Vocês perguntam, o paddock responde: a dificuldade de Vettel valoriza performance de Rosberg contra Hamilton?

Hoje tem novidade no blog! Vão ser posts mais curtos, com um propósito bem claro: levar para o paddock alguma questão que é levantada pelos leitores por aqui.

Começo com uma discussão que vi brotar por aqui em algumas oportunidades nos últimos meses: será que a dificuldade que Vettel está enfrentando na disputa com Hamilton não coloca sob perspectiva o trabalho que Nico Rosberg deu ao piloto inglês especialmente no ano de seu título, em 2016?

Naquela temporada, Rosberg conseguiu abrir uma vantagem considerável até o GP do Japão, saindo de Suzuka com 33 pontos a mais e quatro provas para o fim. E depois só administrou.

Tanto ele, quanto Hamilton, tiveram um sétimo e um quinto lugares e, enquanto o inglês terminou todas as outras provas no top 3, enquanto Nico teve dois quartos postos. E os dois abandonaram o GP da Espanha, quando se encontraram ainda na primeira volta. Isso nos leva à prova que foi a fiel da balança: a quebra de motor da Malásia.

Olhando o campeonato dessa maneira, é difícil sustentar que Rosberg foi, de fato, melhor que Hamilton naquele ano. Porém, existe um consenso justo de que o alemão não é páreo para o inglês, o que valoriza esse seu campeonato, já que conseguiu uma disputa tão igualada.

Mas o que as derrotas de Vettel frente a Hamilton têm a ver com isso? Foi perguntar justamente ao Lewis o que ele acha dessa teoria. Devo dizer que ele me pediu para repetir a pergunta, como se fosse algo que nunca lhe passou pela cabeça. E fez aquela cara de “no way”! Isso porque, para ele, simplesmente Rosberg e Vettel não estão enfrentando o mesmo Hamilton.

 

“Não entendo esse pensamento. Não estava no meu melhor momento em 2016. Estou no meu melhor momento agora, então definitivamente é difícil lutar contra mim no momento. Com qualquer um, é muito difícil bater um piloto quando ele está em seu melhor momento, e eu definitivamente não estava no meu melhor momento naquele ano. Não dá para estar no topo o tempo todo. E não sei o que mais posso dizer a respeito.”

 

E aí, concordam com Lewis?

Anúncios

25 comentários Adicione o seu

  1. Will disse:

    Muito legal essa perspectiva.

    Curtir

  2. Cesar Franco disse:

    Penso que Rosberg é extremamente bom piloto…e fez oq tinha q fazer em 2016, com muita dedicação. Mas Lewis, está bem longe dele, não fosse aquela quebra…Na minha perspectiva o valor daquele campeonato deve-se ao empenho do Nico. Lutou contra um Hamilton que definitivamente não é o mesmo de hoje…e suou muito e contou com a quebra pra vencer.
    Na minha humilde opinião: Não confere mais valor ao feito do Nico…o valor já está lá…se chama dedicação extrema e uma boa pitada de sorte…abraço e bom trabalho!

    Curtir

  3. Verdade, Vettel está lutando contra um Hamilton bem melhor que aquele de 2016. Nico teve sorte de pode jogar em cima de erros e falhas mecânicas. Por isso se aposentou, sabia que jamais reconquistaria o título sem encontrar situação incrivelmente tão favorável.

    Apesar das vinte e tantas vitórias, Nico foi one hit wonder. Pilotos como ele só ganham quando o mar se parte. Cada década tem um ou dois campeões assim. 2016, 2009, 1996, 1992, 1982, etc…

    Curtir

  4. Bruno disse:

    Concordo, com certeza valoriza ainda mais o Rosberg, e eu ainda acho que o Schumacher, pois falávamos muito da dificuldade dele frente ao Rosberg no seu retorno já com 40… anos fora da F1 a tempos, numa F1 sem testes etc….

    Curtir

  5. Frederico disse:

    Existe outro motivo: Rosberg lutou pilotando uma Mercedes e Vettel com uma Ferrari.

    Curtir

  6. Mateus disse:

    Tá ai a comprovação do que eu já sabia: Julianne Cerasoli é simplesmente a melhor na F1. Fazer uma pergunta que leva alguém a pensar pela primeira vez no assunto, não se vê todo o dia. Ainda mais quando se trata de um dos envolvidos diretos no assunto. E claro, Nico nunca esteve no nível do Lewis, tanto que ao batê-lo, logo se aposentou evitando uma defesa do título, e o Hamilton hoje está melhor do que em 2016.

    Curtido por 2 pessoas

  7. Chrystian disse:

    Considero ele um piloto excelente, veloz e eficiente desde sempre. Não é gênio como Hamilton e Alonso, mas tem condições de dar trabalho para qualquer piloto do grid atual. Coloco ele no mesmo nível da melhor fase do Button.

