Drops do GP da Alemanha e a silly season a todo vapor

“Estamos esperando Toto dar o primeiro passo e daí as coisas vão se movimentar. A Alemanha é um bom lugar para fazer isso não?”, dizia Christian Horner há algumas semanas, ao lado do chefe da Mercedes. Como todos esperavam que a equipe alemã apenas confirmasse as renovações de Hamilton e Bottas, era difícil imaginar que isso impactaria seriamente o mercado. Mas o fato é que ele entrou em ebulição em Hockenheim.

 

O quadro é basicamente esse: só cinco pilotos têm contrato para 2019 no momento e, ainda que a estabilidade marque os grandes, há grande movimentação no restante do grid.

 

O nome de Charles Leclerc cada vez mais ligado à Ferrari e o discurso de Kimi tem me lembrado muito o de Felipe Massa quando o brasileiro já sabia que era praticamente carta fora do baralho (“Eu deixei claro o que eu queria e está nas mãos deles, quero uma resposta não só para mim, como também para minha família”). Vettel parece querer mantê-lo, diz para a Scuderia não ter pressa com Charles, mas há muita gente dentro da equipe que discorda disso.

 

Um deles era o presidente, Sergio Marchionne. Já na manhã de sábado circulava a notícia de que sua saída prematura por questões de saúde seria anunciada em breve e procurei saber se isso afetava negativamente a ida de Leclerc à Ferrari. Ouvi que sim e que não. De qualquer forma, é uma alívio para o time, que tinha alguém com poder mas sem conhecimento de automobilismo exercendo enorme pressão.

 

Mas e se Kimi não renova com a Ferrari, é o fim de sua carreira? O chefe da Sauber, Fred Vasseur, surpreendeu o paddock quando colocou Kimi Raikkonen em sua lista para 2019. A situação parece ser a seguinte: se o finlandês aceitar ganhar o mesmo que agora, pode mesmo ir para o time, com dinheiro indiretamente da própria Ferrari via Alfa Romeo, o que faz sentido porque toda a ideia por trás da parceria é tornar a Sauber efetivamente o time da Alfa e um grande nome seria ótimo para tanto.

 

Outra história que circulou em Hockenheim é de que Ocon estaria voltando à família Renault. Ele me parece impaciente e sentindo-se pronto para uma equipe grande, já virou a casaca em uma oportunidade e iria para o time que mais cresce no momento, ainda que precise de anos ainda para lutar por vitórias. E seria essa mudança que chacoalharia todo o mercado.

 

No momento são tantos nomes ligados a tantas equipes que tem gente apontando para tudo quanto é lado para, eventualmente, acertar um ou outro. Para a Mercedes, se Ocon deixar o programa não é um grande problema, pois Russell parece pronto – bem mais que Norris.

 

Na Red Bull, a situação é mais complicada, porque Sainz fica livre no mercado dia 15 de setembro, já que não haverá lugar no time principal – e isso era a única mudança que eles podiam fazer dentro do contrato atual. Eles até tentaram oferecer outro contrato, para voltar à Toro Rosso, mas o espanhol não quis. Alonso estaria tentando mexer seus pauzinhos pelo compatriota, mas a família Sainz não tem certeza de que esse seria o caminho.

 

Depois de tentar convencer a Williams a se tornar uma espécie de Haas, Laurence Stroll agora tenta colocar seu filho na Force India, ainda que não exatamente comprando a equipe. Lá, como já explicado anteriormente, Perez tenta sair, provavelmente para o lugar de Grosjean na Haas.

 

Basicamente, os pilotos mais seguros do quarto time para trás são Magnussen e Gasly. Entre os demais, o futuro de um depende da decisão a respeito do outro. E quem parece sobrar são Hartley, Grosjean e possivelmente Vandoorne. A fase do belga está tão ruim que até a mala ele perdeu na chegada no aeroporto de Frankfurt.

 

Lendo essas linhas, parece que vamos ter uma completa revolução. Mas também não dá para menosprezar o valor da continuidade na F-1.

 

Na verdade, o mais interessante para mim é ver todos os contratos se encerrando em 2020. Mas esse é assunto para outro drops.

19 comentários sobre “Drops do GP da Alemanha e a silly season a todo vapor

  1. Julianne, bom dia. A compra da Force India pela familia Stroll ja foi noticiada ontem… inclusive com a possibilidade de transferencia ainda em 2018 do Lance para o time rosa. Se for confirmada, como isso altera o cenário?

    Curtir

  2. Ju, Kimi aceitaria ir para uma equipe que não permitiria que ele sequer lutasse por pódio? Ele sempre disse que só fica na F1 enquanto tiver um carro competitivo.

    Curtir

  3. Ju, que dança de cadeira é essa hahahahahahaha. Isso me deu uma dúvida:

    Eu imaginei que o LecLerc fosse para a Haas ano que vem no lugar do Grosjean, e que outro piloto assumisse a Sauber. Acho que o Ericsson também não dura muito lá não. Com isso, o Raikkonem ganharia uma “sobrevida” na Ferrari.

    Já a force India tá mal das pernas e o Ocon já tá querendo sair fora, já que o Bottas não sai da Renault. A minha confusão é a seguinte: Nessa brincadeira tem 4 pilotos bons, esperando vaga nas equipes grandes. Gasly, Sainz, Ocon e Lec Lerc, e tem mais 2 velhos de casa que estão “passando do ponto”, que são Perez e Hulkenberg.

    Qual desses realmente conseguirá chegar lá no topo ?

    porque pelo que parece, pelo menos até 2021 nada muda nas 3 principais, e até lá tem gente ai que vai morrer na praia, com certeza.

