Horários, características da pista e tudo sobre o GP da Bélgica

S

A pista de Spa-Francorchamps promete ser um palco e tanto para o retorno do campeonato da F1: a grande característica da pista em termos de acerto do carro é a dificuldade para os engenheiros equilibrarem a necessidade de usar mais asa, ou seja, uma configuração aerodinâmica de maior carga aerodinâmica visando proteger os pneus e ter um melhor desempenho nas curvas do segundo setor, ou menos asa para que o carro ofereça menos resistência ao ar nas retas do primeiro e terceiro setores.

Esse tema da velocidade de reta nos setores 1 e 3 x a performance no segundo setor deve chamar ainda mais atenção neste ano, com o vai-e-vem de vantagem de velocidade de reta entre Red Bull e Mercedes. Será um desafio para os engenheiros encontrarem o equilíbrio certo para classificação e corrida com carros tão próximos entre si.

Como os carros usam menos pressão aerodinâmica que o normal, o palco do GP da Bélgica também é uma das pistas em que é mais fácil ultrapassar, o que afeta diretamente as escolhas de estratégias e abre possibilidades de recuperação durante a corrida. Comprovando essa teoria, apenas para ficar nas etapas mais recentes na história, Kimi Raikkonen venceu depois de largar em sexto em 2009 e Daniel Ricciardo ganhou saindo de quinto no grid em 2014.

Outra característica marcante do GP da Bélgica é a instabilidade do clima. A pista fica no meio da floresta das Ardenas, e raramente um dia de verão (nem sempre quente) passa sem chuva em algum momento. Junte-se a isso os mais de 7km de extensão do circuito, e a possibilidade de a chuva cair primeiro apenas em um trecho e o restante continuar seco é grande. Outra dificuldade trazida pela extensão é que, se o piloto resolver não parar e a chuva apertar ou parar, a volta é longa e ele perderá muito tempo. 

Notas de estratégia

A Pirelli tem levado a Spa os pneus do meio da sua gama desde 2020 depois que ninguém usou o C1 na corrida de 2019. E, ano passado, a grande maioria dos pilotos fez apenas uma troca, parando na volta 11 por conta de um Safety Car, e fazendo 33 voltas (na verdade, 29 descontando o período de SC) com o C2 (duro) para ir até o final.

Foi uma prova em que os três primeiros colocados no grid conseguiram passar para o Q3 com o C3 (médio), abrindo um leque interessante de estratégia (algo especialmente importante se houver chuva no radar), embora ficassem mais expostos a ataques na primeira volta. Porém, como não é difícil ultrapassar em Spa (principalmente se você tem boa velocidade de reta), vale mais a pena arriscar.

Quem tentou uma tática mais diferente ano passado foi Pierre Gasly, largando de duros e parando só na volta 26, e conseguindo pular de 12º no grid para oitavo no final, com apenas um abandono na sua frente. O fato de os demais terem antecipado sua parada por conta do SC ajudou o francês a ganhar posições no final, pois seus pneus eram bem mais novos, mas pode ser uma alternativa interessante para quem não tiver uma boa classificação.

Fique de olho

@Ferrari

Alguns pilotos se dão particularmente bem em Spa e o caso de Kimi Raikkonen é emblemático, já que entre 2004 e 2009 ele correu por cinco vezes na pista belga (não houve GP em 2006) e venceu quatro delas. Quando abandonou, em 2008, foi brigando com Lewis Hamilton pela ponta. 

Raikkonen costuma crescer em Spa até hoje, e outro piloto que será interessante observar é Yuki Tsunoda. Ele conquistou o primeiro pódio na F3 na pista belga e, no ano seguinte, fez a pole e venceu a corrida principal da F2, então é um bom ponto de partida para o estreante japonês, que busca mais consistência nesta segunda metade.

3 comentários Adicione o seu

  1. Felipe Souza disse:

    Na vdd, as últimas corridas de Kimi em Spa tem sido bem modestas – em que pese os acidentes na primeira curva em 2016, 2018 e 2019.

    Desde o seu retorno à categoria, o melhor resultado foi um terceiro em 2012. A última corrida boa realmente dele lá considero 2014, quando foi 4o (sua melhor posição no ano).

    Curtir

  2. Salatiel Neto disse:

    A conhecemos por este espaço. Todos já escreveram sobre a não corrida, menos vc. Imagino que hj suas atribuições sejam bem maiores, então…..

    Curtir

    1. Oi Salatiel, obrigada pelo comentário. Hoje minha prioridade teve de ser um belo banho quente depois de passar 5h na chuva com 12 graus de temperatura ambiente. Espero que entenda.

      Curtir

Deixe uma resposta para Julianne Cerasoli Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.