    Curtir

  8. A quebra na Malásia foi um ponto de virada daquele campeonato a favor de Rosberg.

    Curtir

  9. Vinícius Marques disse:

    Penso que em 2016, Hamilton achou que poderia superar Rosberg a qualquer momento, e assim não se focou totalmente na disputa no início do campeonato, com Rosberg vencendo os 4 primeiros GP’s.
    Após isso teve uma boa arrancada, e realmente teria vencido o campeonato, não fosse a quebra na Malásia.
    Rosberg foi campeão em 2016 e com muitos méritos, mas não teria chances com o Hamilton de 2018.
    Mas a comparação entre Rosberg e Vettel é difícil de ser feita. Vettel é superior, mas não tanto quanto a quantidade de títulos entre os dois sugere ser.

    Curtido por 1 pessoa

  10. Ed disse:

    A situação do Rosberg era infinitamente mais fácil do que a que Vettel enfrenta.
    Pra começar, tinha acesso aos dados do Hamilton para melhorar sua própria performance, e admitiu ter feito uso irrestrito disso.

    O carro era o mesmo, então não tinha disso de “na pista tal, o carro x virá mais forte”.

    E Hamilton não tinha escudeiro em 2016 como tem agora.

    Continuo achando Vettel melhor.

    Hamilton perdeu em 2016 porque largou pessimamente mal em metade das corridas. A corrida já virara limitação de danos logo na primeira volta. Ainda pagou três punições por troca de componente, contra uma de Rosberg, e uma quebra, contra nenhuma de Rosberg.

    Então mesmo esse Hamilton longe do ideal de 2016 ainda era mais do que o suficiente para bater Rosberg caso a confiabilidade do carro fosse a mesma. Toto Wolff disse que a quebra da Malásia foi causada por um anel cujo custo era de alguns centavos. O que definiu aquele título foi meramente esse azar. Ou sorte para o Rosberg de não ser ele a sofrer esse problema.

    Curtido por 1 pessoa

  11. Cleiton disse:

    Bem, acho que, por um lado, o Lewis está certo. Realmente ele não estava em um bom momento e o Rosberg aproveitou essa fragilidade dele e conseguiu levar o caneco; mas por um outro lado, se Rosberg estivesse em uma outra equipe, não ganharia esse campeonato. Se ele estivesse em uma Red Bull, não chegaria tão longe. Acredito que o Rosberg ganhou o campeonato com o carro certo e na hora certa. Se continuasse em 2017 e em 2018, não chegaria nem perto como o Vettel chegou com a Ferrari.
    O Lewis provou que está muito mais ligado do que os outros. O Vettel é um ótimo piloto e tem um ótimo carro, melhor até que a Mercedes em uma boa parte desse ano, mas o Lewis prova que um bom piloto faz ganhar o título mesmo com um carro não tão equivalente…

    Curtido por 1 pessoa

  12. Nato Velloso disse:

    É realmente uma perspectiva interessante que surgiu aqui no Blog, mas ao invés de discordar ou concordar, com o Luís Amilton, colocarei alguns fatos sobre o Sebastião Vettel e Nico (seria diminutivo de Nicolas?) Rosberg:
    Sobre Rosberg:
    Ele sempre soube que em condições iguais não seria páreo para Hamilton.
    Quando a Mercedes modificou as borboletas do câmbio (me falha a memória o quê mudou exatamente, me ajudem universitários!), ele se enfiou no simulador para compreender bem o quê havia mudado. Como resultado largou melhor que Hamilton em 4 ou 5 provas seguidas.
    Quando Hamilton desfocou no campeonato, tratou de abrir a maior margem de pontos possíveis para o companheiro, pois sabia que em condições normais não seria páreo para ele.
    Com a vantagem, administrou até a última prova e Voialà! Temos um campeão mundial.
    Sobre Vettel:
    Desde a época da Red Bull que ele erra sob pressão.
    É páreo para Hamilton em condições normais e sabe disso.
    Por saber que é páreo para Hamilton arece ter relaxado.
    Esse relaxamento parece ter causado pressão em Vettel levando-o a diversos erros na temporada.
    Com isso Hamilton virou a mesa e é virtualmente campeão mundial.
    Conclusão:
    Para vencer Hamilton, Rosberg trabalhou todas as suas fraquezas e fortalezas, Vettel parece ter relaxado e esquecido disso. Perder seguidamente para um piloto dito inferior, abalou a confiança de Hamilton e ajudou Rosberg. Vencer de um piloto dito igual, ou melhor, aumentou a confiança de Hamilton e complicou o lado do Vettel.
    Essa última parte é mais um chute do que um fato em si, mas faz sentido se analisarmos os fatos acima.
    Grande abraço a todos do Blog!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Vettel é páreo para o Hamilton em condições normais?
      Essa CNTP seria quando o Vettel é pole?
      Rosberg fez um excelente trabalho, porém aquele quebra na Malásia, rsrsrs, contribuiu muito.

      Curtir

  13. Thiago Brasil disse:

    Sem dúvidas que valoriza .

    Piltotar não é apenas habilidade, é também saber lidar com seus pontos fortes e fracos e, no esporte de alto nível, a consistência mental é uma habilidade chave.

