Drops do GP do México e a situação complicada de Massa

Sim, isso é o paddock no México

Encontrei um Felipe Massa bastante chateado com a maneira como tem sido tratado pela Williams nas últimas semanas. E também um Felipe Massa que dificilmente estará no grid no ano que vem, mesmo que esteja se sentindo competitivo o bastante para isso. O piloto claramente não quer chegar ao GP do Brasil na mesma situação que Rubens Barrichello em 2011.

 

Mas a Williams tem outros planos. A equipe quer dar mais um teste para Kubica em Abu Dhabi e já teria feito uma proposta inicial ao polonês, que tornou sua candidatura mais atrativa ao trazer um patrocinador. Mas a conversa no paddock é que ele, embora tenha recebido uma proposta inicial, ainda não está decidido a ir para o time inglês.

 

Toto Wolff está de olho. Ainda na sexta-feira, foi conversar com Paddy Lowe para entender a situação. Ele demonstra ter desistido de Wehrlein – “tem horas que o piloto deve caminhar com as próprias pernas”, disse o chefão da Mercedes.

 

E mais um nome apareceu na jogada, Daniil Kvyat. Ainda em Austin, sabendo que não continuaria na família Red Bull, ele já bateu na porta, na frente de todos, da Williams e da McLaren, onde procurava uma vaga como reserva.

 

Ele precisaria trazer dinheiro, e a falta de investidores russos foi um entrave para ele na Toro Rosso. Calcula-se que o rombo no orçamento da Williams do ano que vem seria de 30 milhões, montante que viria dos dois patrocinadores perdidos, de menos dinheiro de Stroll (algo que estava acertado em contrato e já era sabido) e o fim da ajuda da Mercedes por ter liberado Bottas.

 

Não é difícil ligar os pontos e ver que é quase impossível que uma decisão saia nos próximos dias, como quer Massa. E ele não parece nem um pouco disposto a reconsiderar isso.

 

Outro piloto que não parece muito feliz é Daniel Ricciardo. A Renault tinha um motor atualizado para cada cliente e a Red Bull optou por dá-lo a Verstappen, que está muito atrás de Ricciardo no campeonato. Essa conduta não surpreendeu nada os Sainz: parte do motivo para Carlos ter forçado a barra para sair era porque não quer ir para o time principal ao lado do holandês, por achar que ele sempre terá prioridade. Como já aconteceu na Toro Rosso.

 

Antes de chegar ao México, falei ao parceiraço de grids, cercadinhos e aeroportos Gui Pereira, da Globo, que ele sentiria a diferença entre o nosso tratamento no México em relação ao que acontece no GP Brasil. Mesmo sendo um país mais pobre, é um dos melhores paddocks para se trabalhar, além de sempre trazer elementos da cultura e criar um clima de festa, e a simpatia de todos dá uma compensada na falta de eficiência e no ritmo próprio dos mexicanos.

 

Também acho curioso como Checo Perez é muito mais assediado no México do que Felipe Massa é no Brasil. Uma das coisas mais fáceis de saber no paddock é onde o mexicano está.

 

Um dos mimos deste ano foram 40 ingressos distribuídos entre os jornalistas para ver o show de Paul McCartney no Estádio Asteca. Foi minha primeira vez vendo o ex-Beatle. E a primeira vez no lendário estádio também!

20 comentários sobre “Drops do GP do México e a situação complicada de Massa

  1. Formula 1 e Paul McCartney?? Tem como ser melhor?? kkkk

    Na minha opinião Massa nem deveria estar preocupado em continuar no grid. Desdo quando foi anunciado, seu retorno era tampão provisório e não deveria estar chateado por demaorar a ser considerado pela Williams.

    Bora Formula E, Massa !!!!

    Curtir

  2. Eu gosto do Ricardo mas acho que ele está ficando pra trás na Redbull. Embora esteja muito a frente no campeonato já ficou muito claro a preferência dos chefes pelo Max. Daniel tem que se encaixar ou no lugar do Kimi ou no do Bottas para 2019 caso contrário sua carreira vai estagnar.

