Milagre

São 2h40 da manhã e dois jornalistas que devem ter mais de 800 GPs em conjunto ainda estão discutindo sobre quem teve culpa no strike que mudou completamente a história do GP de Cingapura. Nem quando as gotas mais fortes começaram a cair ainda na formação do grid qualquer um de nós poderia prever aqueles primeiros metros tão dramáticos para a Ferrari, em um daqueles momentos que têm tudo para serem decisivos para o campeonato.

O inegável é que quem mais perdeu era quem tinha mais a perder. Sebastian Vettel provavelmente julgou mal os riscos de uma largada no molhado em Cingapura e, acreditando que só tinha o carro de Verstappen na esquerda, jogou seu carro com uma agressividade que não combina com quem tinha uma grande chance de fazer bem mais pontos que o rival em uma disputa maior, pelo título.

Kimi, no argumento de um dos jornalistas, era quem deveria ter evitado o toque porque era o único que sabia onde todos estavam. Mas há quem diga que você não é um piloto de corridas se não aproveitar um espaço que se abre a sua frente.

Mais impressionante ainda foi ver Lewis Hamilton escapando de tudo isso, mesmo escolhendo o lado de fora da primeira curva. “Eles desapareceram”, foi o ponto de vista do inglês, que ainda viu Vettel rodando na sua frente, já com o carro destruído. Daí em diante, o tricampeão usou toda sua maestria na chuva e não contou com uma Red Bull tão competitiva quanto o esperado, tanto no molhado, quanto no seco.

As razões para isso seriam, em parte, por um acerto mais voltado ao calor por parte do carro de Ricciardo, como ele explicou após a prova, e também ao fato da própria Mercedes render melhor com a pista menos quente.

O excesso de agressividade dos pilotos da ponta nos metros iniciais acabou dando a chance do meio do pelotão mostrar serviço, e o brigado quarto lugar de Carlos Sainz, seu melhor resultado da carreira e o melhor da Toro Rosso em mais de dois anos – e ainda com um pedal de acelerador que acabou quase no osso – merece destaque. E não deixou de ser irônico ver um Palmer passando Bottas, que mais uma vez ficou perdido por parte da corrida, no molhado, dias depois de se ver sem vaga na Renault para 2018.

Novamente, em uma corrida difícil, a exemplo de Baku, Lance Stroll foi quem conquistou os pontos para a Williams, e dessa vez Massa teve sua parcela de culpa pelos erros na classificação e uma escolha equivocada no início da corrida, ainda que a estratégia do time não tenha ajudado em nada.

Vendo seu campeonato ter virado de cabeça para baixo em três etapas, mas sofrendo a derrota mais dolorida justamente onde todos acreditavam em uma vitória até fácil, agora cabe a Vettel confiar que as novidades que a Ferrari introduzir daqui em diante, especialmente no motor, vão funcionar e diminuir a vantagem que a Mercedes mostrou especialmente de Silverstone para cá nas curvas de alta. E torcer para que o “milagre” que Hamilton pediu depois da classificação em Cingapura e que viu se concretizar em poucos metros em Marina Bay mude de lado em alguma das seis etapas que vêm pela frente.

41 comentários sobre “Milagre

  1. Jú, que o Max tem talento todos sabemos, mas você acha que ele ta pronto para andar na frente? Hoje Max está mais para Maldonado do que para Senna com já foi comparado

    Curtir

  2. Ainda tem as questão dos motores, que podem atormentar ambas equipes.
    Campeonato aberto!

    Minha opinião sobre o acidente: #33 é maluco mas não é idiota. Por mais que tenha falado que não tem o que perder, ficou claro que ao ver #5 vindo em sua direção tentou evitar, mas não tinha para onde ir e acertou o #7. Querendo fazer o certo também se erra. Que fase!

    Curtir

  3. Agora só uma quebra ou acidente tira o tetra do Hamilton.
    Acho que o pole sempre vai para cima do segundo do grid. O Vettel deu azar, como a quebra do Hamilton ano passado definiu o campeonato.
    Não dá para dizer que o Verstappen foi culpado, mas quando não quebra tem batido. Precisa prestar mais atenção no Ricciardo.

