota de uma presentação, um intermezzo, da umas arrancadas e mata com grande finale. Se bem eu não concorde com tudo, o seu finale de hoje foi lindo para destacar o mais importante da corrida para o publico brazuca. Linda condução até a última frase.
    Eu só quero acotar que Nasr não será semelhante a um nem ao outro, porque realmente não se parece a nenhum. Será o Nasr. Espero que faça um bom trabalho.

    Curtir

  18. Parabéns JU pela forma como escreve a estreia foi muito boa mas vamos aguardar…. sobre a corrida chata e enfadonha hamilton dominou com tranquilidade e se rosberg num reagir logo vai ser um passeio de hamilton em busca do tri …sobre a corrida o tempero foi nasr e kimi q pra mim kimi seria o 4 chegaria no massa…lewis passeou, rosberg mediano num ofereceu perigo ,vettel largou mau mas de recuperou na freada dividindo a curva e sobrou pro kimi primeiro podio na era ferrari ,Massa o de sempre arranchando desculpa perdeu no pit teve 30 voltas pra atacar vettel e nem ameaçou culpa do pit, nars em quinto foi otimo e ricardo a rennault se num der um motor descente ta dificil, ano passado foi 3 e esse ano lwvou volta da mercedes as coisas na red buull parece q vai começar a cair e a mclarem button merecia fazer um ponto pela forma brilhante e aguerrida q conduzia aquela bagaça levar 2 voltas em condições normais de corrida nunca tinha visto…o ripijonas deve esta pwnsando q merda q fiz kkkkkkkk

    Curtir

    1. Não tinha visto. É bastante estranho ele falar abertamente desta maneira, ainda que valha a pressão porque agora a rival deles é a Ferrari.

      Curtir

  19. Ju, estes dias atrás lhe perguntei sobre a Mclaren e se no caso da resolução dos problemas na unidade de potência o carro se tornaria um carro pra andar na frente.

    Na corrida, quando Button, disputava posição com Perez, algumas coisas me chamaram a atenção:

    1°- Era nítido como Perez se aproximava nas retas;
    2°- Button conseguia um “gás” nos contornos de curva, saia melhor e no final das retas Perez encostava novamente.

    Dito isso, vem minha pergunta, aerodinamicamente os carros da Mclaren são bem nascidos? O que se comenta no padock, os motores são a “pedra no sapato” da mesma, ou é o conjunto completo defeituoso?

    Grande beijo!

    Curtir

    1. O carro em si parece ser bem nascido sim e há a crença de que a situação mude bastante quando a Honda conseguir andar com toda a potência, mas há duas questões: quanto tempo vai demorar e os possíveis problemas de superaquecimento que isso pode trazer. Dito isso, Malásia será um teste, quase literalmente, de fogo.

      Curtir

  20. Hum, reclamaram tanto de domínio na F-1 e agora vamos pro segundo ano seguido com uma equipe sobrando absurdos sobre as demais. Nos anos de domínio da RBR, em 2 a disputa foi contra pilotos de outras equipes até o final e nunca a equipe fez campeão e vice. A Mercedes fez ano passado e fará este ano, e do jeito que tá, deve repetir a dose em 2016. E o pior é que o grid não tem nem 20 carros, porque as tais “unidades de potência” são caríssimas se comparadas aos motores mais simples de outrora, as equipes estão sufocadas. Quanto a alegação de “razões ecológicas”, só pode ser uma piada. Um dia de transito em SP polui mais que toda a história da F-1.
    Agora só resta torcer pro Rosberg fazer mais sacanagens pra tentar desestabilizar o Hamilton porque no braço não tem jeito. É duro esperar ansiosamente pelo campeonato do ano que vem após a primeira corrida da atual temporada.

    Curtir

  21. Quanto ao Nasr, vou com cautela. Se existe um esporte cheio de oba-oba, este é a F-1. Até agora não me convenci com o novo canguru da RBR e se calhar, explico o porque noutra ocasião. Já o novo brazuca da categoria não fez grandes coisas na GP2, categoria até “coisas” como Di Grassi e Glock ou Pantano foram campeões ou vice. É melhor dar tempo ao tempo.

