Rapidinhas do GP da Inglaterra

Há duas semanas, na Áustria, estávamos nos perguntando se a Ferrari errou ou acertou ao colocar seus dois pilotos no pneu macio. Agora na Inglaterra, a questão segue a mesma, mas com algumas diferenças importantes: o tipo de limitação dos pneus é diferente e são as Mercedes que fecharam a primeira fila.

Explicando o primeiro ponto: os pneus sofreram muito na sexta-feira por conta de desgaste, e não degradação. Isso significa aquelas linhas mais escuras que vão se formando nas laterais e que fazem o pneu acabar de uma hora para a outra, simplesmente porque não há mais borracha.

Quem sofreu mais com isso foi a Ferrari, mas o time acredita que as mudanças feitas no acerto do carro atenuaram significativamente a situação, ainda que os pilotos ainda estejam reclamando da falta de confiança na dianteira do carro, algo que não é novidade para eles.

Tanto, que eles escolheram novamente colocar Leclerc e Vettel no pneu macio para o primeiro stint, ao contrário das duas Mercedes e das duas Red Bull. Em Silverstone, contudo, Leclerc não tem a vantagem de largar na pole e, para usar a vantagem do pneu macio, terá que passar os dois carros prateados logo de cara.

Ele terá mais aderência e tem muito mais velocidade de reta, então é uma possibilidade que certamente os estrategistas da Mercedes terão em mente.

Os carros prateados nem de longe estão sofrendo os mesmos problemas de duas semanas atrás, mas não poderão usar toda sua vantagem no ritmo de corrida justamente pelo desgaste do pneu. Afinal, para fazer apenas uma parada, será necessário administrar muito o ritmo.

Então podemos ter um cenário em que Leclerc ficaria próximo demais da turbulência das Mercedes para conseguir administrar seu pneu, jogando a estratégia da Ferrari no lixo. Ou então uma outra possibilidade, da Red Bull arriscar antecipar a parada de Max Verstappen ou mesmo colocá-lo em uma estratégia de duas paradas, para ele forçar o ritmo, chamar Leclerc para o box e mudar a dinâmica da prova.

Mas não acredito em uma nova Áustria porque, desta vez, sem o calor de duas semanas atrás, a Mercedes terá ritmo para responder caso alguma ameaça aparecer.

Mais atrás, teremos uma briga particular até inesperada: Lando Norris x Daniel Ricciardo. Digo inesperada porque a Renault se encontrou depois de estrear novidades no carro que não deram o resultado esperado, porque a McLaren agora parece forte em todos os tipos de pista.

Outro carro que parece estar respondendo melhor, e que veio com asa dianteira nova para Silverstone, é o da Alfa Romeo. Junto da melhora do time vem o crescimento também de Antonio Giovinazzi, que tem chances reais de perder mais um tufo de cabelo (sim, na Áustria, quando marcou seu primeiro ponto, seu chefe Frederic Vasseur cortou um pedaço e o italiano simplesmente deixou como estava).

E vocês, apostam que quem estará no pódio do GP da Inglaterra?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.