Vettel na briga?

20150726-sas

Meio segundo por volta. Foi a vantagem que vimos Sebastian Vettel obter sobre Nico Rosberg nas primeiras voltas do GP da Hungria, quando ambos estavam com pneus macios e livres de tráfego. Mas como isso foi possível? Será que a performance da Ferrari frente à Mercedes na Hungria indica que teremos um novo campeonato?

Por mais que muitos torcedores estejam esperando há mais de um ano pelo momento em que os alemães serão seriamente ameaçados, a lógica aponta para o contrário. Uma série de fatores permitiu a vitória de Vettel em Budapeste, assim como já havia acontecido na Malásia. Portanto, apesar de ser impossível descartar que o tetracampeão consiga repetir o feito, isso deve estar longe de ser a tônica da temporada nas nove etapas restantes.

Primeiramente, o circuito de Hungaroring está entre os favoráveis ao carro italiano, que já se provou especialmente eficiente em pistas mais travadas. O segundo fator foi a ‘ausência’ de Lewis Hamilton na disputa: o inglês havia sido o mais rápido em todas as sessões e demonstrou quando teve pista livre durante a corrida que tinha o melhor conjunto; porém, seus próprios erros o colocaram fora da disputa, enquanto Rosberg passou todo o final de semana perdido em termos de acerto. O terceiro foi a leitura ruim que a Mercedes teve das mudanças pelas quais a pista passaria com a queda de temperatura entre os treinos livres e a corrida, algo que já era previsto desde a sexta-feira. O quarto foi o erro estratégico de Nico Rosberg, ao colocar os pneus duros e copiar a tática ferrarista quando os macios demonstravam um rendimento muito superior. E o quinto, e não menos importante, claro, foi a largada ruim.

A quantidade de itens que saíram do controle da Mercedes dá a dimensão de sua vantagem. Por outro lado, dois fatores estão a favor do time italiano: existe um descompasso nas fases de desenvolvimento dos carros de Ferrari e Mercedes. E, na Hungria, a Scuderia deu um passo adiante, enquanto é esperado que os alemães o façam nas etapas seguintes.

Contudo, a grande esperança ferrarista está nas largadas. Hamilton já vinha reclamando desde maio, mas só nas últimas duas etapas ficou claro que as configurações de embreagem não estão bem acertadas na Mercedes. Com a diminuição significativa da interferência dos engenheiros neste tipo de procedimento a partir da próxima etapa, na Bélgica, esse problema pode se agravar. Reside aí a chance tanto dos italianos, quanto da Williams, que deve voltar a andar bem nas pistas mais velozes que teremos pela frente.

Coluna publicada no jornal Correio Popular

14 comentários sobre “Vettel na briga?

  1. Acho que não. Ainda. Não será possível vencer corridas e o campeonato apenas largando as Mercedes para trás no jump, tendo como parâmetro as performances apresentadas até aqui. Eu não consigo imaginar Lewis preso por voltas e voltas atrás de Vettel ou Kimi na maioria das pistas que estão por vir, embora em algumas ocasiões, mesmo mais rápida, a Mercedes teve dificuldade de manter seu ritmo e até ultrapassar alguns adversários. Se não houver um hecatombe com os prateados, os dois títulos são deles com um pé nas costas e pilotando com uma mão só.

    Curtir

  2. Gostaria muito que a ferrari chegasse nas Mercedes, mas não vai acontecer. Vettel com carro em condições de vencer ele seria penta considero Vettel o mais completo do grid.

    Curtir

  3. Infelizmente não, Ju, pois a Ferrari do alemão tomou 8 décimos na briga pela pole, e isso, só braço nao resolve…a vantagem da Mercedes é tão grande que penso que em 2016 ainda serão amplos favoritos.

    Curtir

  4. será quase impossível disto acontecer, a mercedes em treino volta lançada é brutalmente superior, só se começarem a haver quebras nas mercedes e vettel vencer umas 4 das 9 restantes coisa muito improvável que aconteça…mas que ate aqui o piloto do ano vem sendo vettel, esta guiando o fino da pilotagem, só cometeu erros no barhein e mesmo assim pq estava forçando ao máximo…mas vai q o novo motor mercedes apresente quebras e ai talvez ele entre na briga, mas a uma diferença brutal ainda entre os carros. mas se fosse o Alonso nessa Ferrari diriam que era leite de pedra e coisa tal das asturias rsrsrs enfim vamos pra spa melhor pista do ano.

    Curtir

  5. Infelizmente não. Mas acho que ele está muito vivo na briga pelo vice. O Rosberg é acomodado demais. Estou torcendo para termos uma disputa de verdade ano que vem. Seria uma grande disputa entre Vettel e Hamilton, os melhores pilotos do grid.

    Curtir

  6. Mesmo largando mal em circuitos de alta, a Mercedes ainda tem vantagem e se nao me engano, eles não gastaram nenhuma ficha até agora. Eles ainda tem muita munição.