    Curtir

  22. Vida longa ao teu blog Ju! É muito bom acompanhar a temporada com suas análises e os comentários da rapaziada fiel a esse espaço. Espero que vc não saia como o Ico, pq é impossível comentar no UOL, mas se tiver q acontecer paciência, as pessoas andam pra frente nessa vida.

    Quanto a corrida…putz, deu sono. Só alguma ação na largada e na briga do Button com o Checo.

    Parabéns ao Nars e a Sauber, que capitalizaram nesse GP estranho com tantos abandonos. Porque Austrália não costuma ser parâmetro para relação de forças, algo que teremos claro daqui a duas semanas na Malásia, mas acho que Lotus, STR e a propria Mclaren podem tirar pontos da Sauber.

    Acho que a Force India tem um carro resistente, mas não vejo como uma ameaça na luta pelos pontos contra a Sauber, a não ser é claro naqueles circuitos pontuais, em que o motor faz a diferença.

    Se a Red Bull se acertar com a Renault, poderia chegar na briga com a Ferrari e Williams, que é o melhor coisa da temporada por enquanto. A Ferrari poderia ter saído na frente, mas fizeram lambança na troca do Kimi e ajudou a Williams que não pode contar com o Bottas.

    Mas que merda hein, briga pelo terceiro lugar ser o melhor de um temporada. Quem vai se lembrar disso no futuro? O que fica sempre são as vitórias e o campeonato e isso vai ser tudo da Mercedes esse ano.

    Resta torcer para ver se a inteligência de Rosberg pode igualar o dom de Hamilton. Não gostaria de ver um repeteco da temporada de 92.

    Sds

    Curtir

  23. Bom Dia, Jú ótima análise!
    Concordo com o Alex em relação a corrida, bem fraca na parte de disputa.
    Jú ainda teremos o Credencial?
    Beijo e ótima semana!

    Curtir

    1. LM, sem duvidas que o Nasr está de parabens porque souve aproveitar o dia com uma Sauber endemoniada. Jantou logo o Sainz que se debatia com a frente escorregadia e souve aguentar atrás o assassino sorridente, ao não cometer nenhuma pifia mantendo o ritmo.

      Mas é muito escandalo e perspectiva para um bom dia de um estreante. O Nasr não é tudo isso que agora querem ver nele, obviando um verdadeiro Nasr que ninguem quer falar e que aconteceu ontem na mesma corrida Austral.
      Eu assisti dois anos o Nars correndo na GP2, e le tem uma certa capacidade de estar onde não deveria estar por uma combinação de agressividade com otimismo. Ontem estragou a corrida do Maldonado que tinha tido uma fantástica largada pulando para o 6°. Claro que como foi o Cachorro Pastor, ninguem tem dó. Mas imagina se o Nasr tivesse estragado a corrida de um Alonso.
      Vcs dirão que ele não teve culpa porque foi empurrado pelo Kimi. Sim, mas ele não deveria estar ai. E digo mais. Esse Nars eu vi inumeras vezes na GP2. Ficando pelo caminho inecessariamente por ser otimista demais e querer entrar por onde não dava. Sorte para ele que a Sauber tenha colocado uma Taqueta na sua mão. Vamos ver até onde ele chega.

      O respeito para um piloto também é estar atento a suas posibilidades, para depois não estar lendo insultos e despotricações de um pessoal que acreditou demais. Lembro recentemente do que falavan do Senna depois de dizer que acabaria com Maldonado. Vamos com calma com o garoto de Brasilia. Eu pelo menos tenho fé nele.

      Assim são as coisas.

      Curtir

      1. Bruz. Apesar de concordar com a maioria de que ainda é cedo para avaliação correta da real capacidade do Nars, a mim parece que você está de marcação cerrada com os comentários sobre ele. Voce tem razão sobre os erros que ele cometeu quando pilotou no GP2, mas não seria o caso de se admitir a possibilidade de que as pessoas aprendem com os erros e podem evoluir?

