Rapidinhas do GP da Bélgica

Lamento se este texto não ficar tão completo como os outros, mas não é fácil pensar na prévia da corrida em um dia como esse. Conheci o Anthonie quando fui gravar com os jovens da academia da Renault e o que posso dizer é que um menino muito doce se foi hoje em Spa.

 

1s1. Era o que a Mercedes estava perdendo para a Ferrari nas retas na classificação do GP da Bélgica. Mas, como já expliquei por aqui, isso não quer dizer que a corrida está acabada. Aos domingos, parte significativa da vantagem ferrarista nas retas vai embora e quem tem o melhor ritmo, na verdade, são os carros de Hamilton e Bottas, que largam na segunda fila.

Isso pelo menos foi o mostrado pelos treinos livres na sexta-feira, mas a Ferrari acredita que as mudanças feitas no acerto do carro podem mudar esse cenário. Os dois pilotos relataram que o comportamento do carro melhorou, ou seja, eles não estão mais escorregando tanto nas curvas, o que deve ajudar a manter os pneus vivos.

Mas a corrida não deve ser decidida apenas por quem vai conseguir manter o melhor ritmo e preservar ao máximo os pneus na corrida que deve ser de apenas uma parada, porque estamos em Spa e é possível ultrapassar. Tanto, que historicamente é melhor largar em segundo do que em primeiro na Bélgica. 

Isso, é claro, estará na cabeça de Charles Leclerc, que está focado em melhorar seu ritmo de corrida, agora que já soma seis provas seguidas superando Sebastian Vettel em classificações. Ele fez algumas mudanças no acerto para este GP e acredita que, agora, vai conseguir conservar os pneus tão bem quanto o companheiro.

A exemplo do que vem acontecendo nas últimas corridas, não dá para descartar a Red Bull. Max Verstappen sabe que muito da diferença na classificação vem do modo festa que o motor da Honda ainda não consegue explorar tão bem, e mostrou confiança no ritmo de seu carro para a corrida. Podemos, enfim, estar diante de uma disputa entre 5 carros.

No meio do pelotão, em um final de semana em que a Alfa tem o melhor carro em uma volta lançada, tivemos uma inversão em termos de performance porque a McLaren não recebeu a versão atualizada do motor Renault, e ainda por cima adotou um acerto mais voltado à curvas, do segundo setor do circuito. Mas justamente por isso, eles devem cuidar melhor dos pneus na corrida e têm especialmente em Carlos Sainz um piloto que sabe ler muito bem as oportunidades da corrida. 

Para a Haas, será um teste interessante: eles estão usando o carro atualizado não porque acreditam que ele é melhor que a versão da Austrália, mas simplesmente porque a asa de baixo arrasto, usada em Spa, não cabe no carro do começo do ano. Foram bem na classificação, mas é na corrida que o carro perde rendimento, então o time é uma incógnita.

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Marcos barni disse:

    olha Julianne pelo que pude ver no acidente do Anthonie na hora achei q ele já estava morto , pela violência da pancada .Quanto a corrida parece que está prevista chuva na hora da largada então teremos uma bela prova.
    Abraços e boa prova.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Wesley Andrade disse:

    Tudo que aconteceu na F1 perdeu a importância diante do que aconteceu na F2 ontem. Muito triste.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.