Vídeo: Ju Responde sobre a batalha de Jeddah e o que esperar da decisão da F1

Aqui tem tudo sobre as decisões que o Michael Masi tomou e por que ele resolveu muita coisa com as próprias mãos, sem passar pelos comissários. Falo também sobre por que Hamilton não foi punido por ter batido na traseira de Verstappen, onde foi parar o ritmo que a Red Bull tinha na classificação e o que esperar dessa grande decisão em Abu Dhabi, onde eu já cheguei para fazer a cobertura para o UOL e a Band.

Mais um thriller

Foi apenas uma das confusões que marcaram a estreia da Fórmula 1 em uma pista veloz e com muros próximos na Arábia Saudita. Ver os rivais em uma das disputas mais apertadas da história da categoria se encontrando na pista tem sido a norma nesta temporada e, como quase sempre acontece, são lances cheios de polêmica.

Por dentro da F1 e de como conseguir uma licença para receber um GP

a largura do grid de largada precisa ser de, no mínimo, 15m, e essa largura tem de ser mantida pelo menos até a saída da primeira curva. Isso porque deve haver pelo menos 8m entre um carro e outro no grid da F1, e existe a recomendação de que haja pelo menos 250m entre a posição de largada e a primeira curva. Por curva, entende-se uma mudança de direção precisa ser de pelo menos 45º, com um raio  menor que 300m. Ah, a linha branca que delimita a pista tem de ter pelo menos 10cm

Horários, características da pista e tudo sobre o GP da Arábia Saudita

têm poucas informações. Para completar, um asfalto novo, que muito provavelmente ainda está soltando óleo e que deve oferecer pouca aderência. A estreia do GP da Arábia Saudita seria um desafio e tanto em qualquer circunstância, e serve para amplificar a tensão de um dos campeonatos mais disputados da história da F1, que chega nas suas duas semanas decisivas

Raio-X do GP do Catar e a inversão de valores no meio do pelotão

Foi depois do GP dos Estados Unidos que todos na Mercedes diziam que o campeonato seria definido pela otimização de cada carro para cada pista. Foi uma lição que eles aprenderam a duras penas depois de terem sido batidos pela Red Bull em uma pista na qual acreditavam que teriam uma vantagem, e uma mentalidade que vem marcando a abordagem do time desde então, ajudando a mudar o equilíbrio das forças nesta reta final.

Drops dos bastidores do Catar e as mil e uma noites em claro

O mais curioso é que, no comando das equipes, há uma dificuldade de entender a mentalidade dos profissionais que reclamam da sucessão de provas. Andreas Seidl nos perguntava o que acontece com a geração mais jovem que não é mais como ele, que nunca se importou em perder “o nascimento de um filho ou aniversário da esposa por uma corrida porque isso aqui é a minha vida”.

Um campeonato brigado na pista e nos bastidores

Na pista, Hamilton teve uma vitória tranquila no Catar, fazendo valer a vantagem que já tinha ficado clara na classificação, na qual obteve a maior vantagem de um piloto em definições do grid de largada disputadas neste ano. O inglês manteve a ponta na largada e depois só copiou a estratégia de Verstappen, de suas paradas, enquanto o holandês não conseguia se aproximar o suficiente para ameaçar a vitória. Assim, ele viu sua vantagem na liderança do campeonato cair de 14 para oito pontos, com 52 ainda em jogo nas duas últimas corridas da temporada.