        Curtir

      2. …ou vai que o Nasr seja um novo Kimi, que nunca fez nada muito impressionante antes de entrar na F1?

        Mas concordo com a maioria que fala q não tem que compará-lo com outros pilotos, mas que ele tem que ser ele mesmo e escrever sua própria história.

        De fato o Nars nunca me impressionou na GP2, mas desde os testes na Espanha até esse final de semana na Austrália ele demonstrou muita segurança, e deixou uma ótima impressão. Espero que continue assim.

        Curtir

  24. Ju, foi impressão minha ou os carros desse vão tornar as ultrapassagens mais escassas? Digo isso pelo fato do Kimi, nitidamente com mais carro, ficar preso atrás do Ricciardo e esse do Nasr. Mesmo o Vettel no começo da prova, com DRS não conseguiu ultrapassar o Massa…

    Curtir

    1. Também fiquei com essa impressão. Talvez a mudança nos bicos tenha feito com que se torne mais difícil seguir um carro de perto. Vejamos o que acontece nas próximas etapas.

      Curtir

    2. Boa observação Alex, eu também senti isso. Pode ser o fato que tudo mundo estava estranhando os pneus. Lembra que Australia foi o primero contato desses novos Pirellis em asfalto quente, e o asfalto de Albert park é muito verde porque pelo que tenho entendido, ai só se corre de F1. A Sauber como já aconteceu outras vezes, parece que souve descifrar o dia. Grande merito porque eles até perderam um treino.

      Prazer de velo por aqui Alex. Suas observações sempre são bem vindas. E assino embaixo do que vc diz a respeito do Blog da Jú. O do Ico nem visitarei porque sei que não da para emitir opinião sem que vc deixe até a carteira do SUS no UOL.
      Eu já disse para Julianne que sou seu amigo unidireccional. Tento trazer colaboração porque acredito no seu espaço. E tento me comportar bem… hahaha

      Curtir

      1. valeu Bruz! É cedo ainda, mas parece que novos bicos + novos Pirelli + upgrade dos motores pode ter anulado um pouco aquela facilidade em ultrapassar que foi introduzida em 2011 com os pneus degradáveis e o DRS.

        Isso pode ser uma coisa boa, no final das contas. Sempre se ouve muitas críticas quanto a artificialidade das ultrapassagens. E se a Pirelli aos poucos está introduzindo um pneu mais resistente, para acabar com o anti-marketing que era atender ao pedido do Bernie fazendo aqueles pneus farofa, isso também pode ser uma coisa boa, que ajude os pilotos a explorar mais o limite.

        Só falta agora o som dos motores, mas até isso dizem que já melhorou um pouco. Só que igual os V12 que tantas vezes vc postou por aqui, podem esquecer, isso nunca mais!

        Curtir

      2. Sim Alex, de acordo com o que vc diz. acho os farellis e as ultrapassagem no DRS o ridiculo.
        Eu aprendi a entender esta nova tecnología e de verdade estou de acordo com ela. É evolução que sempre é bem vinda. mas não para fazer que dois pilotos passeiem.
        Acredito que liverando a evolução e eliminando os “fluxometros” de combustiveis, e os “escalimetros” de energia reaproveitando. Liberando a revoluções e – foda-se – que gastem quanto combustivel quiserem. Não só ronco do motor, mas também que a possibilidade de evoluir toda essa tecnología, pode levar a novos descubrimentos de materiais e formulas físicas que de uma u otra forma trazerão inovações para tudo mundo. E claro, a volta da competição para que LeWIIs demostre tudo o que sabe e possa marcar diferencia, ou sucumba ante condições semelhantes de outros pilotos do grid.
        Que venha tudo isso. Gostei que o pessoal da RBR começou essa cruzada, e tomara que de certo. mas provavelmente este campeonato já este morto.

