Quem é quem na temporada 2021 da F1: Alfa Romeo

A Alfa Romeo saiu na frente em pelo menos uma coisa em 2021: foi a primeira a divulgar sua data de lançamento, que aconteceu na Polônia, país da patrocinadora principal, a petrolífera Orlen. A conexão polonesa, que garante também o retorno técnico valioso de Robert Kubica, é apenas um dos braços de uma organização multinacional. Um time suíço que tem investimento sueco e branding italiano, e chefe francês.

Frederic Vasseur é um dos pontos fortes do time, que decidiu ficar com a mesma dupla de pilotos pelo terceiro ano seguido – Raikkonen exerceu seu poder de renovar seu contrato (não exatamente com todo o apoio do chefe), e Giovinazzi traz a vantagem de um contrato valioso feito ainda por Marchionne, quando era piloto de testes da Ferrari, trazendo mais para a Alfa do que a FDA (o programa de jovens pilotos da Scuderia) poderia conseguir financeiramente. 

Aos 41 anos, Raikkonen se tornou aquele piloto que está lá aos domingos para conseguir uns pontinhos, sabendo os atalhos para evitar confusões (vide como ele escapou daquele acidente impressionante da relargada em Mugello), e Giovinazzi é claramente rápido, mas às vezes não parece saber bem o que fazer com isso. Vasseur, contudo, especialista em pinçar jovens talentos, gostou da evolução dele em 2020 e disse esperar ver nascer, em Antonio, um líder ao longo desta temporada.

O carro não era ruim ano passado: muitas vezes eles se viram lutando com a Ferrari, com o mesmo motor, indicando que gerava menos arrasto. E, como espera-se um salto da unidade de potência ferrarista, a expectativa é de que o time consiga melhorar o desempenho de 2020, de apenas quatro provas nos pontos.

No entanto, a diferença para a próxima rival na maioria das pistas, a AlphaTauri, pode ser grande demais para a Alfa Romeo pensar em mudar de posição no campeonato em 2021. Nas últimas corridas de 2020, a desvantagem do time suíço em relação ao italiano ficava entre 1s e 1s5. O C41 traz mudanças no bico, no qual a equipe gastou suas fichas de desenvolvimento, e, é claro no assoalho na parte traseira por força do regulamento. Mas eles demonstram entender que nem faz sentido focar muito no campeonato neste ano (no lançamento, falou-se em desenvolver o carro no começo do ano e, dependendo da situação, já focar cedo em 2022. É por isso que devemos ouvir falar mais da Alfa em assuntos extra-pista.

O carro de 2020 da Alfa Romeo será o C41. Mas por que não usar C40, já que ano passado o time correu com o C39? Como o projeto do C40 já tinha começado antes de as novas regras passarem para 2022, eles decidiram manter o carro do ano que vem com este nome.

Houve uma conversa ainda no começo de 2020 de que o contrato da Sauber com a Alfa Romeo corria o risco de não ser renovado, e a parceria está confirmada somente até o final de 2021, ou seja, foi renovada por apenas um ano e o assunto segue em pauta. E há também a questão do motor – a Renault está buscando clientes, mas o time suíço não parece ser uma porta aberta para eles. Mas e se o salto ferrarista não for tão grande quanto se espera? Vale a pena continuar como parceira dos italianos sabendo que o desenvolvimento das unidades de potência estará congelado até o final de 2024?

E há um novo fator com a criação da gigante do meio automotivo Stellantis, da qual a Alfa Romeo faz parte. Isso mudaria algo na política da empresa em relação à F1? A Sauber poderia acabar nas mãos de outra das marcas da gigante? Como para todo lugar aonde se olhe no setor automotivo, ainda mais em uma empresa que junta montadoras tão diferentes, não há uma visão unificada sobre a validade ou não de se investir em F1, e é possível que as conversas para definir qual tecnologia deve ser perseguida pela categoria no próximo regulamento de motores tenham um papel importante nesta decisão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.