Drops do GP do Bahrein

  • A quarta-feira antes de um GP, especialmente nas dobradinhas (corridas em finais de semana seguidos) são um dia tradicional de deslocamento para os jornalistas e uma chance de dar uma respirada depois de muitos dias de trabalho intenso. Então dá para entender por que a frase “Alonso arruinou minha quarta-feira” foi repetida algumas vezes.
  • Por um bom motivo, claro. A notícia é incrível. Mas imagine o ânimo de um competente colega que tinha a história quase toda apurada, sentindo-se quase pronto para dar o furo. Na quarta, a McLaren soltou um release para alguns membros da mídia inglesa solicitando um embargo, prática comum no jornalismo: assim todos dão a notícia na mesma hora. Mas um jornalista da BBC quebrou o acordo de cavalheiros e deu a nota antes de todos – e antes também que ele mesmo embarcasse para o Bahrein e perdesse o prazo do embargo.
  • Mas o paddock não é cego e não é a toa que o primeiro colega em questão, aquele que tinha as informações que ninguém mais tinha, Chris Medland, está ganhando espaço.
  • Muitos perguntaram sobre o sumiço de Felipe Nasr. Ao que parece, quem cuida de sua carreira tem cometido os mesmos erros que o tiraram do grid da Fórmula 1 neste ano, perdendo o timing de algumas oportunidades, como na LMP2. Antes disso, também houve negociações com a Fórmula E. Mas, por enquanto, nada.
  • A fase de Bottas parecia que iria de mal a pior na quinta-feira. Enquanto falava com os jornalistas sobre o erro na China, sua coletiva teve várias interrupções. Livio Oricchio entra, liga seu gravador e uma mensagem inesperada faz todos caírem na risada: “Seu nível de bateria está… alto”. Depois, mais gargalhadas vêm de dentro do escritório da equipe. Um engenheiro entra achando que a sala está vazia e leva um susto. Ninguém ignora a sequência, mas Bottas se mantém impassível. 
  • Dizem que os finlandeses não expressam muito suas emoções, mas o contraste do semblante de Bottas entre o sábado e o domingo foi marcante.
  • No Bahrein, a organização oferece uma grande área de refeições, algo raro na temporada. E é coletivo, para todas as categorias, então não é raro almoçar ao lado de um piloto com o macacão na cintura do seu lado. Mas não de F-1, claro.
  • Falando em categorias de acesso, achando que estava fora de qualquer competição, Coletti descuidou da dieta e programou férias em todos os finais de semana de corrida porque não suportaria ver as provas de fora. Mas fechou por mais uma temporada na F-2. O que mais doeu foi deixar a folga em Barbados com a namorada, marcada para coincidir com o GP de Mônaco.
  • E, para finalizar, fica uma dica para Fernando Alonso: sabe como começou a campanha de Alex Rossi para estrear com vitória nas 500 Milhas de Indianápolis? Com um porre homérico durante o GP da Rússia, próxima etapa do campeonato da Fórmula 1.
Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Augusto disse:

    Hehehehe.
    Muito legal o Drops Ju.
    Abço.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.