    Curtir

  4. Eu sou torcedora da Ferrari. Acho que Vettel podia ter sido mais conservador mas não acho que ele fez nada errado. Kimi tambem deveria ter sido mais conservador e Verstapen é um caso a parte. Apesar de reconhecer seu enorme talento eu não gosto dele. Ele não tem o mínimo respeito pelos colegas e está sempre envolvido em acidentes especialmente nas largadas. Esse ano já sobrou até para o Ricardo. Infelizmente eu acho que o campeonato acabou.

    Curtir

    1. O campeonato só acaba quando termina!

      Achei que foi acidente de corrida. Vettel foi agressivo e se expôs. Como disse Julianne, ele tinha mais a perder e acabou perdendo mais. Para mim, a única coisa realmente ruim da corrida foi Mr. Smiley não ter ganho :~(

      Agora, cá entre nós, Alonso dizer que podia ter ganho a corrida por que quando parou estava junto de Hamilton que estava liderando…. Menos Fernando, menos… Em quantas corridas a McLaren andou p/ *trás*???

      Anyway, pergunta p/ o Credê: o campeonato acabou ou só acaba quando termina??

      Curtir

      1. É complicado, mas não dá para descartar: em 2010, depois da Coreia, Vettel estava 25 pontos atrás do Alonso a 2 provas do fim.

        Curtir

    2. As coisas são engraçadas com o Kimi. Este ano ele esta sendo criticado por todo mundo, e com razão, pela performance, as vezes ridícula, apresentada na temporada. Dai quando o cara larga de forma espetacular, com enormes chances de assumir a ponta na corrida, também é criticado. Deveria ter sido conservador. Vai entender.

      Curtir

  5. Julianne, de uns tempos para cá o Bottas não conseguiu mais acompanhar o Hamilton em classificação e corrida. Você acha que o Bottas perdeu rendimento ou o Hamilton tem sido genial?

    Curtir

  6. Ju, eu não vi culpa nenhuma do Kimi no acidente. Com a pessima largada do Max, ele fez o que todo mundo faria na situação. Qual sua avaliação do ocorrido?

    Curtir

  7. Belíssima análise, Julianne. De fato, Vettel deixou escapar oportunidade única de se distanciar na liderança, em circuito em que a Ferrari não deveria deixar de vencer.
    A propósito, observei que você tem usado a grafia Cingapura ou invés de Singapura. A última tem sido aceita a partir reforma ortográfica, parece ser recomendada pela própria embaixada do país asiático e tem compatibilidade com a grafia em inglês, Singapore.

    Curtir

  8. Quanto ao incidente da largada, não acho que tenha sido culpa de ninguém nem considero que deveriam ter feito diferente: em largada, ainda mais na chuva, cada um tenta ganhar seu espaço e defender sua posição. A largada não tem como ser planejada, porque os pilotos não sabem se vão tracionar bem nos primeiros metros. E é o momento mais tenso de uma prova, não dá para exigir altos graus de “racionalidade” nele. Muitas vezes, é uma questão de sorte mesmo passar ileso. Alonso fez uma largada fantástica, mas que, por azar, acabou não dando em nada.

    “Mas o Vettel era quem tinha tudo a perder.” Sim, mas quem não quiser assumir os riscos de uma largada, que o faça dos boxes. Vettel fez o que tinha que fazer por não ter feito uma partida excelente. O resto é azar mesmo.

    No mais, como fã de Vettel, dou meus parabéns ao Hamilton. Corrida irrepreensível, pois o máximo que se esperava dele, em condições normais, era chegar à frente de Kimi. Teve muita sorte com o incidente na largada, mas não se vence sendo azarado (Chris Amon que o diga!).

    O campeonato não acabou, mas é inegável que é improvável que Vettel consiga revertê-lo. Dou-me por satisfeito que ele termine da melhor maneira possível, dando o melhor de si, como na classificação de Singapura.

