Pinta de grande

Motor Racing - Formula One World Championship - Russian Grand Prix - Race Day - Sochi, Russia

Não é qualquer um que chega aos 20 anos e com apenas uma temporada completa a uma equipe tetracampeã mundial. Mas nem a inexperiência, nem a juventude são motivos para duvidar que Daniil Kvyat é o homem certo para formar dupla com Daniel Ricciardo na Red Bull em 2015.

Em primeiro lugar, a escolha do russo para o lugar de Sebastian Vettel mantém a lógica que a empresa austríaca vem mantendo desde que firmou-se na Fórmula 1, procurando seus valores dentro de um caro programa de desenvolvimento – mas talvez não tão caro quanto o salário de um Alonso ou um Hamilton.

Foi assim com Vettel e com o próprio Ricciardo. Enquanto o programa ficou ‘travado’ por Webber e alguns bons valores foram sendo substituídos para ‘fazer a fila andar’, as críticas eram cabíveis, mas as movimentações das últimas duas temporadas deram uma fluidez importante para que a fábrica dê certo, incentivando que está vindo por aí.

A escolha de Kvyat, contudo, é mais que isso: é um voto de confiança e tanto para Ricciardo. Após apenas uma temporada na Red Bull, o australiano poderia ver sua equipe suprindo a saída de Vettel com outro campeão. Promover o russo tem um quê de “Daniel, você é nosso próximo campeão”. Bem diferente da mensagem, por exemplo, que Felipe Massa recebeu da Ferrari quando Kimi Raikkonen foi demitido.

Mas por que promover Kvyat e não seu companheiro mais experiente, Vergne, que deu trabalho a Ricciardo e responde, nesta temporada, por mais de 72% dos pontos da Toro Rosso?

Sem conhecer os bastidores do trabalho dos dois, é difícil cravar, mas dois fatores merecem menção. O estreante é daqueles que chamam a atenção nas vezes em que fui observar os pilotos na pista. Daqueles muito agressivos, que pegam o carro pelo pescoço. Isso nem sempre é produtivo, mas as boas performances de Bottas, Hamilton, Alonso frente a seus companheiros dão o indício de que isso é bom no atual regulamento.

Além disso, é inegável o interesse da Fórmula 1 em explorar o mercado russo, infinitamente mais atraente que o decadente mercado francês – e especialmente da Red Bull, pois se trata de um país em que as vendas de energy e sports drinks cresce a mais de 20%/ano.

É como unir o útil ao agradável. Bom para Ricciardo (pelo menos enquanto Kvyat não chegar chegando, da mesma forma que ele fez com Vettel), os bolsos da Red Bull e para nós, que veremos um piloto que pisa forte em um carro que tem tudo para ir bem em 2015.

12 comentários sobre “Pinta de grande

  1. Vem aí um novo lote de jovens lobos cheios de talento, assim como Kvyat. O Campeão da F 3 Europeia Esteban Ocon causou excelente impressão nos homens da Ferrari, nos testes que acabou de fazer na equipe, em Fiorano, com uma F-10. Veloz desde o início, não cometeu erros e revelou maturidade para segurar as emoções. Pelo que fez até agora parece ter um futuro brilhante na F 1. Tomara que seja logo aproveitado, gosto de quem “chega chegando”. Gente que corre para vencer, com a máxima distância possível para o segundo colocado, sem aguardar infortúnios dos adversários, gente que vai à luta. O que aprecio no automobilismo é a capacidade de um piloto domar as máquinas, a demonstração de habilidade natural pura, traduzida na extrema velocidade em qualquer situação. Pilotos como Peterson, Gilles Villeneuve, Chris Amon não obtiveram títulos, mas habitam corações e mentes. São esses que empolgam, que geram emoções e levantam arquibancadas. E há outros, até ostentando títulos, que habitam apenas os anuários. É a habilidade natural, instintiva, que gera lendas que atravessam os tempos, vide Tazio Nuvolari.

    Curtir

    1. Você viu Aucam? Semana passada foi com o Lotus E20 (650 Km em 2 dias) e esta semana com a Ferrari de 2010, para uma tanda de quase 200 km no circuito de Fiorano, e simplesmente deixou a alta cupula da Ferrada impresionada com a maestria que mandou o rapa. Eu tive a oportunidade de assistir as primeiras carreiras de este ano da F3 (sempre por streaming), e já vi que não era de brincadeira o moleque. As poucas vezes que teve que enfrentar tráfego fez a faena logo de cara e foi embora. O fato de terem subido o Versttapinho para o grande circo, já é medida para Ocon, e ainda tem o ingles Blomqvist que na final arrevatou o segundo lugar ao mimado Horner e plantou cara ao proprio Ocon. Eses treis moleques deram uns pegas impresionantes nas últimas corridas da F3 europeia, e vão se encontrar de novo na F1. Na GP2 tem ainda Marciello, Vandoorme, Evans, Coletti, e companhia que aceleram forte e são arrojados. Na 3.5 R WS tem os dois espanhois, Sainz e Merhi que levaram a batuta nessa categoria que dignifica aceleração pura. Tem muita gente boa precissando subir Aucam, e gente como Massa, Button, Raikkonen, Maldonado, Gutierrez, Sutil, que já devem abrir paso.
      Eu particularmente não jogo muita fé nesse rusinho nem no outro que até esqueci seu nome. Com uma RBR, se bobear em 2015, não passa de ai, a não ser claro, que a intenção del “MasterCheff” seja innudar o mercado ruso de latinhas de energizante. Só essa poderá ser a razão, porque Vergne vem dando uma bela surra no apadrinhado de Horner.
      Sei lá, o que sobra de 2014 é nada. esperemos que descongelem e desengessem a categoria, porque se não, de verdade de nada adianta. Melhor seguir assisitin Ocon e companhia nas categorias de base.