    Curtir

  4. Kimi deveria, por respeito a sua carreira passada, parar ao invés de ir para Sauber. Se fizer isso seria só pelo dinheiro, o q ele já vem fazendo, mas ai seria muita humilhação. Ele já ganhou muito dinheiro e não precisa passar por isso. Alonso tá quase na mesma, infelizmente.

    Curtir

    1. Concordo, se Raikkonen fosse para a McLaren no lugar de Alonso, seria uma equipe grande, mesmo em má fase, ir para a Sauber é fim de feira, sem contar o risco de tomar tempo de algum moleque atrevido.

      Curtir

  5. Tem coisa errada por trás dessa má fase do Vandoorne, ele até que começou o ano andando próximo do Alonso é de repente isso, desaprendeu a pilotar, duvido, a McLaren só preocupado com Alonso, para o espanhol com seu talento salvar a equipe e praticamente abandonou o belga, parece mais provável.

    Curtir

  6. Se o pai do Stroll passar a investir na Force India, qual o fim da Willians?
    Teremos 18 carros no grid?
    Não entendo o que um Kimi decadente vai fazer na Sauber, talvez andar atrás do Ericson, devem existir talentos muito mais baratos e ávidos de uma oportunidade na F1.
    Vettel, ótimo piloto, porém um tetra campeão exagerado, fruto da sorte de estar no time certo na hora certa, torço demais para ver Leclair na Ferrari, colocar o alemão no bolso.
    Fiquei admirado com a renovação de Bottas na Mercedes, tendo Ricciardo em fim de contrato e certamente louco para se livrar do Versttapen, e sentar nos poderosos carros prateados.
    Sains, outro que não vai dar em nada, superado pelo Hulkemberg, que por sua vez, está prestes a entregar o boné.

    Curtir

  7. Será que o Ocon está com receio de acontecer o mesmo que aconteceu com o Wehlain, ser abandono pela Mercedes por um piloto mais novo ( Russell), se for, está certo.

    Curtir

  8. A silly season começou mesmo: já li até no Instagram (de alguns canais espanhóis) que Fernando Alonso estaria aproveitando-se da saída de Marchionne da Ferrari para negociar um novo retorno à equipe, para assim tentar o sonhado terceiro título mundial. Poderia até aproveitar o momento pós-Hockenheim para argumentar que “vocês terão um piloto confiável e só eu posso derrotar Lewis.” Engraçado que ele chegaria a uma Ferrari reconstruída em torno de Vettel, assim como fez Schumacher (que só colheu os frutos de seu trabalho em seu 5º ano pela equipe), coisa que Alonso esteve longe de conseguir, embora tenha perdido dois títulos mundiais na última etapa.

    Aliás, semanas atrás, ele mesmo declarou que “a última vez que tive um carro competitivo foi em 2007 na Mclaren.” Foram 5 anos de Ferrari que de nada valeram? E agora quer convencer o novo presidente, Louis Camilleri, a voltar? Só posso acreditar que tudo não passa de uma asneira sem tamanho, quase desespero de espanhóis para vê-lo em um carro competitivo, carro este que Vettel ajudou a construir com seu trabalho.

    Mas falando sério agora, torço por Leclerc na Ferrari. Tudo bem que Vettel queira o melhor ambiente possível, mas a equipe tem que ter os melhores pilotos disponíveis. E Kimi não é mais um deles, embora esteja fazendo até um trabalho interessante. Leclerc traria sangue novo e obrigaria Vettel a elevar ainda mais seu nível. Não acho que seria um novo Ricciardo na vida do alemão: Vettel perdeu em 2014, mas foi de longe seu pior ano na categoria. Acredito que Ricciardo jamais bateria o alemão de hoje. Uma dupla Vettel-Leclerc, sem privilégios entre eles, elevaria ainda mais o nível da equipe.

    Curtir

    1. Ricciardo erra muito menos do que Vettel e já provou desde aquela surra no alemão que é um excelente piloto.Torcedores de Vettel não precisam inventar desculpa para aquela derrota. Ele perdeu para um grande piloto.

      Curtir

      1. Cara, leia com atenção. Em nenhum momento, desmereci Ricciardo. Considero-o um grande piloto. Também não inventei desculpas nenhuma para a derrota do alemão, até porque nem o próprio Vettel fez isso na época, então por que seria eu a fazê-lo? Mas tenho o direito de achar que ele jamais bateria o Vettel de hoje. Sem mais!

        Curtir

  9. Oi Ju, parabéns pelo trabalho e competência.
    Como está o Vettel? Abalado? Precisamos dele para que ainda tenhamos um campeonato. Senão o outro vai deitar e rolar..

    Curtir

  10. Oi Julianne!
    Quais as probabilidades de vermos Alonso na F-Indy? Nesse caso como fica a provável dupla da McLata, digo McLaren?
    Li por aí que a Force India está falindo, tem até o GP da Áustria (se não me engano) para encontrar um comprador, e o papai-Stroll compraria, mas não sozinho para “evitar de estragar a carreira do filho” (como se já não fosse arranhada pelo comportamento do próprio filho-Stroll). LeClerc e Vettel na Ferrari seria incrível de ver, o garoto é bom e abusado, daria um grande trabalho ao alemão e seria bom ver uma dupla Occon-Sainz na Renault, assim como Magnussen-Perez na Haas.
    Meu palpite de pilotos no grid em 2019:
    Ferrari – Vettel/LeClerc
    Mercedes – Hamilton/Bottas (essa é mole!)
    RedBull – Verstappen/Ricciardo
    Toro Rosso – Gasly/???
    McLaren – Russel/Norris
    Wiliams – ???/???
    Sauber – ???/???
    Renault – Sainz/Hulkemberg
    Haas – Perez/Magnussen

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.