Drops do GP da China e a tiete

Eu e “ele”

Não tem quem não goste de Daniel Ricciardo. E, quando ele faz uma corridaça como na China, não poderia ser diferente: o australiano foi aplaudido pelos jornalistas quando entrou na zona de entrevistas, ainda segurando seu troféu, visivelmente emocionado. E sem uma das botas.

 

Alguns minutos antes, outra cena que também contou parte da história da corrida: logo depois dos dois saírem do carro, Max Verstappen correu até Sebastian Vettel, o pegou pelo braço e fez questão de pedir desculpas. Que foram aceitas. Nas respostas, Max, que geralmente fica agressivo quando erra, desta vez estava calmo e demonstrou entender que não está fazendo nenhum bem a si mesmo.

 

O sucesso do próprio companheiro, que largou atrás dele e estava na mesma estratégia, gera um golpe duplo para ele. E o holandês ainda teve que testemunhar a alegria de Ricciardo no lounge do aeroporto e no voo de volta. Cercado pelo pessoal da F1 e com duas garrafas de vinho na mão, Daniel pediu licença: “Preciso muito comemorar essa.”

Com um final de semana correndo no Bahrein e, logo em seguida, em Xangai, a única certeza da viagem era que você encontraria alguém da F1 no aeroporto. Tem quem encare isso numa boa, tem que parece ter pavor desses encontros, como Lewis Hamilton. Vestido com uma chamativa calça amarela, capuz e boné, não exatamente a melhor roupa para passar despercebido, ele saiu correndo quando percebeu as primeiras pessoas conhecidas chegando para esperar a mala. O serviço teve que ficar com sua assistente, Angela.

 

O inglês estava no meu voo, daqueles que claramente preferem a China ao Bahrein: saindo 2h30 da segunda de Manama e chegando à noite em Xangai. Sinceramente não sei qual o apelo extra que o deserto pode ter em comparação a uma cidade tão vibrante, mas muita gente prefere ir à China o mais tarde possível.

 

Não que a China seja o melhor lugar do mundo. É interessante na mesma medida em que é cansativo, pois vários pequenos obstáculos vão aparecendo no dia a dia, muitas vezes causados pelo idioma. Na quarta-feira tive uma surpresa bem desagradável: depois de passar dois dias em Xangai, me mudaria para um hotel mais próximo do circuito, em Jiading. Mas quando cheguei tinham cancelado minha reserva e vendido meu quarto. Nem é preciso dizer o quão difícil é encontrar um hotel razoavelmente barato para um final de semana de corrida em cima da hora.

 

Quem estava se divertindo na China era Pierre Gasly, pegando carona no grande resultado do Bahrein. O francês arrancou gargalhadas dos jornalistas quando disse que a mensagem no rádio de “agora podemos lutar”, imitando Alonso, tinha sido apenas uma “yoke”. O que isso significa? Bom, é como o próprio Alonso pronuncia a palavra brincadeira em inglês.

 

Falando em McLaren, os jornalistas também não puderam evitar os risos, ainda que contidos, quando Eric Boullier disse que o time estava bem, era só o carro “ganhar velocidade nas retas e nas curvas”. Oi?

 

O fim de semana também teve uma tentativa de aumentar a popularidade da F-1 na China, com o segundo F1 Live realizado. Ao contrário do megaespetáculo de Londres em julho do ano passado, esse evento não foi comandado pela Liberty Media por questões burocráticas chinesas. Foi um evento da patrocinadora, Heineken, algo facilitado pelo fato da empresa já ter operação na China.

 

Até por isso foi mais um evento de música do que propriamente de F-1, e tenho minhas dúvidas se realmente agregou algo à categoria, com a demonstração de carros que eram qualquer coisa a não ser um F-1 de verdade, estacionados em um canto na rua no centro de Xangai. A intenção da Liberty era fazer algo mais grandioso e isso deve ser tentado no próximo ano. Mas, como o mundo da F-1 já aprendeu em 15 anos de China, nada é tão fácil quanto parece por lá.