    Curtir

    1. Ficando na Red Bull, tlz perca a preferência para Verstappen. Na Mercedes o Hamilton é o dono do pedaço. A chance é chegar batendo o Vettel na Ferrari, ainda que este goze de prestígio por lá, ou torcer para a Renault se estabelecer como candidata a vitória até o final do próximo ano, pois lá ele seria o principal nome. É a minha aposta. E ainda tem a McLaren, mas lá o Alonso é o rei e vetaria seu nome.

      Curtir

    2. É bem lógico que os olhos da Red Bull brilham por Verstappen, não por Ricciardo São dois fatores: o holandês, muito atrás no campeonato, recebeu uma atualização nova do motor em Austin, enquanto Ricciardo, não; e a renovação de Verstappen veio muito mais cedo do que se imaginava, surpreendendo até o australiano.

      Chamo a atenção para uma declaração de Hamilton, dizendo que “seria um prazer ser companheiro de Ricciardo” (já praticamente descartando Bottas para além de 2018), mas que “ele teria de bater Verstappen antes”, uma leve cutucada no australiano.

      Curtir

  3. O Riccardo é muito bonzinho. Max no seu segundo ano na equipe já deu uma batida com o pau na mesa falando que só fica se tiver um carro vencedor. O muleque é rápido, desbocado e confia no taco. É lógico que a equipe vai favorece-lo.

    Curtir

  4. Pelo exposto no caso da Williams a saída do Massa é certa, uma pena que não haverá substituto de qualidade, apesar de Kubica estar no páreo, sua condição física é limitante, o resto é “meia boca” .

    Curtir

  5. Ju,

    Massa não está tendo resultados muito fracos para merecer mais “atenção” da Williams? Desde de a volta de das “férias” de verão, toda vez que a Williams “não foi mal” ele só chegou na frente de Stroll em SPA. Ou a Williams vai muito mal ou Stroll chega na frente dele. Ele pode até estar “desmotivado”, ou pela falta de desenvolvimento ou pela não confirmação dele p/ o próximo ano, mas ele tem que fazer melhor que isso. Não?

    Curtir

  6. Julianne, não sei seu pensamento, mas eu tenho uma leitura de que infelizmente o Kubica não tenha físico suficiente para uma temporada completa em alto nível ano que vem…. Colocando a lista de pilotos à disposição da Williams, sem pachequismo ou patriotismo, Massa seria o melhor nome para desenvolvimento do bólido em 2018.

    Embora Stroll tenha mais pontos no momento, não é difícil lembrar que o brasileiro perdeu importantes pontos, Na Rússia, quando teve um pneu furado no começo da prova e estava na zona de pntos, na Espanha onde teve um pneu furado após toque com Alonso, Baku, onde certamente iria ao pódio, na Malásia onde a Williams conseguiu perder pra Vandoorne e no México com esse pneu furado de novo… era pra ele ter uns 20… 25 pontos de vantagem pro canadense, enfim.

    Acredito, infelizmente que Massa não estará no grid ano que vem, mas também não sei dizer quem será o piloto escolhido pela esquadra inglesa, você arrisca algum nome?

    Curtir

    1. Concordo que o Massa é o melhor nome, se não fosse ja estaria forra da disputa, mas a outros interesses que não favoressem ele, sobre o Kubica, a partir do momento que a Renault desistiu dele para pegar um piloto emprestado, fica serias dúvidas sobre suas reais condições, sobre o Wherlain, ainda não andou com um carro decente antes de jugar, conseguiu duas ou três provas imprecionantes, com Ssuber e Manor não da para pedir mais.

      Curtir

  7. Se o Massa não quiser passar a mesma situação do Barriquello é so reunir o pessoal, agradecer o tempo junto e encerrar a novela, sobre o Riccardo, ele esta na frente mas não esta disputando nada e a Red Bull não é de trabalhar apenas para um piloto, o que deve chatear ele é a velocidade do holandês, ele sabe, jamais ira admitir, como qualquer piloto, que numa condição de igualdade de quebras, ele não estaria a frente.

