Mais que três pontos

Foi interessante ficar cara a cara com Lewis Hamilton logo depois da bandeirada do GP da Hungria: o inglês não tinha lá muita convicção de que tinha feito a coisa certa ao devolver a posição a Valtteri Bottas nos metros finais da prova, como se tivesse agido mais pela razão do que por seu instinto….

O que esperar da F-1 em 2017: Toro Rosso

O que fez em 2016: começou o ano figurando entre os 10 primeiros, mas depois perdeu terreno com o motor de 2015 da Ferrari. Sainz chamou a atenção O que muda para 2017: o novo motor Renault traz ao mesmo tempo a expectativa de mais competitividade e a necessidade de adaptação. As cores também ganharam um upgrade….

Disputas entre companheiros: as lavadas

Fazendo – provavelmente – suas últimas temporadas na Fórmula 1, Jenson Button e Felipe Massa ficaram devendo para seus companheiros depois de terem travado performances mais parelhas em 2015. Enquanto isso, outro espanhol, Carlos Sainz, um dos melhores pilotos da temporada, acabou com o já abalado Kvyat. Já na Manor, Wehrlein usou sua experiência ligeiramente…

Fogueira energética

Em 2010, Felipe Nasr teve a chance de entrar no programa de desenvolvimento de pilotos da Red Bull, mas não quis, temendo diminuir muito suas chances quando chegasse no funil da Fórmula 1. Seis anos depois, outro brasileiro, Sergio Sette Camara, põe todas suas fichas na parceria recém firmada com a marca de energéticos, simplesmente…

Brigas internas: Surpresas

É comum encontrar nos comentários dos fãs da F-1 relações praticamente matemáticas para avaliar pilotos: se fulano bateu ciclano na mesma equipe e e ciclano ganhou de beltrano quando mudou de time, logo fulano arrasaria beltrano. Mas não é isso que acontece. Diversas variantes atuam nos duelos internos a cada ano, e vimos muito disso nestas…

Duelos internos: supresas

Mercedes Hamilton Rosberg Placar em classificações 9 (-0s293) 1 Placar em corridas 7 3 Voltas à frente 413 220 Porcentagem dos pontos 52.74 47.26 Era uma vez um duelo apertado em que Nico Rosberg conseguia tirar aquele algo a mais na última volta rápida e era preciso em classificações, enquanto Lewis Hamilton – ora perdendo…

Vettel, Senna e mais marcas do GP da Hungria

“Acho que Ayrton não é lembrado por suas vitórias e por seus campeonatos, mas por seu estilo, que é único.” Foi assim que Sebastian Vettel reagiu ao fato de ter igualado o tricampeão em número de vitórias. Comparações à parte, é de se reconhecer o trabalho de um piloto que, em 149 largadas, chegou ao…

As oportunidades e o tanque

Ele tinha tudo para sair como o grande vencedor de um GP da Hungria recheado de oportunidades. Podia até se dar ao luxo de não atacar Sebastian Vettel e, ainda assim, sairia no lucro no campeonato após uma performance de altos e baixos de Lewis Hamilton. Mas, como ele próprio bem observou, a corrida de…

Pinta de grande

Não é qualquer um que chega aos 20 anos e com apenas uma temporada completa a uma equipe tetracampeã mundial. Mas nem a inexperiência, nem a juventude são motivos para duvidar que Daniil Kvyat é o homem certo para formar dupla com Daniel Ricciardo na Red Bull em 2015. Em primeiro lugar, a escolha do…