Cedo demais para a silly season?

Sebastian Vettel, Kimi Raikkonen, Fernando Alonso, Valtteri Bottas, Sergio Perez, Nico Hulkenberg, Carlos Sainz… a lista vai longe e deve dar até para montar um time de futebol. Mas o assunto não é nenhum plantel de luxo, e sim quem estará fora de contrato para a temporada 2018.

Principalmente o fato dos três primeiros nomes já estarem garantidos na Ferrari e McLaren para esta temporada fez com que vários outros contratos do meio do pelotão fossem fechados apenas pelo ano de 2017. Qualquer piloto mais experiente e que acredita ter condições de beliscar alguma vaga entre os grandes sabe que esta é uma grande oportunidade. Da mesma forma, as equipes veem um bom momento para manter suas opções abertas.

Do lado dos times, tudo depende da melhor ou pior adaptação às mudanças de regras. Uma equipe como a McLaren, por exemplo, pode acertar a mão e se tornar um lugar atrativo em 2018, com maior poder de barganha. Para os pilotos, a hora é de mostrar serviço e pavimentar uma ‘promoção’ com a expectativa de abertura de vagas importantes.

É claro que importantes pode não querer dizer necessariamente vagas boas. Que o diga a Ferrari, que parece ter muito o que perder em 2017. Toda a impaciência de Sebastian Vettel demonstrada ano passado terá ficado, a princípio, para trás. Afinal, o alemão sabe que a mudança no regulamento é uma nova oportunidade. Porém, caso não seja suficiente, o piloto já deu mostras de que sua paciência não é infinita.

E nem deveria ser, ainda mais com a possibilidade de abertura de vaga até na desejada Mercedes. Lá, o piloto teria o apoio de James Allison, com quem ganhou muitos pontos mesmo no relativamente curto período de convivência em Maranello. O inglês, inclusive, que foi para a Itália muito em função do projeto de Alonso – com quem trabalhara na época de Renault, não teria gostado nada da maneira como o espanhol conduziu seus últimos meses na Scuderia.

Mas Alonso seria um candidato a uma eventual vaga na Mercedes em 2018? Ele já deu a entender diversas vezes que 2017 pode ser seu último ano na categoria. Oficialmente, culpa os carros, mas é claro que a falta de competitividade é o que pesa. Novamente, a mudança ou não da relação de forças é o que vai ajudar a movimentar as peças e Zak Brown já deu indícios de que vai tentar segurar o espanhol.

E Kimi? Enquanto interessar à Ferrari – leia-se Vettel – ele fica. Ricciardo e Verstappen? Esses têm contrato com a Red Bull, mas nada que já não tenha sido quebrado antes. É só o equilíbrio interno ficar balançado que o astuto Horner faz a fila andar.

Não é por acaso, portanto, que aqueles que estão há muito tempo esperando uma vaguinha na frente – e quem chegou agora, como é o caso de Sainz, que se vê como carta fora do baralho na Red Bull a médio prazo – estão preparados para aproveitar.

Prepararem-se para meses ouvindo sobre os tais pré-contratos da Ferrari com praticamente todo mundo e com a mídia espanhola colocando seus pilotos como prediletos para… praticamente todo mundo. E Bottas, alvo mais fácil, ameaçado logo no primeiro deslize. Se até a aposentadoria de Rosberg com praticamente todo mundo sob contrato já provocou uma mini-silly season, imaginem o que está por vir.

9 comentários sobre “Cedo demais para a silly season?

  1. Parece claro que o cara mais pressionado do ano vai ser Bottas, até mesmo pelo seu contrato ser de apenas um ano. Uma situação muito parecida com a vivida por Pérez na Mclaren: foi dispensado após apenas um ano, depois de substituir a estrela da equipe na época. Não que Rosberg a fosse na Mercedes, mas é o atual campeão. Mas Bottas tem um jeito mais maleável de trabalhar, algo que Pérez só parece ter aprendido após o duro golpe de se ver demitido da Mclaren.

    No mais, Zak Brown precisará de muita lábia para convencer Alonso a permanecer. Ele fala em renovar o contrato sem nem ter colocado o carro de 2017 na pista. É difícil acreditar que a Mclaren passará para a frente do grid a curto prazo. De olho na vaga da Mercedes, pode ter certeza de que Alonso vai postergar uma eventual renovação o quanto der. Até porque, como citado pela Ju, ele já sinalizou que não está desesperado em permanecer a qualquer custo na categoria.

    Mas há uma hipótese a ser levantada: Hamilton, embora queira ser um dos maiores da história e saiba que precisa da Mercedes para isso, já deu mostras de estar de “saco cheio” da maneira de gestão da equipe. Será ele, e não Bottas, que deixará uma vaga aberta para 2018?

    Curtir

  2. Eu vou achar hilário se o Vettel pular fora do barco já no final desta temporada. Toda aquela historia de “Ferrari is back” vai pras cucuias.
    Muitos reclamam de Alonso, que ele prejudicava a equipe. Mas ele soube suportar 5 anos na Ferrari. Tentou, batalhou mas não deu.
    Vettel depois de perceber que o buraco é mais embaixo, passou a reclamar feito criança inclusive mandando o Charlie tomar cajú.
    E teve tambem aquele final de GP da Alemanha, sua terra natal, em que ele desacelerou antes da hora e viu 3 passar a sua frente.

    Curtir

  3. Julianne pensei nisso a manhã toda e se me permite gostaria de jogar mais um pouco de lenha na fogueira!
    Li em alguns sites entrevistas da srta° Claire Williams dizendo que o contrato de Felipe Massa é de apenas um ano, logo existe uma vaga em aberto na Williams para 2018.
    Billy aproveitando a deixa do:
    “Mas há uma hipótese a ser levantada: Hamilton, embora queira ser um dos maiores da história e saiba que precisa da Mercedes para isso, já deu mostras de estar de “saco cheio” da maneira de gestão da equipe. Será ele, e não Bottas, que deixará uma vaga aberta para 2018?”
    Lewis Hamilton estando de “saco cheio” de como a equipe Mercedes é conduzida, poderia ter a Ferrari como destino, já que conhecida e abertamente, nunca coloca “dois galos no mesmo galinheiro”, então lá ele seria o “rei do galinheiro” sem muito esforço e com toda a equipe trabalhando para ele.
    Seja como for seria muito interessante ver Sergio Perez ou Carlos Sainz Jr. em uma das possíveis vagas abertas em McLaren, Ferrari e Ferrari (ou Renault dependendo do que os franceses resolverem com Magnussen).
    Abraços pros meninos e beijos pras meninas!

    Curtir

  4. Acho que tudo depende das primeiras corridas. Se Alonso perceber que a McLaren continua lá atrás ele vai se oferecer pra Mercedes rapidinho. Quanto ao Vettel eu no lugar dele ficaria quietinho pra ver qual é a da Ferrari. Se continuar a mesma bagunça eu cairia fora. Mas algo me diz que ele vai ficar lá pq o sonho dele é esse. Veremos.

    Curtir

  5. Ju, algumas questões: o contrato de Bottas com a Mercedes é de 1 ano? Será que existe cláusulas de performance e preferência para renovação? Por fim, quanto o finlandês irá embolsar nessa temporada?

    Curtir

  6. Julianne, e o Nars ? não vejo mais nenhuma noticia sobre ele ! Não procurou vaga em outra categoria ? Não poderia ser um reserva da Williams ?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s