Drops do GP da Itália e o futuro de Massa

Antes de mais nada, sei que tem muita gente curiosa em relação à situação da McLaren-Honda e o que ouvi em Monza está compilado aqui. Vamos aos drops!

É comum ver torcedores esperando a chegada ou a saída dos pilotos, mas não há nada como Monza. O GP da Itália é onde fiz minha primeira corrida, em 2011, e nunca vi tanta gente plantada na entrada sob forte calor como neste ano. E até teve jornalista italiano dando autógrafo.

 

E eles não esperam apenas os pilotos da Ferrari. Na sexta-feira, cheguei enquanto ovacionavam Alonso, que dava autógrafos aos tifosi, e um animado trio aguardava por Sergio Perez. Vestidos de pantera cor de rosa. Um deles, inclusive, tinha uma foto autografada do mexicano colada no peito.

 

Perez que cumpriu todo o combinado com a equipe e entrou na onda do “deixa disso” na briga com o companheiro Ocon. Chegaram na quinta-feira, se cumprimentaram no meio do paddock, fizeram o reconhecimento de pista juntos, de bike. Mas ninguém duvida que, logo, vão se estranhar de novo.

 

Não vou citar nomes, mas teve colega que acordou amaldiçoando a “limonada” italiana. De fato, beber Limoncello como se fosse limonada não é algo muito aconselhável.

 

Um ano depois de anunciar a aposentadoria que não se concretizou, Felipe Massa respondeu, no talo, a pergunta que parecia inocente: “para onde você vai depois da F-1?”. “Para a Fórmula E”. Ainda que este caminho já estivesse claro desde o fim do ano passado, é a primeira vez que ele fala isso textualmente. Tanto, que deu até a impressão que já está tudo fechado ou pelo menos bem encaminhado.

 

Cheguei a ouvir neste final de semana que ele já sabia que está fora ano que vem. Mas o ataque bem mais ou menos a Stroll nas voltas finais, quando o companheiro estava com o pneu bem prejudicado por uma fritada, deu a entender o contrário. Isso sem contar nas longas pensatas com os colegas, sempre chegando à conclusão de que a Williams não tem muita escolha a não ser mantê-lo.

 

A FIA anda tendo um problema nas etapas europeias que há 1 ou 2 anos era impensável: excesso de jornalistas e fotógrafos fazendo cobertura. A sala de imprensa em Monza, por exemplo, estava quase com lotação máxima, calculo que com entre 300 e 400 profissionais. E pensar que a impressão que se tinha há pouco tempo era de que o interesse estava caindo de forma tão rápida que o esporte logo entraria em extinção.

 

É claro que ele fingiu um erro para rodar porque fazia parte da festa, mas posso dizer que vi o goleiro Dida ultrapassando Verstappen em uma pista de kart improvisada na reta de Monza. Ano passado, o duelo entre pilotos e um grupo de ex-jogadores contratados pela Heineken tinha sido em um campo de futebol, também montado na reta. Digamos que os pilotos passaram tanta vergonha jogando bola quanto os jogadores no kart. E, antes que me esqueça, vai Corinthians!

19 comentários sobre “Drops do GP da Itália e o futuro de Massa

  1. Meu Ju, esse comentário no final estraga o post, rsrsrs.

    Sobre o futuro do Massa, é mais benéfico para a Williams que ele permaneça, do que para ele mesmo, na minha visão é claro.

    Esse evento da corrida de Kart foi sensacional!

    Curtir

  2. Ju, em primeiro lugar, independente da sua preferência futebolística, seus textos são o que há de melhor atualmente na cobertura sobre automibilismo no Brasil!

    Um pouquinho de teoria da conspiração sobre o futuro do Massa…
    Recentemente, em 21/08, o Nasr completou 25 anos. A Williams postou no twitter sobre o aniversário, e diferentemente do que eles sempre fazem nos aniversários dos seus membros de equipe, e ex funcionários, desse vez ela colocou “Feliz 25º aniversário”.

    Lembrando que quando a equipe precisou recorrer ao Massa pra substituir o Bottas, um dos argumentos citados foi que precisavam de um piloto com mais de 25 anos para fazer propaganda pra Martini. Talvez o Nasr pudesse ser uma opção (pensando a longo prazo até mais interessante) pra equipe na época, se tivesse 25 anos.

    Agora ele tem…

    Curtir

  3. Parabéns pela última frase. Fecha muito bem seu texto. Só tenho uma dúvida sobre a questão McLaren-Honda. Não seria mais vantagem para a McLaren apostar no sorteio e tentar um motor Mercedes ou Ferrari 2017 do que um Renault 2018? Tenho grandes dúvidas se o motor Renault 2018 será superior aos dois motores top da F1 atualmente, principalmente o Mercedes.

    Curtir

    1. A diferença do Renault não é tão grande assim – a Red Bull fala em 40cv, mas eles costumam valorizar. E com o desenvolvimento mais aberto, a diferença no fim do ano ficaria bem considerável. Digamos que seria um Honda que quebraria menos.

      Curtir

  4. Bom Dia, Jú….
    Realmente seu texto é ótimo e eficiente como o carro da Mercedes, mas sua última frase é como você tivesse 50 segundos de vantagem, ai você apertasse o neutro o carro desligasse e você lentamente pela pista visse seus adversários passando um a um…kkk
    Brincadeiras a parte pois minha esposa também torce infelizmente para esse time, Jú qual a veracidade na pressão dos Vertapens sobre uma mudança de equipe, visto que as principais equipes estão com suas vagas preenchidas?

    Curtir

  5. Eu nem posso falar nada..meu time é o Vasco então tô acostumada a sofrer.
    Julianne estou confusa sobre quem é o favorito nas próximas etapas. Já ouvi que Abu Dhabi seria uma boa pista pra Ferrari e hoje que seria melhor para a Mercedes. Afinal de contas quem deve sobressair em qual pista até o final do campeonato? Estou rezando pra vc dizer que a Ferrari deve andar bem em Interlagos pq estarei lá.

    Curtir

  6. Também não vejo quem possa substituir o Felipe na Williams. Só o Button mesmo. Porque o Paul di Resta… por mais que goste do piloto escocês, não acho que vá acrescentar algo ao time, uma vez que está fora de uma temporada regular na F1 desde 2013.
    Quanto ao Nasr, parece estar namorando a Indy…

    PS: pensei que fosse palestrina, pelo sobrenome. Me enganei redondamente.

    Curtir

  7. Julianne também achei muito suspeito aquele “ataque” do Massa no Stroll na ultima volta, a impressão que deu é que só quis mostrar que tinha potencial para ultrapassar.

    Curtir

  8. Acho que a continuação de Massa na Willians só corre risco se Alonso não renovar com a Mclaren. Um motor defasado é uma assinatura que não brigarão pelo título. Com a intenção da FIA de produzir motores mais simples a partir de 2021, imagino que só assim a Honda terá sucesso na categoria…Acredito que Alonso permanecerá na Mclaren Renault. Ps: vendo os três patetas, oops, os três panteras, me lembrei da infância e do quanto eu e meu falecido pai ríamos desse desenho, kkkk; discordo de você, Ju: “…fica Corinthians…” , afinal só o seu time estacionando pro meu Cruzeiro alcançar, kkkkk.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s