        Curtir

  25. Antes de mais nada gostaria de deixar claro que respeito a opinião de todos aqui e que não tenho a pretensão de ser o dono da verdade absoluta, apenas de expor meu ponto de vista para
    que juntos possamos debater sobre este esporte que tanto nos fascina .
    Sou Eng. eletricista ( modalidade eletrônica ), mas não “manjo” quase nada de mecânica de carros, não tenho experiência em carros de corrida e não tenho a visão da Julianne com relação
    ao estilo de como cada piloto entra e sai na curva, o que de fato faz um piloto ganhar ou perder tempo dependendo do carro. Mas tenho uma visão analítica que faz levantar alguns pontos.
    1 – ) Que a diferença entre os pilotos de ponta seja muito, mas muito pequena.
    Digo isso NÃO baseado na luta de Hamilton/massa em 2008, mas em um vídeo comparando a volta lançada de Rosberg e Vettel. Existem outros vídeos deste tipo, mas a F1 tira todos do ar.

    2 – ) Que o regulamento ajuda um piloto “pior” se equilibrar com um piloto “melhor”.
    Desde que os pilotos começaram a ter que economizar pneus que alguns tiveram desempenhos muito piores como Schumacher, Hamilton e Massa. Uns se adaptaram muito mais rápido ( Hamilton ) outros não.
    Acredito que o Massa começou a se entender melhor com os pneus nas ultimas 3 corridas do ano passado. A Julianne poderia confirmar ou refutar essa teoria. Desempenho dos 3 pilotos/melhora do Massa.
    3 – ) Que existam pilotos que em velocidade pura teriam um desempenho muito melhor do que vemos hoje.
    Acredito que o Massa correria muito melhor se o regulamento fosse como antigamente….voltas de classificação uma atrás da outra, sem se preocupar em “poupar nada”.
    Por outro lado, vendo o aplicativo da F1 fica claro que existe o Massa quando esta na frente, precisando lutar para manter posição e o Massa quando esta atrás e não consegue chegar no adversário.
    Não é somente a questão de economizar equipamento e sim a inconsistência de voltas. Pelo aplicativo fica claro que algumas de suas voltas sobem 0,4s do nada, e depois voltam ao normal.
    Coisas que não são vistas no Bottas por ex. Outra coisa que ficou clara com o aplicativo era como os pneus do Massa simplesmente acabavam de uma vez.
    Ele estava em um ritmo e de repente o tempo de volta dele subia 1s, 2s de uma vez. Principalmente na época da Ferrari.
    Não escrevi isso para desmerecer o Massa, gosto muito dele, mas fico muito incomodado com o seguinte pensamento…”Pô, se nós de fora conseguimos enxergar estas coisas acontecendo com o mínimo
    de recursos o cara ganhando milhões e com todas as ferramentas da equipe não consegue enxergar, OU ele sabe de tudo isso e muito mais, mas não consegue mudar o panorama?” Quando escrevo ganhando milhões digo
    que se eu estivesse no lugar dele ou fosse engenheiro do carro dele iria pegar uma equipe para analisar todos os caras na pista comparado com a minha volta como fez a SkySports no vídeo acima. Claro, levaria em conta
    a temperatura, vento, etc, mas tentaria alguma coisa para melhorar ainda mais o meu desempenho. Outra coisa é o software de simulação de paradas. Não é possível que a equipe não tenha um programa projetando a posição
    virtual dele baseada em uma parada nos boxes. Onde ele voltaria se parasse EXATAMENTE NESTA VOLTA, caso nenhuma outra coisa acontecesse.
    Para fechar, como acredito que a diferença de tempos entre os pilotos seja muito pequena, se você quiser ser campeão tem que ir além da sua técnica, preparo físico e mental, é preciso estudar constantemente o seu adversário
    para conseguir ser o melhor do grid.

    Curtir

    1. Muito interessantes suas argumentações Yorran. Obrigado por compartir.
      No video, nota-se como Rosberg ataca mais a zebra.
      As equipes tem um monte de caras analizando até o jeito de como o piloto respira.