      Curtir

  2. Será que se as outras equipes grandes tivessem uma equipe satélite como a RedBull não seria uma solução para que jovens talentos tivessem sua chance na F1. E ao mesmo tempo uma solução para essa crise atual, já que a política não deve mudar tão cedo.

    Curtir

  3. Puxa, Julianne. Perto do Todt qualquer um é “gente grande”.😉

    Kvyat é realmente talentoso e muito melhor piloto que seu conterrâneo Petrov.

    Com certeza a aposta em Danill tem como objetivo explorar o mercado Russo, como vc diz. A França passa por uma situação econômica terrível e não há o que explorar no mercado francês. Pior pra Vergne.

    Agora, é bom que Kvyat pegue o carro “pelo pescoço” e trate de ganhar muitos pontos e corridas. É isso o que importa no final das contas, ao contrário do que muita gente pensa.

    Helmut Makro está longe de ser um velhinho paciente e bondoso. Na RedBull a fila anda.

    Se não mostrar resultado, o russo vai dançar e não é no Bolshoi.

    Curtir

  4. O que me deixa mais reticente em relação à esses novos talentos é o fato de virem de categorias mais vorazes e instintivas e caindo na F-1, tendo que ser mais rames-rames, kkkk, com os devidos créditos ao amigo Aucam ;-)…em verdade a F-1 tornou-se uma categoria excessivamente eletrônica e estratégica, precisa-se resgatar a Fórmula Indomável de outrora…é contraditório, mas essa Green Formula aliada ao protecionismo as grandes equipes, tem distanciado ainda mais a categoria da realidade. Reitero: a Fórmula Eco Mega Blaster Verde não salvará o mundo, portanto, deveriam deixar a F-1 ser o que sempre foi, um excentricidade!!!

    Curtir

  5. Falando de gente grande, outro que andeve abrindo o bico foi Gerard Berger. Ele simplesmente disse que aposta que a Ferrada apresenta como dupla de 2015, a Alonso e Vettel. Berger é cachorro da casa de Maranello e debe saber das coisas.
    Ao que parece, agora o grande “rilipojas” quer receber, multa rescinsoria, seguro desemprego, vales refeição atrassados e até um bom presente de natal…. Uéh, e não era que tinham chegado num acordo onde “liberavam ele” de cumprir o resto do contrato. Sei não, esse espanhol é mais danado do que tudo mundo imagina.
    Se eu fosse o Matacchi eu diria ao safadão, que quer mesmo que cumpra o contrato, e se não cumprir agora a mafia te esfola. A coisa complicaria muito se o Seb assinou no preacordo que não correria com o filho de oviedo. porque se o alemão não tem problema, ai os dias de Kimi estão contados. De fato o finlandia leva o trofeo vergonha do ano, e ninguem notaria sua ausencia.

    Julianne, se puder e não considerar indelicadeza da minha parte publicar os links, libera meu comentario ai de cima. Port se alguem possa precissar do streaming para ver a corrida deste fimde.

    Curtir

    1. Bom dia Chis, acabo de ver teu comentario e também vi que Julianne liberou os links lá encima. Eu uso mais os dois ultimos: O Drakula e o Sport Lemon.
      É muito facil, porque esses sites são especialistas em streaming de esportes. Tudo em vivo pegando transmições do mundo todo. Para detalhar os de corridas, seleciona a pestanha “Motor”, logo seleciona o evento. Ai se despliegam varios links. Muitas vezes é a mesma transmição de diversas fontes. Nem todos te levam para o video e sim para propaganda. “Não precissa instalar nada”, só debe ter o Flash Payer atualizado. O Drakula, quase sempre tem um link recomendado. Para iniciar vai por esse.
      Geralmente o video esta coberto por uma propaganda e você tem de esperar uns 20 seg antes de fechala com o “X” que tem que achar numa esquininha. Depois é só colocar para ampliar a tela e desfrutar.
      Sim precissa de uma coneção rapita, mas quando eu tinha 1 Mega já daba para pegar bem, ainda que de vez em quando congelava. Esquece da TV a cabo, com o streaming não vai faltar esporte para vc ocupar teu tempo, (Só não arranja encrenca com tua mulher, hehehehe). Experimenta hoje na hora dos treinos, acho que estão pautados para 12:45 e 17:45.
      Os dias de corrida eu assisto no Streaming e coloco a Band FM que o Edney é bem empolgado e tem os comentarios do Ico, mas geralmente eles também não trasmitem Austin. Acho que a Jovem Pam também trasmite a corrida.

      Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s