    Todo mundo sabe que não é nenhum gênio. Mas é diferenciado, muito semelhante ao Button, por exemplo. E que conseguiu o que o Barrichello, piloto de habilidade reconhecida, não conseguiu sequer beirar: vencer um multicampeão.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Aquele campeonato em que Button ganhou, convenhamos que houve uma certa complacência da FIA, né? rsrsrsrs
      Mas, um excelente comentário esse seu

      Curtir

    2. Jefferson disse:

      Thiago, soh uma observação. No contrato do Rubinho tava escrito que ele nao podia ganhar.

      Curtir

    3. Jefferson disse:

      Thiago, soh um detalhe. No contrato do Rubinho estava escrito que ele nap podia ganhar, mesmo tendo condiçoes pra isso.

      Curtir

  14. Claudiney Morais disse:

    Quando LH perdeu é porquê ele estava numa fase ruim? Parece deselegante falar isso.

    Quando a Ferrari tinha vantagem, antes da bagunça pós Marchionne, algumas provas atrás, LH também estava numa fase ruim?

    Curtir

  15. Robson Coimbra disse:

    Hamilton diz que está no melhor momento e tem dois motivos básicos para isso, 1°) – O carro esta refinado, 2°) – O cara esta sem rival a altura na disputa direta. Há atualmente uma excelente safra de pilotos jovens, mas provado mesmo para fazer frente a Hamilton só Max e Alonso, aliás Max eu considero hoje o piloto mais rápido do grid, estou dizendo rápido!

    Curtido por 1 pessoa

  16. Francisco disse:

    Todos sabem que Hamilton ,só perdeu aquele,GP porque houve mutreta, Rosberg nunca foi melhor que Hamilton , isso é fato.

    Curtir

  17. Nato Velloso disse:

    Olá Richard!
    Por condições normais entenda quando a Ferrari não envia seus dois pilotos ao FP3 após esse ter terminado, quando a Ferrari, inexplicavelmente, dá o vácuo ao seu piloto que não está disputando nada, quando a Ferrari não destrói a estratégia de seus dois pilotos, quando a Mercedes, muito acertadamente, não utiliza seu piloto que não está disputando nada para segurar o ritmo de Vettel.
    Isso são condições normais.
    Olá Robson!
    Sim Max Verstappen com toda certeza é um piloto rápido, mas duvido um pouco de suas capacidades como piloto devido aos seus erros seguidos em Monaco, é consenso geral que Monaco é um circuito de qualidade de piloto, e em minha opinião, seus erros seguidos lá colocam sua qualidade em cheque.
    Uma observação sobre seu comentário, Alonso é piloto da velha guarda e não da nova safra.
    Grande abraço a todos do Blog!

    Curtido por 1 pessoa

  18. Alexsander disse:

    O próprio Hamilton já respondeu!

    Quando um piloto, que seja fora da media, claro, está no seu melhor momento muito dificilmente esse será batido. E é por isso que o Hamilton vai ser campeão esse ano. O que não deve se dizer que vai acontecer o mesmo ano que vem caso a Ferrari tenha um carro páreo durante toda a temporada com o Vettel no seu melhor momento.

    Abraço

    Curtir

  19. Alexandre disse:

    Concordo com a resposta do Hamilton. Ele nunca viu o Nico como um rival a altura. Já com o Vettel, percebeu que teria que estar na melhor forma para vencer.
    Vejo o Hamilton em seu melhor momento da carreira. E ainda na fase que tudo dá certo. Agora está num momento psicológico que o torna imbatível. Talvez tenha faltado Vettel e a Ferrari terem minimizado os erros e não perderem pontos bobos.
    Agora resta a Ferrari fazer um carro melhor para o próximo ano e ter alguém que coloque ordem na casa.

    Curtir

  20. José Antônio disse:

    Eu acho que não tem comparação,teria que ambos estivessem dirigindo o mesmo carro,aí saberíamos quem dos alemães é mais competente!

    Curtir

  21. Jim Clark disse:

    Muitos esquecem, mas Rosberg tem 29 poles vs Hamilton no total do duelo interno entre eles. Nunca um rival do Lewis o venceu tantas vezes no seu maior triunfo, volta de classificação! Em 2015 Rosberg tbm teve 4 falhas cruciais q ajudaram o Hamilton, em Spa Lewis deu xilique internamente e fez pressao pra Rosberg ser punido internamente por um erro q cometeu! Eai DE FORMA INACREDITÁVEL ROSBERG FEZ UM ERRO GROSSO EM MONZA E LEWIS O PASSOU E gamhou a corrida assumindo a liderança! Em 2016 Rosberg mereceu ganhar 6 corridas de Hamilton…E dps jogou com os numeros! Vettel nunca fez nem A METADE DE POLES Q ROSBERG CONSEGUIU CONTRA HAMILTON! O uniko q enfrentava e VENCIA NO BRAÇO ERA FELIPE MASSA! EM 2007/08 SO CONFIRMA ISSO!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.