      Curtir

    1. De fato Gilmar, Depois da bravata do Horner e Marko em contra da Renault, partiram contra da FIA e o congelamento. En vista das risadas do Toto e da tocada do Arribamelhore. Horner teria dito que não falava com mais ninguem que com o Bernie. “Vou direto com o Mandachuvas”.
      To gostando dessa briga logo no começo

      Esses caras não são de brincadeira. Se o Mastercheff disse que vai tirar a esquadra do circus, é porque vai tirar mesmo. A razão é muito simples. Eles vendem latinhas de energéticos, e sua imagem esta sendo arranhada. Brincadeira gastar milhoes apenas para que a Mercedes se promocione. Red Bull muito contrario ao que é Ferrari, McLaren e Williams por falar em 3, é muito mais do que F1. Assim que….

      Curtir

  26. Como podem dizer que Rosberg é mediano, se ele brigou com Hamilton até a ultima corrida pelo título ano passado?
    Como pode um piloto mediano bater Hamilton em numeros de poles e com sobra?

    Se rosberg fosse mediano nunca teria batido Schumy, Hamilton sim teve o melhor carro em pelo menos oito corridas em 2012 e poderia ter sido bi naquele ano se não fossem as cagadas e mesmo assim terminou em quarto perdendo até para o mediano kimi.

    Curtir

    1. Meu caro Marcelo, concordo PLENAMENTE com a sua atenta observação sobre o valor de Nico Rosberg. Eu aprendi a respeitar e a valorizar Rosberg vendo-o se medir com Hamilton nesses últimos dois anos. Rosberg ainda é hoje um piloto muito subestimado, infelizmente.

      Curtir

      1. PS: Quanto às pisadas na bola em 2012, elas se deveram praticamente à própria equipe McLaren e não a Hamilton. Muito se comentou em vários foruns ingleses que Martin Whitmarsh estaria supostamente privilegiando Button, eis que o contrato de Lewis estava se expirando naquele ano de 2012 e Hamilton estava demorando a renová-lo. Falou-se que supostamente a McLaren estava oferecendo uma renovação por um valor menor (fato que foi enfaticamente desmentido pela equipe), mas a verdade é que Hamilton – desgostoso por tantas falhas havidas por culpa da equipe, que derrubaram possíveis bons resultados dele – acabou assinando com a Mercedes, num gesto de desassombro e de ousadia. E Button passou boa parte da temporada – lá pelo meio – sem se entender com a suspensão da McLaren, ao contrário de Hamilton, que soube se adaptar e superar as deficiências dela de modo melhor.

        Grande abraço.

        Curtir

  27. Como podem dizer que Rosberg é mediano, se ele brigou com Hamilton até a ultima corrida pelo título ano passado?
    Como pode um piloto mediano bater Hamilton em numeros de poles e com sobra?

    Piloto mediano bate com sobra heptacampeão mundial?

    Se rosberg fosse mediano nunca teria batido Schumy, Hamilton sim teve o melhor carro em pelo menos oito corridas em 2012 e poderia ter sido bi naquele ano se não fossem as cagadas e mesmo assim terminou em quarto perdendo até para o mediano kimi..

    Curtir

  28. Aucam ja ouvi falar sobre isso, tambem leio muitos blogs internacionais, mas o fato e que a mclarem deu um bom carro a hamilton naquele ano tanto é que a mclaren na primeira metade do campeonato perdia par redbull,
    depois das férias o carro evoluiu muito a mclaren terminou o ano com o melhor carro, se realmente a equipe tivesse despestigiando hamilton ele não teria vencido quatro corridas, só não venceu no brasil por vacilo e se enroscou com hulkenberg, hamilton cometeu erros grosseiros naquele ano, como aquela corrida que ele se enroscou com maldonado, aquele ano ele tinha obrigação de ser pelo menos segundo e terminou em quarto, a mclaren não ficou devendo nada para a redbull e a ferrari.
    Na minha insiguinificante opinião Hamilton foi menos piloto que button nos anos que dividirama mclaren, button obteve um vice campeonato em 2011, enquanto hamilton teve com melhor resultado o quarto lugar e button pontuou mais, acho button um grande piloto e muito subestimado, nos anos de mclaren hamilton alem de receber mais do que o inglês tinha privilégios na equipe, os carros eram projetados ao gosto de hamilton e button tinha que se adaptar, talvez o erro da mclaren foi colocar dois galos no mesmo galinheiro, se tivessem mantido o kovaleine ou colocado o massa talvez hamilton tivesse levado pelos menos um título a mais em especial o de 2010.

