Podcast Credencial – GP da Austrália e o que vem por aí

As quintas-feiras pós-GP no blog serão reservadas ao podcast Credencial, que faço junto com Luis Fernando Ramos. Nessa edição, tudo sobre o GP da Austrália e o que esperar para as próximas etapas.

Estou curiosa para saber se vocês concordam ou não com minha opinião sobre a reação de Lewis Hamilton ao desenrolar da prova em Melbourne. Ouçam e compartilhem!

5 comentários sobre “Podcast Credencial – GP da Austrália e o que vem por aí

  1. Muito legal Ju. Parabéns a você e ao Ico.
    Fiquei pensando sobre ser overcut e não o undercut que vai funcionar nessa temporada.
    Pelo que li até agora os pneus novos são mais rápidos que os usados em cerca de 0,5s.
    Portanto, o undercut tem chance de dar certo DESDE QUE o piloto que parar primeiro não volte no tráfego. Certo ou errado?
    PS: Na década de 90 o overcut dava muito certo por causa do reabastecimento. Os carros voltavam mais pesados daqueles que permaneciam na pista, mas agora o peso é o mesmo.

    Curtir

    1. Há determinadas situações em que o undercut pode funcionar, como deu certo para a Force India com Perez em Melbourne. Isso pode inclusive depender de acordo com o circuito/composto. Mas pensando em 0s5: para o undercut funcionar, ou o carro que está atrás tem muito mais ritmo puro, ou ele tem de estar a mais ou menos 0s5 do rival antes de parar. E quem consegue manter o carro a 0s5 do rival?

      Curtir

  2. Julianne, gostaria de fazer uma observação, o problema de câmbio do Ricciardo foi originado na batida no treino classificatório e não devido a algum problema natural do carro, por assim dizer.
    Estava pensando aqui a volta do reabastecimento não seria bom para essa nova F1? Nos anos 90 realmente havia a questão das poucas ultrapassagens em pista, mas a emoção do carro que iria parar primeiro e se a tática daria certo era algo emocionante naquela época, isso compensava a pouca ação de pista, mas também creio que os pneus de maior degradação devam voltar (em breve).
    Abraços pros meninos e beijos pras meninas!

    Curtir

  3. Quando a Ferrari voltou a vencer em 2015, mas especificamente na Malasia, eu sempre achei que ali foi por causa de bobeira da Mercedes na troca de pneus.
    Mas agora em 2017 na Australia, o modo como o Vettel manteu a diferença e a posição até o final, a Ferrari venceu por méritos próprios. Não acho que nas próximas corridas a Mercedes volte a dominar. Eles podem até fazer pole por causa da grande potencia que conseguem no treino, mas na corrida a Ferrari vai incomodar e tem grandes chances de vencer.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s