    Curtir

    1. Joga a toalha não Billy!!!

      Não lembra da “porca de Mansel” na corrida da África do Sul (acho) em 1986? Só acaba quando termina! Mas concordo que se era difícil, agora tá muito pior!

      Curtir

      1. Foi um furo de pneu em Adelaide/86, Muguello. Aquilo tirou o título do Leão.

        Quanto à porca, ela foi em Portugal, Estoril, em 1991. Aquilo praticamente sacramentou o título de Senna.

        Mas eram outros tempos, as quebras eram muito mais corriqueiras. É complicado, mas não custa acreditar.

        Curtir

  9. Ví e revi a largada várias vezes.
    Realmente é muito difícil dizer que a culpa foi de um ou do outro.
    Todos tinham opções que poderiam fazer algo diferente e pela lógica evitaria o que vimos.
    Existem diversas opiniões diferentes, cada um tem um ponto de vista.
    Minha conclusão sobre o acidente da largada do GP de Singapura foi que a principal causa deveu-se ao fato de Vettel ter “fechado” Max. Em consequência disto, Max, ao tentar evitar provável colisão, fez o pequeno desvio que, aí sim, causou a colisão com Kimi. O resto foi consequência do acaso…. com Kimi, Max, Vettel e Alonso (este sim, foi puro azar).
    Então, para mim, principal responsável foi Vettel.

    Curtir

  10. Eu penso que o próprio Max disse tudo depois da corrida, “eu não tinha nada a perder”. Aí simplesmente forçou pra cima do Alemão que tinha tudo a perder. Mas a vida continua e quem sabe um dia quem tenha alguma coisa a perder seja ele.
    Acredito que Arrivabene tenha dado ordens especificas para o kimi atacar o Max na largada e ficar entre ele e o Vettel, não deu muito certo.

    E mais uma vez o piloto menos valorizado do time das latinhas sobe no pódio e o estrelão não termina outra corrida. Qual a porcentagem de pontos a Red Bull pode colocar na conta do Australiano?

    O motor Honda vem mostrando desenvolvimento e o Renault estacionou mais uma vez. É óbvio que o Espanhol não ganharia a corrida, depois de sair é fácil dizer que poderia ter chego uma volta na frente dos outros. O problema da Honda ano que vem é um só: Piloto. Sai de um time que tem um que poderia mas não ajudava em nada e entra em outro que não terá um piloto que possa passar feedback, contar com o Kvyat pra isso é brabo.

    A Ferrari terá que encontrar algum milagre pra colocar o Alemão novamente na luta. Acho que deveriam contratar uma meia dúzia de pais de Santo.

    Curtir

    1. E como é que um piloto pode ajudar em algo se não se testa hein meu amigo?

      A única ajuda que Alonso poderia dar a Honda é não dizer na cara deles o quanto foram incompetentes nesses anos de parceria. E isso não valeria de nada do mesmo jeito.

      Curtir

  11. Foi um acidente e Verstappen não foi culpado. Uma disputa de título possui muitas variantes: erros coletivos, retardatários, motores que quebram, abalroamentos, escapadas de pista, ordens de equipe, mas tenho certeza que se não fossem os coadjuvantes, essa briga Hamilton x Vettel não teria o mesmo tom dramático. Estrelas e coadjuvantes fazem parte do espetáculo.

    Curtir

  12. Acho q Vettel acabou tendo medo demais do Verstappen por saber, como todos, que holandês é muito bom na chuva.Acreditou que se Verstappen tomasse a ponta ia complicar sua vida na corrida. Se fosse Kimi ao seu lado não faria isso pq seria tranquilo retomar a ponta nais tarde. Como não largou bem, jogou o carro de maneira exagerada para bloquear o piloto da RedBull. Só que o fator Kimi, louco para pegar a ponta, estragou seus planos. Hamilton agradece. Mas é incrível como que esses três tem estragado suas corridas ultimamente quando se encontram na pista.

    Curtir

  13. Bom dia…noite… alguma coisa por ai Ju e como sempre muito top seu post!!! Espero que tenha tido o devido proveito/descanso pós trabalho em Cingapura!!!