    Curtir

    1. Na minha insignificante opinião, o mau resultado final de Hamilton na temporada de 2012 deveu-se unicamente às inúmeras pisadas de bola que a McLaren deu com ele. Hamilton, a meu ver, pilotou muito naquela temporada.

      E no Brasil o vacilo não foi de Hamilton, foi de Hulkenberg, que tinha a vitória ao alcance das mãos e não soube concretizá-la, rodando bisonhamente na frente de Hamilton e o levando de roldão, prejudicando-o, ainda que involuntariamente, claro.

      Na verdade, no cômputo geral – durante o tempo em que dividiram a McLaren – Button marcou alguns poucos pontos a mais que Hamilton (não me lembro assim de cabeça), mas Hamilton só perdeu para Button em classificação geral nos campeonatos na temporada de 2011, quando Jenson se sagrou vice-campeão. Nas demais – 2010 e 2012 – Hamilton terminou melhor colocado no final da temporada que Jenson. Naquela temporada de 2011 Hamilton não esteve bem, mas ainda assim obteve 3 vitórias, o mesmo número que Jenson Button obteve. Button é um piloto muito consistente, e apesar de cozinhar galos em banho-maria algumas vezes, costuma servi-los com juntamente com a água fervente, hahaha, para desgosto daqueles que são por ele ultrapassados (Alonso no Canadá, numa vitória épica de JB debaixo de chuva, e Schummy e Hamilton em Monza em 2010, se bem lembro do ano). Como você vê, não existem pilotos invencíveis (nem mesmo Marc Márquez e Giácomo Agostini).

      Curtir

      1. correção:
        “costuma serví-los JUNTAMENTE com á agua fervente”. Mania de clicar “enviar” e revisar depois, rsrsrs, à qual denomino de “ansiedade enviolítica”, rsrsrs

        Curtir

      2. Mais um anti-Hamilton…kkkkk Desculpa ai mas vai ter que assitir o negao chegando nos numeros de Senna…e Button aposentando sem nem chegar na metade destes numeros. E o Roro…bommm vai ser lavada como no ano passado….11×5.
        Ai vc pode dizer..E as Poles ??? Bom…repare no volante do Hamilton. Ali tá a façanha pro Rosberg nao copiar o que ele fazia…regulagens finas que estao somente na cabeça do king Lewis. Onde ele ganha uns decimos…suficiente pra tirar uma boa diferença…como vimos na Australia.
        Désolé mon cher ami…mas esse ano o Roro vai ter q. pedalar…e muuiiitttooooo….rsrsrs
        Abrçs

        Curtir

      3. Meu caro JL nã sou anti-Hamilton, só quis explicar seus pontos fracos, eu torço para o Hamilton este ano ganhar umas 17 corriadas e fazer umas 15 poles, não gosto do rosberg, acho um baita piloto mas um cara,muito sem sal e antipático.

        Valeu forte abraço.

        Curtir

  29. Aucam tem um piloto que pouco se fala nele talves porque nunca esteve numa equipe de ponta, mas na minha insiguinificante opinião esta entre os melhores do grid, o hulkenberg ele sim tira leite de pedra e mostra resultado com qualquer draga, não entendo o poquê de ele não ter conseguido uma vaga em uma equipe grande, este sim poderia ser um pesadelo para o hamilton ou para qualquer outro piloto que dividisse a equipe. Eu sei o que vc vai dizer ele perdeu para o rubinho em 2010, rubinho já venceu button nos pontos uma vez e nem por isto rubinho é melhor do que button.
    Não repare os erros de português eu escreva quase sempre no celular.
    Valeu forte abraço.

