Confira o placar entre companheiros e as diferenças na classificação do GP da China

Hamilton 2 a 0 Bottas
Ricciardo 1 a 1 Verstappen
Massa 2 a 0 Stroll
Raikkonen 0 a 2 Vettel
Alonso 2 a 0 Vandoorne
Perez 2 a 0 Ocon
Kvyat 1 a 1 Sainz
Hulkenberg 2 a 0 Palmer
Giovinazzi 0 a 2 Ericsson
Grosjean 1 a 1 Magnussen

Diferenças de hoje:

Hamilton x Bottas: 0s187

Ricciardo x Verstappen: 1s392

Massa x Stroll: 0s713

Vettel x Raikkonen: 0s276

Alonso x Vandoorne: 0s574

Perez x Ocon: 0s839

Kvyat x Sainz: 0s116

Hulkenberg x Palmer: 0s826

Magnussen x Grosjean: 0s281

Ericsson x Giovinazzi: sem tempo

As diferenças são calculadas nas sessões em que o companheiro com classificação pior é eliminado e os placares contabilizam o resultado do treino, e não a posição de largada, que pode ser alterada devido a punições.

10 comentários sobre “Confira o placar entre companheiros e as diferenças na classificação do GP da China

  1. Eu ainda não ouvi/li a declaração do Hulkenberg após o Qualifying, e estou até agora me perguntando por que diabos a Renault, dispondo de uma abundância de pneus devido a falta de treinos, e ainda recebendo um conjunto novo pra parte final da classificação, fez apenas uma tentativa no Q3…

    Curtir

      1. Então talvez a Renault esteja planejando algo para a improvável eventualidade de haver pista seca durante a maior parte da corrida amanhã, e assim, em caso de serem necessárias 2 paradas, utilizar 2 conjuntos dos compostos mais macios. Tem que haver uma explicação estratégica, porque problemas o carro não tinha, segundo o próprio Hulk numa entrevista após a sessão. E aquele 6º lugar foi dado de bandeja pra Williams, correndo o risco ainda de perder mais alguma(s). Num ano em que ultrapassar é praticamente mais uma missão para Ethan Hunt, foi uma jogada bastante ousada…

        Curtir

  2. A pulga atrás da minha orelha nasceu do fato de que, no Q3, todos os pilotos costumam fazer 2 voltas lançadas para tentar obter o melhor tempo possível. E foi o que fizeram no Q3 de hoje – com exceção do Hulk, que realizou apenas uma tentativa e recolheu em seguida, sem voltar à pista. A impressão que tenho é de que a Renault usou aquele super-macio extra providenciado pela Pirelli a quem passa pro Q3 e decidiu economizar o jogo que seria utilizado na outra tentativa. Mas eu não consigo perceber benefício algum em uma atitude como esta, sobretudo porque acabaram entregando de graça o 6º lugar para a Williams, e isso num campeonato em que conseguir posições na corrida parece tão difícil.
    Entendo que uma equipe que não vislumbrasse a possibilidade de conseguir algo melhor que o 10º lugar no Q3 fizesse algo assim, a fim de ter menos quilometragem em um dos conjuntos de pneus a serem usados na corrida. Mas a Renault? Ela poderia manter aquele 6º e, quiçá, beliscar um 5º!
    Em suma, minha dúvida é: por que a Renualt realizou apenas 1 tentativa no Q3 quando correria o risco de perder o 6º lugar no grid, como de fato aconteceu?

    Curtir

    1. Imagino que este excesso de interrogações manifeste sua incompreensão do que eu disse, correto? Então vou tentar ser o mais didático possível:
      Começa o Q3. Os pilotos vão para a pista marcar tempo. A tabela provisória, depois que eles completam a 1ª volta cronometrada, fica assim: HAM|VET|BOT|RAI|RIC|HUL(6º)|MAS|KVY|PER|STR.
      Depois, os pilotos voltam para a pista para tentar melhorar seu tempo. Mas Hulkenberg não. Ficou nos boxes e não mais voltou para a pista. E, com os pilotos realizando uma segunda volta rápida, definiu-se a tabela de tempos definitiva para o grid de largada, que ficou assim: HAM|VET|BOT|RAI|RIC|MAS|HUL(7º)|PER|KVY|STR.
      Percebeu como de 6º provisório o Hulkenberg caiu para 7º no grid por não sair dos boxes para uma nova volta rápida? Tem algum sentido isto para vc?

      Caramba, será que foi só eu que viu aquela cena do Hulk saindo do carro e tirando o capacete e luvas depois de ter dado apenas 1 volta no Q3 e faltando ainda uns 5 minutos para o fim da sessão? Se isso não foi uma tentativa praticamente inócua de salvar alguma kilometragem dos pneus, foi o quê? Problemas no carro não haviam…

      Curtir

      1. Parece, afinal, que a questão não é tão enigmática quanto parece: A Renault, ao contrário das outras equipes que passaram para o Q3, simplesmente não tinha pneus zerados para fazer mais uma volta rápida. Considerando que o Hulk não teve dificuldades para passar pelo Q1 e Q2, não entendo como isto foi acontecer…

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s