    Duas coisas ( caso ja tenha postado alguma delas desculpe… não vi nos últimos anos):

    -Qual o segredo do Hamilton nas relargadas ? Ele jamais ele é ameaçado nestas condições…

    Outro um comentário com varias interpretações….

    – Teria a Ferrari outra vez em condições adversas em Cingapura pago o preço por uma ma gestão/planejamento before/race jogando o campeonato fora????

    Obrigado como sempre!!!

    Curtir

  14. raikkonen nao teve culpa alguma,largou muito melhor que os dois,tinha muito espaco e poderia ate ir pra ponta!vettel vem espremendo os dois que nem na belgica 2016!na imagem de frente da pra ver o verstappen indo na direcao do kimi!

    Curtir

  15. Foi um erro de julgamento do Vettel parecido com o que ele teve na Bélgica em 2016 quando fechou demais a curva e jogou o Raikkonen para cima do Verstappen, a má largado do quarto para trás foi a sorte tanto de Hamilton como principalmente do rabudo Ricciardo que se tivesse largado bem estaria no meio do enrosco, Alonso que fez a melhor largada do ano herdou a confusão.

    Curtir

  16. Um detalhe que está passando despercebido, um impacto da roda com a lateral não teria produzido a rodada do Raikkonen, foi o fato do Verstappen antecipar a freada para tentar escapar do sanduíche que fez sua roda prender na roda do Raikkonen produzindo a rodada do finlandês.

    Curtir

  17. Com o Raikkonen falou, a única coisa que poderia fazer diferente seria largar mal, o Verstappen poderia mover o carro em direção ao Vettel, ou intimidaria o Vettel obrigando a recuar ou teria mais chance de sobreviver ao impacto de apenas um carro, o grande movimento errado e desnecessário foi do Vettel que perderia a posição para Raikkonen mas teria condições de se colocar a frente do Verstappen e aí seria só a Ferrari ordenar a troca.

    Curtir

  18. Para Vettel é o título indo embora, para o Verstappen a temporada está perdida, um abandono a mais ou a menos não vai mudar o fato, para o Raikkonen vai criar uma situação de pressão, terá que ser o escudeiro perfeito até o fim do ano para aliviar a situação na equipe.

    Curtir

  19. Ju, foi falado na transmissão da tv japonesa que foi a primeira corrida na história que dois carros da Ferrari não completam a primeira volta.
    Não li isso em nenhum site brasileiro.
    Vc sabe dizer se é verdade realmente?

    Curtir

    1. Tem uma grande diferença. Piquet já tinha um título mundial no bolso., além de ter sido um vitorioso nas categorias abaixo.
      E também porque estava desenvolvendo o motor turbo da BMW.
      Sabe nada, inocente

      Curtir

    2. Comparacao meio estranha. Em comum os dois tem o fato de serem pilotos de F-1 e a Silvia he holandesa, So isso. Max esta tendo uma baita onda de azar, mas ha limites para tudo isso. Se ele estiver toda hora no lugar errado, algo tera que mudar se ele tiver planos para ganhar corridas com consistencia e alguns campeonatos. Cara tem espinha na cara ainda, certamente vao fazer com que ele aprenda rapidinho a comecar a acumular pontos e vitorias.

      Estou arriscando dizer que Sainz sera um belo pontuador, talvez campeao com o carro certo…me parece ser hard working dude e bem espertinho. Longe de ter o talento do HAM, mas bem interessante no conjunto da obra. Veremos.

      Curtir

  20. Revendo vídeos da largada, embora Vettel não tenha largado bem, EM NENHUM MOMENTO Verstappen chega a alinhar sua roda dianteira direita com a traseira esquerda de Vettel (https://www.youtube.com/watch?v=U2T1_VrTcoo). A largada de Vettel se parece muito com a de Fernando Alonso na mesma Singapura em 2010, quando movimentou-se para cima do próprio Vettel (https://www.youtube.com/watch?v=MmVyfTUCbNU), isto é, é algo extremamente corriqueiro. Assim, não vejo nada de errado na largada do alemão, a não ser o fato de ele mesmo ter tracionado mal. Talvez Kimi evitasse o choque se tivesse se movimentado mais para a esquerda – percebam no vídeo acima que ainda havia um bom espaço à sua esquerda -, mas evidentemente não dá para culpá-lo por isso.