    marcelodutra1@gmail.com

    Curtir

    1. Meu caro Marcelo, desculpe discordar de você, mas acho Hulkenberg uma versão atualizada de Nick Heidfeld. Uma pilotagem apenas correta, apenas morna, mas não arrebatadora, falta-lhe ímpeto, toda vez que se encontra com Pérez pra valer leva a pior. Na hora de vir a glória (pódio) para a Force India, quem a trouxe até agora foi o apedrejadíssimo Pérez, e não o festejadíssimo (por todo mundo) Hulk. Francamente, é um piloto que não me empolga e me decepcionou em sua chegada à F 1, pois ganhou tudo nas categorias de acesso. Heildfeld também ganhou a F 3.000, antecessora da GP 2 e, muito mais que Hulk, obteve sucessos bem mais expressivos o alemão que hoje está na equipe indiana. Hulk NUNCA foi ao pódio e jogou fora uma vitória (ou pelo menos um pódio) líquida e certa, ao ter INESPERADAMENTE nas mãos uma Force India vencedora e não saber aproveitá-la, rodando bisonhamente na Curva 1 em Interlagos em 2012 e ainda por cima prejudicando Hamilton (ainda que involuntariamente, claro). Não acho que ele seja injustiçado, apenas mostrou que a GP 2 era o seu limite. Mas é festejadíssimo pela quase UNANIMIDADE dos aficionados pela sua coleção de quintos lugares, enquanto seu compatriota Vettel – com 4 títulos nas costas – é apedrejadíssimo por muitíssima gente, que atribuem apenas à Red Bull e a Newey esses 4 quatro títulos. Francamente, é difícil compreender certos fenômenos de massa.
      Grande abraço.

      Curtir

      1. Caro aucam como disse nosso amigo jl ai em cima, eu não sou detrator de hamilton, acho hamilton um baita piloto, o cara mais legal do grid sempre acompanho ele no twitter e facebook e acredite ele tem um grande carinho com seus fans, como você disse ele é o tempero da f1.
        Talves as pessoas interpretem a gente mal, como nosso amigo JL mas eu só quis enfatizar os pontos fracos de hamilton isto não siguinifica que eu seja um anti_hamilton, também acho injusto dizer que um piloto é o melhor do grid só por ele vencer um título com o melhor carro.
        Realmente saber de fato quem é o melhor é impossivel, cada piloto tem suas fraquezas e méritos.
        Quanto ao hulkenberg, sinceramente acho que se estivesse na redbull ano passado teria batido vettel de maneira até mais avassaladora do que ricciardo, não desmerecendo vettel que para mim é um baita piloto, mas que mostrou ser limitado ano passado. Também acho injusto comparar os numeros de vettel e hulkenberg afinal hulkenberg só pilotou carros ruins enquanto vettel teve quase sempre o melhor carro, não da para comparar, não sei se vc sabe mais acredite perez recebe um salário muito maior do que o de hulkenberg.

        Curtir

      2. Caro Marcelo, TALVEZ a quebra de contrato da McLaren com Pérez explique seu salário maior maior que o de Hulk. Eu não sabia desse fato.

        Curtir

      3. Eu souve que o salario do Perez em 2014 foi pago pela Mclaren. este ano não sei, mas ele leva mais dinheiro pra equipe que o Hul.quem.berg. Isso é fato.

        Vai ver que até o final da temporada vcs terminam revisando a torcida por Hamilton. Levar com tanta vantagem, terminará fazendo um rasgunho irreparavel na sua historia. uma pena.

        Curtir

  30. … e 101.

    Parabens Julianne. Acho que vc nunca tinha tido um post com mais de 100 comentarios. Descartando os pouco mais de 10 meus que são pura besteira. O resto tem bom conteudo.

    Imagino que se vc quer rebassar esta cifra, pode acontecer com um post sobre o Alonso, enquanto ouver definição se vai participar ou não em Sepang.
    Se não for participar… Mamma mia!!

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s