Os acidentes de 2017

Não foi um ano de acidentes sérios, mas a temporada de 2017 teve algumas barbeiragens. E outras colisões pelo menos estranhas. Entre os protagonistas, não há muitas surpresas: Lance Stroll começou o ano causando prejuízos para a Williams, e Kevin Magnussen se envolveu em vários toques ao longo do campeonato.

Outro que aparece com certa frequência é Carlos Sainz, piloto rápido mas ainda inconstante. E o quase magnetismo da dupla da Force India.

A batida mais feia do ano, contudo, foi causada por um campeão do mundo em sua despedida: Jenson Button tentou uma manobra bastante otimista em Pascal Werhlein no GP de Mônaco. Mas o acidente mais marcante do ano seria meses depois, “naquela” largada de Cingapura.

Quem foi o barbeiro do ano para vocês?

9 comentários sobre “Os acidentes de 2017

  1. Pra mim o pior de todos é o Palmer, que esta empatado técnicamente com o Kvyat … puts, os dois são muito barbeiros. Nem pra dirigir na rua eles não ficariam sem fechar e bater em alguém … hahahahahaha

    Curtir

  2. Fácil! O barbeiro do ano foi Vettel!

    1 – bateu propositadamente em Baku… road rage!
    2 – bateu após a corrida terminar… Stroll não foi 100% isento, mas você só bate depois da corrida acabar se correr riscos *desnecessários*
    3 – A cereja do bolo, a batida na largada de Cingapura. Excesso de agressividade em uma corrida que “já estava no saco”, as conseqüências p/ o campeonato, e a “plasticidade” de toda colisão e número de pilotos afetados.

    Se fosse um piloto inexperiente, poderíamos dar o benefício da dúvida…. mas p/ um tetra-campeão mundial… não. Foi o barbeiro do ano e isso pode ter custado o campeonato. Certamente minou suas chances de conter Hamilton!

    Curtido por 1 pessoa

  3. ” O quase magnetismo da dupla da Force India”, sensacional!
    Dá para dar eleger algumas categorias.
    Barbeiros: Magnussem e Kvyat.
    O Sainz conviveu muito com o Kvyat, por isso merece um desconto.
    Braço duro: Palmer, Stroll e Ericsson.
    Acidente mais sensacional: Cingapura.
    Até o Hamilton errou no Brasil.

    Curtir

  4. Foram tantas barbeiragens, mesmo que pequenas, que fica complicado escolher um.
    Stroll e Kvyat merecem o prêmio pela constância e quantidade.
    Vettel pela qualidade (que batida em Cingapura!)
    A dupla da Force India merece pela rivalidade, jogou muita graça no campeonato a disputa entre os dois.
    E o Button merece pelo conjunto da obra, se irritou, e resolveu passar na marra aonde não havia espaço.
    Complicado escolher, mas vou de Button!
    Grande abraço a todos!

    Curtir

  5. Difícil escolher o barbeiro do ano…
    Jenson Button; (bateu em 100% das provas disputadas – e daí que este resultado não possui representatividade estatística) 🙂
    Romain Grojean e Esteban Ocon pela “cagada sincronizada”;
    A dupla da Force India pelo “magnetismo”, quase coisa do destino”;
    Lance Stroll;
    Jolyon Palmer;
    Danill Kvyat…

    Um grande abraço do fundo do meu coração vermelho de outubro de 1917,
    Atenágoras Souza Silva.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.