    Curtir

  8. Sobre a questão de privilégios, os grandes sempre vão lutar nos bastidores para conquistar a preferencia de sua equipe, principalmente quando tem un companheiro de nível, a propria atitude do Riccardo de , no Japão, de ir junto com a equipe depois do abandono, não foi gratuito, mas para lutar pela preferencias, o Verstappen fez isso mais de uma vez, o Vettel costuma fazer isso, é para mostrar, eu estou com vocês. Sobre a Red Bull, pequenos privilégios podem existir, mas a equipe foi criada com a mentalidade de dois carros competitivos, a equipe foi buscar o Verstappen antes da hora porque apesar daquele segundo lugar, o Kyviat não vinha mostrando, desde a pré temporada, condições de andar junto com o Riccardo, como ele fez em 2015.

    Curtir

  9. Que bom que essa injustiça histórica de nunca ter visto Paul ao vivo foi reparada! Ainda mais nessa turnê de 50 anos de Sgt. Pepper’s. Acredito que ainda dê tempo para um repeteco na primeira oportunidade! 😉

    Curtir

  10. Julianne nao torco contra o Massa más, voce deve lembrar que ele dizia para o Barrichello soltar o osso, nao se humillar enfim, agora o que ele está fazendo ? Por que ele nao solta o osso e deixa de ser humilhado?A vida da voltas, o Barrichello sempre foi mais piloto que ele e faziam una festa descabida pro Massa.
    Vc Esteve no México e presenciou a festa que fazem pro Checo e seus idolos até o Gutiérrez foi ovacionado, isso se chama patriotismo algo que os Brasileiros soh demonstram ter qdo saem do país. Que venha o Kubica ou o Kvyat , o tempo do Massa se acabou.

    Curtir

      1. Seria a atitude mais correta, sei que muita gente acredita aquí no Blog que o Massa eh a melhor opcao , mas eu vejo de outra forma, a Williams pagou um salario mais alto para o Massa este ano e no fim ele nao deu o retorno que eles queriam , perderam patrocinadores e o Stroll esta melhor que ele no campeonato, se meu patrao diz claramente que esta buscando opcoes para substituirme e segue considerando outras opcoes eu de verdade nao ficaria, a F1 querendo ou nao , eh um esporte de cabeca , forca mental e duvido que o Massa nao tenha sido afetado pela postura dos seus patroes , ele nao debe estar 100% confiante…enfim…tambem entendería se o Kubica nao quisesse ir , jah que quem esta mandando la eh o $$$ Stroll, nao duvido que o papai Stroll no final meta mais $$$ a pesar de ter dito que nao… ele quer ver seu filho bem…vamos esperar o anuncio do Massa a semana que vem, obrigado por responder.
        FP

        Curtir

      2. E qual é o retorno que eles queriam? A Williams fez algumas coisas inexplicáveis com ele esse ano. O esqueceram na pista durante Virtual Safety Car mais de uma vez, estratégias estapafúrdias e absurdas e até jogo de equipe pro riquinho rolou.

        A Williams o levou pra lá pra duas coisas : auxiliar no desenvolvimento e ser escada do Stroll. O Di Resta entendeu qual é a do papel e já está lá brigando também.

        Curtir

  11. A “estratégia” de tirar o Felipe Massa das primeiras posições tem se repetido, tanto que Stroll já se aproximou na pontuação. Fico imaginando se não fosse o anúncio da aposentadoria no ano passado, do Massa, estaria no lugar do Bottas…

    Curtir

  12. Basta uma olhada no placar entre os companheiros de equipe para ver o banho que Massa deu em Stroll, 15×2, e mesmo assim o cara não entregou desempenho? Se a classificação é o termômetro de velocidade de um piloto, podemos deduzir que Massa não fez feio em seu terreiro.
    Ora, o que não dá para entender é a Williams vender a vaga para Stroll e não cobrar de acordo com o poderio financeiro dele, e, ainda reduzir a grana! Time que a cada ano parece negociar pior suas opções… Massa deveria ir é para a F-E e ser feliz dando uns totós no Nelsinho!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s