Por dentro da F1 e de como conseguir uma licença para receber um GP

a largura do grid de largada precisa ser de, no mínimo, 15m, e essa largura tem de ser mantida pelo menos até a saída da primeira curva. Isso porque deve haver pelo menos 8m entre um carro e outro no grid da F1, e existe a recomendação de que haja pelo menos 250m entre a posição de largada e a primeira curva. Por curva, entende-se uma mudança de direção precisa ser de pelo menos 45º, com um raio  menor que 300m. Ah, a linha branca que delimita a pista tem de ter pelo menos 10cm

Por dentro da F1 e a importância das pressões de pneu

Para as equipes, o melhor é que o balão, ou melhor, o pneu esteja mais vazio, porque ele ficará mais flexível, aumentando a superfície de contato com o solo. E, quanto maior a superfície de contato, mais aderência esse pneu vai gerar.
Para a Pirelli, mais flexibilidade significa que o pneu estará mais propenso a estourar, devido às enormes forças às quais ele está sujeito. A maioria das falhas que vimos ao longo dos últimos anos mostram que a parte mais sensível do pneu é o encontro entre a banda de rodagem e a lateral, e é justamente esse “ombro” do pneu que vai ficar mais flexível se o “balão” estiver mais vazio, ou seja, se a pressão estiver menor.

Por dentro da F1: Como ganhar um GP sem ter o melhor carro?

Por fim, e não menos importante, os carros são otimizados no túnel de vento, ou seja, para correrem sozinhos. Assim, a condição em que as peças aerodinâmicas funcionam melhor é de cara para o vento, o que explica porque, muitas vezes, pilotos com carros bons que perderam algumas posições têm muita dificuldade de se recuperar (e também demonstra a qualidade de pilotos que, mesmo assim, o fazem). Isso porque o comportamento do carro muda no trânsito, e aquele carro que é bem mais veloz que os outros é aquele que mais tem a perder porque, normalmente, ele é mais estável.

Por dentro da F1: Estilos de freada

Quando você está fazendo uma curva, o peso do carro está sendo jogado de um lado para o outro, então os seus comandos têm de ser leves para que esse equilíbrio não seja quebrado de maneira brusca. É muitas vezes, por retomar a velocidade de forma muito precipitada, que vemos pilotos rodando, enquanto entrar com muita velocidade vai fazer com que ele perca a tangente e muito provavelmente escape na saída

Por dentro dos segredos de uma boa largada na F1

Houve um tempo, na primeira década dos anos 2000, em que, para largar, o piloto só precisava apertar um botão e todos os sistemas eletrônicos do carro se encarregavam do resto, cabendo a ele só escolher seu posicionamento e ponto de freada na primeira curva. Isso foi sendo alterado até que os engenheiros ficaram banidos até de instruir os pilotos entre o início da volta de apresentação e a largada, justamente quando ocorre o ajuste fino, que desde então ficou nas mãos do piloto.

O que é o acerto de um carro da Fórmula 1?

Os dois carros começam o final de semana com o mesmo acerto, vindo do que foi visto nas simulações na fábrica. E aí entra o trabalho do engenheiro de pista de cada piloto para entender o que ele está pedindo e sentindo no carro e traduzir isso para toda essa matemática