    Curtir

  7. Precisamosver como a Ferrari vai se comportar em pistas de alta velocidade. Depois de perder para a Willians em Silverstone, os italianos tem que bater as Willians, querem forte nas pistas de alta, antes de pensar em encarar a Mercedes. E concordo com o Wagner que os alemães são favoritos para 2016. O Vettel só disputa o título se aMercedes continuar largando mal.
    Mas acho que o Vettel ainda consiga mais uma ou duas vitórias. Pelo menos tem umaequipe na cola deles, se bobearem ou tiverem problemas, a Ferrari de Vettel está à espreita.

    Curtir

  8. Acredito eu que Vettel esta fazendo um papel que ano passado Riccardo fez com a red bull. Concordo em gênero, número e grau com o post Ju. Saliento mais ainda que, essa pista era o conjunto que acentua mais a característica boa do carro ferrari e, diga-se de passagem, é um circuito dos horrores pra Mercedes, principalmente a de Rosberg. Digo isso pois, ano passado nessa mesma corrida, Hamilton largava dos boxes e Rosberg na ponta da corrida. Hamilton escalou o pelotão até o terceiro, e Rosberg chegou em quarto, depois de uma corrida que estava nas mãos e perdeu, Não acredito que as ferraris estão tão próximas das mercedes. Acho que a mercedes esta dando de graça alguns presentes para os adversários. Na briga interna da mercedes pra mim fica claro que esse circuito da Hungria evidência e muito como as coisas são mais fáceis para Lewis do que para Nico em condições adversas. Dois anos seguidos, 2 vezes Lewis estava em desvantagem, 2 vezes ele consegue virar o jogo a seu favor. Tudo bem, dessa vez teve uma “mãozinha” do Riccardo, digo entre aspas pois é uma consideração que o Rosberg fez culpando o piloto red bull pelo toque, que eu não concordo, mas independente disso, mostra o quanto Lewis tem mais sede. Nico tem uma espécie de obsessão por Lewis quando está na corrida, ao invés de se preocupar com a própria corrida dele.

    Curtir

  9. Comentei isto no facebook e repito aqui agora: Vettel está para a Ferrari 2015 como Schumacher esteve em 1996. Em 1996, a Williams venceu 12 das 16 corridas. A dominante agora é a Mercedes, e Seb já tem duas vitórias.

    No mais, é lamentável um piloto que almeja lutar pelo título ter um carro tão dominante e encontrar problemas de acerto.

    Curtir

  10. É preciso esclarecer uma coisa; os 202 pontos de Hamilton contra os 160 de Vettel estão passando uma imensa falsa impressão. Vettel faz uma de suas melhores temporadas, é o único que terminou todas as corridas entre os 5 primeiros(fato só comparável a suas 10 primeiras corridas na irretocável temporada de 2011) e conseguiu 7 pódios em 10 corridas, não foram só as 2 vitórias. O conjunto Vettel-Ferrari só teve 2 erros, um de Vettel no Bahrein enquanto pilotava no limite pra competir com as Mercedes e outro da Ferrari perdendo tempo na troca de pneus na Austria. No mais, foram perfeitos. Enquanto isso, o conjunto Hamilton-Mercedes fez um documentário de bobagens nessas 10 corridas, sendo uma das mais notórias a inexplicável parada final de Hamilton em Monaco. Esses 202 x 160 enganam demais mas são usados como referencia por serem a comparação entre os ases de ambas as equipes.

    Porém, é justamente usando uma comparação que ninguém faz que dá pra ver a real diferença entre a Mercedes e a Ferrari. Desde que Rosberg está na F-1, praticamente ninguém no meio o coloca acima de Raikkonen. E isso por um motivo muito simples. Rosberg de fato não é melhor que Raikkonen, muito pelo contrário. Mas vamos coloca-los no mesmo nível(claro que indo no limite da depreciação de Kimi) só pra poder fazer a devida comparação. E ai sim, os 181 de Rosberg contra os 76 de Kimi mostram bem a real diferença entre os 2 carros. Nem adianta falar do suposto azar do Kimi ao ser tocado na Malasia, corrida que ele terminou em 4º e dificilmente conseguiria coisa melhor, porque na Hungria o toque tirou Rosberg de um garantido 2º para um melancólico 8º. E também não adianta lembrar as 2 quebras do finlandês porque confiabilidade faz parte do pacote que torna as Mercedes tão superiores, afinal nos treinos Kimi e Vettel também tiveram problemas enquanto as Mercedes fizeram todas as poles e seus pilotos largaram ambos na primeira fila 8 vezes, ficando Nico em 3º em outras 2. O carro alemão funciona como um relógio suíço.

    Vettel não está na briga. E se existe alguma “briga” com o insosso Rosberg, esta se deve as bobagens que vitimam Hamilton, sejam dele ou da equipe, porque tanto a diferença de Hamilton pra Rosberg como da Mercedes paras as demais é enorme.

    Curtir

    1. Falou tudo, mas mesmo assim vou torcer por uma evolução improvável da Ferrari, que coloque Vettel na briga. Mas como disse o Chrystian ali em cima, mesmo que a Ferrari evolua muito além da Mercedes, só com quebras e trapalhadas no carro do Hamilton para Vettel disputar o título.

      Curtir

      1. Alex se vettel vencer 6 e lewis for 2° nas 6 corridas fica empate de pontos, pra se ter uma ideia da vantagem de lewis, so com quebras ou lambanças dos prateados e vettel manter essa performace estraordinaria que vem mantendi.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s