    Muitos culpam Vettel pelo acidente, mas, na minha opinião, sem razão alguma. Acho que é mais por atribuir a responsabilidade do acidente nas costas de quem mais tinha a perder. E é evidente que opiniões nesse sentido como a de Niki Lauda não devem ser levadas a sério.

    Enfim, nada de culpados e vida que segue!

    Curtir

  21. Li todo o texto. Excelente análise Ju. Com relação aos comentários eu li todos. Tem gente que culpa o Verstappen, tem gente que defende que foi um incidente de corrida, e eu vou com a galera do incidente de corrida.

    Um baita de um acidente de corrida. Vettel largou bem. Se ele tivesse largado mal teria caido pra 5º 6º colocado. O detalhe dele, é que o Verstappen pula melhor que ele, e o Raikkonen também. Destaque para os 3 que largaram melhor, pelo menos dos 10 primeiros que foram Hamilton, Raikkonem e Alonso, sendo que Alonso e Hamilton, por largarem em 5° e 7° (Lado limpo da pista) escolhem o lado de fora e já deixam seus oponentes pra trás na hora. No pulo da largada Hamilton já estava ao lado de Riccardo dividindo a freada. Alonso veio logo atrás, só que ele foi atropelado pelo furacão Verstappen – Raikkonen.
    A boa largada de Verstappen fez com que Vettel tentasse fechar a porta, só que o Raikkonem veio muito mais rápido que os 2, e ai veio a lambança. Pra mim, incidente sem culpados, mas, que com certeza custou muito, mas muito caro pra Ferrari, porque a pressão de vencer era dela, e não da mercedes, essa segunda que fez seu dever de casa em todas as pistas que eram favoritas: Silverstone, Canadá, Bélgica e Itália. Um time de futebol que quer ser campeão não pode perder dentro de seus domínios, e com esse conceito que a mercedes joga o campeonato. A ferrari “deu mole pra o adversário chegar” mesmo que, nesse caso, a culpa não tenha dono.

    Curtir

  22. Esperavam uma melhora da Honda e Vandoorne foi 7o, com 4 abandonos à sua frente…
    A mclaren sem Alonso some, daria pra ter sido 3o fácil com o espanhol.
    Vettel não tem cabeça pra ser piloto ferrari, perdeu totalmente o juízo, merecia até punição.
    Baku e Singapura pode colocar na conta do alemão, 36 pontos no mínimo que deixaram de fazer.
    Não gosto da dupla atual da Ferrari, 2014 mostrou ser uma dupla de segundos pilotos.

    Curtir

  23. Na hora da largada realmente não da pra pensar mesmo em tudo, o cara vai no instinto de piloto… um enfia o carro onde dá, outro fecha como pode e por ai vai. Acho que ninguém tem culpa mesmo, agora se antes mesmo da largada, ainda no box o Vettel tivesse pensado… (é o Verstappen que esta no meu lado, se eu largar mau é melhor eu não apertar tanto), hoje ele seria líder do campeonato.
    Na minha opinião era exatamente assim que ele deveria ter pensado, pois ele não precisa vencer mais nenhum piloto da pista que não seja Hamilton, assim como o Hamilton também só tem que marcar o Vettel. Simples assim!!
    Acredito que o Vettel esteja matutando isso agora na sua cabeça!!!
    O Campeonato esta muito equilibrado, e não acho que acabou.

    Curtir

  24. Jú, pergunta pra você e o Ico no Credencial, vocês acham que os chatos de plantão irão reclamar que não deveria ser dada a largada com chuva por causa de segurança e tal e isso poderia evitar o acidente?
    A outra questão é em relação a primeira, largar na chuva foi uma resposta a quem criticou o conservadorismo no treino do GP da Itália.
    PS: Domingo estava voltando de viagem e vim ouvindo vocês pela rádio, estão de parabéns, desde os bastidores até a polêmica do Vegano.

