Quem é quem em 2018: Force India

O que fez em 2017: Mais uma vez, maximizou seu orçamento como ninguém.

O que muda para 2018: Ocon tem tudo para ganhar espaço. E competição deve endurecer

Meta: Seguir no top 4

Quando a chefia da Force India apontou no início do ano passado que seu objetivo era ficar no top 4 na temporada, muita gente duvidou. Mas com uma dupla de pilotos forte e uma confiabilidade mais incrível ainda, o time chegou lá com sobras. Isso, mesmo vendo seu dono envolto em muitos problemas judiciais – e financeiramente sobrevivendo a tudo isso. Mas e agora que a McLaren tem um motor novo e a Renault vem em franca ascensão?

Para completar o ano de dúvidas, aquele que pode ser o grande trunfo do time também pode se tornar a fonte de problemas: Esteban Ocon mostrou suas garras logo em sua temporada de estreia – em todos os sentidos. Ficou a 13 pontos de Sergio Perez, muito em função de sua inteligência nas corridas em um ano em que cada um teve um abandono. E não deixou barato em todas as vezes nas quais o mexicano, que tem muito apoio interno devido a seus patrocinadores, quis demarcar terreno.

A tendência natural é que Ocon ganhe confiança – ainda mais se Valtteri Bottas não corresponder em sua segunda temporada na Mercedes, possivelmente abrindo uma vaga na qual o francês está de olho. E que Perez não fique calado.

Enquanto a posição da Force India em relação às rivais tem muito a ver com a evolução do motor Renault e ainda seja uma incógnita, a certeza é que o duelo interno promete para 2018.

5 comentários sobre “Quem é quem em 2018: Force India

  1. Ainda acho que ficam em quarto no geral, espero que o motor Renault me surpreenda.
    É o ano para o Ocon se impor sobre o Perez e mostrar que realmente merece a vaga do Bottas.

    Curtir

  2. Não acho o Ocon tão melhor que o Bottas para ameaçar a paz que o filandes trouxe para a Mercedes, nem sei se é melhor, prefiro dar tempo para avaliar, mas os dois tem a mesma característica, são pilotos pontuadores.

    Curtir

  3. Devem ficar na mesma, em quarto, dificilmente a McLaren irá ameaçar a Force India. Os ingleses ainda tem muito trabalho pela frente, chegar no top-5 é possível para eles, mas duvido que se coloquem no top-4.
    Quem pode realmente tirar os carros rosas do top-4 é a Renault, a evolução dos carros amarelos foi gigantesca e esses sim podem ser uma séria ameaça à Force India.
    Torço para que a equipe se mantenha no top-4 e que com sorte belisque algum pódio, o trabalho que esses caras fazem é incrível.
    Oi Eduardo,
    Embora não pareça, Ocon é melhor do que Bottas, em teoria, devido ao fator idade.
    Bottas já tem os seus 25 ou 26 anos, Ocon está com os seus 20 ou 21 (não lembro ao certo a idade dos dois). Então Esteban tem, em teoria, maior tempo para evoluir como piloto em relação ao Valtteri.
    Quando se raciocina por esse ponto de vista, ele é sim melhor que Bottas.
    Grande abraço a todos!

    Curtir

    1. Na minha opinião, o briga pelo quarto lugar vai ser a coisa mais interessante para acompanhar neste campeonato!
      Se o campeão não for o Kimi (é pedir demais, eu sei), nem me interessa quem vai ser.

      Um grande abraço do fundo do meu coração vermelho de outubro de 1917,
      Atenágoras Souza Silva.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s