As próximas peças do mercado de pilotos

Foto da turma de 2019 já vai ser bem diferente

 

O mês de agosto mal passou da metade e já deu algumas chacoalhadas no mercado de pilotos. Com os dois pilotos que estavam segurando todas as deciões – Ricciardo e Alonso – se posicionando, as mais peças começam a se encaixar. Mas ainda há muitas incertezas. Afinal, só 7 pilotos estão confirmados até agora.

Red Bull e Ferrari encaminhadas

Com a confirmação de Sainz na McLaren, a próxima peça no tabuleiro deve ser Pierre Gasly no lugar de Ricciardo na Red Bull. Em teoria, o espanhol era o substituto natural, mas a relação com Verstappen na época de Toro Rosso não foi das melhores – e nisso ambos concordam. A briga de vaidades chegou até aos pais na época e muito da pressão dos Sainz de fechar o empréstimo para a Renault teve a ver com a necessidade de respirar ares fora do ambiente Red Bull, controlado pelo holandês. O mesmo pensamento, aliás, ajudou na decisão do próprio Ricciardo.

Já na Ferrari houve uma calmaria nos boatos desde a morte de Marchionne. Sabe-se que ele pressiona para Raikkonen ser substituído por Leclerc, mas não era o único que pensava assim. O finlandês, por sua vez, conversou com a McLaren e parece ter ganhado terreno nas últimas semanas. De fato, faz seu melhor campeonato desde que voltou à Scuderia.

Como a McLaren influencia

Primeiramente, a confirmação de Sainz deixa claro o caminho da Red Bull, mas a McLaren também pode influenciar a dupla da Toro Rosso. O time está dificultando a liberação do projetista James Key, e Lando Norris poderia entrar como moeda de troca. No cenário atual, seguem provavelmente com Hartley, que vem ganhando moral com a Honda.

Também não passou despercebida a confirmação apenas de Sainz. A McLaren vem cobrando Vandoorne publicamente e negocia com outros pilotos, como Perez. Unindo experiência e 15 milhões de euros de patrocínio, o mexicano tem algumas opções: pode ainda ir para a Haas ou seguir na Force India.

Como Wolff influencia

Esta última hipótese depende de Toto Wolff e do tipo de acordo que ele firmar com a equipe que agora é gerida por um grupo de investidores capitaneados por Laurence Stroll. Claro que o propósito do negócio é colocar Lance em uma das vagas, mas a outra pode ir para um piloto Mercedes em troca de um desconto ou para alguém que traga dinheiro e “cancele” esse custo.

Mas a Force India, é claro, não é a única cliente Mercedes. Com a perspectiva de um orçamento bem mais enxuto ano que vem sem os Stroll e a Martini, a Williams deve tentar acordo semelhante com Toto. Pelo menos pilotos, os alemães têm: Esteban Ocon e George Russell estão aí para isso. De qualquer forma, pelo menos Sirotkin deve continuar.

O restante das vagas devem ser preenchidas depois destes passos iniciais e há mais perguntas do que respostas: se a Ferrari fechar com Kimi, vai querer Leclerc na Haas ou na Sauber? E o futuro de Vandoorne, muito bem visto justamente pelo chefe da Sauber? E Grosjean, fica ou não? Assim como era preciso esperar Ricciardo e Alonso se movimentarem, muita água deve passar por debaixo da ponte antes que o grid inteiro de 2019 seja definido.

5 comentários sobre “As próximas peças do mercado de pilotos

  1. Muito bom o post sobre o mercado de pilotos Julianne, estava ávido por informações de dentro do Padock, andei lendo algumas notícias em outros sites e fiquei com algumas ponderações.
    01. Há alguma possibilidade de vermos o Sette Câmara na Toro Rosso ano que vem? Pelobque andei lendo da F2 ele não vem fazendo uma temporada de encher os olhos, mas já fez do programa da Red Bull e poderia ter possibilidade de retornar.
    02. Esteban Ocon foi ventilado na McLaren, em caso de pilotar o motor Renault e devido a sua proximidade com a Mercedes, ele poderia levar alguma vantagem para os alemães no desenvolvimento do motor?
    03. Então mesmo uma temporada relativamente ruim, ainda há quem acredite no talento do Vandoorne? Curioso isso já que parece que “encheram demais” a bola, em minha opinião não chegou nem perto do que falavam dele.
    Agora uma observação sobre o programa de desenvolvimento de pilotos da McLaren, já levou dois pilotos ditos talentosos que não correponderam às expectativas, Vandoorne e Magnussen.
    Acertar as duplas de pilotos está bem complicado na atual temporada, poderíamos fazer um bolão no blog.
    Hahaha
    Grande abraço a todos do blog.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.