Viajando para o GP

5 curiosidades da Itália que você não sabia

curiosidades da Itália
O Lago Como. Foto: Julianne Cerasoli

Poucos países são tão próximos do Brasil, mas sempre há curiosidades da Itália que escaparam das lembranças da nonna. Ainda mais relacionadas à F1.

1 Não se engane com o tamanho do Parco di Monza

O circuito de Monza fica dentro de um parque público, que permanece aberto em dias de corrida. É claro que o acesso é restrito mais perto da pista em si, mas é normal concorrer por espaço com gente pedalando, correndo ou mesmo só passeando com o cachorro enquanto tenta entrar na pista. Tem um campo de golfe também por lá e é comum ter gente tranquilamente jogando enquanto os pilotos enfrentam a pista mais rápida da temporada.

Para quem quiser curtir tudo isso, fica a dica: o parque é enorme. São quase 800 hectares, o que faz com que ele seja o maior parque murado da Europa.

Foto: Julianne Cerasoli

2 Nem os italianos gostam de Milão

Tem muita gente que se hospeda em Milão para ver a corrida, mas há uma alternativa bem mais agradável: os trens que vêm do Lago Como também param em Monza, que fica entre o belíssimo destino turístico e a capital da Lombardia. Até os próprios italianos torcem o nariz para a Milão, vista como um lugar muito focado em dinheiro e que não representa o país.

Mais Turistando na Itália: Como é ver a F1 na casa dos tifosi

3 Atravessar a rua exige correr riscos

Os italianos têm uma longa tradição de marcas de carros, mas isso não faz deles bons motoristas. O pessoal do norte vai dizer que a culpa por esta má fama é por conta do pessoal do sul – e realmente tudo vai ficando mais acalorado por lá – mas o padrão do norte também não é dos mais altos. E se der aquela amassada na lataria, mas o carro seguir funcionando, eles costumam deixar por isso mesmo.

Foto: Julianne Cerasoli

4 A Itália é mais jovem que o Brasil

A Itália é um país relativamente jovem – a reunificação italiana, juntando as diferentes regiões, completou recentemente 150 anos – e o mesmo ocorre com a língua. Pelo menos na história de grande parte da população. A língua italiana adotada na unificação era a falada na região da Toscana e só foi efetivamente nacionalizada no século XX, com o rádio e principalmente a televisão. Por conta disso, muita gente ainda se comunica usando os dialetos das variadas regiões do país.

5 Pizza que é pizza não tem queijo

A pizza surgiu sem queijo, garantem os napolitanos, que dizem ter inventado um dos pratos mais tradicionais do mundo. E a justificativa faz sentido: era a comida dos marinheiros, que não tinham como estocar o queijo. Então a primeira pizza seria a que os italianos chamam até hoje de marinara, uma deliciosa e simples mistura de molho de tomate e alho. Quem quiser colocar queijo, melhor chamar de margherita. São esses, inclusive, os dois únicos sabores que a pizzaria Da Michele, aberta desde 1870 em Napoli, serve por lá. 

Um comentário em “5 curiosidades da Itália que você não sabia”

Deixe uma resposta