Pelo menos eu lucrei com o esforço dos patrocinadores, que devem ter pago um cachê de cerca de 500 mil dólares para ter o DJ Armin van Buuren em Xangai por três dias. Quem ouviu a transmissão da Band já sabe o tanto que sou fã dele e é muito legal quando alguém que você admira te trata muito bem. Fiquei pensando, fora do esporte, que figura que poderia aparecer em um GP do mesmo nível do Armin para mim. Só os irmãos Gallagher. Mas aí o tratamento certamente já seria outro 😉

17 comentários sobre “Drops do GP da China e a tiete

  1. Bom dia Ju,
    Me diz uma coisa… vc já teve oportunidade de trocar ideia com o Kimi?
    Ele é do tipo azedo, mal-humorado, ou é só o jeitão dele mesmo que é assim meio “foda-se o mundo”? hahahaha
    Fico imaginando como seria um bate papo com ele falando de outras coisas, sem ser F1.
    Grande abraço e ótimo trabalho, como sempre!

    Curtir

  2. Ju, essa vitória aumenta o poder de barganha do Riccardo junto a um novo contrato com a Red Bull? Como a Ferrari pode atrai-lo para ser companheiro de Vettel, quando o atual companheiro se presta a um papel quase vergonhoso de segundo piloto?

    Curtir

  3. Vejo o Verstappen agressivo quando é atacado, não é de deixar provocações sem resposta mas mesmo isso ele está maneirando , chama a atenção a mudança de postura no Vettel, desde que ele foi para a Ferrari vem tendo momentos de fúria como em Bakur e esses desequilíbrios pessou contra ele na disputa com Hamilton, ele viu que precisa encarar esses enroscos de corrida com mais serenidade.

    Curtir

  4. Tem o outro lado, quando Verstappen não erra o Ricciardo vem tendo cada vez menos oportunidades de bater Verstappen, qual a última vez que Ricciardo levou a melhor sem que nenhum dos dois tivesse problemas?

    Curtir

  5. Como amante de idiomas e culturas, nada me agrade mais do que ler sobre os tipos de aventuras que esses temas proporcionam dentro do ambiente de um esporte que gosto tanto.

    Curtir

  6. Uma semana apos comentar que se fosse ele e nao o Bottas, o Ricciardo teria tentado ultrapassar o Seb no Bahrein. Um monte de gente pode ter pensado que o cara estava somente fazendo guerrinha psicologica ou querendo aparecer em cima do Bottas. E la foi ele na China fazer exatamente o que falou que faria.

    Esse Ricciardo pode nao ser um Alonso ou um Hamilton (quando esta afim), mas sabe muito e nao enche a paciencia com politicagem. Queria ele na minha equipe.

    Curtir

  7. Gostaria muito de ver o Ricciardo em condições de disputar um título, seria muito bom ver o que ele pode fazer em condições de igual para igual com Hamilton e Vettel.
    Verstapinho foi pedir desculpas porquê se lembrou que ele próprio conseguiu a vaga na RedBull logo depois do Sebastião Vettel ir reclamar do Daniil “foguete” Kvyat para o Cristian “Bambambam” Honer.
    Ri tão alto da declaração do Eric Boulier que devo ter acordado os vizinhos, quase dois minutos rindo aqui.
    Sempre é muito legal encontrar um ídolo que se admira, muito legal você ter conseguido e ter sido bem tratada Julianne.
    Grande abraço a todos do blog!

    Curtir

  8. Ju, li uma matéria bem interessante no motorsport: https://it.motorsport.com/f1/news/mercedes-sulla-w09-dove-e-sparita-la-potenza-in-piu-del-motore-1027275/

    Pelo que eu entendi, a Mercedes parece ter percebido que seu motor não duraria os sete GPs necessários se mantivesse o nível de performance visto na Austrália, com riscos de superaquecimento.

    Outra razão tem a ver com o combustível: com a limitação de uso de óleo na gasolina para este ano, parece que a Petronas foi mais prudente na formulação da gasolina, mas não sei por qual razão.

    No mais, o velho problema com os pneus: no frio, não conseguem aquecê-los; no calor, superaquecem-nos. A janela de funcionamento para eles é bem mais estreita do que para os demais.

    Você tem alguma informação a mais para nos presentear? Vai ser interessante acompanhar como a Mercedes lidará com tantos imprevistos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s