Turistando na F-1 e a personalidade forte de Barcelona

Não, não é o GP de Barcelona. Ainda que a pista tenha um bom acesso via trem direto do centro da capital catalã e via autoestrada, Montmeló fica a 35km de distância e tem poucos atrativos. Como qualquer cidadezinha pacata do interior espanhol, fica absolutamente parada na hora da siesta e está longe de ter um ritmo frenético antes ou depois disso.

A região em si é bonita, bem mais verde que o centro e o sul da Espanha, com os Pirineus no fundo e a praia logo ali. Praia artificial, com areia ‘emprestada’ da África, mas cumpre bem seu papel. E é mais que bem-vinda nos dias quentes do Mediterrâneo. Sem praia e sem montanha, mas encantadora por sua herança arquitetônica, o destaque dos arredores desta parte da Catalunha fica por conta de Girona, que, inclusive, faz seu famoso festival de flores na mesma época do GP.

Porém, mesmo que a pista não seja efetivamente em Barcelona, ela está logo ali para ser desfrutada. Tanto, que já consegui encaixar até uma semifinal de Champions League (com direito a show de gala de Messi, contra o Bayern de Munique em 2015) com um final de semana de corrida.

Barcelona talvez seja a cidade de personalidade mais forte dentre as grandes da Europa, vibrante, ousada em suas formas e cores – e um pouco marrenta também, se é que uma cidade pode ser marrenta. Bacana demais para ser bacana, atrai tanto os jovens em busca de balada em noites que parecem não acabar nunca, como também não tão jovens sedentos por cultura, que está não apenas nos museus, mas sim nos prédios e em cada cantinho despretensioso dentro e fora da rota turística. De Fórmula 1, contudo, não espere ver muito durante o final de semana de corrida: os catalães gostam mesmo é das motos e mesmo a Alonsomania não foi tão forte por lá, muito em função da origem do piloto.

Os preços são bem convidativos para os padrões europeus, ainda que a cidade tenha fama de cara entre os espanhóis. E com um sistema de transporte bem integrado – turistas costumam se apegar ao metrô pela comodidade, mas o sistema de ônibus é muito bem sinalizado – completa o pacote.

Não foi  por acaso que, tendo a liberdade de me basear em qualquer lugar para a temporada europeia – ok, não qualquer lugar, porque quem cobre F-1 precisa de um bom aeroporto por perto! – o encantador bairro de Gracia, injustamente esquecido pelos turistas, que preferem se amontoar no gótico, foi o cantinho que chamei de meu em 2016. Hora de voltar para casa então!

RAIO-X

Preços: barato para o padrão europeu. Dá para gastar 350 reais por dia com hospedagem sem grandes economias. Brasileiros não precisam de visto.

Ingressos: os mais baratos para os três dias saem por 450 reais e chegam a 1.700.

Melhor época: faz bastante calor no verão e a época mais chuvosa é no final do ano. Isso faz com que maio/junho sejam os meses mais agradáveis.

Por que vale a pena ir no GP? É a chance de visitar uma cidade incrível, mesmo que falte um pouco de clima para a corrida em si

7 comentários sobre “Turistando na F-1 e a personalidade forte de Barcelona

  1. Ju, os pilotos, quando fora dos carros, em suas vidas “normais”, são acessíveis, podem ser encontrados na rua, em algum restaurante ou balada?

    Curtir

      1. Fico imaginando como seria encontrar com o Kimi em um restaurante. Qualquer tentativa de contato e ele deve fazer a mesma cara de quando encontrou o Nicole Kidman no box da Ferrari hehehe.

        Curtir

      2. Lembrei da cara dele recebendo o abraço do Marchionne!
        Impagávela falta de expressão do Kimi!
        Essa coluna é demais Julianne, será que teremos um crossover entre F1 e Champions no blog algum dia?
        Rs
        Incrível como os catalães conseguem boicotar tudo que vem fazendo capital e arredores, a cidade deve ser marrenta sim.
        Abraços pros meninos, bjs pras meninas e bjs e abraços pra Julianne!

        Curtir

  2. Ha um mosteiro perto do velodromo que custa bem pouco por dia. Unico incoveniente sao os sinos perto das 6 da manha anunciando missa, mas silencio total fora isso. Bem seguro.

    E quem anda, acha. Da para caminhar por toda cidade. Shape up, boot up y disfruta la cita..

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s