Turistando na F1: dez coisas que você não sabia sobre Baku e Montreal

Continuando a viagem virtual pelos palcos das corridas (que não estão acontecendo) da temporada, nestes dois próximos finais de semana, deveríamos estar vivendo uma dobradinha das menos ortodoxas. Azerbaijão e Canadá, dois países que estão divididos por muito mais que milhares de quilômetros. Veremos os dois no campeonato deste ano? Este post ajuda a responder:…

Turistando off-season: Giro pela ex-União Soviética

Conseguir um voo decente para Baku é sempre um drama. Como não é tão longe assim da Europa, mas está algumas horas de fusos para trás, os horários nunca são dos melhores para a chegada – tem um concorrido voo da Turkish que pousa às 22h, mas a maioria chega no meio da madrugada. No…

Estratégia do GP do Azerbaijão e a sinuca de bico da Ferrari

É normal que muitos torcedores estejam com os dois pés atrás em relação às estratégias da Ferrari principalmente após a (in)decisão de Xangai – lida por muitos como uma prova de que o time simplesmente não quer ver Charles Leclerc na frente de Sebastian Vettel. É por isso que começo explicando a sinuca de bico…

Drops do GP do Azerbaijão e o calendário “esvaziado”

Notícia importante para os fãs da série do Netflix. Eles estavam filmando desde a primeira corrida, mas sem contrato. O acordo foi assinado na semana passada e o pessoal que faz as filmagens estava todo empolgado porque se veem “gerando um novo tipo de interesse no esporte” ao mostrar o meio do pelotão. Mas eles…

Por que Baku ficou devendo

Não foi um clássico em Baku, parcialmente porque Ferrari e Red Bull provaram ser sensíveis demais as temperaturas mais baixas do asfalto e às curvas pouco exigentes para os pneus do circuito, porque uma briga entre companheiros – como de Hamilton e Bottas na largada e no final da prova – sempre envolve menos riscos…

Rapidinhas de Baku

A classificação do GP do Azerbaijão mostrou como a pista é traiçoeira, e ela é mesmo particular em vários sentidos. Como não há curvas de alta velocidade e a reta é muito longa, isso esfria os pneus e gera graining. Para piorar, a temperatura de pista nunca está alta por um motivo simples: a sombra…

Turistando na F1 e o que se come no Azerbaijão

A cara de Baku: tomate e pepino a qualquer hora do dia. E um toque de Turquia O melhor lugar para comer: o restaurante mais simpático é russo e chama Mari Vanna O que evitar: vinho de romã. É sério. Vão tentar te vender como algo tradicional, mas não vale a pena “Um filho bastardo…

Drops do GP da Espanha com Alonso no WEC e a pressão da Mercedes

A história do GP de Miami empolgou os pilotos, mas foi curioso perguntar a Sergio Perez se ele achava que mais uma prova na região seria boa para o México e ele olhar incrédulo: “Mas isso realmente vai acontecer?” Mesmo depois de responder, ele não continha a empolgação. “Então vamos nos livrar de Baku?” Perguntei…

Estratégia do GP do Azerbaijão e o pênalti

Quando vejo alguém dizendo que uma corrida cuja história muda após um Safety Car envolve puramente sorte, lembro da eterna discussão sobre cobranças de pênalti. Acertar uma cobrança sob extrema pressão tem a ver com tranquilidade emocional, que tem um ingrediente pessoal, mas é fundamentalmente algo que vem da confiança que o jogador tem porque…