    Curtir

  25. Pra mim o campeonato ainda não acabou, como andam dizendo alguns por ai. Desde a mudança da pontuação no campeonato de 2009 para 2010, quando a vitória pulou de 10 para 25 pts, o segunto de 8 para 17 e assim sucessivamente, e aumentando a zona de pontuação do 8° para o 10° lugar no grid as diferenças de pontuação estão mais elásticas, porém menos confortáveis. Basta lembrar os fatos:
    Hamilton começou o campeonato de 2014 25 pontos atrás de Rosberg. Venceu 4 corridas, houve o tumulto em mônaco com Rosberg, onde ele interpretou que o Rosberg errou de propósito para atrapalha-lo pois Rosberg sabia que ele vinha mais rápido e faria a pole. Depois ele teve uma quebra na corrida seguinte (Canadá), ficou a mais de 30 pontos atrás do Alemão com essa brincadeira, e chegou no fim do campeonato parelho com ele.
    Em 2016 foi a mesma coisa. Quando chegou na Malásia do ano passado, com a vitória que se encaminhava, ele assumiria a liderança do campeonato, se o motor não tivesse quebrado.
    Em 2009 Rubens Barrichello diminuiu uma diferença de 35 para 14 pontos, em outra era de pontos. Não foi o suficiente para ser campeão, mas era notória a sua subida no campeonato.
    Este ano Hamilton já tirou uma diferença absurda para o Vettel, que foi invertida antes do acidente em Cingapura.
    O jogo pode virar facilmente pra qualquer lado. Vettel joga com essa ideia pra não desistir, e Hamilton joga com essa ideia para não se acomodar. Por isso o campeonato dos 2 é tão aguerrido. Vettel ainda tem um agravante:
    Vatleri Bottas está muito próximo dele no campeonato, graças a situação da última corrida, além de ser um piloto mais consistente e rápido que Raikkonen. Tudo o que Vettel queria que Raikkonen fizesse, Bottas faz andando forte e conseguindo muitos pontos. Com certeza a Mercedes agora dará mais força para Bottas tentar andar mais forte e “roubar” os pontos de Vettel.

    Curtir

    1. Gustavo, o campeonato não acabou, mas é muito, mas muito difícil, não pela matemática, mas sim pelo desempenho, a Mercedes voltou muito forte das férias, confirmou favoritismo onde era favorita e a Ferrari não fez o mesmo. Nas situações que você citou acima, eram pilotos com o mesmo equipamento, 2009, 2014 e 2016, esse ano o Hamilton tirou a diferença pois a Mercedes é melhor que a Ferrari em 70% ou 80% dos circuitos, por isso eles sentiram o golpe, pois em Cingapura era pra fazer 1 e 2 e talvez o Hamilton tentasse o pódio no máximo. Pra agravar mais ainda a situação do Vettel ele ainda tem que fazer a troca dos componentes da PU e perder posição no grid, ou seja, é mais uma dificuldade pra ele, além da que vc citou que o Raikkonen não faz o trabalho do Bottas. Abraço

      Curtir

      1. Olhando por essa perspectiva, você tem razão. Porém, eu ainda não jogaria a toalha porque campeonato você sabe como é. Você citou 2 ingredientes da mistura que eu não havia calculado:
        O desempenho da mercedes é bem mais parelho com o da Ferrari do que no início da temporada, principalmente antes da Espanha, mas, o que mais vai fazer diferença no fim vai ser a situação dos equipamentos. A Ferrari está pendurada a muito tempo com relação a PU, e os melhores locais pra ela efetuar essa troca (Bélgica e Itália) ela não o fez. Daqui em diante, ela terá uma disputa muito acirrada com a mercedes, então qualquer lugar em que ela efetuar essa troca será ruim. O que será que eles pensam a respeito ?
        México ? o desgaste das peças lá é extremamente alto devido a altitude e as grandes retas do circuito. Vai ser uma coisa interessante …

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s